blog

terça-feira, março 29, 2016

segunda-feira, março 28, 2016

Ainda mais patetices


Podia falar da azia imensa que o crescimento de Renato Sanches está a provocar nos lagartos de serviço (o que eles disseram sobre o abraço que o nosso puto recebeu de um puto vindo das bancadas no jogo da selecção mostra bem que os pobres coitados esverdeados estão num estado mental gravíssimo) mas nem vou pegar nisso. Hoje de manhã, na SIC Notícias, fui presenteado por esta pergunta do pepino Rui Santos que se auto-proclama como defensor da verdade desportiva. Adorei o pormenor de o Benfica aparecer em duas das hipóteses enquanto o seu clube do coração e aquele que realmente mais tem contribuído para este clima de confronto só aparecer numa. O patético pepino já nem procura esconder a cor que veste.

Eles andam de tal maneira que não sei o que acontecerá se tiverem mais uma época a zeros. É surreal.

quinta-feira, março 24, 2016

A patetice continua


E é isto que temos. O Bi Campeão nacional, clube mais titulado do futebol nacional, líder isolado do campeonato nacional copia o modelo do terceiro clube mais titulado, que não é campeão há 14/15 anos, que raramente joga na champions, que não tem qualquer relevo internacional. E eles acreditam.

Aposto que vão dizer que, tal como fizeram para as declarações de João Mário, estas declarações do capitão Adrien são uma manobra do Benfica. Enfim...

quarta-feira, março 23, 2016

Patéticos lagartos


Os pobres lagartos, ainda mal refeitos da desilusão do minuto 92, começaram nestes últimos dias, a encher o facebook com esta imagem reclamando fora de jogo de Jonas no momento em que recebe a bola para o golo que nos deu esta suada e importante vitória.

Sim, um lagarto pegou no Paint e "criou" esta fotografia que está, neste momento, a ser a base dos ataques ao SL Benfica e na defesa da "verdade desportiva". O lagartismo chegou a este ponto. E sim, eles acreditam mesmo no que aqui está exposto. Se o trinca bolotas disser que foi com a mão que Jonas marcou o golo eles irão repetir essa afirmação durante anos e anos. 

O Sporting é isto.

domingo, março 20, 2016

Boavista - SL Benfica: 0-1

Ainda me dá uma coisa.

Vi tudo a passar-me à frente dos olhos, a perda do primeiro lugar, o deixar de depender apenas de nós próprios, a hecatombe anímica, a recepção ao Braga, os jogos com o Bayern, o Marquês sujo de verde. As lágrimas queriam dizer presente tamanha era a tristeza e desilusão que me estava a assolar a mente. Até que...Jonas fez-me acordar toda a vizinhança. Como é bom gritar GOLO. Que loucura. Que alegria. Que alívio!!!

Sim, deixei-me levar pelo pessimismo nos últimos 20 minutos, não vi o Glorioso a conseguir ter o futebol necessário para arrombar a defesa do Boavista e conquistar os preciosos três pontos. Não só não estavamos a conseguir jogar bem mas, pior, estavamos a permitir que o Boavista acreditasse em conseguir algo mais do que um mero empate. Não consigo perceber como é que uma equipa com esta intensidade de jogo está no lugar que está. Jogassem mais vezes assim e a manutenção já estava conquistada há muito. O jogo não entrava, as mexidas de Rui Vitória pouco melhoraram o jogo e, quando já poucos acreditavam Jonas não desperdiça a única bola para golo que teve e enfiou a redondinha dentro da baliza dos axadrezados aumentando a sua contagem para 29 golos e mantendo o SL Benfica líder isolado no campeonato nacional.

Rui Vitória tem tido muito mais dificuldades em gerir lesões e castigos no plantel do que aquelas que merecia nesta sua época de estreia no maior clube do mundo. Tem conseguido encontrar alternativas e não se tem queixado muito mas acho que hoje falhou com a titularidade de Sálvio que se mostrou completamente ineficaz no jogo ofensivo do clube. O argentino em forma é um dos melhores jogadores do SLB e capaz de rasgar defesas como esta sem grande dificuldade mas, neste momento, Sálvio ainda não tem essa capacidade principalmente com ausências de Gaitan sobrando para si a missão de ser o "mágico" da equipa. A entrar na segunda parte teria sido muito útil, a titular ainda falta qualquer coisa. O treinador falhou aí e rapidamente percebeu que tinha de corrigir. Meteu Carcela no seu lugar e a equipa melhorou um pouco mas nada de relevante. Depois foi Talisca e a aposta final do puto Luka Jovic. Aqui se vê bem das limitações com que Rui Vitória tem de lidar.

Sálvio, Semedo, Pizzi, Jimenez estiveram péssimos. Mesmo Jonas falhou em momentos que é raro falhar, felizmente não falhou no momento decisivo. Eliseu lutador. Samaris e Lindelof fortes. Ederson impressionante. Renato com momentos excelentes pincelados com péssimas decisões. 

Mais uma vez a manifesta dualidade de critérios na amostragem de amarelos onde é tão fácil punir os campeões nacionais enquanto se permite quase tudo aos adversários. Uma mão na bola de um boavisteiro dentro da sua área mas bem analisada pelo árbitro uma vez que foi lance casual.

Agora temos tempo de "descanso" por causa das selecções. Infelizmente Jonas terá que fazer uma viagem desgastante que esperemos que seja compensado com a alegria e moral de tal situação. Recuperar Fejsa e Gaitan é fundamental para os jogos que se seguem. Hoje foi um susto do caraças, não repitam. Faltam sete finais, o próximo jogo é contra o Braga, provavelmente o jogo final que os nossos rivais esperam que percamos pontos. Que se lixe o Bayern, o próximo jogo na Luz é o mais importante da história recente do Sport Lisboa e Benfica. É para ganhar!!!!



sexta-feira, março 18, 2016

Calhou o Bayern

Era quase impossível o SL Benfica ter um sorteio favorável nestes quartos de final mas, bolas, não havia necessidade de ser assim tão mau. Pior mesmo só calhando o Barcelona...

O próximo adversário do SL Benfica, na Champions League, é o poderoso Bayern Munchen de Guardiola. Para "ajudar" a primeira mão é na Alemanha o que pode impedir casa cheia na Luz na segunda mão. Há que ser realista, a probabilidade de sermos eliminados da competição com números pesados é muito grande. Ao menos que a primeira mão fosse na Luz o que nos garantia, logo, uma belíssima receita de assistência. 

O sorteio é o que é. Agora é encarar os alemães sem medo. Acima de tudo, o grande desafio de Rui Vitória, é conseguir que, aconteça o que acontecer nesta eliminatória, não existam repercussões negativas para o campeonato nacional. Se isso for conseguido então só teremos que nos orgulhar deste trajecto fantástico do Sport Lisboa e Benfica na edição deste ano da Champions.

quinta-feira, março 17, 2016

Nos Quartos com...



Aí estão os sete clubes que terão a honra de acompanhar o maior clube do mundo nos quartos de final da Champions League 2015/16. 

FC Barcelona, Bayern Munchen, Real Madrid, PSG, Atlético de Madrid, Manchester City e Wolfsburgo são, juntamente com o Glorioso SL Benfica, os nomes que estarão nas bolinhas no sorteio de amanhã. Sorteio esse que será, complicado para quase todos os clubes envolvidos. Não há qualquer ilusão, SL Benfica e Wolfsburgo serão os clubes mais apetecíveis para os restantes envolvidos no sorteio. Não tenho qualquer problema com essa realidade. Só somos apetecíveis porque estamos lá.

Se tivesse voto na matéria escolhia o Manchester City como adversário do Glorioso. É uma equipa que permite-me manter o sonho de seguir em frente na competição ao mesmo tempo que não choca uma eliminação perante o poderio financeiro que o clube da cidade de Manchester dispôe. Têm um excelente leque de jogadores mas como equipa não são tão fortes como podiam ser e, por isso, podem ser vulneráveis ao poder ofensivo do bi campeão nacional. Naturalmente o Wolfsburgo também seria muito bem vindo ao Estádio da Luz. Quem eu não quero mesmo são Barcelona e Bayern. Duas equipas de topo, fabulosas com o "problema" de serem insanciáveis. Se estiverem naqueles dias sim marcam 3 ou 4 golos e não param. Temo o pior. Real Madrid e PSG são fortíssimos mas têm debilidades que poderão permitir que o SL Benfica escape a uma goleada. O Atlético é nosso conhecido, tem uma intensidade de jogo muito forte, demasiado forte para nós mas neste momento somos mais equipa do que quando nos defrontámos na fase de grupos. Num bom dia do SL Benfica podemos ser felizes contra eles.

Que os deuses do sorteio estejam do nosso lado.

Bayern - Real Madrid
Barcelona - PSG
Benfica - Manchester City
Atlético Madrid - Wolfsburgo

quarta-feira, março 16, 2016

Fora de jogo de 10 metros


Como não podem falar de ter sido, mais uma vez, anulado, sabe-se lá porque motivo, um golo limpo ao SL Benfica marcado por Mitroglou, os antis ontem encheram as redes sociais com este surreal fora de jogo não assinalado ao mesmo jogador do Glorioso. Um vergonhoso fora de jogo de 10 metros (ou mais) que o fiscal de linha, inacreditavelmente, deixou passar. A prova final que o SL Benfica domina isto tudo.

O problema é que:


Isso mesmo meus caros, não há violação da lei do fora de jogo na marcação de um pontapé de baliza. Os antis deparam-se sempre com este problema, as leis de jogo e a verdade desportiva são um obstáculo com que eles se deparam sempre que atacam o Enorme. Os ataques ao SL Benfica são sempre assim, desde Calabote onde o campeão foi o clube azul à conta de uma roubalheira descarada ou o jogo com o Estoril no Algarve em que o Glorioso é obrigado a fazer 600 kms desnecessários ou ainda vídeos no Youtube a reclamar faltas que foram assinaladas e os jogadores punidos pelas mesmas. É isto a vida dos antis. É isto que têm para atacar o maior clube do mundo.

A quantidade de páginas afectas aos pepinos que usou esta foto e gritou palavras de ordem contra o Glorioso mostra bem o que eles são, o que eles valem, o que eles percebem. Zero. Um zero absoluto. 

segunda-feira, março 14, 2016

SL Benfica - Tondela: 4-1

No lugar devido.

Regresso à luz depois de duas deslocações a terrenos complicados com preciosas vitórias. Regresso a casa, numa fria segunda feira à noite, saudada por mais de 51 mil benfiquistas. É este o colinho que os irrita, é esta grandeza que os mata de inveja. Temos pena.

Jogo que podia ser complicado. O desgaste da jornada europeia, a pressão de defender o primeiro lugar isolado pela primeira vez, um adversário desesperado por pontos, todos os ingredientes para um dissabor mas o bi campeão nacional não adormeceu e foi, desde cedo, à procura do golo e da vitória. Sem Renato Sanches foi Talisca o motor do meio campo e a diferença é abissal no ritmo e intensidade que o brasileiro coloca a menos do que o puto Sanches mas isso não impediu o Benfica de estar sempre por cima. Finalmente o SLB marca através da marcação de um canto com Jardel a fuzilar a baliza com uma cabeçada fulminante. Se pensavamos que o mais difícil estava feito a verdade é que o Tondela reagiu muito bem ao golo, talvez a melhor reacção que vi na Luz, e deu muito trabalho à nossa defesa. Felizmente, numa brilhante jogada colectiva com Gaitan e Jonas a espalharem magia o goleador brasileiro marca o segundo do Glorioso e o primeiro da sua contagem pessoal. Estava dada a tranquilidade à equipa e, sentia-se, que esta vitória já não fugia.

Na segunda parte Rui Vitória mexeu cedo com Sálvio para o lugar de Talisca, indo Pizzi para o meio mas rapidamente teve que voltar a mexer pois Gaitan pediu para sair devido a lesão e minutos depois foi Fejsa. Entraram Guedes e Samaris para os seus lugares. Excelentes minutos de Sálvio em campo a dar o repentismo que o Benfica precisava naquela fase do jogo e foi com naturalidade que Jonas bisa e o Glorioso acaba com qualquer pretensão do Tondela em ainda entrar no jogo. Num disparate da defesa adversário Mitroglou ganha a bola e faz também ele o gostinho ao pé.

Não foi um jogo de encher o olho mas foi um jogo à campeão, depois de dois jogos muito intensos. Ederson e Lindelof com uma calma a jogar que parecem veteranos. Jardel e Eliseu os patrões da defesa tão jovem. Nelson Semedo a recuperar forma e confiança. Fejsa em forma é craque. Talisca com momentos de 8 ou 80 no que ao passe diz respeito. Pizzi e Mitro lutadores e Gaitan e Jonas os mágicos da equipa. Sálvio entrou muito bem, com pormenores que encantam o público e que permitem ganhar confiança a quem esteve tanto tempo afastado. Samaris a cumprir. Guedes entrou bem, aguerrido mas tem um disparate pegado que origina o contra ataque que deu o golo ao Tondela. Ganhar 4-1, recuperar a liderança, e sair a refilar da Luz por causa do golo sofrido aos 90 minutos. Exigência benfiquista não perdoa!

Dois golos anulados ao SLB por possível fora de jogo. Amarelo implacável a Jardel e benevolência às sucessivas faltas dos jogadores do Tondela. O SL Benfica controla isto tudo, sem dúvida.

Uma final vencida. Faltam oito. Muito jogo e muitos pontos em disputa. Manter esta humildade e concentração. Jogo a jogo.

PS: Júlio César, descansa que nem a lagartada sabe quem é o Inácio.

quarta-feira, março 09, 2016

Zénit - SL Benfica: 1-2

Normal.

Quem diria, nos primeiros tempos desta época, que a segunda mão dos oitavos de final da Champions seria um dos jogos mais tranquilos do SL Benfica que ía assistir? Estava perfeitamente descansado para este jogo e o excelente primeiro tempo do bi campeão nacional ainda mais me tranquilizou em relação ao que o jogo podia dar. O meu "medo" passava apenas por uma derrota volumosa e a entrada à campeão do Glorioso mostrou-me, rapidamente, que isso não ía acontecer. A partir daí, o que viesse seria sempre "lucro". Claro que não quero perder mas sei perfeitamente que o que o Benfica já tinha atingido nesta Champions era mais que suficiente para carimbar como uma prestação positiva. Rui Vitória e os mágicos que envergaram o Manto Sagrado quiseram mais e qualificaram a equipa, de forma brilhante, para os quartos de final. Receita recorde para o clube e mais uma eliminatória para sonhar.

Rui Vitória, mais uma vez, não poupou ninguém. Entrou para ganhar e mostrou isso com um onze com Jonas, Pizzi, Gaitan e Mitroglou, o habitual quarteto ofensivo. Não há descanso, não há rotação. É carregar para cima deles. As mexidas ficaram-se pelas "obrigatórias" com Samaris a central pela ausência de todos os centrais disponíveis e Semedo na lateral direita no lugar do castigado André Almeida. E todos cumpriram, todos. Uma entrada forte e atrevida do SLB que terá apanhado o Zénit desprevenido permitiu a que nunca o clube russo fosse capaz de pressionar a equipa da Luz como se poderia esperar. O jogo aberto, disputado ora numa área ora noutra apesar de poucos lances de perigo de parte a parte. Benfica a gerir e controlar o jogo com muita qualidade e inteligência. Na segunda parte o jogo começou igual mas, naturalmente, com o passar do tempo o Zénit teve que pressionar mais e num lance fortuito consegue marcar por Hulk. Temia-se uma forte pressão dos russos mas o Glorioso respondeu à campeão, não se encolheu, carregou forte e de forma totalmente merecida marcou dois golos trazendo uma saborosa vitória e o bilhete para os quartos de final.

Não vale a pena individualizar. Foi uma belíssima exibição do colectivo bem pincelada por pormenores individuais de quase todos os jogadores. Excelente. Parabéns bravos.

Árbitro ligeiramente caseiro na segunda parte. Parece-me óbvia a falta sobre Nelson Semedo no lance do golo do Zénit. Não chegou para nos derrotar.

Agora é desejar um pouco de sorte no sorteio, não calhar um dos três tubarões (Real, Barça e Bayern) e sonhar porque por enquanto sonhar não paga imposto.

É tudo muito bonito mas o que me interessa é o jogo com o Tondela. É por esse que estou nervoso, é esse que quero ganhar, é esse que não podemos falhar.

Jogo a jogo.

CARREGA BENFICA!!!




segunda-feira, março 07, 2016

Nove finais


No quadro acima estão as nove finais que faltam aos três clubes com reais possibilidades de se sagrarem campeões nacionais. Entre essas finais temos um jogo que envolve dois dos três clubes em disputa pelo troféu sendo o SL Benfica o beneficiado com a respectiva perda de pontos nesse clássico.

Depois de conquistada a liderança o Bi campeão tem agora duas jornadas que, teoricamente, serão mais calmas. Recebe já o Tondela na Luz na próxima segunda feira e depois desloca-se ao Bessa, já com Renato Sanches disponível. O terceiro jogo desta ronda de finais será um dos mais importantes e, talvez, o mais complicado recebendo na Luz o Sp. Braga que está numa fase muito boa, com muita confiança e qualidade de jogo. Três vitórias seguidas irão, definitivamente, colocar o Glorioso no caminho certo para o 35. Seguem-se mais dois jogos de grau de dificuldade menor, Briosa em Coimbra e Setúbal na Luz voltando depois a ter uma deslocação difícil a Vila do Conde com o sempre perigoso Rio Ave. As três finais que faltam serão onde tudo será decidido. O Benfica jogará em casa por duas vezes primeiro com o Vitória de Guimarães e no final do campeonato com o Nacional. Entre estes jogos irá ao Funchal defrontar o Marítimo. Se tudo correr como desejamos e o Glorioso conseguir uma série de 6 vitórias seguidas a começar com o Tondela, acredito que a festa poderá ser feita em casa com o Guimarães ou na jornada seguinte na Madeira. Mas, para isso, temos de ganhar todos os jogos. E para ganharmos todos os jogos teremos que nos manter concentrados, humildes, dedicados, como até agora. Fizemos o mais difícil que foi recuperar 7 pontos de desvantagem e ultrapassar dois adversários directos na luta pelo título. Agora, jogo a jogo, final a final.

O Sporting se tiver ficado afectado pela derrota caseira com o Glorioso poderá perder pontos rapidamente. No Estoril seria perfeito e, acredito, se tal acontecer prevejo uma recta final de campeonato muito complicada (mas inteiramente justa) para as cores verdes. Sinceramente não acredito muito em perda de pontos na Amoreira mas nos jogos seguintes com Arouca, Belenenses e Marítimo tudo pode acontecer. E, claro, o clássico no Dragão. A visita a Braga pode já não ser decisiva e de certeza que o Sporting local estará totalmente concentrado no Jamor pelo que não dou grande importância a esta deslocação.

Com o Porto tudo pode acontecer em qualquer jogo. Estão num caos desportivo como raras vezes foi visto nestes últimos 30 anos. Não consigo ainda acreditar que perdemos o jogo com eles. Teoricamente também têm jogos menos complicados até à recepção ao Sporting mas, a jogar como estão, qualquer ida ao Bonfim ou a Paços de Ferreira poderá trazer dissabores. Conto que ainda acreditem no segundo lugar e consequente apuramento para a Champions de forma a complicarem a vida ao Sporting, caso seja necessário para as nossas cores.

Não esquecer que, pelo meio, o SL Benfica ainda jogará, pelo menos, mais um jogo de Champions e a meia final da Taça da Liga com o Sp. Braga na Luz. Espera-se, por isso, mais um jogo, a final da Taça da Liga. Se não recuperarmos boa parte dos jogadores lesionados para esta recta final admito um forte acréscimo de dificuldades para a gestão física do plantel.

sábado, março 05, 2016

Sporting - SL Benfica: 0-1

Líderes!!!

Finalmente o SL Benfica está no seu devido lugar, líder isolado do campeonato nacional e a lutar pelo 35º título de campeão e o ambicionado tri campeonato. Fruto de uma excelente e importante vitória no terreno do arqui rival. Dois modelos muito semelhantes defrontaram-se num relvado que devia envergonhar quem se apelida de maior potência desportiva nacional. Dois modelos que encaixaram um no outro onde a diferença foi feita pela qualidade individual dos jogadores onde Jonas, Gaitan e Renato foram peça fundamental na vitória. Se é verdade que o Sporting teve mais bola e o Benfica abusou um pouco do futebol directo também é verdade que a intensidade que Renato deu ao meio campo levou o Benfica às costas e nunca foi parado pelos adversários. Foi um jogo muito emotivo mas não tem bem jogado quanto isso. 

Muito se criticou a defesa do Benfica e o processo defensivo mas hoje, contra a referenciada como a melhor equipa, não deu abébias. Aquele lance do Ruiz foi o único relevante ao longo do jogo o que revela muito bem do acerto da defesa. Ederson, substituir o Imperador logo num jogo tão importante como este, a dizer presente sempre que foi preciso. Mais uma vez o Benfica começa muito bem o jogo e, felizmente, marca golo que permitiu conquistar os três pontos. Boa reacção do Sporting mas sem causar grande perigo. Excelente Rui Vitória a mexer na equipa, no momento e pedras certas.

Lindelof esteve perfeito muito bem acompanhado por Jardel e Eliseu. Não gostei tanto de Almeida que teve momentos bons mas outros péssimos. Samaris e Renato fortíssimos no meio campo e o puto, quando aprender a soltar a bola no momento certo, será, claramente, um caso sério. Pizzi terá sido o jogador do bi campeão com exibição mais fraca. Inexistente ofensivamente e pouco ou nada eficaz defensivamente. Já Jonas mostrou, mais uma vez, que é muito mais do que golos. Mitro mostrou que tem muito golo e muita raça. Gaitan o mágico que a equipa recorrer à espera de momento de inspiração que resolva o jogo. Jimenez, Fejsa e Sálvio entraram e mantiveram a qualidade do colectivo, o espírito de entre-ajuda na luta pela vitória.

Mais valor tem esta vitória quando rapidamente se viu o que pretendia Soares Dias. Aos dois minutos já temos uma falta não assinalada sobre Jonas que daria expulsão a William Carvalho e outra sobre Gaitan que se esgueirava para a área dos Sporting. Coates fez faltas atrás de faltas, algumas delas a cortar lances de ataque rápido. O árbitro apenas avisava. Primeiro amarelo do jogo? Para o Benfica claro, para Jonas. O segundo? Para o Benfica claro. O costume. A Sporttv bem tentou encontrar penaltys a favor do Sporting mas nem assim. 

Nada está ganho. Faltam nove finais e temos de estar atentos até porque a sorte tem sido muito madrasta com lesões atrás de lesões. Acredito que o impacto emocional desta vitória será muito importante para o resto da época e, espero, o Sporting irá acusar a pressão. Se o Porto amanhã ganhar teremos uma recta final duríssima. Depois de tanta luta e empenho para conquistar este merecido primeiro lugar temos que o segurar até ao fim.

Chegou a hora. Rumo ao 35!!!

CARREGA BENFICA!!!

quinta-feira, março 03, 2016

Derby decisivo


Desde o famoso "foi com a mão, foi com a mão" da época 2004/05 que não tínhamos um derby decisivo para as contas finais do campeonato. Não tenho grandes dúvidas: se houver um vencedor do derby de sábado, estará encontrado o campeão nacional 2015/16 por muito que digam que faltam muitos jogos e pontos por disputar. Quem sair vencedor ganhará uma confiança tremenda para a recta final enquanto que quem perder entrará num declínio que muito provavelmente significará um terceiro lugar na classificação final. 

Por tudo e mais alguma coisa quero que seja o SL Benfica esse vencedor e entre na rota final para o ambicionado tri campeonato. A diferença de um ponto a separar as equipas permite encarar um empate como um resultado bastante positivo para as nossas cores. Sair de Alvalade com um ponto a separar-nos da liderança permitirá manter toda a pressão em cima do Sporting que nota-se não saber lidar bem com ela e com o calendário mais apertado que tem será uma questão de tempo até perder mais pontos (ao mesmo tempo que recoloca o Porto na luta pelo título que será mais um elemento de pressão e aumenta a importância do jogo Porto-Sporting nas últimas jornadas). Obviamente que cabe o Glorioso não perder mais pontos até ao final.

Uma vitória do Bi Campeão afasta definitivamente certos fantasmas, coloca-nos isolados na liderança e com um ímpeto exibicional e vitorioso que, então sim, permite acreditar na conquista do campeonato. A equipa e Rui Vitória precisam desta vitória. 

Mas não será nada fácil. A pressão sobre os árbitros feita pelo Sporting ultrapassa todos os limites conhecidos, nem o Porto, nos anos mais negros da sua história, teve este comportamento tão obsceno. O árbitro escolhido é o Soares Dias que, entre milhentos exemplos, tem isto para mostrar:


Estarão em Alvalade cerca de 3000 mil bravos que transformarão aquela espécie de estádio num mini Estádio da Luz, apoio não irá faltar a quem enverga o Manto Sagrado. Que os façam regressar a casa a festejar. Que nos façam felizes. Que nos dêem o 35!