blog

segunda-feira, dezembro 31, 2007

FELIZ ANO NOVO 2008

O Mágico SLB deseja a todos os seus leitores e amigos um fantástico ano novo.

quinta-feira, dezembro 27, 2007

Soltas #46

Depois das rabanadas e das prendinhas regressemos ao que importa:

- Começam a ser visíveis os ajustes no plantel do Benfica. Bergessio admitiu que foi dispensado pelo treinador e agora Miguelito prepara-se para se mudar, em definitivo, para Braga. Infelizmente não mostrou no Benfica as qualidades que o apontaram como o melhor lateral esquerdo português (algo que estamos muito habituados). Fala-se do interesse forte de um clube francês em Zoro o que também seria bom para o plantel e para a tesouraria do clube. Coentrão foi para o Nacional.

- Camacho insiste em Soldado. Espero que tanta insistência valha a pena. Acho muito dinheiro e muita conversa para um jogador com pouco relevo em Espanha e que raramente joga no Real Madrid. Camacho costuma acertar nas contratações que faz e é isso que me faz ter algum alento nesta insistência do espanhol.

- Os jornais adoram estas novelas e o Benfica teima em dar motivos para os novos episódios. Agora foi Léo que foi proibido de ficar mais tempo no Brasil para assistir à operação do pai. Esta atitude do Benfica é, claramente, para marcar posição. O tempo nos mostrará qual será essa posição.

- Interessante a continuada conversa sobre clubes interessados em Diego Souza, dispostos a pagar valores bem razoáveis. Um jogador que pouco jogou no nosso clube e cuja cotação não para de subir. Pode ser que um dia se perceba tudo o que se passou com este jogador.

- “Estou num lugar onde realmente sou desejado e sou bem tratado. Os meus companheiros aceitaram-me e encontrei treinadores que conseguem obter o melhor de mim. Tem sido uma bênção” - Freddy Adu. A jovem estrela americana continua a mostrar uma humildade pouco vulgar a quem tem imensa fama. Os alicerces para um grande jogador de futebol estão criados. Mais minutos para 2008 é o que eu peço a Camacho para Adu.

- Cristiano Ronaldo continua a marcar golos e a jogar à brava. Só dá vontade de rir quando me lembro da justificação dada por Pelé para Ronaldo não ter sido eleito o melhor do mundo :" marca poucos golos"....

- Afinal campeão invicto continuam a ser apenas o maior. Pontapés na cabeça, pontapés na boca, cotoveladas, tudo é permitido, mas Binya lá levou o 5º amarelo, portanto está tudo bem. Entretanto as habituais confusões das férias de Natal lá começaram no sitio do costume.

- Os corruptos sofreram as primeiras derrotas em Tribunal. Num país a sério seria motivo para estarmos confiantes num fecho positivo desta pouca vergonha mas estamos em Portugal por isso, até ao fim, será sempre a desconfiar. Mas dá para ter algum alento saber que os corruptos passaram um Natal aziado...

- Ferreira Queimado, 1913-2007, descanse em paz.

domingo, dezembro 23, 2007

F E L I Z N A T A L

O Mágico SLB deseja a todos os seus leitores e amigos e respectivas famílias um Feliz Natal.

sexta-feira, dezembro 21, 2007

Sorteio da Uefa

Benfica - Nuremberga

Primeira mão - 13/14 de Fevereiro
Segunda mão - 21 de Fevereiro

Em caso de vencermos esta eliminatória jogaremos com o vencedor do jogo:

AEK Atenas - Getafe

Primeira mão - 6 de Março
Segunda mão - 12/13 de Março

Foi um sorteio bastante agradável onde as hipóteses do Benfica chegar aos quartos de final da Taça Uefa são muito fortes. Cabe à equipa fazer o resto.

quinta-feira, dezembro 20, 2007

SL Benfica - E.Amadora: 3-0

No último jogo do ano o Benfica despede-se de 2007 com uma vitória mas sem convencer totalmente os exigentes adeptos benfiquistas.

No jogo desta noite viu-se "dois" Benficas, um pálido e sem ideias na primeira parte, outro rápido e objectivo na segunda parte. Camacho apostou no 11 que perdeu com o Belém apenas com Binya a titular por lesão de Petit e a coisa não correu bem. O meio campo demasiado lento e estástico onde apenas Rui Costa conseguia colocar a bola no chão e procurava alimentar os seus colegas de ataque. O Benfica da primeira parte foi um Benfica sem ideias onde mais uma vez não se vislumbrou qualquer táctica de conjunto, era tudo fruto da inspiração individual e de muito coração que, invariavelmente, acabava sem resultados. O Estrela procurava aproveitar o nervoso do Benfica e em contra-ataque punha a defesa benfiquista em sentido mas, objectivamente, não chegou a assustar Quim.

Na segunda parte Camacho surpreendeu tirando Nélson e Rui Costa metendo, como habitualmente, Di Maria e Nuno Gomes. Foi um risco pois era o Maestro o único que conseguia transportar a bola com cabeça e sem ele a equipa é um deserto de ideias. Mas, felizmente para o Benfica, Di Maria entrou muito bem, muito rápido e dinâmico, e com isso o Benfica passou a jogar de forma mais directa, com rápidos lançamentos para as alas que rasgavam a defesa adversária. Binya tomou conta do meio campo e Cardozo passou a ter companhia mais próxima. Foi totalmente diferente da primeira parte com o Benfica agora a pressionar bastante num futebol mais apoiado onde os golos teriam que surgir mais cedo ou mais tarde. E num lance que começa a ser típico no Benfica, Binya assiste Rodriguez num lançamento lateral para o primeiro golo do Benfica. O mais dificil estava feito e a partir daí foi apenas a consequência natural da acalmia que um golo fornece. Cardozo molha a sopa de penalty e Nuno Gomes marca o seu sexto golo na liga após boa jogada de ataque.

Gostei muito de Cardozo hoje que lutou de forma brava contra os centrais adversários, ganhou muitas bolas, ajudou a defender, teve lances de ponta de lança, o passe para Di Maria é muito bom e só foi pena falhar aquele golo feito mesmo no finalzinho do jogo. Teria sido uma exibição soberba. David Luiz esteve fortíssimo, Rodriguez melhorou muito na segunda parte. Curiosamente acho que os melhores do Benfica na primeira parte foram Rui Costa e Nélson...Di Maria entrou muito bem, rápido nas transições, boas decisões nos passes, olhos na baliza sem perder de vista os colegas melhor colocados, Binya esteve muitíssimo bem nas tarefas defensivas e com pormenores ofensivos bastante interessantes, merecia aquele golão. Um jogo limpinho onde a primeira falta que lhe foi assinalada foi aos 40 minutos e mal ajuizada pelo árbitro da partida. Triste ver a figurinha do Ndiaye estendido no chão apesar de Binya nem lhe ter tocado.

Uma vitória folgada e justa mas que não esconde os problemas do Benfica: não há fio de jogo na equipa, o meio campo é incapaz de construi jogo onde apenas Rui Costa é capaz de transportar a bola e para isso tem que recuar deixando desamparado Cardozo. Esta táctica não funciona e é tempo de Camacho perceber isso. Com estes jogadores não é esta a melhor solução. O 442 da segunda parte consegue disfarçar essas lacunas quando funciona com a rapidez que hoje demonstrou nas transições ofensivas pelas alas e com um Cardozo mais acompanhado a ganhar as bolas para os colegas. Que estas férias tragam serenidade à equipa e a Camacho.

O árbitro esteve razoavelmente bem. Continua a "perseguição" a Binya mas o camaronês vai respondendo muito bem. Quando vi Maurício entrar com o pé quase à altura da cabeça de Rui Costa e o árbitro nada assinalar logo após um canto claríssimo a nosso favor ser transformado em pontapé de baliza pensei que ía ser uma noite daquelas. Felizmente não foi e assistiu-se a uma arbitragem decente. Coerente nos amarelos, perfeito no penalty, não fossem duas ou três faltas mal assinaladas no meio campo e tinha sido um luxo de arbitragem para a nossa ligazita. Que seja sempre assim.

Esta equipa tem imenso potencial, há jogadores de elevado nível. Um ou outro ajuste no plantel e opções correctas de Camacho e podemos ter uma boa segunda parte de época. Um campeonato honrado até ao fim e o tudo por tudo nas restantes competições. Temos todas as condições para isso. É hora de ser a equipa a puxar pelo público.

PS: Nuremberga, Fiorentina, Spartak Moscovo, Tottenham, Panathinaikos, Basel, Helsingborg são os possíveis adversários do Benfica para o sorteio de amanha para a Taça Uefa. Italianos, russos e ingleses dispenso...

Como seria de esperar...

"Gilberto exige 1,5 milhões de euros"

Eu sei que mais cedo ou mais tarde a SAD emitirá um comunicado a dizer que nunca esteve interessado no jogador Gilberto mas o que eu venho a dizer a alguns dias é isto mesmo: um titular da selecção brasileira a jogar num clube médio da Alemanha é tudo menos um jogador barato. E é um jogador já com 31 anos.

Léo é um jogador que nunca pôs em causa o clube, que sempre honrou os seus compromissos, mesmo quando sofreu problemas familiares gravíssimos, sempre foi profissional e, a cereja no topo, um jogador de eleição. Por tudo o que conhecemos de Léo ele não teria problemas em admitir que era hora de partir para o Brasil. Justificações reais e compreensíveis não lhe faltam, mas ele sempre falou em querer ficar e nunca, ao contrário de muitos, pressionou a Direcção. É ouvir as declarações de Léo sobre o assunto e facilmente concordarão comigo.

Eu acho que honestidade e frontalidade continuam a ser as melhores opções. Se é opção táctica de Camacho, porque tem preferência por laterais altos, que se assuma. Assim, desta forma, fica a ideia que outros interesses estão a falar mais alto. Exigimos respeito dos jogadores pelo manto sagrado é bom que respeitemos que sempre o dignificou!!!

quarta-feira, dezembro 19, 2007

National Geographic dos 3 grandes



Negociações falhadas?

Segundo parece Luis Filipe Vieira regressou das américas de mãos a abanar. A contratação do desejado César Delgado não terá visto fumo branco.

Os do contra rapidamente dirão que foi "mais uma contratação falhada do Benfica", os a favor dirão que "nunca o Benfica esteve interessado no jogador, é tudo invenção dos jornais", eu acho que no meio está a verdade e digo "o Benfica tentou e não conseguiu" o que é uma situação perfeitamente normal no mundo do futebol. Só quando é que é o Benfica é que uma contratação assume proporções desmedidas. Clubes tentarem contratar jogadores e a não conseguir é o mais frequente de acontecer no mundo do futebol, não há que temer essas consequências nem sequer fazer disso um estigma.

César Delgado tem 26 anos e está em fim de contrato. Passou de "com esta idade se fosse bom já estava na Europa" para ser cobiçado por vários clubes europeus para acabar em "queriam um gajo destes não queriam? Vocês estão tesos pá". O Benfica terá oferecido um valor que considerou justo de acordo com as suas possibilidades financeiras, o jogador falou inclusivê na boa parceria que podia fazer com Cardozo, aparece o Lyon que oferece o dobro do que o Benfica oferece. Ou igualamos a oferta ou desistimos. Simples. Não há cá razão para grandes esquemas nem novelas. O jogador ontem assume estar quase no Lyon. Siga. A vida continua.

Podemos discutir é se foi uma negociação realista. O Benfica pode fazer uma oferta pelo Kaká que todos sabemos que nunca seria concretizada. Será que foi isso que se passou aqui? Segundo os números que vieram a público o Benfica terá oferecido 3 milhões de euros por um jogador que joga no campeonato mexicano, com 26 anos e em fim de contrato. Parece-me, sinceramente, uma boa oferta e perfeitamente realista. Mas não deixa de ser engraçado ler os jornais ontem onde, mais uma vez, uns dizem uma coisa outros dizem outra. Admito, fiquei com "água na boca" com este jogador. Mas a conversa dele sobre o Lyon deixou claro, para mim, que é para França que ele vai.

Só espero é que agora o Benfica não vá buscar um refugo qualquer, à pressa, para compensar...

PS1: Com jogos ao sábado e domingo porque raio joga o Benfica na quinta feira?

PS2: Interessante como os jogadores "roubados" ao Benfica no último defesa que tantas páginas encheram começam a ser despachados para clubes menores emprestados....

segunda-feira, dezembro 17, 2007

Era só o que faltava....

"O Benfica poderá mudar de emblema dentro em breve. Segundo o Briefing, o clube terá consultado pelo menos três agências no sentido de analisar propostas para modernizar o seu símbolo. A referida fonte explica que a consulta surge depois de o Benfica ter conduzido um estudo de mercado que visava avaliar o que mais valorizam os adeptos do clube no seu logótipo. De qualquer forma, o clube da Luz pode voltar atrás com esta pretensão, ainda que esta seja uma prática de vários clubes estrangeiros de topo."

É este o Simbolo do Sport Lisboa e Benfica e mais nada!!!


sábado, dezembro 15, 2007

Belenenses - SL Benfica: 1-0

Perdido e bem perdido é o que me apraz dizer sobre o jogo do Benfica esta noite. E acrescentar um "bem feita" para Vieira e todos os seus acérrimos defensores também não me falta vontade é certo. Já cansa o discurso da reabilitação financeira, que estamos no bom caminho, que temos dinheiro para dar e vender e depois, no concrecto, não vemos nada na defesa da equipa e do grupo de trabalho.

Afazeres vários impediram-me de cumprir a tradição de ir ver o Glorioso ao Restelo. É sempre um jogo diferente que gosto de ver ao vivo, infelizmente desta vez não pode acontecer e, pelos mesmos motivos, a primeira parte foi vista um pouco aos repelões. Mas uma coisa foi óbvia: nunca controlámos o meio campo. E quando isso acontece contra uma boa equipa como o Belém muito dificilmente se obtém a vitória. Um meio campo composto por Petit, Rui Costa e Katsoranis é, notoriamente, macio demais, não tem capacidade de pressão. E mais uma vez se comprovou que quando o Benfica à Camacho não aparece ou não chega para as encomendas não há plano B. Camacho é um líder, defende os jogadores, aposta sem medos nos miudos, não tem vacas sagradas mas é um zero tacticamente. Quando a raça que incute às equipas não chega e os jogadores não conseguem resolver numa jogada individual escusamos de esperar um golpe vindo do banco porque ele, simplesmente, não vem. Ora jogamos em 433 ora jogamos em 442, cada jogo sua sentença. Vencemos tranquilamente a Briosa e a seguir muda-se a táctica da equipa novamente. As substituições são sempre as mesmas seja qual for o resultado, seja qual for o rendimento dos que entram. Cada vez mais me convenço que o Nuno Gomes ou é titular ao lado de Cardozo ou então não deve jogar. Não traz alma à equipa quando entra com o jogo a decorrer, coisa que Adu faz sempre. O pequeno americano em poucos minutos consegue mexer na equipa, consegue ter bola e criar espaços e/ou oportunidades. Di Maria não entrou mal mas também não trouxe nada de relevante....Porquê é que não entra o Adu primeiro?

Mas mais grave do que isso é ver o Benfica fazer os últimos 25 minutos de jogo a despejar bolas lá para a frente, é inconcebível que uma equipa que pretende ser campeã faça do "pontapé para a frente" a sua primeira opção de construção de jogo. É despejar bolas lá para a frente e esperar que o desgraçado do Cardozo ganhe as bolas, que as controle e marque golos. Claro que depois, quando ele não os faz, lá vêm as críticas sobre a sua qualidade. Hoje teve duas oportunidades, uma num remate já meio tosco obriga o guarda redes azul a uma boa defesa e na outra faz golo invalidado por fora de jogo. Não me posso queixar. Queixo-me sim é de quem faz uma táctica de jogo que não cria bolas jogáveis para que Tacuara possa facturar mais vezes. Tem 35 anos mas continua um senhor a todos os níveis, quando ele consegue meter a bola no chão o jogo do Benfica é logo outro mas não pode ser Rui Costa a resolver todos os problemas do Benfica, os colegas têm que participar e isso não hoje não aconteceu.

Muitos pedem paciência para que o espanhol tenha tempo para mostrar todo o seu trabalho, é algo com o qual concordo em absoluto mas custa-me ver erros tão óbvios e tão básicos serem constantemente cometidos. Camacho deve continuar, mais que não seja para voltar a criar aquele espírito de grupo e de união que tão sabiamente Trapp soube aproveitar, mas sei que quando for preciso dedo do líder para ganhar um jogo nada irá acontecer. Não posso admitir que o Benfica não consiga ganhar o meio campo e Camacho nada fazer em relação a isso e sou capaz de apostar que para o próximo jogo irá, novamente, mexer na táctica da equipa.

A arbitragem não me pareceu má de todo, dois lances mais problemáticos pareceram-me bem ajuizados: Na primeira parte um jogador do Belém cai dentro da área mas não vi falta de David Luiz e, mesmo que tenha existido, seria fora, mas, repito, não vi qualquer falta; o golo anulado a Cardozo é bem anulado porque está em fora de jogo. Nada a dizer excepto o "orgulho" que deve ter tido o senhor do apito ao mostrar amarelo ao Maestro. Já tem um história para contar aos netos tal o prazer estampado na sua cara...

A uma jornada do fim da primeira volta e estamos a 10 pontos do primeiro lugar. Num Benfica a sério o líder máximo teria que dar a cara, dar o peito às balas e arregaçar as mangas. Infelizmente neste Benfica o líder só aparecer quando lhe atingem no ego ou para pedir qualquer coisa aos benfiquistas. A distância pontual é exageradamente grande e injusta mas há que reconhecer os nossos erros e culpas neste estado das coisas. Vi um pouco do jogo dos andrades e ainda estava 0-0 quando Hélton faz uma extraordinária defesa a um cabeceamento de um vitoriano, uma daquelas defesas que valem vitórias, tal como a defesa que fez o ano passado à cabeçada de Mantorras. Como estava o jogo, se aquela bola entra, o Vitória ganhava. Helton defendeu e os andrades acabaram por ganhar o jogo. Guarda redes de grande nível valem 6/7 pontos por época, nós temos um guarda redes mediano (estou farto de o dizer) e queimamos os grandes guarda redes que temos oportunidade de ter. Estes erros pagam-se caros...como muitos outros que já cansa referir...

Como disse por sms a um amigo meu: ainda nos resta a Taça Uefa...Sim, estou a dar como perdido mais este título. Nunca recuperaremos uma desvantagem de 10 pontos ponto final. É hora de agarrar o que falta e lutar como se não houvesse amanhã por esses trofeus que restam e, muito importante, olhar para o mercado de inverno já a pensar na próxima época.

quarta-feira, dezembro 12, 2007

Soltas #45

- O Benfica pretende adquirir as percentagens que faltam dos passes de Cardozo e Di Maria, ficando assim com a totalidade dos mesmos na sua posse. É algo natural e perfeitamente espectável dada a qualidade óbvia de ambos os jogadores. Acredito que o preço da percentagem que falta esteja acordada desde a contratação dos jogadores por isso não devemos ter problemas de "inflacção".

- Os putos Dabao, Miguel Vitor e Romeu Ribeiro foram emprestados ao Desportivo das Aves. Camacho não hesitou em lhes dar minutos e oportunidades, a uns mais que outros é verdade, mas puderam mostrar-se e deram uma imagem bem positiva. Com o plantel que o Benfica tem teriam poucas oportunidades e eles precisam de jogar, de adquirir ritmo e experiência. O empréstimo é uma boa opção, jogar em competição é sempre melhor do que apenas treinar. O grande Rui Costa também rodou num clube pequeno antes de vingar no Glorioso.

- Zoro e Butt serão os grandes flops deste ano. Demasiado caros para o que mostram em campo. Butt na minha opnião é daquelas contratações estúpidas porque não fazia falta nenhum dado o grupo de guarda redes que tinhamos. Zoro, pelo que custa, tinha que mostrar serviço de forma mais célere e, nesta altura, ser muito mais útil do que tem sido. Provavelmente terão guia de marcha em Janeiro.

- Bergessio que não conseguiu comprovar os elogios que muitos lhe deram poderá ser utilizado como moeda de troca nas negociações que o Benfica irá ter com os clubes argentinos por causa de Cardozo e Di Maria. Nunca saberemos o que Bergessio poderia render no Benfica mas, ao ritmo que a alta competição se move, e com as opções que Camacho dispôe e pretende ir buscar ao mercado o espaço de manobra de Bergessio está bastante reduzido. Deverá ser acompanhado pelo misterioso André Diaz.

- Coentrão é outro que precisa de jogar. Tem muito potencial e, na minha opnião, não pode estagnar nesta fase, precisa de jogar. Um empréstimo a um clube menor onde possa ter muitas oportunidades de jogar será a melhor opção para regressar ao Benfica mais forte.

- Entretanto contratámos uma "promessa" brasileira de 17 anos, Filipe Bastos. Só não consigo perceber porque é que se contrata uma promessa apenas por três anos? Será para quando explodir ficarmos a vê-lo sair para outras bandas?

- O caso Léo continua por resolver. Não deixa de ser curioso que os nomes apontados sejam jogadores na casa dos 30, tal como Léo, sendo um deles o habitual titular da canarinha e que joga num clube alemão respeitável...baratinho concerteza....

- Venessa Fernandes é campeã do Mundo de Triatlo 2007. Sem nenhuma surpresa, em 30 competições ganhou 19. Extraordinário é não ter ganho as outras 11...

- Mourinho finalmente encerrou a novela da FA inglesa. Fala-se no AC Milão, Moratti presidente do Inter já admitiu "sonhar" com Mourinho mas a equipa está isolada na liderança e mantêm-se na Champions, a Juventus anda assim, assim. Os treinadores dos grandes em Itália devem ter a guilhotina pronta a disparar sobre as suas cabeças...

- E que tal a nomeação para Presidente do Conselho de Justiça da FPF do amigalhaço do Major Valentão que votou contra a suspensão do mandato deste? Já agora vai ser este o orgão que irá "analisar" o Apito Dourado ....

domingo, dezembro 09, 2007

SL Benfica - Académica: 3-1

Num agradável jogo de futebol o Benfica carimba, com relativa tranquilidade, a passagem à fase seguinte da Taça de Portugal.

Num jogo onde Camacho mexeu bastante na equipa, poupando Rui Costa e Maxi Pereira e impossibilitado de usar Rodriguez por lesão, a vitória do Benfica nunca esteve em causa e foi sempre o Glorioso a procurar a baliza adversária. Camacho apostou num 442 com Di Maria e Nuno Assis nas alas e com Cardozo apoiado por Nuno Gomes, ficando as tarefas defensivas a meio campo a cargo da dupla Petit e Binya. Edcarlos foi o parceiro e Luisão e nas laterais os "pequenos" Nelson e Léo, na baliza Butt teve nova oportunidade.

E foi com este 11 que o Benfica rapidamente tomou conta do jogo e assumiu as despesas do mesmo encostando a Briosa bem lá atrás defendendo com os seus 11 jogadores. O Benfica, fruto deste enorme povoamento à frente da área da Académica conseguia os seus melhores lances na marcação de bolas paradas e foi num deles que Edcarlos cabeceia ao poste e, pouco depois, Luisão inaugura o marcador. Sem diminuir a pressão o Benfica, numa excelente jogada colectiva, chega ao segundo golo numa boa desmarcação de Cardozo que volta a abanar as redes depois do bis na Ucrânia. Com 2-0 e o jogo totalmente controlado previa-se uma noite descansada para os benfiquistas e esperava-se mais minutos na segund aparte para Adu e Mantorras.

Na segunda parte veio o pior, Léo lesiona-se entrando para o seu lugar Luis Filipe, que se portou bem, e num lance em que Butt fica mal na fotografia a Briosa reduz o marcador para 2-1 e ganha um alento que não estava à espera. O Benfica abana um pouco, os jogadores tinham o jogo na mão e aquele safanão demorou tempo a ser assimilado pelos benfiquistas, permitindo à Briosa subir e acreditar que podia ir mais longe. Camacho refresca o ataque com Adu para o lugar de Di Maria e na primeira vez que o americano toca na bola quase que marcava um belo golo. Aos poucos o Benfica reassume o controlo do jogo e numa jogada de insistência apôs um canto, Nuno Gomes centra para Cardozo bisar novamente e, mais uma vez, de cabeça. Estava feito o resultado e o Benfica segue em frente na Taça de Portugal.

Butt desperdiçou mais uma oportunidade que lhe foi dada e é um dos sérios candidatos a sair em Janeiro, até pelo elevado ordenado que aufere. Luis Filipe entrou bem e tranquilo. Edcarlos é claramente uma boa opção à dupla David Luiz/Luisão e Binya regressou com a raça e atitude que lhe é típica, não desiste dos lances e sabe levar a bola para a frente. Gostei de Di Maria que enquanto teve pernas foi sempre muito prestável nas tarefas defensivas e no ataque tem olhos sempre para a baliza não se perdendo em rodriguinhos desnecessários. Com um Cardozo destes o medo de Nuno Gomes pela baliza contrária é disfarçado mas tinha o 21 benfiquista que ter rematado naquela tabelinha que fez com Cardozo na primeira parte.

Foi um jogo tranquilo onde a ausência da mestria de Rui Costa a meio campo foi colmatada com jogo directo às alas e com muita abnegação da dupla Binya e Petit, continuamos a perder algumas bolas de forma infantil que nos podem causar dores de cabeça desnecessárias perante adversários mais fortes mas, no seu conjunto, a equipa esteve bem, sólida a defender e rápida a atacar.

O árbitro pouco se mostrou o que é bom sinal. Pena ser tão poucas vezes. O único erro "grave" foi ter considerado falta num corte limpinho de Cardozo que permitiria um contra-ataque de superioridade numérica ao Benfica com Nuno Gomes totalmente isolado para receber a bola de Cardozo. O critério disciplinar foi coerente o que num jogo sem casos acaba por se aceitar.

Resta aguardar para que a lesão de Léo não seja grave e esperar para ver quem nos irá sair para a próxima eliminatória.

quinta-feira, dezembro 06, 2007

Quem semeia ventos...

Segundo consta amanhã o ex-responsável pelo futebol do Sport Lisboa e Benfica, José Veiga, vai apresentar o seu livro com o sugestivo título de "Como fazer o Benfica campeão" - um aparte, pode o nome do nosso Glorioso ser usado desta maneira sem a autorização do clube? - e, aproveitando o tempo de antena que lhe foi dado pela Comunicação Social dispara várias críticas ao ex(?) amigo Vieira.

Não vou analisar o trabalho de Veiga enquanto esteve no Benfica, é assunto mais que debatido, mas uma das grandes reservas que tinha para com Veiga era exactamente isto, a clara sensação que no dia em que se zangassem os eternos amigos muita roupa suja seria lavada em público. Nunca foi uma pessoa de confiar e muito menos uma pessoa a quem o Presidente do Sport Lisboa e Benfica desse tanta proximidade. Como em quase tudo o que faz, Vieira levou a sua relação com Veiga ao extremo, eram os melhores amigos, os maiores confidentes, defendeu Veiga contra tudo e contra todos. Agora simplesmente parece que nada disso se passou e que Vieira até era quem queria Veiga de lá para fora. Vieira nunca assume as suas responsabilidades em nada. Ainda recentemente numa entrevista a um canal de televisão, Vieira reconheceu a amizade com Veiga e que ele teria uma porta aberta no clube, no final do jogo da Ucrânia teceu comentários sobre Veiga que chocam com tal "amizade". É uma bipolaridade dificil de explicar...e, no fundo, quem se lixa é o Glorioso...

As críticas que Veiga faz são as chamadas críticas fáceis e demagógicas. Diz Veiga que tendo o Benfica 20 milhões para gastar porque é que não ficou com Simão e Miccoli? Todos os benfiquistas gostavam de ter ficado com os dois jogadores mas os ordenados que eles auferem actualmente eram incomportáveis para o Benfica e, mesmo que os 20 milhões, fossem gastos nesses ordenados, isso iria pressionar outros elementos do plantel a exigir melhorias salariais. É sempre assim, não sejamos ingénuos ou demagogos a analisar esta questão.

Mas o que mais me impressionou nas recentes declarações de Veiga foi a forma como falou do corrupto mor: foi bastante delicado, "ele defende o clube dele eu defendo o meu". Nunca Veiga foi tão delicado com o chefe mafioso enquanto era amigo de Vieira...agora que se preparar para declarar guerra a Vieira torna-se delicado com o corrupto. Inimigo de meu inimigo, meu amigo é em todo o seu explendor.

O povo, no alto da sua sabedoria, avisa :"Quem semeia ventos, colhe tempestades", espero que o guarda chiva de Vieira seja resistente...

terça-feira, dezembro 04, 2007

Shakhtar Donetsk - SL Benfica: 1-2

A única hipótese do Benfica seguir em frente nas competições europeias era vencer o jogo e isso foi conseguido com total justiça.

A equipa do Benfica apresentou-se em Donetsk com o fato de macaco vestido e nunca abdicou do trabalho e da raça, mantendo o espírito de colectivo bem presente, fundamental para conquistar os últimos três pontos da Champions que asseguram o bilhete para a Taça Uefa.

A equipa ucraniana é uma equipa muito interessante. Se conseguir ser tão boa a defender como é nos processos ofensivos será um caso sério na Europa. A facilidade com que os brasileiros transportam a bola para o ataque é fantástica. São muito bons de bola todos eles. Acontece que defensivamente são fracos e isso soube o Benfica aproveitar muito bem. Não fizemos um jogo perfeito, continuamos a perder a bola em situações proibitivas, passes simples que são falhados e isso permite um ataque rápido do adversário, faz acentuar a pressão sobre os nossos jogadores o que provoca mais erros. São situações que urge corrigir pois não se pode perder bolas em jogadas destas em que estamos balanceados para o ataque. E, apesar da muita qualidade dos brasileiros do Shakhtar, foi apenas por estes erros que a equipa ucraniana fez perigo junto da nossa baliza. Felizmente hoje os 4 elementos da nossa defesa fizeram uma exibição exemplar, Luisão foi o patrão que tanto desejamos e a lateral direita com Nélson é logo outra loiça, esta noite cheirámos o Nélson do principio que tantas saudades deixou. David Luiz é um fantástico central e quando aprender a não fazer tanto jogo com os braços, o que num miúdo de 19 anos é perfeitamente natural, será uma fora de série.

Tantas vezes nos queixamos das oportunidades desperdiçadas e esta noite Cardozo não falhou, à matador, e de cabeça. As duas vitórias do Benfica na Champions têm o carimbo dos cardozaços. Com a vantagem de dois golos a pressão dos ucranianos era natural mas o Benfica, sempre que punha a bola no chão, controlava o jogo e causava perigo. E é isto que me faz impressão: porque raio abusamos do pontapé para à frente quando conseguimos muito melhor resultado com ela controlada de pé para pé? E o que dizer dos pontapés de Quim sempre para fora??? Que raiva.

Na segunda parte fizemos um jogo de extraordinária inteligência, alicerçada numa defesa compacta onde toda a equipa ajudava e lutava pela bola e saindo a jogar de forma inteligente, trocando a bola com tranquilidade. Nesta fase saltou a olhos vistos o que vale Rui Costa. Numa altura onde na blogoesfera se fala tanto de jogadores inteligentes o maestro hoje demonstrou o que é inteligência a jogar quando é preciso ter a bola, jogar no meio campo adversário e segurar uma vantagem. Brilhante Rui e não será este o teu último jogo na Champions nem que a vaca tussa...

Este Benfica de Camacho tem uma assinatura: empenho total até ao fim para obter o objectivo proposto, a vitória. Vencer num terreno tão difícil como este, contra uma boa equipa, quando muitos vaticinavam uma hecatombe tem muita mão do espanhol. Mas é fundamental corrigir os tais erros acima referidos. São erros que nos podem sair caro. Estas vitórias são muito boas, para o clube e para a equipa, recuperando os índices anímicos apôs a injusta derrota de sábado.

Apetece-me dizer que a grande diferença deste jogo para o de sábado foi o árbitro mas não o vou dizer. Seria engraçado analisar a quantidade de faltas que os árbitros internacionais marcam sobre os nossos avançados com as que os árbitros tugas marcam. Deve ser dos defesas das equipas na Europa...são mais caceteiras...deve ser isso. O lance do penalty de David Luiz é de dificil análise pois o jovem brasileiro tem os braços nas costas de Lucarelli e quando assim é aceita-se a decisão do árbitro.

Agora segue-se a Taça Uefa e como disse o ano passado e repito este ano : é para ganhar!! (por muito que isso custe ao luis hehe)

segunda-feira, dezembro 03, 2007

Soltas #44

- "Não cuspas no prato em que comeste" - Foi esta a resposta de Nuno Gomes a Jesualdo Ferreira por este ter se envolvido numa discussão com um benfiquista. Fosse tão certeiro com as redes como foi com esta afirmação e Nuno Gomes seria um dos melhores avançados do mundo. Estranhei a conferência de imprensa de Jesualdo, muito conservador, reconhecendo que o Benfica pressionou muito, que o clube regional teve que defender muito. Aposto que sentiu o toque da afirmação de Nuno Gomes...ou então teve um momento de lucidez e reconheceu que a vitória foi tudo menos "categórica" como os jornaleiros avençados proclamam aos 7 ventos.

- Amanhã já há outro jogo que ditará o futuro imediato do Benfica e será decisivo para as aspirações iniciais do clube. A Champions já lá vai, a Taça Uefa está dependente de uma vitória. Não podemos falhar. Falhámos no passado e por isso agora temos que arregaçar as mangas e ir buscar a vitória às geladas terras ucranianas. Já vencemos em terrenos bem mais dificeis contra equipas bem mais fortes. Mas, admito, estou pouco convicto.

- Camacho terá que proceder a alterações. Não podemos fazer o terceiro jogo seguido com a mesma equipa. Rodriguez não jogará por lesão mas é preciso mais sangue novo. Infelizmente Binya não pode jogar e terá que se pedir ao recém chegado Petit muito sacríficio. Mexidas na frente de ataque e na lateral direita também seriam bem vindas.

- Arriscaria neste 11 : Quim; Léo, Luisão, David Luiz, Nélson; Petit, Nuno Assis, Maxi, Di Maria; Cardozo, Nuno Gomes. Rui Costa no banco para entrar na segunda parte caso seja necessário. É impossível o maestro aguentar este ritmo sendo ele quem leva a equipa ao colo nos últimos jogos. Entrando fresco quando os adversários já têm minutos nas pernas pode ser bastante útil.

- No rescaldo do clássico parece que a presença de Vieira no intervalo junto dos balneários causou confusão nas cabecinhas andrades. De facto um presidente de um clube, no seu próprio estádio, andar junto dos balneários é estranhíssimo. Normal, normal é mesmo balneários a cheirar a bagaço e dirigentes serem agredidos por guardas Abeis...enfim. Parece que o tareco do corrupto levou com uma moeda na cabeça. Que desperdício de dinheiro...

- Em Espanha Koeman vai dando seguimento ao belo trabalho que fez no Benfica, agora ao serviço do Valência. Dá-me um certo gosto ver o clube de Manuel Fernandes afundar-se e eu até não desgostava do Valência, mas com o burro do Koeman e os traidores Fernandes e Miguel fico com sorriso na cara quando vejo estes resultados.

- Em contra-partida Moretto e Manu vão de vento em popa, líderes isolados do campeonato grego. Por falar em Grécia, Fernando Santos perdeu esta semana com o "poderoso" Asteras Tripolis e encontra-se num saudável 9º lugar...

- Portugal, Suiça, Rep.Checa, Turquia. É este o nosso grupo do Europeu 2008. Não acreditem no que vos dizem, é tudo menos fácil este grupo. Claro que podia ser pior mas isso não torna o grupo fácil.

- Depois do que disse sobre seleccionadores estranjeiros e considerar que quem treina uma Selecção "não gosta de trabalhar" é inacreditável que Mourinho deixe a porta aberta à Selecção Inglesa...sim é muito dinheiro, por isso é que se tem que estar calado nestas situações.

sábado, dezembro 01, 2007

SL Benfica - Porto: 0-1

O que se temia após a nomeação do árbitro para este clássico verificou-se na íntegra no jogo desta noite, Jorge Sousa foi claramente o melhor jogador portista. Todos os anos o mesmo e todos os anos ninguem toma medidas para acabar com este estado de podridão total onde estes abutres roubam à descarada e ficam impunes. Enquanto os responsáveis do Benfica não tomarem medidas fortes e drásticas para lutar contra isto iremos sofrer constantemente roubos destes. Hoje foi mais um.

A um inicio demolidor do Sport Lisboa e Benfica, que encostou a equipa azul bem junto da sua baliza sem conseguir passar durante uns 10 minutos do meio campo, onde as ocasiões para inaugurarmos o marcador iam sucedendo-se, o portista Jorge Sousa responde com 15 minutos de enorme fulgor destruindo totalmente a coesão defensiva do Glorioso a meio campo. Nem os maiores caceteiros dos andrades juntos conseguiriam varrer o nosso meio campo como Jorge Sousa o fez. Uma exibição sublime do prezado portista. Durante 15 minutos valeu tudo, faltas sobre os nossos jogadores eram transformadas em faltas contra nós, cortes limpos tornados faltas enquanto que aos azuis tudo era permitido. Evidente que com esta forma de actuar Jorge Sousa permitiu que os andrades subissem no terreno e nos pressionassem obrigado-nos a cometer erros e num desses erros Quaresma isola-se e marca golo. Estava cumprido o objectivo e a partir daí era só Jorge Sousa controlar as coisas a meio campo e, caso a ousadia Benfiquista levasse a bola para zonas perigosas fechava-se os olhos a faltas ou inventava-se qualquer coisa para devolver a bola aos colegas. Cantos transformados em pontapés de baliza, mãos andrades dentro da área perdi-lhes a conta, anti jogo ao nível de qualquer Beira-Mar ou Naval. Chega-se ao cúmulo de um andrade ser assistido dentro do campo, levar amarelo, Jorge Sousa ordena a que ele saía do campo e pura e simplesmente é desrespeitado perante 60 mil pessoas e nada. Rigorosamente nada. O jogador fica a olhar para ele e o jogo segue. É a impunidade total. E agora é óbvio que voltarão as conversas sobre a qualidade do plantel do SLB, das 598 contratações que iremos fazer, etc e ignora-se uma miserável arbitragem que nos prejudicou como todas as outras que este portista apitou em jogos nossos. E os nossos responsáveis sempre em silêncio.

E a análise podia ficar por aqui pois foi exactamente isto que se passou em campo, o Benfica a jogar contra uma equipa que não fez mais nada do que aproveitar os erros que cometemos, erros esses que eles nada fizeram para provocar mas sim o seu grande aliado desta noite, Jorge Sousa. Autocarro em frente à baliza, anti-jogo puro esperando as benesses tão habituais do homem do apito. A análise podia ser esta, mas há mais a dizer. E, infelizmente, não será nada de novo.

Já não sei o que dizer mais de Nuno Gomes. Não há já palavras para descrever o que eu penso sobre as actuações completamente desastrosas daquele que é o elemento mais caro do plantel, um avançado que tem pânico da baliza adversária. Meus amigos não é uma nem duas vezes, é em todos os jogos que ele falha situações claras de golo. Eu vejo cada golo acontecer por esses campos fora e depois vejo alguem que é o principal avançado do Benfica a falhar coisas simples e fáceis. Aos 2 minutos de jogo Nuno Gomes falha um golo, não em vou debruçar muito porque foi na baliza oposta mas o falhanço na segunda parte foi mesmo à minha frente e aquilo só tem um nome: MEDO. Medo de ser feliz, medo da baliza. Beneficiou de um ressalto, fica com a bola controlada e apenas com Hélton pela frente, só tinha que dar um toquezito, encher o pé e fuzilar as redes, mas não mal viu a bola à sua frente remata de forma frouxa, sem convicção. Ele pode ser um bom rapaz, benfiquista, sentir a camisola, mas é totalmente uma carta fora do baralho. Quantos mais pontos o Benfica terá que perder para que percebam de uma vez por todas que uma equipa que tem ambições de conquistar coisas não pode ter um avançado destes. Não pode.

Espero que este tenha sido o último jogo de Luis Filipe como titular do Benfica. Simplesmente hoje esgotou o pouco que tolerância que tinha. Eu sou incapaz de assobiar e sei perfeitamente perceber o que é um lance de azar, e ele os teve, de um lance falta de jeito. E a segunda parte de Luis Filipe foi um mar de erros inaceitáveis. Tudo lhe corria mal, tudo. E quanto mais mal corre pior fica, vai-se a confiança, vai-se a tranquilidade e nenhuma camisola pesa tanto como o Manto Sagrado. Há um lance que é bem ilustrativo da falta de confiança que assola Luis Filipe, num ressalto de bola onde tinha tempo para a dominar e passar a um colega prefere deixá-la sair para efectuar um lançamento. Mais falta de confiança é impossível. É melhor para ele e para a equipa que Camacho o deixe de fora. Nélson ou Maxi, um deles tem que fazer o lugar.

Camacho, nestas alturas, revela todas as suas carências tecnico-tácticas. Num jogo onde era preciso que o treinador conseguisse obter uma mudança, um elan, um aproveitar de uma boa onda adquirida nos últimos jogos e aproveitar a fase má do adversário Camacho simplesmente nada consegue fazer. Usa a mesma equipa que tinha feito um jogo intenso contra o Milão dias antes, não arrisca numa táctica que já todos percebemos que é a melhor para os avançados que temos e depois, quando tem que ir atrás do resultado, não conseguir evitar de cometer os erros do costume colocando Di Maria na direita mantendo Rodriguez na esquerda. Camacho não dá mais que isto. É verdade que a equipa luta até ao fim, tem uma alma enorme, honram o manto sagrado com o suor e empenho mas, por vezes, é preciso aquele toque vindo do banco e isso não se pode pedir a Camacho. É alguem muito importante para transformar as nossas jovens promessas em bons jogadores de futebol, para incutir o espírito de guerreiro e defender o grupo de trabalho contra tudo e todos mas, em termos tácticos, não iremos obter mais do que isto. Quando chega óptimo, quando não chega têm que ser os jogadores a dar tudo o que têm e não têm dentro do campo.

Estádio cheio, bom ambiente, os macacos souberam-se comportar, (gostei de os ouvir cantar SLB quando marcaram um golo. Há clubes que por muito que "ganhem" nunca serão vencedores. E, sinceramente, acho que eles sabem disso) foi pena aquele boi do apito ter tido tanta influência no resultado...assim se estraga a festa do futebol.

Ao fim de 32 jogos o Benfica volta a perder no Estádio da Luz para o campeonato. Só podia ser assim, desta forma. Andamos nisto há 25 anos, nunca muda. o que me espanta é eu ainda acreditar que poderia ser diferente desta vez.