blog

segunda-feira, junho 24, 2013

Boa sorte Míguel


Depois das entradas é hora de começar a arrumar a casa com as saídas. 
Logicamente, Míguel Vítor está no grupo das saídas. Nunca foi opção para Jorge Jesus pelo que a sua saída é normal quer em termos desportivos quer em termos humanos. Desportivamente não faz qualquer sentido o SL Benfica ter um jogador nos seus quadros que não conta para o treinador e para o jogador é melhor partir para outra aventura onde possa tentar ser feliz.

É um dos que me custa ver partir por sentir que merecia muito mais do que teve. Sempre que jogou fê-lo com qualidade. A central revelou qualidade muito interessante e lembro-me da sua estreia na Champions com uma atitude e postura como se fosse titular aos anos. O contrato com o SL Benfica acaba em Julho e assinou por três anos com o PAOK da Grécia.

Desejo-lhe melhor sorte do que teve nos últimos anos. E,quem sabe, um dia possa regressar a uma casa que sente.

17 comentários:

MS disse...

Faco minhas as tuas palavras.

Pedro Vagos disse...

É a chamada gestão incompreensível. Que encontra cada vez mais, paralelo enorme na da "Casa Blanca" que falaste no post anterior.
Não deve nada ao Jardel e muito menos ao Roderick... mas enfim.

M.Silva disse...

Mais uma machadada no benfiquismo no Benfica.
Mais uma.....

Gritinhos da Sharapova disse...


Se o nome fosse Miguel Vítoric talvez tivesse mais oportunidades...

M disse...

concordo com a prosa!

Vasco Duarte disse...

Há aí pessoal que agora critica o facto de termos no plantel alguns sérvios! Quem sabe se no futuro não iram festejar e gritar o seu nome! Não vamos misturar alhos com bugalhos!
Mas uma coisa é certa o Miguel merecia ter tido mais oportunidades, pois das vezes que foi chamado correspondeu ao que lhe foi pedido não comprometendo!

Mr. Shankly disse...

Não acho o Miguel Vitor melhor que o Jardel, por isso acho natural a saída. Acho que nunca vai ser um central ao nível do que deve ser um titular do Benfica, embora desde que chegou a sénior tenha qualidade para ser opção de banco. Grande atitude, desejo-lhe o melhor.

Concordo que é melhor que o Roderick, mas em relação a este ainda tenho (pequeninas) esperanças de que venha a dar alguma coisa.

Pedro disse...

Acho que tecnicamente MV é superior ao Jardel e é um caso q exemplifica bem o que tenho dito sobre o assunto: Jardel custou penso que 500 mil euros (e vocês sabem que o defendo bastante) mas não me parece que, comparando com MV, acrescente um valor ao plantel que compense esses 500 mil euros. MV dava conta do recado e esses 500 mil euros podiam se juntar a outros 500 mil euros de outro negócio e serem encaminhados para onde o SLB realmente necessita de ir ao mercado.

Anónimo disse...

Pedro, concordo contigo.
É melhor esperares sentado pelos laterais, centrais e médio defensivo. Do meio-campo para a frente, dinheiro não falta. Para a defesa, conta-se os céntimos. Mais do mesmo. Agravado por 4 anos de burrice jesuiíta...
a.p.

Anónimo disse...

Adorava saber quais seriam os vossos comentários se fosse o fcp a ter 104 jogadores, a grande maioria dos quais vai encher plantéis de adversários diretos.

Seria com certeza interessante perceber o quanto muda a opinião de uma pessoa perante as voltas que a vida dá.

Pedro disse...

O comentário seria simples: Não me interessa para nada se o fcp tem 10,100 ou 1000 jogadores. Não analiso os 104 jogadores que o SLB tem por aquilo que o fcp tem ou deixa de ter. Não sei qts tem pq, simplesmente, não me interessa. Não preciso de saber qts o fcp tem para entender que ter 104 jogadores com contrato profissional é demasiado.

Acho que isto é tão simples que só a cegueira pró Vieira é que pode encontrar quezílias num assunto destes.

Gritinhos da Michelle de Brito disse...


Isto de ter 104 jogadores sob contrato no futebol é um verdadeiro escândalo!

Em vez de termos equipas mais competitivas nas modalidades (hóquei, futsal, etc etc), preferimos desperdiçar dinheiro aos molhos no futebol.

Sugiro uma análise mais aprofundada deste assunto lesa-pátria neste blogue.

Obrigado

Morgado disse...

A última vez que um treinador começou a época tremido (Fernando Santos) jogou contra o Sporting no torneio de Vila Real de Sto Antonio perdeu e foi de vela...

Este ano vamos ver se ganhamos a Taça de Honra ou se vai ser igual... :)

Pedro disse...

Gritinhos, já por muitas vezes escrevi sobre isso. Gastamos demasiados milhares de euros em contratações para o boneco, em jogadores que nunca chegam sequer q ser opção para o SLB e depois falta dinheiro para aquilo que realmente precisamos: lateral esquerdo, renovar com A ou B, modalidades mais fortes, etc

Morgado, Santos ainda fez a primeira jornada. Empatamos no Bessa e depois foi à vida, como era expectável. Mas com JJ não será assim...Vieira vai ficar com ele até ao fim.

Anónimo disse...

O trabalho do Fernando Santos não foi assim tão mau que justificasse o despedimento. Comparar o plantel do tempo de Santos com os de Jesus, é o mesmo que comparar um Fiat 600 com um carro de gama média alta.
Outra coisa distinta é a minha opinião sobre o engenheiro enquanto treinador.
a.p.

Pedro disse...

O losango de Santos teve momentos fabulosos mas faltou-lhe capacidade de gerir o plantel e o esforço dos jogadores. Santos percebe de futebol e sabe pôr a equipa a jogar bem mas falta aquela capacidade de dar a volta a uma situação complicada. Muito semelhante a JJ nesse aspecto.

Anónimo disse...

Com o plantel que teve ao dispor, acho que F.Santos cometeu outros erros que não o da gestão de jogadores. A manta era curta. A aposta na UEFA foi errada, por exemplo. Aqui falo de planear a temporada de acordo com o nível dos jogadores que se tem.
A comparação com Jesus, só poderia ser feita se Santos tivesse planteis de qualidade semelhante a JJ.
E isso é algo que nunca saberemos.

a.p.