blog

segunda-feira, maio 12, 2014

Jesus: Que futuro?

Queria só abordar este tema no final da temporada, após termos disputado todas as finais e, esperançosamente, termos acrescentados mais dois troféus ao nosso Glorioso Museu mas, o contexto desportivo mudou um pouco e as conversas sobre mexidas de treinadores está ao rubro e, como não podia deixar de ser, Jorge Jesus é tema de conversas.

Quem me acompanha sabe bem o que penso de Jesus e sabe bem como sou crítico dele e das suas opções. Assumo, sem qualquer problema, que defendi a sua saída. É a ele que lhe aponto culpas pelo fracasso das últimas três épocas. Hoje estamos contentes pelos títulos conquistados mas devíamos estar contentes pelo primeiro penta campeonato da nossa história. Não o estamos por erros de Jorge Jesus. Ao longo das épocas tenho escrito muito sobre esses erros pelo que não vale a pena voltar a eles. Importa agora analisar o presente e perspectivar o futuro (sem nunca esquecer o passado, obviamente).

Esta época começou como era esperado: Derrotas, mau ambiente, desmotivação geral. É factual não vale a pena fugirmos disso. A determinada altura as coisas mudaram e a equipa conseguiu dar um safanão na crise (noutro post irei falar dos motivos para tal) e entrou no caminho triunfal que permitiu conquistar o 33º título da sua história e ambicionar uma época de sonho.

Isto deveu-se a uma união ímpar do grupo de trabalho. Uma união onde todos davam tudo o que tinham em prol do colectivo, onde todos lutaram com tudo o que tinham para vencer. O grupo quis (e quer) conquistar esta época o que perdeu o ano passado. E nesse grupo está, claro, Jorge Jesus. E não quero perder esta união. Para além de tudo isto o contexto desportivo mudou, o nosso principal rival está numa mudança profunda e o segundo rival encontra-se, ainda, num processo de estabilização desportiva e financeira. Manter um grupo vencedor que demonstrou tamanha superioridade sobre os adversários é estar vários passos à frente na concorrência. Mantenho as minhas sérias dúvidas que Jorge Jesus seja capaz de levar o Benfica a um sucesso consecutivo mas, neste momento, é a melhor opção para o Benfica. Manter esta equipa, este grupo. Continuidade. Jesus conhece o grupo, o grupo conhece as rotinas. Com os adversários na incógnita sobre o seu futuro deve o Benfica fazer todos os possíveis para manter a coesão que apresenta actualmente.

Desse modo, por estas razões, defendo que Jorge Jesus deve ficar mais um ano no Benfica para que possamos solidificar a diferença para os rivais.

Escrevo o post antes de duas finais importantes. Não é possível antever o que vai acontecer mas, salvo acontecimentos inesperados, acredito que a união do grupo não ficará abalada no final das mesmas. 

16 comentários:

Frank disse...

Era escusado estar a levantar este assunto agora. Como aliás na primeira frase do post (a única que li, admito) se reconhece implicitamente. Estamos num momento histórico, os benfiquistas têm é que estar concentrados nos jogos que aí vêm e não estar a alimentar focos de distração. Isso é o que querem os anti. O Benfica tem que estar acima de todos os egos. Inclusivé de quem está a escrever em blogs e é lido por muitos benfiquistas.

Benfiquista no Norte disse...


Na minha opinião, os trofeus ganhos este ano, sejam 2, 3 ou 4, têm principalmente a mão de dois Gigantes: Eusébio da Silva Ferreira e Mário Coluna. O seu desaparecimento, sentido de forma emocionante e sofrida por toda a nação benfiquista espalhada pelo mundo, fez ver aos nossos jogadores o que é o verdadeiro SLB. O mesmo se passou também com J.J..

Posto isto, concordo que deve continuar pelo menos mais um ano, já que dele conhecemos virtudes e defeitos, o que nos permite manter o avanço ganho sobre os nossos adversários, que correm riscos elevados com tiros no escuro (e esperemos, nos pés).

Mas nunca o SLB poderá ficar refém de um treinador: Cosme Damião,Guttmann, Riera, Schwartz, Toni, Erickson, Trapattoni, Otto Gloria, J.J. etc, o que importa é que estejam entre a elite do futebol mundial.

Anónimo disse...

quando terminar a epoca, venho aqui e leio o que escreveste... o que menos precisamos nesta altura é que se fale de entradas e saidas... já basta o massacre dos jornalistas!! Liga Europa, Taça de Portugal!!!

Anónimo disse...

sim. nao houve erros dos jogadores, nem da direccao (dessa entao meu deus!), nem de arbitros, nem merito de adversarios. a culpa é do treinador... que ideia tao primaria.

António Barreto disse...

Das duas uma, ou és anti benfiquista, o que demonstras sempre que falas do Benfica, ou então tens uma falha grave no cérebro. Serão as duas coisas.
Como disse o Frank, este assunto, exactamente pelo facto de andar a ser discutido por toda a gente que quer mal ao Benfica e que por isso deseja JJ para fora do clube, devia merecer das pessoas que são verdadeiramente rbenfiquistas um pouco de recolhimento.
Mas pedir isso a idiotas é tempo perdido. A azia continua.


Águia Suiça disse...

Jesus que futuro? Eu como Benfiquista espero bem que seja o nosso S.L.Benfica por bastante anos porque só assim é que podemos definitivamente dar o golpe final que falta no sistema , ele está moribundo mais ainda continua a mexer com muita coisa.
Benfica sempre.

Ricardo disse...

É o marco silva que queres?? Voltas a ganhar campeonato daqui a 5anos... Deixa.te disso. Nesta altura ainda por cima não é de benfiquista.

Abraco

Pedro disse...

Caríssimos se não leram não faz sentido comentar ok?

Abraços

luis disse...

Já muito me ri com os comentários.

Esta mania de haver alturas apropriadas para se fazer um post (como se isso influenciasse o que quer que fosse no rendimento dos atletas, como se isso influenciasse por pouco que fosse a vontade que todos os benfiquistas têm em ver a sua equipa vencer) é muito triste.

Não se pode apontar eventuais erros, não se pode questionar decisões.

No Benfica sempre se pôde falar, seja em que altura for. Cambada de putos que começarama ver bola há 10 anos, foda-se!

Em relação ao post, obviamente que Jesus é para ficar. Todos temos esperança que não se cometam os erros da segunda época. E se assim, for, a vantagem é nossa.

Anónimo disse...

Luis, por acaso a conversa entre adeptos, blogs etc., tem mais influencia do que tu imaginas... o que é questionado e muito falado, rapidamente é tema de interesse para jornalistas... e o constante massacre de noticias de jornais, acredita que pode mexer muito com alguns jogadores!! Mas nem é por isso que o post do Pedro vem em má altura...estas questões do "fica e não fica do JJ" só fazem sentido serem analisadas quando a época terminar... neste momento talvez só 15% dos adeptos não apoiam a continuidade de JJ, contudo no caso de derrota na liga europa e taça portugal a percentagem de adeptos que não vai querer a continuidade do JJ deve subir pelo menos para os 40% (incluindo o autor do post :P)!! Por isso e tendo JJ ainda contrato não faz sentido estar a falar destas questões nesta altura...

luis disse...

Anónimo, descansa. Os jornalistas não precisam de blogues ou de conversas de café para escreverem o que quiserem. Se me disseres que um blogue pode dar uma boa ideia para uma péssima notícia, concordo. Mas não é, certamente, culpa do blogue.

Aliás, neste caso, e se não fosse este blogue, ninguém se lembraria de fazer notícias sobre o futuro de Jesus. :)

Percebe uma coisa, simples: o Benfica discute-se sempre. Quando nos apetecer. Essa conversa do "não é o momento apropriado" é das coisas mais insensatas que pode haver e eu pensava que estava reservada para os filhos da puta dos políticos, quando não querem prestar contas a ninguém.

E gosto muito de ler os que dizem que "agora o importantee é os benfiquistas estarem concentrados até depois da Final da Taça de Portugal". LOL Sim, porque se eu ou tu não estivermos concentrados, não ganhamos nada! :D


Anónimo disse...

Pedro
Se o clube ganhar a liga Europa, Jesus vai embora, independentemente do contrato. Se não ganhar, provavelmente tb vai.
JJ ainda não aprendeu com os erros.
Jesus, em 2015, faria do Candeias e do Cavaleiro laterais e o deslumbramento, o narcisismo do treinador após esta temporada e o clima de festa fariam relembrar 2011. Nesse ano, quando acabaram os festejos, já o Benfica tinha perdido o campeonato.
Nessa época, apesar de todos os erros do treinador, direcção e jogadores, a superioridade do FCP foi tanta que discutir essa liga é o mesmo que discutir se a terra é redonda. Tal como colocar em causa a liga ganha pelo Benfica este ano e superioridade evidenciada esta época é um desperdício de tempo
Portanto, falar em penta é um exagero.
a.p.

Antonio Vieira disse...

Penta não digo, mas tri sim! A forma patética com se perdeu os 2 ultimos títulos para um tipo chamado vitor pereira foi de bradar aos céus! já para não falarmos nas outras competições que perdemos.. mas pronto agora é o futuro que interessa e urge hoje ganhar a euroliga, como diz o jj, e a 25ª taça de portugal no domingo, nem admito outra taça perdida! por isso FORÇA BENFICA!

Anónimo disse...

é curioso como este ano ninguém falou nas agressões no jogo de júniores!

depois de tanto drama no ano passado, era no mínimo expectável que as agressões de este ano fossem condenadas... mas não, ser benfiquista é isto.

Pedro disse...

Por acaso houve malta que falou nas agressões mas não vou dar assim tanto tempo de antena ao que os super dragões fizeram. Borlas para o fcp-SLB para quem fosse atirar pedras e petardos aos juniores do SLB... enfim...corruptos e arruaceiros.

Mas, caga nisso, este post não é para esse tema.

Antonio disse...

Tottenham