blog

sexta-feira, fevereiro 25, 2005

Barcelona e Benfica

Retirado do Site www.basta2002.com

"Quarta feira 16 de Fevereiro 2005

Após uma semana de férias em zona de influência catalã, pude descontrair do “modus vivendus” português em que toda a gente se preocupa com toda a gente menos com elas próprias. Somos um país de controladores e opinógrafos, em que todos controlam ou querem controlar toda a gente, todos dão opiniões sobre tudo e todos, com a condição de ninguém os poder controlar a eles, ninguém poder dar opiniões sobre o que eles fazem. A campanha eleitoral para a Assembleia de República é disso um bom exemplo ...
Longe de Portugal e dos lobbies que a comunicação social defende e protege, por leitura de um suplemento desportivo fiquei a conhecer os resultados económicos do 1º semestre do exercício do Barcelona. Lembrei-me naturalmente do Benfica ...
Citando de memória em salários com futebolistas (lá não escondem nada) o Barcelona gastou 50 milhões de euros. Em receitas de “meios de comunicação” o Barcelona facturou 39 milhões de euros. A média de espectadores no Nou Camp foi de 71 mil contra os 68 mil da época passada. Os resultados podem ser consultados aqui ou aqui
Note-se que estamos a falar de apenas um semestre, pelo que previsivelmente durante o ano o Barça gasta 100 milhões de euros em massa salarial com jogadores (cerca de 20 milhões de contos em moeda antiga) e factura cerca de 78 milhões de euros em “meios de comunicação” (mais de 15 milhões de contos em moeda antiga). Já agora de acordo com os gráficos (excelentes) ficamos a saber que os meios de comunicação são as receitas geradas pela Barça TV (!), pelo pay-per-view e pelos telemóveis.
Qualquer comparação com o nosso Benfica, um “gigante” de Portugal, é pura coincidência.
Em massa salarial o Benfica deve gastar com jogadores (e digo “deve” porque por cá como se sabe cultiva-se a opacidade na informação com o beneplácito dos jornalistas), cerca de 4 milhões de contos por ano. A média de espectadores por jogo é de cerca de 30 mil (com alguma boa vontade – para variar não há informação fidedigna). Receitas dos “meios de comunicação” então são um mistério diluído nas empresas participadas pelo Benfica.
Como se sabe o Benfica, ou melhor esta Direcção de assalariados do BES, da PT e da Olivedesportos entregaram-lhe estas receitas de mão beijada. O Benfica que ainda tem o maior número de sócios e adeptos dos clubes portugueses teria todo o interesse em gerir directamente este tipo de receitas – as maiores dos principais clubes europeus – mas optaram por dar essa exploração (com divisão dos lucros) em particular à PT e à Olivedesportos.
Está-se a ver portanto porque é que JVA tinha de ser apeado do poder, nem que fosse com Jardéis, Hugos Leais e outros “mísseis” para derrubar o muro de Berlim, como lhe chamou esse conhecido benfiquista, ex treinador internacional de futebol, Toni. É que JVA previa incluir esse tipo de receitas no seu modelo de SAD o que inviabilizava a entrada no Benfica desses lobbies que mandam no futebol português e não só ...
Sugiro vivamente aos adeptos mais esclarecidos que consultem os dois links que copiei através do endereço do Barça que temos no sítio http://www.basta2002.com/ para poderem concluir que somos um clube bem pequeno a nível europeu e que se quisermos exigir mais das nossas equipas de futebol, dos nossos jogadores, teremos de ter outra atitude e outro tipo de contributo para o clube.

Estádios às moscas e adeptos mais exigentes que pagantes, só afundam o clube cada vez mais ...

Eagle01 "

1 comentário:

Lynch disse...

o JVA queria era mais receitas para o Lucky Me.