blog

terça-feira, janeiro 06, 2009

Raspanete

Hoje os jornais fazem capa com o raspanete que Presidente e Director Desportivo deram ao plantel após a derrota na Trofa. Penso que fizeram aquilo que qualquer adepto queria ter feito mas, pessoalmente, fico sempre incomodado com estas situações. Claro que a imprensa aproveita logo para criar novelas e caos.

Os jogadores precisam de sentir o peso da responsabilidade de envergarem o Manto Sagrado, de serem profissionais do Sport Lisboa e Benfica, do maior clube de Portugal e de um dos maiores do Mundo. Tem que sentir que são directamente responsáveis pelos sentimentos de milhões de apaixonados adeptos que, invariavelmente, fazem enormes sacrificios apenas para os ver jogar de águia ao peito em qualquer estádio do mundo. E é bom que os responsáveis do clube façam os jogadores sentir isso. Não só aos jogadores mas a todos que trabalham em prol do clube, sejam treinadores ou dirigentes. Todos.

Mas é preciso ter autoridade para dar raspanetes e um presidente que bastas vezes está longe da equipa, ausente de jogos, pouco presente, dificilmente terá autoridade para dar raspanetes ou, de outra forma, de ser respeitado pelos jogadores.

Uma palavra final de apreço para os magníficos adeptos que o Benfica tem que, mais uma vez, mostraram que são mesmo o melhor que o clube tem. Um apoio impressionante, do principio ao fim, mesmo om a exibição paupérrima realizada e resultado deprimente. Nunca se calaram e nunca baixaram os braços. Durante 90 minutos deram tudo que podiam aos jogadores. No final, fora do Estádio, mostraram a sua indignação. A mensagem foi clara, lá dentro estamos convosco e damos tudo por vós, cá fora pedimos explicações. Assim é que é!!!

35 comentários:

john billy disse...

Que ridículo.
Eles lá querem saber de raspanetes.
O que eles mereciam era ficar em estágio até vencer o próximo jogo.
É o que dá gozar o reveillon a grande e a francesa enquanto os outros estão a treinar.

Americano disse...

Concordo com o John, todos desde o roupeiro até ao Presidente deviam ficar fechados no Seixal até as coisas começarem a correr bem, estou farto que brinquem com o meu dinheiro...

dexter disse...

Já tive oportunidade de ver o resumo do jogo.

Igual a tantos outros desta epoca.
Mais do mesmo. Nao me surpreendeu.
Mas como este custou o 1º lugar que tanta euforia andava a causar...ja teve direito a raspanetes.

Ando a ver muitos profetas da paciencia a perderem a cabeça e a calma.
Entao pessoal ? Vamos la !!
Estamos quase em 1º !! Que se lixe a UEFA, que se lixe a TAÇA ! Estamos em 2º quase em 1º........já viram o feito historico disto ?

João Bizarro disse...

Deviam era passar um mês com os para-comandos como fizeram os do rugby.

Americano disse...

Também não percebo dexter, estamos em 2º a 1 ponto do 1º, agora só por um mau jogo explode tudo? Há coisas incríveis...

Anónimo disse...

só vejo adeptos a deixarem-se levar pelas criticas á equipa. imaginem que eram jogadores do Benfica, nao ficavam desmoralizados por sermos sistematicamente prejudicados?! sentiam-se bem por ver o capitao do clube a levar um sumarissimo por algo que nao foi bem explicado?!
será que nao percebem que saimos da liderança devido a sermos prejudicados em varios jogos!

João Bizarro disse...

Anónimo, fomos prejudicados mas a verdade é que estamos a jogar uma merda! E neste ultimo jogo merecemos aquilo que acabou por acontecer!

Ricardo disse...

Antes de qualquer coisa, bom ano a todos.

Sobre o Benfica, o que dizer?

Que este jogo foi igual a tantos outros. A diferença esteve na derrota, enquanto noutros jogos empatámos e ganhámos, muitos deles sem realmente o merecermos. Custa-me ver que para alguns adeptos a análise faz-se consoante os resultados. E nada mais. Não conseguem ver numa vitória pontos negativos que não auspiciam um futuro consistente como não conseguem ver nos empates e nas derrotas algumas coisas positivas. Para quem esteve atento ao futebol do Benfica dos últimos 3 meses, este resultado era uma inevitabilidade. Para quem só olhava para a classificação, acredito que o resultado possa ter sido um verdadeiro murro no estômago. Neste Benfica de Quique Flores, acentua-se, jogo a jogo, a incapacidade gritante de pressionar decentemente, de ter a bola de forma inteligente e direccionada para criar perigo (não basta passes lateralizados e atrasados) e de ser realmente uma equipa ofensiva. Quando, ainda por cima, falta o elemento que tem sido o desestabilizador, tanto pela forma como ganha faltas que o próprio se encarrega de marcar como pela capacidade técnica de criar espaços - Reyes - este Benfica é uma equipa banal, apesar de composta por bons jogadores. A razão? Essencialmente, por dois motivos:

- um modelo de jogo totalmente incoerente com a realidade futebolística actual e com os próprios jogadores que o plantel tem para oferecer;
- aposta sistemática, teimosa e doentia em dois ou três jogadores que, de tão banais, faz confusão como há quem os defenda e ache que são dignos de representarem o Benfica.

Quase no fim do jogo, recebi uma mensagem de um amigo portista que acompanha o blogue que, mais ou menos, dizia isto:

"Pergunta lá aos inteligentes do Mágico se ainda acham que o Maxi e o Binya são jogadores para um clube como o Benfica!"

Depois de ler a mensagem, fiquei a pensar nisto. De facto, se até um portista se indigna com estes dois troncos, é razão para alguma preocupação (aviso desde já que o portista em questão está longe, muito longe, de corresponder ao estereótipo que todos conhecemos do adepto do Porto que odeia visceralmente o nosso clube; discuto várias vezes futebol com ele e sempre de forma a falarmos seriamente nos pontos positivos e negativos das nossas equipas).

Tive esperança que o Quique soubesse emendar a mão lá para Outubro, acreditei em Novembro que finalmente veria o óbvio, em Dezembro rezei às santinhas que lhe tirassem a teimosia, em Janeiro perdeu o primeiro jogo para o campeonato. Agora tem duas hipóteses: assumir que estava errado (e os grandes treinadores devem poder assumi-lo e procurar a melhor solução) ou teimar até mais não. Se for a segunda, espero que o Braga não fique à nossa frente. Se for a primeira, acho que ainda vamos a tempo de lutar por este campeonato.

dexter disse...

Joao,

"...a verdade é que estamos a jogar uma merda..."

Estamos ou sempre estivemos ?

So agora e que estamos a jogar mal ? Ou pusemo-nos a jeito ?

Chama Imensa disse...

O problema ,AMericano, é que não jogamos nada. E, por exemplo, o Braga que nos visitará brevemente está a jogar bem e mantendo os maus resultados o Benfica muito provavelmente não ganhará esse jogo.
Acredito que a resposta em GUimarães ditará o futuro do clube...não mostrando garra e atitude o caminho vai ser descendente.

E eu que dizia que não queria a Taça da Liga para nada...perante o que tenho visto...MEA CULPA

dexter disse...

Qual que Chama, a taça da liga vai ser a nossa Champions este ano
:)

Anónimo disse...

Enquanto não tivermos um treinador português com ambição, e não há muitos, mas há que cheguem para sistematicamente NÃO se ir buscar um ilustre estrangeiro que mais não faz do que piscar o olho à Europa e aos clubes do seu país. Já com o Koeman foi assim.O velho Trappatoni foi a excepção dessa regra porque está para a reforma e não tinha que provar nada a ninguém.

O nosso "mal" continua a ser aceitarmos mais fácilmente qualquer estranja do que este ou aqule português. Eu incluído. Mas pensando bem, não estará na hora de pôr um treinador português, com conhecimento do futebol português e que seja ambicioso à frente da equipa do Benfica?...Mas depois não lhe atiremos pedras logo à primeira só porque é tuga e não é estrangeiro, o que é sempre mais fácil.

Já não tenho mais dúvidas, há treinadores portugueses com fartura que não ficam nada atrás da maioria dos estrangeiros e com a grande vantagem de ganharem bem menos e suarem muito mais as estopinhas exactamnete porque sabem que não têm a margem de erro que têm os estrangeiros, tanto da imprensa como do público em geral.

Digo mais, qualquer treinador português sente honra em treinar o Benfica e fará sem dúvida o seu melhor, nunca se pondo de bicos de pés para a Europa à espera que o resgatem de Portugal, pois o treindor estrangeiro só para cá vem para não estar no seu país desempregado, e aproveita, apanha sol e come peixinho fresco.

Por mim acabou-se a tolerância com treinadores estrangeiros, que só mamam e olham para o espelho e que não fazem a mínima idéia da grandeza do clube, CHEGA!!! O próximo, venha quando vier, que seja português. Somos tão bons ou melhor que os camones, porra. Até porque os treinadores estrangeiro de qualidade estão fora do nosso alcance financeiro.

VIVA O TREINADOR PORTUGUÊS.


* Cenoura dixit

João Bizarro disse...

Cenoura, ai Jesus!!!

Anónimo disse...

Para mim, a ser portugês só me interessam dois nomes: Mourinho ( Talvez um dia, muito futuramente.. ) ou JORGE JESUS, este sim um trainador que tem tudo para vingar no Benfica. Mete os jogadores na ordem, sejam eles vedetas ou não, constrói uma familia e é excelente tacticamente. Para alem de saber a força do Benfica e as responsabilidades que acarreta ao treinar um clube como o Glorioso. Para mim deveria ser o proximo treinador do Benfica, é disto que precisamos: mão firme!

Mas apenas quando o Quique sair, o que espero que não esteja proximo, pois apesar de lhe reconhecer alguma casmurrice, considero-o um excelente treinador que com mais tempo e percepçao do nosso futebol criará uma equipa fortissima, não só a nivel nacional, como tambem europeu.

Diogo,

Anónimo disse...

diogo

tb confesso, gostava ainda ver o jorge jesus a treinador do Benfica mas só depois do quique fazer um brilharete e sair em grande do clube!

João Bizarro disse...

Eu já estou por tudo. Pelo que já vi acho que o JJ podia fazer um brilharete.
O Braga começou de forma periclitante se isso fosse no Benfica ele era logo linchado.
Mas sim, depois do Quique fazer um mini-brilharete que saia pela porta média e entre o JJ!

Ricardo disse...

Benfiquistas,

não comecem já com a conversa sobre os treinadores para o Benfica. Ano após ano, é a mesma coisa. Começa a correr mal... "fora com o treinador, venha outro!". Mesmo não concordando com algumas (muitas?) opções do Quique, não nos deixemos levar por essa onda de insatisfação que sempre nos fez destruir projectos para começar outros que serão destruídos de seguida para começarem outros e assim sucessivamente. A época ainda não está perdida. Estamos em duas competições. É certo que vários erros podem (e devem) ser apontados à estrutura técnica do Benfica mas acho prematuro estarmos já a traçar cenários com novos treinadores. No Benfica, quem está a mais e há muito tempo é o presidente e esse será julgado já este ano. Façamos todos o esforço de continuarmos a apoiar a equipa mesmo sofrendo por dentro por vermos a equipa não jogar um carapau e tender para jogar pior, de jogo para jogo, caso o treinador não mude o rumo. Quique já veio a terreiro que a equipa no próximo jogo mudará a forma de jogar. Esperemos para ver. Apoiemos, apoiemos até ao fim da época. Depois façamos, então, o balanço. Temos plantel para sermos campeões. Assim Quique entenda mais do clube, do futebol português e da forma como deverá enfrentar os encontros, tacticamente. Ir buscar agora um novo treinador, daria em quê?

Anónimo disse...

Concordo totalmente Ricardo, que se dê tempo ao Quique. Mas este tambem tem que ter vontade em honrar este grandioso clube. Se assim for e se melhorar alguns aspectos será o treinador ideal para um clube da dimensão do Benfica. Mas temos que pensar em todos os casos, e caso ele nao se mantenha, o Jorge Jesus é sem duvida a opção mais competente em todos os aspectos, no meu ver. ;)

Diogo,

algarviu disse...

1.Americano e Dexter, não percebo a vossa "fina" ironia. Ou talvez perceba...

2. Ricardo, como ficou a contabilidade dos passes errados do Binya?

3. Os escroques do costume saíram das tocas. Jaime Antunes e Gaspar Ramos (um dos principais responsáveis pelo estado do futebol do Benfica durante muitos e maus anos) vêm despudoradamente dizer de sua justiça.

4. O pior dos males do Benfica foi ter perdido a mentalidade ganhadora. No futebol como em quase todas as modalidades. Qualquer jogador que venha para o Glorioso é influenciado por essa aura negativa. Não tenho dúvida que muitos dos flops que temos nas nossas fileiras noutros clubes seriam jogadores de mérito. Até Maxi e Binya! (esta é para o Ricardo...)). Peensei que com o Rui Costa voltássemos a ter uma mentalidade vencedora mas não é isso que me parece que venha a acontecer.

5. E agora?

Ricardo disse...

Algarviu,

"Ricardo, como ficou a contabilidade dos passes errados do Binya?"

Não sei, foi o John que disse que iria fazer essa contabilidade. Esperemos que apresente aqui os resultados e que possa argumentar a favor do camaronês, como pretendia. Eu já há muito tempo que não argumento porque nem é preciso. É burro e não sabe jogar futebol. Eu, se lá estivesse, fazia melhor. E isto não é em sentido exagerado, tipo frase que se manda para o ar, é a sério.

"Não tenho dúvida que muitos dos flops que temos nas nossas fileiras noutros clubes seriam jogadores de mérito. Até Maxi e Binya! (esta é para o Ricardo...))"

Não duvido que muitos dos jogadores banais que passaram pelo Benfica, com outra mentalidade e estrutura, poderiam ser melhores. Binya é que não. Seria sempre o que é: um cepo. Quanto a Maxi, poderia dar um suplente esforçado. Num Benfica competitivo, é lógico que também não calçaria.

algarviu disse...

No Expresso on line, Luis de Freitas Lobo (Benfica: combatendo um erro de base) faz uma análise ao futebol do Benfica que me parece basicamente correcta e que vale a pena ler.

João Bizarro disse...

Ricardo, então não continuas a fazer o acompanhamento aos resultados do Osasuna?

Ricardo disse...

João,

esta semana, desde terça até Domingo, foi mais a acompanhar minis com gins-tónicos, mas aqui vai o resumo da semana desportiva dos dois últimos treinadores do Benfica:

- Camacho empatou em Sevilha, 1-1. Continua, elegantemente, em último, sendo que o Osasuna tem 2 vitórias, 7 empates e 8 derrotas; 17 golos marcados, 23 sofridos. Está a 1 ponto do penúltimo e antepenúltimo; a 3 do 17º. Com 17 jornadas decorridas, está a uns míseros... 31 pontos do primeiro, o Barcelona, e a 20 do segundo, o Valência.

Parece que o João acha que vai muito bem o Osasuna. É continuar assim que são capazes de não ficarem em último. Camacho tem qualidades para tal.


Fernando Santos, perguntam?

Mais uma vitória. 2-0, em casa. 16 jogos, 9 vitórias, 6 empates e 1 derrota, 19 golos marcados, 8 sofridos. Está em segundo, a 6 pontos do Olympiakos e à frente de dois clubes com muito mais poder orçamental e de prestígio na Grécia: leva 3 de vantagem sobre o Panathinaikos e 8 sobre o AEK. É mau, o gajo. Não sabe fazer substituições e não tem ganas de "salir a ganar".

Ricardo disse...

Algarviu,

li o texto e concordo contigo: é uma análise certeira. Não entendo é a razão de o Quique não ver coisa tão evidente.

Sabino Rui disse...

Li hoje diversas análises sobre a actualidade do nosso clube com as quais me identifico. Inclusive, no Record, o João Querido Manha descreve, muito bem, as várias causas do descalabro a que chegámos nas últimas jornadas. São demasiados erros: técnicos, na formação da equipa; a baixa de forma e/ ou a ausência forçada de alguns jogadores nucleares; erros de arbitragem; erros individuais de jogadores que ocupam lugares chave (Moreira e Quim); expulsões infantis, etc.

Claro que Quique não está isento de culpa. Ainda assim, não vejo como se pode conscientemente defender a sua saída neste momento. Nem a imprensa desportiva posicionada do outro lado da barricada se lembra de equacionar uma “solução” dessas.

No início da época Jesus, a par do Daúto Faquirá, foram algumas possibilidades aventadas para suceder à herança deixada por Chalana. Recordo que actualmente Daúto no V. Setúbal é tão ou mais contestado que Quique. Jesus está a orientar uma equipa que em qualidade e quantidade de soluções pouco fica a dever a qualquer dos três grandes. Apesar disso não tem um percurso que deslumbre como é o caso do José Mota que está à sua frente com menos recursos.

Necessitamos de reequilibrar o plantel em três/ quatro posições (uma das quais a de guarda-redes). Parece que a conjuntura financeira não aconselha que se vá por aí. Nos últimos anos cometeram-se demasiados erros, com aquisições absurdas, que retiraram o poder negocial que tanta falta nos faz agora. Há vários jogadores para dispensar e ninguém os quer.

Acredito que poderemos ainda dar alguma luta ao FCP na conquista do título. Desgraça seria ficarmos atrás do Sporting e/ ou do Braga.

Pedro disse...

"Custa-me ver que para alguns adeptos a análise faz-se consoante os resultados"

Ricardo no limite a análise faz-se sempre consoante os resultados. Mas, pela parte q me toca, não é isso q está em questão. Concerteza q terás reparado q tenho apontado erros a Quique nas análises aos últimos jogos de forma crescente. E são sempre os mesmos erros q é o q mais me preocupa. Alguem cometer sempre o mesmo erro, jogo após jogo, é algo q me incomoda mesmo. Não peço q rolem cabeças mas, sinceramente, não sei....estou muito decepcionado.

""Pergunta lá aos inteligentes do Mágico se ainda acham que o Maxi e o Binya são jogadores para um clube como o Benfica!""

Qd um andrade me diz uma coisa dessas qd tem jogadores como Bruno Alves, Pedro Emanuel, Stepanov e tantos outros só me posso rir...

"Tive esperança que o Quique soubesse emendar a mão lá para Outubro, acreditei em Novembro que finalmente veria o óbvio, em Dezembro rezei às santinhas que lhe tirassem a teimosia, em Janeiro perdeu o primeiro jogo para o campeonato. Agora tem duas hipóteses: assumir que estava errado (e os grandes treinadores devem poder assumi-lo e procurar a melhor solução) ou teimar até mais não. Se for a segunda, espero que o Braga não fique à nossa frente. Se for a primeira, acho que ainda vamos a tempo de lutar por este campeonato."

Basicamente é o q eu penso. Eu fui condescendendo nos erros q ía vendo pq vía aspectos positivos e liderança no campeonato...aos poucos fui, como disse acima, perdendo essa tolerância.

dexter disse...

Pedro,

ISso e que foi uma mudança radical de opiniao !

E tudo por causa de uma singela derrota contra o super TROFENSE.

Bolas nao e caso para tanto Pedro.

PS. Digo SUPER, porque nao é correcto utilizar a palavra GALACTICO, essa ficou reservada para o Olympiacos e Leixoes como alguns aqui defenderam.

Pedro disse...

Não acho q seja uma mudança radical, é simplesmente sentir q o tal tempo q eu falei anteriomente se esgotou. Esse tempo não se pode esgotar ao fim de 3/4 jornadas...ao fim de 13 jornadas acho justo q se comece a exigir mais. Principalmente se os erros cometidos forem sempre os mesmos. É essa a minha principal critica.

Rumbero disse...

Eu continuo a dizer que no futebol ganha-se com detalhes. É certo que nao jogamos uma merda, que o Quique VOLTOU a errar mas cuando os outros nao jogam uma merda e o treinador erra sempre têm aquela ajudazinha ou pelo manos nao sao perjudicados, conclusao: O benfica nao pode ter um dia maui porque perde de certeza. Estou curioso pra ver se Quique corrige os erros tacticos que tem vindo a repetir e pem os jogadores nos sitios certos.
Outra coisa, é taça da liga joga o Moretto, Ok, mas se tirar a titularidade ao Moreira contra o Braga é queimar o jogador pra sempre e Moreira nao merece, eu continuo a acreditar nele como o melhor do plantel (até Moretto mostrar o contrario) e continuo a acreditar no Quique...

João Bizarro disse...

Katso e Amorim ao meio é o que se pretende.

Pedro disse...

Rumbero, e esses detalhes são de extrema importância. Estou à espera do fim da primeira volta para falar sobre esses "pormenores"...

Luís disse...

"Sem abrir o jogo quanto ao onze a utilizar hoje na Cidade Berço, o treinador do Benfica diz-se disposto a fazer o necessário para dar a volta à conjuntura adversa. “É necessário mudar a transição ofensiva da equipa. Este é um conjunto que se encontra parado lá à frente, que está sem ideias nem sincronização, lento a atacar a bola, muito parado nas faixas e que não consegue finalizar.""
QUIQUE FLORES

Bons sinais. Talvez a casmurrice começa a dar lugar ao bom senso. Destaco o "mudar a transição ofensiva!" Sera que é desta que o Aimar recua ou que o Amorim vai para o centro? Se fôr, talvez ainda haja uma hipótese para este Benfica finalmente arrancar...

Ricardo disse...

Pedro,

"Qd um andrade me diz uma coisa dessas qd tem jogadores como Bruno Alves, Pedro Emanuel, Stepanov e tantos outros só me posso rir..."

Comparar o Bruno Alves ou o Pedro Emanuel com o Maxi e, principalmente, com o Binya só pode ser brincadeira. São muito melhores jogadores. No caso do Alves, ainda o é e será durante alguns anos; no de Emanuel, está em final de carreira mas sempre foi melhor jogador do que qualquer desses dois jogadores do Benfica. Stepanov, sim, é mau, mas, lá está, não é titular do Porto. Está aí uma diferença.

No resto, vejo que concordamos.

Pedro Vagos disse...

Luís, aquilo que me assalta os pensamentos depois de ler essas declarações do Quique é: Como é que ele chegou a essa brilhante conclusão?
R1: Foi a ler o magicoslb (Duvido que o gajo é espanhol e eles não se esforçam nem um peido para tentar falar em português, quanto mais para ler)
R2: Foi alguém com mais responsabilidades do que ele que o encostou à parede (o que se por um lado se agradece, por outro é sinal que ele permite algumas intromissões no seu trabalho...)
R3: A ultima hipotese é que finalmente se terá feito luz naqueles cornos!!! E aqui o unico lamento é por ter demorado tanto!!!!

Ricardo disse...

Pedro Vagos,

"Duvido que o gajo é espanhol e eles não se esforçam nem um peido para tentar falar em português, quanto mais para ler"

Das duas uma: ou não tens estado com atenção a ouvir o Quique ou não sabes castelhano. O Quique, claramente, tem tentado - e muitas vezes conseguido - falar português (e desde muito cedo, Outubro ou antes). O que é notável, porque, para um espanhol, falar português é dificílimo, devido às idiossincrasias da língua que não favorecem uma aprendizagem e uma capacidade oral de outras línguas da forma mais perfeita. Já fiz referência a essa humildade e empenho do espanhol em oposição a Lucho, por exemplo, que, falando castelhano, é o capitão do Porto, está cá há uns 3 anos e nem sequer tenta.