blog

quinta-feira, março 26, 2009

Reforço do Mágico SLB

O Mágico SLB não relaxa ao sabor do sucesso obtido no panorama blogo-esférico nacional e, discretamente, está sempre atento ao “mercado”. A intenção é melhorar cada vez mais para servirmos o Sport Lisboa e Benfica e não defraudarmos os nossos fiéis leitores. Deste modo, é com imensa alegria que anunciamos a “contratação” de um novo colaborador, conhecido de todos vós, que irá escrever uma crónica semanal, “Olho à Benfica”, neste blog:

José Marinho, ex-jornalista da Sporttv, autor de vários livros - como Pela Mística Dentro e Como tornar o Benfica campeão, em co-autoria com José Veiga - e, principalmente, benfiquista incondicional.

Bem vindo a esta casa.

99 comentários:

Dexter disse...

Excelente noticia !

Bem vindo.

Dexter disse...

"O campeão foi o Trapatoni, e não um desgraçado tripeiro mal agradecido."

Luis,

O campeao foi Trap ? Sim foi claro que foi, foi um dos campeoes tal como foram TODOS os jogadores do plantel.

Resumir o sucesso dessa epoca apenas a Trap é no minimo disparatado, no minimo. Ate porque sem Veiga ele nem tinha acabado a epoca, portanto so por ai .....

T disse...

Reforço de peso!!!

João Bizarro disse...

É um orgulho para o Mágico receber tão ilustre benfiquista.

Bem vindo, José.

José Marinho disse...

Meus caros, agora que está anunciado o meu espaço neste blog, gostaria apenas de dizer que conheço o pensamento de cada um de vós sobre os temas mais sensíveis do nosso clube. Gostaria de vos dizer que nem sempre concordaremos com as melhores soluções para o futuro do nosso clube, alguns de vós têm ideias muito afastadas do que eu, sobre a forma como o Benfica é gerido e sobre a forma como o Benfica tenta resolver este dramático problema de uma certa perda de identidade vencedora. Mas há uma coisa que respeito profundamente em cada um de vós. São benfiquistas e são bem intencionados. São duas características que aprecio imenso numa pessoa. O que proponho é o seguinte: Vamos discordar, vamos debater, mas não vamos em discussões insultuosas. Estou preparado para o aparecimento de alguns anónimos, porque sei como as coisas funcionam. Há poucos meses fui director de comunicação do Vitória de Guimarães. Sei como as coisas funcionam de dentro para fora e de fora para dentro.
De resto, gostaria de vos dizer que será um gosto debater o Benfica convosco, como foi, há uns meses atrás, com imenso prazer que escrevi para o Eterno Benfica. E mais vos digo, tenho projectos na minha cabeça de âmbito editorial que gostava de partilhar convosco e cuja colaboração dos benfiquistas será primordial. Podemos discordar em muita coisa, mas há sempre uma coisa que nos une. O Benfica.
E desde já muito obrigado pelo vosso amável acolhimento neste espaço de benfiquismo puro. Um abraço.
José Marinho

Dexter disse...

Cá estaremos para discutir o que for necessário sobre o GLORIOSO !

Com insultos penso que ja nao e preciso haver qualquer tipo de preocupacoes. Este espaço passou a ser JACO's free.

Americano disse...

Bem vindo caro José, espero que esteja preparado para aturar "chatos" como eu e o dexter :)))

Hugo disse...

José Marinho, bem vindo, não tinha a certeza que fosse Benfiquista. Mas se aqui está, é porque o é realmente.
Espero que nos ajude, com a experiência que já tem "dentro dos bastidores do futebol", a compreender melhor este Mundo magnifico do Futebol e essencialmente do Nosso Glorioso.

Luís disse...

Bem vindo José. É uma contratação realmente de peso para este espaço vermelho até à medula, e que torna este blog cada vez mais uma referencia incontornável!

Dexter, claro que foram todos, e atenção, TODOS. Não foi somente A, B, ou Z, pois os messias, estão na biblia.

Mas não consigo identificar-me com um homem que tem a altivez de chamar a si, o segredo de tornar o Benfica campeão : "Se o Benfica seguir os 10 passos para ser campeão que eu escrevi no meu livro, ainda vai a tempo de vencer a corrida pelo título."

O meu comment a isto é somente: LOL!

Dexter disse...

Luis,

Acho que vai para ai uma grande confusao.

Para reconhecer o excelente trabalho de Veiga nessa epoca nao é preciso haver identificacao com a personagem. Eu tambem nao me identifico, nem tao pouco é o meu modelo de director desportivo para o SLB. Que fique claro.

Mas consigo reconhecer que teve um papel FUNDAMENTAL na conquista do campeonato desse ano. Alias isso é reconhecido por TRAP e pela maior parte dos jogadores.

Obviamente que nao foi apenas Veiga. Ate porque ele nao marca golos como diz o outro. Agora, se nesse ano nao tivesse havido Veiga e tivesse sido o LFV a acumular os cargos, eu tenho a certeza que nao teriamos sido campeoes. Mesmo com aqueles jogadores e mesmo com TRAP.

Luís disse...

Claro Dexter. Foi um conjunto de factores todos juntos. Agora deixo a pergunta: achas que o Santos, ou o Koeman, com o Veiga a DD teriam sido campeões?

Hugo disse...

Sim Dexter, é verdade que o Veiga foi importantíssimo nessa época, mas nas seguintes nem por isso. E olha que o plantel era bem melhor e muito mais caro.

Jared disse...

Bem-vindo José Marinho!

Viva o Benfica!!!

Carlitos disse...

Caro José Marinho, sou mais leitor que comentador por manifesta falta de tempo, mas não posso deixar passar a opotunidade de lhe dar as boas vindas e desejar que a sua participação neste blog traga tantas outras coisas boas para o blog e para o nosso Benfica como é e será certamente o seu contributo semanal.
Carlitos

ALM disse...

Sempre desconfiei que o snr. Márinho se não fosse Benfiquista, pelo menos não seria Anti-Benfiquista.
Espero que tenha tambem paciência para me aturar em alguma possível discordância.
Seja BEM VINDO.

José Marinho disse...

Meu caro Luis, acho que sobre isso posso elucidá-lo, pois fui um dos seus co-autores. E garanto-lhe que esse pedaço a que se refere foi mais da autoria dos co-autores - entre os quais me incluo - do que propriamente de José Veiga. Aliás, uma das coisas que mais me surpreendeu foi o seu pudor em que se exaltasse muito a sua responsabilidade nas vitórias alcançadas, pois não pretendia ferir o mérito do treinador e dos jogadores. E se existe algum exagero no livro em relação a isso, ele é da minha responsabilidade e do outro co-autor, o Camilo Lourenço, pois acreditávamos e acreditámos no indiscutível mérito de José Veiga na conquista do campeonato. Recordo uma ocasião, quando estávamos a rever os textos, que ele dizia que não estava muito de acordo com a forma como algumas coisas estavam escritas, porque até parecia que tinha sido ele a jogar e não os jogadores. Acredite, caro Luis, ele é uma pessoa muito diferente daquela que está projectada em muitos adeptos e muitas pessoas que não o conhecem. Mas eu estava muito convencido do seu mérito e sabe, mais convencido fiquei quando estive em Salzburgo com Trapattoni, eu e o José Veiga, para falar sobre o livro. E vi o brilho nos olhos de Trapattoni, vi a adoração que ele tem por Veiga, o respeito que ele tem por Veiga. Tanbém me lembro do que ele disse do actual presidente do Benfica, mas isso fica para uma ocasião em que nos possamos encontrar pessoalmente. E ao jantar, ele e a Dona Paula finalmente explicaram-nos porque saiu do Benfica, a Dona Paula, muito amável dizendo-nos que adora o Benfica e adora Lisboa e que por ela não teria saido, e a mulher de Di Lucia, o treinador dos guarda-redes, tirando da sua mala um cachecol do Benfica, que a acompanha sempre em todos os jogos a que assiste das equipas que o marido e Trapattoni estejam a treinar, falando-nos da sua adoração pelo clube e pela cidade. E foi aqui que confirmei as minhas suspeitas de que Veiga foi crucial para ganhar o campeonato e lhe digo mais, Luis, a convicção que tenho, de que acabará com o domínio portista no futebol português, se um dia regressar ao nosso clube. Esta minha convicção não é oportunística, ou porque seja amigo pessoal de Veiga. Sou amigo de muitos benfiquistas, alguns deles alimentam o sonho de serem presidentes do clube, mas jamais lhes daria o meu apoio, porque preciso de sentir que isso seria o melhor para o clube.
Um abraço e espero tê-lo esclarecido em alguma coisa.

João Bizarro disse...

Luis, o Koeman e o Santos tiveram o Veiga como director desportivo.

Só não percebo porque é que ele não aplicou os seus 10 mandamentos nessas 2 épocas!

José Marinho disse...

Caro João, também posso ajudá-lo. Quanto a Koeman, houve um erro que o próprio assume. O treinador holandês estava demasiado concentrado na Liga dos Campeões, o Veiga percebeu isso e até chegou a arranjar uma forma de não se ver a Sporttv e os campeonatos estrangeiros no hotel onde o Benfica estivesse concentrado para os seus jogos. Isto é verdade, eu cheguei a falar várias vezes com o Chalana que me dizia que o Veiga estava permanentemente a chamar a atenção de Koeman e do seu adjunto, que não estavam concentrados no campeonato e que era muito importante o Benfica ganhar o campeonato. Mas a carreira do Benfica na Liga dos Campeões limitava muito a acção de Veiga, porque estava a correr bem e não podia criar grandes sobressaltos na equipa. Ele dá um exemplo que é ilustrativo. No início de Janeiro, nessa época, o Benfica tinha um ponto de atraso para o Fc Porto, no final do mês, tinha oito. No principio de Fevereiiro tinha a Liga dos Campeões. Foi um mês em que Koeman deu cargas de treino absolutamente irreais para aquela altura da época. Sabemos o que se passou, o Benfica perdeu o campeonato naquela altura e no mês seguinte ganhou ao Liverpool. Em relação a Fernando Santos, apenas digo o seguinte, que me foi confirmado pelo próprio e já foi assumido pelos jogadores. O ex-treinador quando visitou o actual presidente do Benfica no hospital, disse-lhe que tinha sido campeão se Veiga não tivesse saido do clube.
Um abraço João.

Luís disse...

Era uma rasteira João. Tambem não compreendo o porquê dos mandamentos não servirem nessas épocas e ja servirem nesta.

Caro José, antes demais, obrigado pela sua elucidação. Consigo depreender pelas suas palavras a paixão que sente pelo nosso clube e a admiração que sente pelo nosso ex-director desportivo. Mas apenas uma coisa me faz confusão: se José Veiga revelou esse pudor na fase de escrita do livro, porque é que não recorreu a esse mesmo pudor, na entrevista ao Record, onde bombásticamente refere os 10 passos que "escreveu" no livro, como a receita mágica para ainda sermos campeões?

Sabe, há duas facções de comentadores neste blogue. Igualmente benfiquistas, e igualmente apaixonados pelo nosso clube. Os "profetas da paciencia" (onde me incluo), que advogam a estabilidade desta equipa técnica, e os "profetas da desgraça", os que criticam a politica desportiva seguida neste época.
Daí a minha adversidade em mexidas nesta equipa durante esta época e na proxima. Mas atenção, isto não é dizer que os profetas da paciencia, tenham "palas nos olhos" e espirito crítico.

João Bizarro disse...

José, não tiro esses méritos e mais alguns ao Veiga. Aliás sempre elogiei a forma como ele sempre defendeu os jogadores e blindou o balneário.
A época interna com o Koeman foi patética. Fizemos jogos perfeitamente surreais. Em comparação com o que fizemos na Champions.
Abraço.

Jared disse...

Caro José Marinho, eu próprio, em conversa com alguns amigos benfiquistas no final da época 2006/2007 lhes disse isso mesmo: que achava que, com Veiga, Fernando Santos teria sido campeão.

Americano disse...

José,

Confesso que não sabia que tinha escrito o livro com o Camilo Lourenço. Ao saber, tenho de lhe perguntar, que opinião tem sobre ele no que toca à análise financeira dos clubes e do futebol em geral? Sei que muitos benfiquistas odeiam-no, acusam-mo de anti-benfiquista e anti-DSO, e atribuem essas razões para justificar as críticas que ele faz. Eu como sou da área financeira e tenho conhecimentos nesta área, concordo com muito do que ele diz e como já disse aqui várias vezes, ao contrário do que é propalado, acho que esta época foi duma irresponsabilidade total no que toca à gestão financeira, quase raiando a gestão danosa, e acho que pode pôr em causa os próximos 3/4 anos do Benfica. Que opinião tem o José e o Camilo (caso saiba) sobre a nossa actual situação financeira?

Dexter disse...

"Claro Dexter. Foi um conjunto de factores todos juntos. Agora deixo a pergunta: achas que o Santos, ou o Koeman, com o Veiga a DD teriam sido campeões? "

Koeman teve Veiga. Pelos vistos nao serviu para ganhar o campeonato. Serviu apenas para chegar aos quartos da champions e cair por pouco às maos da melhor equipa europeia desse ano.
Bom, pelo menos nao tivemos de levar aos 5 de cada vez com clubes gregos como foi esta epoca.

Relativmente a Santos, sim acredito que com Veiga teria sido campeao. LFV nao conseguiu blindar o balneario.

Mas Luis, este ano ca estaremos TODOS para comparar o primeiro ano de TRAP+VEIGA com o primeiro ano da magnifica, fabulosa, adorada e adeusada dupla FLORES+COSTA.
No fim faremos a comparaçao.

Hugo disse...

Caro José, com o FS não fomos campeões, porque ele não soube gerir o plantel em alguns momentos. Na Era do Koeman, não soube aproveitar a herança de ser campeão.
Quando ganhámos no Dragão, ainda acreditei que as coisas tinham mudado, mas depois os pontos perdidos a cada jornada, foram me dando a razão e quando ele foi para o PSV fiquei contentíssimo.

Pedro disse...

" este ano ca estaremos TODOS para comparar o primeiro ano de TRAP+VEIGA com o primeiro ano da magnifica, fabulosa, adorada e adeusada dupla FLORES+COSTA."

Há um PORMAIOR a ter em conta nesta comparação: No ano de Trap o Apito Dourado estalou. os árbitros, pela primeira vez, sentiram medo e retraíaram-se nos apoios descarados ao clube corrupto. O fcp não foi tão beneficiado como é costume e com isso não conseguiu obter a distância confortável que habitualmente tinha. Isso criou instabilidade interna dentro do clube e o SLB conseguiu aproveitar isso. Este ano o fcp está a ser beneficiado como nunca o foi e o SLB a ser roubado ainda mais do q o habitual.

A campanha europeia de Trap tb foi patética.

Americano disse...

Pedro, a camapanha europeia de Trap incluíu uma passagem na fase de grupos e uma eliminação frente ao futuro vencedor da competição, numa altura em que aquilo pareceu um alívio para Trap que queria apostar tudo na Liga. Se essa foi patética então nem consigo encontrar adjectivos para este ano.

Luís disse...

Americano, acho que estamos todos de acordo que a prestação europeia deste ano foi um desastre. Portanto ao nível da campanha de Trapatonni

Dexter disse...

"Há um PORMAIOR a ter em conta nesta comparação: No ano de Trap o Apito Dourado estalou. os árbitros, pela primeira vez, sentiram medo e retraíaram-se nos apoios descarados ao clube corrupto."

Já sabia que vinha ai o corridinho da choradeira.

A campanha europeia de Trap tb foi patética.

LOL
Se passar a fase de grupos e cair da forma que caimos é PATETICO, nao sei a que chamarás ficar em penultimo de TODOS os clubes presentes na fase de grupos.
LOL

Dexter disse...

Sa Pinto:

Quanto às declarações de Rui Costa relativas aos exageros que estão a ser cometidos neste assunto, Sá Pinto revelou a sua "compreensão" perante as afirmações do colega mas mostrou a sua discordância perante o tema. "O Rui tem a opinião dele e eu tenho a minha. Acho que só se pode falar quando se passa pelas situações e se no futuro o Benfica passar por um caso destes, poderemos medir como é que cada um se porta perante determinado contexto", concluiu.


Quando passar por um caso destes ???
Mas este gajo tem vivido onde ? Em Marte ???

José Marinho disse...

Caro americano, sei que tem normalmente boa inside information do nosso clube. Acertou em cheio com a história da festa que a direcção preparou para a praça do Centenário. É verdade tudo que diz, desde o pagamento de 50 por cento à cabeça à empresa que organizou a festa até à forma como ela estava a ser preparada. Também deve saber que tudo foi desmontado rapidamente, quando todos se aperceberam que os benfiquistas não estavam muito dispostos a festejar, por uma questão de pudor e também por uma questão de perspectiva. Eu concordo quando se diz que títulos para o Benfica é o campeonato e a taça de Portugal. Por isso não concordo com estes exageros, e muito menos concordo que o Benfica tenha telefonado a muitos benfiquistas para que estivessem na praça Centenário, à espera da equipa. Os benfiquistas não foram e foi tudo desmontado. Mas também digo que não devemos ter vergonha de ter ganho troféu. O Benfica ganhou o trofeu nos penalties, não ganhou a Taça aos 75 minutos. O erro de Lucílio, além de extraordinário - normalmente engana-se contra o Benfica - é apenas um incidente do jogo. É certo que mudou o jogo, mas ninguém pode garantir que o Benfica não ganharia a Taça por outros meios. Cinco minutos antes, sem interferência de Lucilio, o Benfica tinha mandado uma bola na trave da baliza de tiago. O benfica ganhou a Taça, fez muito bem em festejar, acho que Rui Costa foi magistral, reconhecendo o erro do árbitro e condenando os excessos, mas sou contra os exageros, como o de João Gabriel, numa conferência de imprensa a fazer a ostentação provocatória do troféu. Não é bonito, não é necessário e não é Benfica. Graças a Deus o Benfica tem Rui Costa, tem a sua elegância, o seu prestígio e o seu exemplo.
Caro Americano, sobre a situação económica do Benfica, partilho das suas preocupações, que eu sei não ser um tema que seduza muitos benfiquistas, discutir a situação económica do nosso clube. Mas sendo da área económica, também sabe que a Benfica SAD prepara duas medidas que podem libertar fundos importantes para o próximo exercício. Um, é o de passar o estádio para a SAD, o outro tem a ver com o futuro naming do estádio. Mas preocupam-me os números que o Benfica venha a apresentar sobre o primeiro exercicio semestral de 2009. Serão números assustadores.

Americano disse...

Não luís, não foi ao nível da campanha de Trap. Compreendo que vos dê jeito dizer isso, mas ser 2º dum grupo e passar não é a mesma coisa que ser o último do grupo e bombo da festa perante equipas inferiores ao Benfica.

Americano disse...

"Caro americano, sei que tem normalmente boa inside information do nosso clube. Acertou em cheio com a história da festa que a direcção preparou para a praça do Centenário. É verdade tudo que diz, desde o pagamento de 50 por cento à cabeça à empresa que organizou a festa até à forma como ela estava a ser preparada."

Algarviu e Luís, any comments?

Americano disse...

Caro José, os números do 2º semestre de 2008 já foram assustadores, e obviamente que sendo esse semestre o que tivemos os jogos com o Porto, Sporting, e UEFA em casa, naturalmente que os da 2ª metade da época serão piores, podendo este exercício descambar para um prejuízo acima dos 20 milhões.
Conheço essas 2 operações, mas apenas a 2ª trará alguma coisa efectiva, a 1ª é um movimento entre empresas do grupo, que cosmeticamente melhora as contas da SAD, mas que em termos de consolidação vale pouco, para não dizer nada.
Obrigado pela resposta, espero que um dia desenvolva aqui esse tema, recorrendo à "ajuda" do Camilo Lourenço, se necesário :)

Americano disse...

"Caro americano, sei que tem normalmente boa inside information do nosso clube. Acertou em cheio com a história da festa que a direcção preparou para a praça do Centenário. É verdade tudo que diz, desde o pagamento de 50 por cento à cabeça à empresa que organizou a festa até à forma como ela estava a ser preparada."

Algarviu e Luís, any comments?

Dexter disse...

Essa da campanha europeia de TRAP ser tao desastrosa como a de Quique é de rir.

Portanto passar a fase de grupos para voces ou ficar em penultimo da fase de grupos é rigorosamente igual.

É igual a europa TODA ver resumos do benfica a levar 5 na pá na grecia ou ganhar o jogo.

É igual a europa TODA ver resumos do Benfica a perder em casa com o Metalist ou ganhar a outra qualquer.

Estamos entao elucidados.

Luís disse...

Dexter e Americano, rendo-me. Têm razão:

Levar 3 na pá do grande Anderlecht e nem sequer ir à champions é que foi bom!

Vencer a fase de grupos onde pontuavam colossos como o
Zagreb
Hereenven
Bystrica

é um feito histórico!

Gostaria de ter visto nesse ano o Benfica a disputar essa competição com clubes de 2ª linha como:

Galatasaray
Hertha Berlim,
Olypiacos
Napoli.

Em 04/05, ser eleminado nos 16 avos de final pelo enorme Cska foi apenas uma ligeira infelicidade.

Luís disse...

O meu comment é este Americano:
traz-me as fotos ou provas do que dizes que eu depois comento. Ate la essa conversa comigo não tem retorno.

Americano disse...

Luís, desceste muito na minha consideração. Uma pessoa que não tem capacidade para reconhecer que está errada é triste. Mas tudo bem, se acreditas que o José Marinho, que eu não conheço de lado nenhum, está a mentir ou a inventar a mesma história que eu publiquei aqui, é contigo.

Dexter disse...

"O meu comment é este Americano:
traz-me as fotos ou provas do que dizes que eu depois comento. Ate la essa conversa comigo não tem retorno."


Nao tenho nada a ver com essa conversa........mas onde isto ja vai......
Fotos ou provas ??????
Fonix
Enfim, acho que essa foi infeliz Luis.

Gostaria de ter visto nesse ano o Benfica a disputar essa competição com clubes de 2ª linha como:

Galatasaray
Hertha Berlim,
Olypiacos
Napoli.


Nao da jeito colocar aí o Metalist em vez do Napoli pois nao Luis ? É que o grupo era esse.

Ok estou convencido, foi um feito historico levarmos 5 na pa na grecia, levarmos 2 em casa com o GALA e por fim perder com os Ucranianos em casa.
Claro que assim sendo, empatar na alemanha com o super Hertha foi um MILAGRE

Luís disse...

" Uma pessoa que não tem capacidade para reconhecer que está errada é triste"

Americano, comigo ja devias saber como é. Defendo o meu Benfica sempre. Não o ataco só porque A ou B dizem isto ou aquilo. Estou errado? Prova-me o meu erro e eu admito-o sem problemas. Ate la mantenho a minha posição.

Pedro disse...

"A campanha europeia de Trap tb foi patética."

Acho q o "TB" (também) diz tudo. E nem me lembrava da pré eliminatória para Champions perdida para com o Anderlecht...

Não é choradinho Dexter, é a pura das verdades. São FACTOS. Factos contra os quais Veiga soube lutar.

John Billy disse...

Ora uma grande contratação para o Mágico!!

Caro José Marinho, o mais importante é o Benfica vencer! Estou me nas tintas se o Trapattoni era o melhor, se com o Fernando Santos se jogava bem a bola ou qual campanha europeia foi a mais patética.
O que me interessa é ajudar o Rui, o Quique e a actual direcção a melhorar pois são esses que podem levar o Benfica ao título.
Espero sinceramente que a sua crónica semanal sirva para corrigir os erros actuais da direcçãoe não uma crítica destrutiva tipo "antigamente é que era bom".
PS: Gosto muito do Rui mas acho que pode aprender muito com o Veiga na protecção dos jogadores e do treinador.
Um abraço.

Algarviu disse...

Montar e desmontar estruturas numa praça pública não é coisa que se faça na clandestinidade nem ao arrepio do olhar de centenas, milhares de pessoas que por ali passam.

Alguém viu???
Alguém tem uma foto de telemóvel ou afim ???

Americano, não quero descer na tua consideração, se é que a tens (eu tenho por ti), mas às vezes inside information é diz que diz e de boato em boato o que existiu na imaginação de alguém passa a ser uma verdade indiscutível.

José Marinho disse...

Caros Luis e Americano, o assunto que aqui trouxe não foi com o objectivo de que a consideração que ambos mantêm sobre o outro possa descer ou subir em função das vossas ideias e convicções. Acho até que o assunto tem uma certa irrelevância, apenas porque denuncia uma vontade dos dirigentes do Benfica em proporcionar aos adeptos uma festa com os seus jogadores. O problema é que me parece que exageraram e mediram mal a importância da conquista. Mas não é por isso que o Benfica é maior ou menor. O que me preocupa é se isso reflecte um indicador de desespero. Isso já me preocupa, mas não devemos ser peremptórios sobre isso, porque não sabemos se a direcção o fez por desespero, para passar uma esponja sobre uma época má ou se o fez por convicção de que os adeptos teriam o desejo de se juntar aos adeptos numa hipotética festa. Acho que fez mal, mas não tenho a certeza que o tenha feito deliberadamente para criar nos adeptos a ilusão de que a época não é tão má como a pintam.

Americano disse...

Luís, não estás a defender o Benfica, estás a defender uma imbecilidade desta direcção que eu contei aqui e de que tu e o algarviu, quais paladinos da verdade, duvidaram imediatamente. Para vosso azar, aparece aqui uma pessoa insuspeita a partilhar a história, mas mesmo assim preferem a negação em vez de terem a nobreza de reconhecer que se precipitaram e estavam errados.

Pedro disse...

"O que me preocupa é se isso reflecte um indicador de desespero"

Concordo em absoluto com isso. É por isso q não me admiro nada q essa história da festa seja verdade. Tem a cara de Vieira.

Dexter, eliminar o Napoles foi um feito histórico.
:)

Americano disse...

Caro José Marinho, peço desculpa por envolvê-lo nesta "troca de galhardetes", só que não admito que ponham em causa a minha honestidade. Fizeram-no e para azar deles apareceu alguém a confirmar a história. Cada um acredita no que quer, se já estão em negação há 9 meses não é agora que vão deixar de estar.

Luís disse...

José, fico feliz ao ler que nas suas palavras há uma grande dose de bom-senso. Ficarei na expectativa de ler a sua crónica.

Americano, no hard feelings:).

Agora um momento de humor proporcionado por Sá Pinto:

"Fala-se que ele tentou agredir o árbitro mas, no meu entender, aquele gesto quando recebeu a ordem de expulsão foi para dizer que tinha tocado a bola com o peito."

Palavras de um gajo que bateu num selecionador e passava a vida a ser expulso por insultar árbitros. O facto de ele ser relação publicas do zbording, diz tudo do desnorte que vai para aqueles lados.

José Marinho disse...

Caro John Billy, a minha expectativa é que o Rui possa fazer essa aprendizagem com o próprio José Veiga. E de preferência com os dois no Benfica. Porque a mim interessa-me que o Benfica possa regressar rapidamente aos títulos. E porque sei que esta possibilidade de Veiga regressar ao Benfica é o que mais assusta os dirigentes do FC Porto. E assusta tanto que o seu presidente, poucos meses depois da saída de Veiga do Benfica, tentou uma reaproximação ao antigo director desportivo e não conseguiu, porque Veiga já repetidamente clarificou que em Portugal só aceita o Benfica. Porque é benfiquista, porque sente convicção de que pode ganhar ao FC Porto e pode derrotá-lo em campo - e não nos tribunais - e acabar com aquilo a que muitos designam de sistema. Isto está no livro, escrito por nós e ainda se mantém na cabeça de José Veiga. E acredite, John Billy, é isso que assusta o FC porto, os seus dirigentes e alguns dos seus mais conhecidos apoiantes. Tenho vários amigos no Porto, afinal sou de Gaia, um deles jornalista que se relaciona muito bem na Torre das Antas e acredite que os dirigentes do FC Porto farão de tudo para evitar que Veiga possa regressar ao Benfica, como fizeram de tudo para evitar que Mourinho tivesse regressado. Embora aí, no caso do regresso de Mourinho, a responsabilidade foi toda do Benfica, pelo tempo que demorou e pelo facto de Luis Filipe Vieira não ter aceitado a principal condição de Mourinho, que era o afastamento de jesualdo da equipa técnica. E meu caro, eu sei que esteve perto esse regresso, porque no dia em que estava tudo preparado para a assinatura, no antigo escritório de José Veiga, eu enviei um sms a Mourinho, demonstrando-lhe o meu encantamento pelo seu regresso. E no dia a seguir nada de Mourinho no Benfica, apesar dos esforços de Veiga que viajou de urgência do Luxemburgo para Lisboa, depois do Natal, tentando evitar que ele fosse parar ao FC porto, mas já era tarde demais. Isto é o que eu não gostaria que voltasse a acontecer no benfica, que é desperdiçar mais uma hipótese de recuperar a hegemonia do futebol português. E acredito que não seria necessário fazer nada que envergonhasse a história do Benfica, como nada foi feito em 2004-2005 que pudesse envergonhar o Benfica e a sua tradição de honra e combate pela verdade desportiva.

Diogo disse...

Caro José Marinho, antes de mais bem-vindo ao blog.

Pelas suas palavras, podemos partir do princípio que José Veiga se vai candidatar à presidência do Benfica, já em Outubro?

Cumprimentos

REDAVENGER disse...

Esses textos todos não me fazem mudar de ideia, o benfica esta a caminhar para o abismo, e sinceramente não vejo maneira de inverter os acontecimentos, falhando a champions este ano, o colapso será inevitavel. E os culpados são aqueles que estão a comandar o futebol encarnado, e não vai ser o amor que o Rui tem ao benfica que nos vai salvar.

E já que o nosso presidente tem tanto dinheiro, que tal ajudar o slb, ele de certeza que aumentou a sua fortuna desde que assumiu o cargo de presidente, porque para ter um presidente que não aparece aos jogos e quando abre a boca só me envergonha, mais vale não ter nada.

João Bizarro disse...

Essa história da festa foi um bocado infeliz e como diz o Pedro tem a cara do LFV.
Nunca iria festejar efusivamente esta conquista ainda por cima com a fraca época que estamos a fazer nas outras provas.
Recuperem os 6 pontos em atraso e depois falaremos em festas!

REDAVENGER disse...

E já agora um bem haja ao José Marinho.

Jared disse...

Desconhecia o facto de ser de Gaia, o que nos torna "vizinhos" :)

É que por vezes há pessoas que relacionam o povo do Grande Porto à instituição FC Porto. Nada mais errado: no Grande Porto há com certeza mais benfiquistas que portistas!

Luís disse...

A minha curiosidade ficou aguçada. Apesar de ser um fai-diver populista, eu gostava de ler sobre essa festa, em algum sitio sem ser neste espaço. Alguem tem uns links? Americano?

José Marinho disse...

Caro Diogo, escrevo aqui o mesmo que escrevi esta manhã, noutro blog, onde fui responder à acusação de um anónimo de que os meus textos publicados no Eterno Benfica eram para desestabilizar o clube. Passando por cima dessa fantasia de quem acha que se não és por nós, és contra nós, o que digo é que acho que ele não deve fazê-lo, se não tiver a convicção de que pode ganhar. Se algum dia o José Veiga me perguntar, eu respondo-lhe que não deve fazê-lo, pelo menos enquanto não sentir os benfiquistas preparados para esta solução, enquanto os benfiquistas não estiverem, de facto, muito cansados de não ganhar. Nessa altura talvez se dê mais valor a uma eventual candidatura de Veiga à presidência. E porquê? Porque acho que os benfiquistas ainda não perderam muito tempo a fazer duas perguntas: Porque é que o benfica perdeu o domínio do futebol português? Como é que vai recuperá-lo? Eu sei que José Veiga tem respostas para estas duas perguntas. Mas não tenho a certeza que os benfiquistas estejam preparados para o ouvir. Por isso digo, contra a minha convicção de que seria a pessoa certa, eu recomendaria que não se candidatasse já. Talvez daqui a uns anos.

Diogo disse...

Vai ser difícil concorrer contra LFV, mas é necessário que haja alternativas credíveis. Sinceramente, ainda não sei qual vai ser o meu voto em Outubro próximo. Sendo verdade que a gestão desportiva de LFV não tem sido famosa, não é menos verdade que o Benfica tem estado praticamente sozinho contra esta podridão de futebol. Temos muita força, mas tem sido uma luta desigual e por isso temo que necessitemos de descer um pouco ao nível dos adversários, para conseguir combater esta mesma podridão. E aí é que começam as dúvidas...

José Marinho disse...

Meu caro Luis, não é necessário fazê-lo, basta recuperar a emissão da Benfica TV, logo após o final do jogo com o Sporting, na qual eram convidados os benfiquistas a comparecer no estádio, pois estava preparada uma recepção aos jogadores assim que regressassem do Algarve. Mas eu insisto que este assunto é quase irrelevante e não me preocupa se não denunciar uma tentativa de apagar os maus resultados alcançados noutras competições mais importantes.
Um abraço

Americano disse...

Luís eu só sei que a festa estava adjudicada e que foi pago antecipadamente 50% da factura. Sei a empresa que facturou. Não sei o valor nem os detalhes, só sei que era a "festa" pós-taça da cerveja, sendo a empresa a mesma que faz esses eventos para o Benfica nos últimos anos.

Dexter disse...

Vai ser difícil concorrer contra LFV, mas é necessário que haja alternativas credíveis.

E quem vai ser a alternativa credivel que quer avançar neste momento ?

Quem vai ser a alternativa credivel que se vai atravessar e herdar a linda situacao financeira em que esta o clube neste momento ?

Quem é a alternativa credivel que se vai prestar ao combate com uma pessoa como LFV ? É que se essa pessoa for realmente credivel, entao o nivel é diferente do actual e apesar disso tera de se sujeitar aos cliches das vaidades e às historias de fazer chorar as pedrinhas da calçada.

Luís disse...

É caso para dizer, "Não há festa como esta!" São contigências de ficar muito tempo sem ganhar nada.

O que vale é que à conta da taça da cerveja,já nos podemos gabar de ser o ÚNICO clube que ganhou TODAS as competições nacionais.:)
Americano e José, obrigado pelas informações.

Luís disse...

"Enfim, acho que essa foi infeliz Luis."

Dexter,

desculpa-me, mas a energia que vocês gastam na crítica cerrada, constante e cega que vocês fazem à direcção e equipa técnica do SLB é impressionante! Quando não têm motivos, sacam da cartola não-assuntos só para continuarem com o mal-dizer. Convosco, nada, mas mesmo nada esta bem. E isso ja dura à (pelo menos) 9 meses. Se houvesse um critério ainda compreendia, desta forma não. Isso para mim é que é infeliz.

Diogo disse...

Caro José, antes de mais quero felicitá-lo por se juntar a este grupo de grandes benfiquistas, espero que seja uma mais-valia para este blog ( será certamente. ) .

Gostava de lhe formular uma pergunta, já que parece bastante informado sobre os assuntos do Benfica: A relaçao de Rui Costa e Petit na epoca passada era algo atribulada nao era ? Será que Petit nao estava à espera de, daqui a uns tempos, se tornar o novo director desportivo do Benfica ?

PS: Pessoal, como ja devem ter reparado à outro Diogo que não eu no blog. Assim, para nos destinguirmos, eu vou começar a assinar os meus comentarios por baixo.

Cumps

Diogo

José Marinho disse...

Já agora, gostava de fazer um esclarecimento aos adeptos do Benfica, pelo menos, os que não sabem. Consta por aí, em meios menos informados, que o Benfica teria sido substituido no site da FIFA pelo FC Porto na lista de clubes clássicos do futebol mundial. Mentira. O que acontece é que essa lista é exclusiva de clubes que tenham vencido o Troféu Toyota, a que pomposamente se designou, durante muitos anos, taça intercontinental. Claro que verificando o logro desta designação, a FIFA tornou finalmente oficial o torneio, alargando-o por direito aplicado e por principio de justiça, a outros clubes provenientes de outros continentes, tornando finalmente o torneio verdadeiramente mundial. Mesmo assim, continua a ser um erro chamar-lhe um campeonato mundial de clubes, de outro modo, a nível de selecções também a Taça das Confederações substituiria o Campeonato do Mundo.
Fica este registo, informando que o Benfica não pode ter sido substituido de um sítio onde nunca esteve. E não é vergonha nenhuma nunca ter estado, porque estamos a falar de uma lista de clubes vencedores de um torneio durante muitos anos não oficial e ainda pouco representativo do futebol mundial.
Um abraço.

Miguel S disse...

Caro Jose Marinho, boas noticias estas da sua participacao neste blog. Ainda nao escreveu o seu primeiro texto e ja estimula a discussao construtiva que o nosso clube bem precisa.
Li os seus comentarios com atencao e e notoria a sua admiracao por Jose Veiga, ja demonstrada no seu tempo de Eterno Benfica. Veiga foi, na minha opiniao, muito importante no inicio dos anos de LFV.
Colocou alguma ordem naquele balneario e foi fundamental no titulo. Dois episodios que me fizeram admira-lo:
1.Veiga foi muito importante particularmente no Inverno, ao segurar Trap pela altura da derrota 4-1 com o Belenenses. A falta de qualidade de jogo e resultados sofriveis daquele periodo da epoca, com um treinador que so caiu nas boas gracas do terceiro anel depois de ser campeao. Veiga manteve Trap contra muita da "vox pop" benfiquista e a experiencia e competencia do treinador revelaram-se importantes com o decorrer da epoca. 2. O segundo episodio foi a novela Diego Souza. Veiga, ja pouco popular devido a um passado de certa forma "sombrio", com envolvimento com a justica, bateu o pe a entrada de Diego Souza e com isso perdeu ainda mais popularidade. Diego Souza, que pelo que vejo no Palmeiras tem qualidade, foi um dos jogadores que no Benfica ja os adeptos gostam mesmo antes de jogar. Especulou-se que nao era um jogador com que Veiga ganhasse comissao, ou que era de um empresario rival, ou que era birra com LFV, tudo foi lancado ao ar. A verdade e que ao assumir publicamente o "nao' a Diego Souza protegeu o grupo e ajudou na uniao que levou ao titulo. Diego Souza foi uma vitima disto tudo, foi o cordeiro a ser sacrificado em prol da equipa. Infelizmente, na epoca seguinte a actuacao foi radicalmente diferente, com varias contratacoes de Inverno que levaram mesmo o capitao Simao Sabrosa a colocar um aviso "disfarcado" no seu site pessoal. O resultado foi pessimo em termos desportivos e de negocio. Pode nao ter sido a causa principal do resto da epoca, mas acho que ajudar nao ajudou em nada.

Apesar de achar que Trap entrou para a historia do clube e de ser um seu admirador, e apesar de reconhecer o trabalho muito importante de Veiga no Benfica, acho que devo lembrar - ate porque e verdade - que no ano do titulo um dos factores muito importantes foi a irregularidade anormal dos nossos rivais, principalmente do FCP. Basta ver que ja ficamos em terceiro com mais pontos que no ano do titulo. Nao sou crente em salvadores da patria e certamente que nao e o titulo de 2004/05 que me faz mudar de opiniao.

Para finalizar, gostava que Jose Marinho me respondesse de uma forma o mais directa possivel, a seguinte questao: que conflitos de interesse tem, alem de ser amigo de Veiga, na sua expressao publica de opiniao? Por outras palvras, se Veiga chegar a presidente ou director desportivo do Benfica, o Jose Marinho espera aceitar algum cargo no clube?

Miuito obrigado

José Marinho disse...

Começo pelo principio e respondo-lhe directamente: NÃO. Fui durante três meses e meio director de comunicação do Vitória de Guimarães e serviu-me de lição. Não tenho estômago para certas coisas e não pretendo voltar ao lado de dentro do futebol. Além do mais, tenho outros projectos de vida. Um deles passa por estar mais tempo com os meus filhos, ir com eles ao estádio da Luz ver os jogos do Benfica, outro tem a ver com o projecto que estou a iniciar e que se correr bem deixará uma herança para os meus filhos, porque é isso que me preocupa, o seu futuro. Gosto muito do Benfica, mas não me sentiria confortável a ganhar dinheiro no Benfica. Colaborar, dar a minha opinião, certo. Trabalhar no Benfica, não quero, pelas razões que expus.
Caro Diogo, confesso que não sei responder-lhe em bom rigor. Ao que sei, no balneário do Benfica alguns jogadores do plantel não aceitaram muito bem o modo como a ascenção de Rui Costa foi conduzida. Não sei se o Petit foi um desses jogadores. O processo nasceu torto e o próprio Rui Costa viu-se apanhado pelos efeitos colaterais provocados pelo modo extemporâneo como foi anunciada a sua ascensão a director desportivo. Veja bem, não é fácil de gerir emocionalmente esta situação, nem para o Rui Costa, que não devia ter sido conduzido para essa situação tão desconfortável e para os outros jogadores que perderam alguma liberdade na sua capacidade de expressão no balneário. Aqui é justo destacar-se a influência e a importância de Nuno Gomes, um jogador tantas vezes injustiçado no Benfica e que tem uma importância no Benfica que poucos conseguem calcular. Um grande benfiquista, um grande jogador e um grande capitão. Acreditem, porque é verdade, o Nuno Gomes é, nesta altura, um dos maiores e mais indiscutíveis patrimónios do Benfica. Não aproveitar esse património seria ruinoso. Mas o Rui Costa sabe disso e é o primeiro a reconhecê-lo.
Um abraço.

Miguel disse...

Olá Zé, não sei se te recordas de mim dos tempos da escola superior de jornalismo, um benfiquista chamado Miguel, de Braga. Já lá vão quase 20 anos, meu! Recordas-te das nossas discussões acaloradas com um tal de Rui Cerqueira?..Nunca pude com esse gajo e agora veja-se onde foi parar.

Adiante, gostava de falar contigo e não tenho o teu contacto. Manda-me um mail para migueljlopes@gmail.com

Para que conste aqui e para quem tem dúvidas, o Zé é um puro, um genuíno, um verdadeiro. Daqueles que entre saber viver e assumir, prefere assumir. Resumindo, o Zé tem coluna vertebral ao contrário da grande maioria dos benfiquistas que habitam a comunicação social.

Mas olha Zé, eu ainda não estou convencido em relação ao Veiga. Li o livrinho que vocês escreveram e mudou muito a imagem que tinha do homem. Mas ainda não estou preparado para lhe dar os meus 20 votos. Por outro lado nunca gostei muito do Vieira...

Manda lá o teu contacto.
Abraço!

kolchak disse...

alguém sabe onde comprar o livro do Veiga na net?
abraços

A condição humana disse...

é a primeira vez que visito este blog(confesso que impulsionado por a "chegada" do sr.José Marinho ao espaço-pois nos foruns benfica tal teve bastante repercussão), será por demais interessante as opiniões do José Marinho, nao só pelo seu benfiquismo, mas acima de tudo por ter do futebol aquele conhecimento(leia-se do recôndito dos bastidores) que o dito adepto normal nao tem, uma vez que lidou de perto e certamente lida, com pessoas que têm mto para contar.
quanto ao que aqui li, num arrazoado breve digo que a equipa de trappatoni nao era brilhante mas era unida, e a conjuntura convenhamos foi boa, mérito de josé veiga? seria indevido nao lho tirar.
equipa de koeman: plantel mais idóneo comparado com o de trap no ano precedente, mas faltou ao benfica olhar para dentro, e faltou tb criar ligação equipa adeptos, sem ser na champions nao se sentia que aquela equipa pudesse ganhar o campeonato!
fernando santos, bem, deixem-me que faça um mea culpa, de fernando santos pedi eu a cabeça(tal cmo mts de vós) depois daquele jogo com o leixões,benfica certamente nao seria certamente a equipa perdida que acabou essa época se ele permanecesse. quanto À sua primeira época no benfica, excelente losango, esse sim o verdadeiro losango bom futebol, benfica sempre pressionante em todos os jogos(até no dragão onde a equipa logrou o empate mesmo a perder 2-0 e esteve perto de vencer, perdendo com um golo do porto em descontos), era um treinador que nao agradava aos adeptos, mas era competente!
camacho, desculpem mas de camacho nao falo, uma desilusão!
presente, deixo que acabe a época, dps direi se quique é besta bestial,,(nao que nao o saiba já,mas as vezes é tão bom estar enganado),acreditemos...
saudaçoes gloriosas

John Billy disse...

Caro José Marinho,
Em relação ao Veiga e ao seu possível regresso ao Benfica, este seria feito em que condições?
Acha possível fazer parte desta direcção?
Concorrer com presidente numas futuras eleições?
Ou então fazer parte de outra lista (Bruno Carvalho?)?
E já agora que acha do Bruno Carvalho? Na minha opinião, tresanda a portista infiltrado.
Um abraço.

John Billy disse...

Só mais uma coisa, ontem puseram aqui umas declarações do Miccoli a elogiar o Fernando Santos. Hoje temos umas muitos interessantes do Katsouranis.

Dexter disse...

Hoje as 20.30 nao percam na BENFICA TV o nosso contributo para ajudar o unico clube condenado por CORRUPCAO em Portugal !

É esta a luta pela verdade desportiva que muitos aqui defendem que tem sido a bandeira de LFV ?

John Billy disse...

Por uma vez que o Glorioso vem ao Porto, e por um preço simbólico, tinha que ser para ajudar um clube de merda!
Assim fico em casa. :(

Quetzal Guzman disse...

Olha o Zé "o Benfica tem uma defesa para descer de divisão" Marinho.
Vem fazer o lançamento da campanha do Veiga?

Quetzal Guzman disse...

Não me leves a mal o último comentário, mas como vou andar a ler os teus textos, provavelmente a comentá-los, prefiro desde já assumir que tenho algum preconceito relativamente à tua pessoa. Por uma questão de honestidade.

José Marinho disse...

Miguel, recordo-me bem de ti e das nossas discussões com os nossos colegas portistas, entre os quais o Rui cerqueira, o actual director de comunicação do FC Porto. Mas foram sempre discussões urbanas e respeitadoras.
Caro Kolchak, se quiser, pode confiar o seu email ao mágico slb, que eu próprio terei todo o gosto em oferecer-lhe um livro do José Veiga "Como tornar o Benfica campeão".
Caro John Billy, eu acho muito improvável que José Veiga aceitasse voltar a trabalhar com Luis Filipe Vieira. E mais, uma solução dessas seria dificil, porque aí, qual seria o papel de Rui Costa? É fundamental respeitar o Rui Costa e o seu trabalho. Eu pessoalmente, nunca aceitaria uma solução de regresso de José Veiga ao Benfica que significasse a saída de Rui Costa. Seria lamentável e mais um tiro no pé que o Benfica daria em si próprio. Já gostaria que pudessem trabalhar os dois no clube, em posições institucionais diferentes mas complementares entre si. Se assim fosse, eu não tenho dúvidas. Bastaria o tempo de um mandato para recuperar a hegemonia do futebol português. Mas um regresso de José Veiga ao Benfica deve sempre realizar-se de uma forma a preservar a posição de Rui Costa. Aliás, sobre isso, parece-me que há uma confusão em certos benfiquistas. Rui Costa não é património do actual presidente do Benfica, Rui Costa é património dos benfiquistas e do clube. E por isso, se um dia alguém suceder a Vieira, é fundamental que Rui Costa possa ficar e possa continuar o seu trabalho.
Quanto à candidatura de Bruno Carvalho, toca em pontos sensiveis da actualidade do nosso clube, em áreas económicas, mas falha num ponto essencial, que é o de não reconhecer que existe ou pelo menos existiu batota no futebol português. E um candidato à presidência do Benfica que se esqueça disso não está preparado para ser presidente do clube. Porque se não reconhece isso também não conhece a resposta a uma das perguntas que qualquer candidato à presidência do nosso clube deve saber responder: Como é que o Benfica recupera a hegemonia do futebol português? E para conhecer a resposta a esta pergunta é preciso saber como é que a perdeu, a que tipo de factores internos - também os há e são muitos - e factores externos se deveu essa lamentável perda.
Caro Quetzal Guzman, pode não acreditar mas aceito e compreendo o seu preconceito em relação a mim. Mas dê-me o direito de igualmente ter desenvolvido algum preconceito em relação às pessoas que não percebem que uma coisa é o José Marinho jornalista, outra coisa é o José Marinho benfiquista. A pessoa é a mesma, mas os níveis de responsabilidade são diferenciados. Um jornalista, no exercicio das suas funções, não deve vestir camisolas, caso contrário não será um jornalista, será um moço de recados. Espero que compreenda e aceite esta diferença, porque nunca deixei de ser jornalista por ser benfiquista e nunca deixei de ser benfiquista por ser jornalista.
Um abraço

Pedro disse...

"Rui Costa não é património do actual presidente do Benfica, Rui Costa é património dos benfiquistas e do clube. E por isso, se um dia alguém suceder a Vieira, é fundamental que Rui Costa possa ficar e possa continuar o seu trabalho."

É algo q defendo com todas as forças e espero q seja tido em conta nas próximas eleições. Q Rui seja do Benfica e não do Vieira. Ou seja, se Vieira sair q isso não signifique a saída do Rui.

Quetzal Guzman disse...

Zé (se me permitires que assim te trate), plenamente de acordo com o despir da camisola clubistica. Mas, do que me recordo dos teus tempos de Sport TV, sempre optaste por comentários ácidos e muitas vezes despropositados a propósito do Benfica. Isto leva-me a outra questão, porque também já trabalhei na tua área (embora longe da componente desportiva), que é a camisola profissional. Concedo que possas ter sido superiormente condicionado a ter esse tipo de discurso. Não porque acredite em campanhas de perseguição ao nosso clube (minto, às vezes fico muito desconfiado), mas porque, infelizmente, os resultados desportivos das últimas décadas assim condicionaram o mercado. Penso que concordarás comigo se eu disser que é a depreciação do Benfica é hoje mais rentável comercialmente. De qualquer forma, chateia-me que se alinhe nisso.

GR1904 disse...

Eu partilho da generalidade das desconfianças do Quetzal Guzman.

Nunca fui a favor do Veiga no Benfica por razões intrínsecas à razão e paixão benfiquistas. Não gosto de ver pessoas com passado duvidoso num clube que sempre honrou os principios da honestidade e lealdade. E falando apenas e só destes 2 predicados, então o Veiga jamais caberia no Benfica.

Mas posso continuar as razões. Foi ele que, no famoso Verão de 94, colocou o Paulo Sousa no sporting, por pouco não ia levando o Joao Pinto e sabe-se lá quem mais ele não terá tentado tirar do Benfica. É do conhecimento público que Veiga é adepto do fêcêpê. Que festejou derrotas do Benfica, ao lado de pinto da costa. Tem a escola toda desse clube, dos jogos sujos de bastidores, dos trilhos da corrupção. É, inclusivamente, dragão de ouro e foi presidente da casa desse clube no Luxemburgo. Não se percebe, ninguém percebe, como é que esta semana ele disse que era benfiquista desde que se conhece. Isto é gozar com a cara dos verdadeiros benfiquistas. É também do conhecimento publico que, a partir de um dado momento virou costas ao pinto da costa (talvez devido a ter sido impedido de assumir maior protagonismo na estrutura do fêcêpê). Acabou por reaparecer no Benfica movido por objectivos que nunca deveriam nortear quem quer que seja que entrasse no Benfica. Eu não quero dirigentes na Luz para se vingarem dos antigos donos e nossos eternos rivais. A vingança nunca foi motivo de nada, a não ser para a auto-destruição. Eu quero dirigentes na Luz que queiram servir o Benfica, pelo Benfica e por causa do Benfica.

Quetzal Guzman disse...

Assim que se chateou com o Papa, a primeira coisa que o Veiga fez foi inundar os clubes de Lisboa com os seus jogadores. Ele ainda tinha um certo domínio do mercado e com isso, parece-me, procurava limitar o sucesso desportivo a Norte. Basta recordar as equipas de então do Sporting. O Duque andou sempre muito próximo do Veiga. Daí que me dê a ideia que o Veiga se deitou com o primeiro que apareceu. Fosse o Sporting a abrir-lhe as portas da direcção desportiva e quase de certeza que o Veiga hoje se proclamaria sportinguista.

Goatava de perguntar uma coisa ao José MArinho. Que é feito daquel clube brasileiro que o Veiga, o Alexandre, o Octávio e o bibota iam gerir?

Catenaccio disse...

Excelente GR1904. Partilho da tua argumentação, linha a linha, palavra a palavra.

Caro José Marinho, bem-vindo de regresso à blogosfera.

José Marinho disse...

Caro Quetzal, estás enganado num ponto fundamental da tua argumentação. É que nunca me senti condicionado nos meus comentários, a não ser pela minha consciência profissional. Nunca depreciei o Benfica como nunca depreciei nenhum outro clube, porque não era essa a minha função. A acidez dos comentários não dizem respeito a um condicionamento, dizem respeito a um estilo. Uns gostavam, outros não. Felizmente para mim eram em muito maior número os que gostavam. Mas o estilo era igual para todos. E mais, não tinha um estilo para os jogos de futebol internacional e outro mais soft para os jogos da liga portuguesa. Era igual para todos.
Caro GR1904, deduzo que não leu o livro de José Veiga "Como tornar o Benfica campeão". Esse livro podia tirar da sua cabeça alguns dos preconceitos com que muitos benfiquistas ainda vêm o José Veiga. Meu caro, entre outras coisas é falso que o José Veiga seja dragão de ouro, é a Casa do FC Porto do Luxemburgo e a estátua ainda lá está. É falso também o que se diz que José Veiga é portista. Está escrito no livro e do meu contacto com ele e com pessoas da sua familia, eu sei, eu tenho a certeza, eu posso garantir que ele é benfiquista há mais tempo do que muitos de nós, desde criança. Trabalhou com o FC Porto? Trabalhou, por razões de mercado e de implantação do seu negócio de intermediação de jogadores e do domínio que o FC Porto exercia sobre todos os agentes do futebol. Viu por dentro como é que o FC Porto construiu o seu dominio no futebol português, mas não é isso que faz dele uma pessoa menos honrada, pois não conheço ligação nenhuma de José Veiga a algumas das maiores patifarias que o futebol conheceu nos últimos trinta anos. Pelo contrário, é esse conhecimento de como funciona o FC Porto que faz dele a única pessoa que pode destruir essa hegemonia portista. E sendo benfiquista - meu caro não digo isto para que acredite em mim, apenas porque sei´que é verdade - o seu objectivo é servir o Benfica e transformá-lo de novo na maior potência do futebol nacional. E meu caro, também lhe dou outra informação. Se José Veiga o pretendesse, em tempos diferentes, teria sido profissional quer do FC Porto, quer do Sporting. Foi aliciado pelos dois. Veja lá, meu caro, só aceitou o Benfica. E o que ele diz aos seus amigos é que em Portugal, só Benfica. Sabe, quando fiz o livro, pude falar com familiares de José Veiga, o seu irmão, que é presidente do Benfica do Luxemburgo e pude comprovar o benfiquismo da sua familia. Pude comprovar a alegria que José Veiga deu ao seu pai, fervoroso benfiquista, pela conquista do título. Eu pude comprovar isto tudo, porque presenciei estas coisas. Eu não estou a tentar evangelizar ninguém, mas irrita-me esta lengalenga de falsidades e que são ditas repetidamente até se transformarem em verdades. Mesmo que não deixem de ser mentiras. As suas reservas em relação a José Veiga eram as mesmas que eu tinha, antes de o conhecer pessoalmente, há cerca de dois anos. E sabe como é que o conheci? Porque estava a escrever a biografia do melhor jogador português de sempre, depois do Eusébio, o pequeno Genial, Chalana, e telefonicamente pedi-lhe um encontro, para que me falasse da sua convivência no Benfica com o meu ídolo de sempre. E qual não foi o meu espanto, começo a falar com ele e começo a descobrir que também ele tinha a mesma admiração por Chalana e fala-me da saga do Benfica na Taça UEFA, no primeiro ano do Eriksson, dizendo-me que tinha acompanhado vários jogos do Benfica pela Europa fora e que tinha uma admiração especial por Chalana. Achei estranho o que me estava a dizer e perguntei-lhe: «Então, mas que o fazia um portista a acompanhar o Benfica pela Europa fora?» E ele respondeu-me: «Fácil. Eu nunca fui portista. Eu venho de uma família benfiquista de Trás-os-Montes». Fui desenvolvendo a conversa, começamos a falar mais vezes sobre o Benfica e consegui convencê-lo a escrever o livro “Como tornar o Benfica campeão”. Era o meu instinto de jornalista, pois sentia que tinha ali uma história sensacional e queria desconstruir a imagem de que José Veiga era portista e aquelas coisas todas insidiosas que se contam a seu respeito.
Já agora, elucido-o sobre uma coisa: José Veiga não teve interferência na transferência de Paulo Sousa para o Sporting nem de nenhum outro jogador naquele Verão Quente. Se quiser tirar essa história a limpo, facilmente concluirá que nessa altura José Veiga ainda não tinha saído sequer do Luxemburgo e ainda não era empresário. Só mais tarde, quando Paulo Sousa se transferiu do Sporting para a Juventus, é que José Veiga intermediou a transferência a pedido de Paulo Sousa. E mesmo assim, o contrato que ambos tinham durou apenas quatro meses. É mais uma daquelas falsidades que muitos gostariam que fosse verdade, mas não é.
Um abraço

Edu_dv disse...

Caro Sr. José Marinho,

Antes de mais, é um orgulho poder dialogar consigo sobre o nosso Benfica. Vou tentar conter a minha ansiedade quando lhe colocar algumas questões, pois, embora acredite que seja um prazer para si debater com o povo Benfiquista, também deve ser difícil responder a tantas pessoas. Deste modo, e depois de ter bebido as suas palavras em relação ao Sr. Veiga e à sua opinião relativamente ao universo Benfiquista, gostaria de saber o que é que pensa sobre Quique Flores e a presente época. Parece-me ser um bom treinador mas não deixa de ser um facto que a equipa, para além dos fraquíssimos resultados, não apresenta evolução, nem fio de jogo. O colectivo pura e simplesmente não funciona. Não deveriam 9 meses serem mais que suficientes para colocar a equipa a jogar futebol? Quique Flores teve ao seu dispor jogadores de qualidade comprovada mas, no entanto, e apesar dos métodos revolucionários que tanto leio e de ser um treinador estudioso e com fé no trabalho, Reyes, Aimar, Suazo e mesmo Katsouranis ou Carlos Martins estão em sub-rendimento. No entanto, substituir o Quique por outro treinador parece actualmente um problema. Longe vai o tempo em que o Mário Wilson disse que "treinador do Benfica arrisca-se a ser campeão". E, percebendo o aspecto fundamental da estabilidade e blindagem do balneário que já li anteriormente em comentários seus, a minha dúvida passa por existirem condições para se ir buscar um treinador. Caso seja português, não tem a estabilidade necessária dos adeptos. Se for estrangeiro cai, como acredito que caiu Quique, no erro de não avaliar bem o futebol português, mais virado para o contra-ataque ou em "autocarros" à frente das defesas. Sem mais, é com elevada consideração e particular estima que me despeço e agradeço pela sua atenção para com todos nós.

José Marinho disse...

Meu caro Edu, se não se importar, tentarei dar resposta à sua amável questão, na minha primeira crónica,a publicar na próxima terça-feira.
Um abraço

João Bizarro disse...

Lamentável termos ido ajudar um clube arruinado e ouvir o jogo todo ofensas ao nosso clube!
Não gosto de perder, nem a feijões. Muito mais contra merdas destas.

GR1904 disse...

Caro José Marinho, de facto não li o livro. Não necessariamente porque a ideia que tenho do Veiga, apesar do que escreveu em relação ao meu comentário, seja a que dei conhecimento anteriormente. Mas sim porque nunca comprei livros do Benfica cujo conteúdo promova personalidades ao invés do clube, sua mística, adeptos e historial. Desconfio, salvo casos raros, deste tipo de livros. Não é uma critica a si, é apenas a minha opinião. Seja quem fosse que o tenha escrito.

Em relação ao Veiga, se tudo o que disse em resposta ao meu comentário for verdade, então ainda é mais grave. Sempre deu a entender que era adepto dos rivais do Porto. Mais do que isso, não conheço nenhum meio de comunicação social que tenha escrito ou dito que Veiga era adepto do Benfica. Mas li várias vezes, que era adepto do fêcêpê. Tal como eu, (todos) os adeptos do SLB têm esta ideia. Quando falei nas razões intrínsecas à paixão benfiquista falo, objectivamente, no facto de nós, adeptos, os que anonimamente apoiam o clube em qualquer lado, com sacrifícios pessoais, profissionais e financeiros, nunca em momento algum se juntariam aos rivais para benefício próprio e, directa ou indirectamente, prejudicar o nosso clube do coração. E foi isso que o Veiga fez enquanto trabalhou com o fêcêpê. Não aceito justificações sob a égide da questão profissional dele. Até porque ele esteve muito conotado e ligado à estrutura do fêcêpê, com tudo o que isso implica de negativo. Aliás, a carreira profissional dele, ligado ao futebol, começou por via do Joaquim Oliveira, na Futeinveste. Começou bem, não? Logo com um dos cancros do futebol lusitano. Se ele é benfiquista, lamento dizê-lo, mas não é dos nossos. Um dos nossos, nunca faria isso. Talvez esteja a ser demasiado lírico, mas é assim que penso. O José diz que ele sempre foi benfiquista. O José conheceu-o. Mas não o conhece há longos anos, muito menos, não o conhece desde sempre. Conhece o que ele lhe contou e lhe foi contando e o que foi vendo nos últimos anos. Sendo adepto anónimo, que ama o Benfica há 32 anos e sócio desde os 6 de idade, que todos os dias lê e toma conhecimento dos podres deste futebol, isso não chega. Quem me garante que seja tudo verdade? Porque foi o José Marinho que o escreveu? Com todo o respeito, não. Por muito esforço e vontade que tenha em dar uma ideia oposta à da generalidade dos benfiquistas, o que fica na memória é o passado e as atitudes que o Veiga demonstrou. Não fui eu que disse. Foi ele que as teve. Compreendo que, como profissional, tivesse de salvaguardar o seu lado. Já não posso compreender que, como adepto do Benfica que o José Marinho diz que ele é, estivesse contra o nosso clube.

Só para terminar, duas coisas. Primeiro: fico estupefacto quando a mensagem que passa é que o Veiga acabou por aceitar ser membro directivo da casa do fêcêpê no Luxemburgo, porque não havia uma do Benfica, nem conseguiu que fosse criada uma. Isto é assim? Um benfiquista renega à sua paixão e aceita liderar uma casa de um rival? E se essa casa do fêcêpê ganhou um dragão de ouro com o Veiga na direcção, certamente foi devido aos seus préstimos por lá. É-me indiferente ser da casa ou dele, porque é praticamente o mesmo. Segundo: Veiga não está a responder em tribunal pelo caso da transferência do João Pinto para o sporting? Isso foi no Verão de 94. O seu colega do livro que o José Marinho escreveu, Camilo Lourenço, ainda em Fevereiro, num artigo do Jornal de Negócios, falou precisamente nisso.

Miguel disse...

GR1904, deixa-me dizer-te que essa verticalidade que mostras é incompatível com o mundo novo. Eu também não gosto do Veiga e dos seus métodos nem do seu passado obscuro como portista porque ser presidente de uma casa de um clube no estrangeiro é ser mais que um mero adepto. Mas também é verdade que temos um presidente que é sócio do grémio corrupto. Ele diz que não é ele que pagas as quotas ou que já tentou rescindir mas épa, se fosse comigo punha uma sociedade de advogados dia e noite a trabalhar nisso até me tirarem de sócio.
Mas voltando ao que eu ia a dizer, eu acho que as coisas chegaram a um ponto em que ou preferimos ganhar como ganhamos esta taça da liga ou preferimos perder dessa maneira. E eu, como tu se calhar, já preferi perder assim do que ganhar assim mas deixa-me que te diga que começo a ficar cansado. O nosso clube vive de vitórias e se estamos à espera que o líder de Palermo caia da cadeira para que tudo volte à normalidade, corremos o risco de ver o nosso clube perder o fio à meada...
O Veiga devia ir a eleições para abrir a discussão. O Vieira foi um grande presidente e deve ser recordado como tal pela obra mas o ciclo dele tem de fechar e temos de prosseguir com alguém que conheça o que é preciso fazer para arrebentar com Palermo. Porque isto com Aimars e com Reyes e Suazos, tá visto que não chega. É preciso fruta, café, rebuçados e a carne toda no assador. O tempo não pára meus amigos. E não volta para trás. Daqui por 10 anos os corruptos apanham-nos em tudo e depois só nos vai restar uma memória do passado e eu nem quero pensar em viver os meus dias assim.

Pedro disse...

GR1904 o Veiga está em Tribunal com o Sporting pela real transferência do João Pinto para os verdes em 2000 e não nesse verão quente de 93 onde tal transferência não chegou a concrectizar-se (transferência o tanas, o ROUBO).

José Marinho disse...

GR1904, não creio que seja lírico, é, antes do mais, benfiquista com preocupações legítimas sobre quem dirige o nosso clube. Eu, pessoalmente, também não gosto que o actual presidente do Benfica se mantenha sócio do FC Porto e não gosto da sua história de intimidade com Pinto da Costa, quando foi presidente do Alverca. Mas já lhe digo, se o Benfica tivesse recuperado a hegemonia do futebol português durante os seus mandatos, eu seria o primeiro a apoiá-lo numa eventual recandidatura. Eu aceito, acredite que aceito as suas reservas, porque já foram as minhas. Mas meu caro, em relação a José Veiga e ao conhecimento que tenho dele, não conta apenas o que ele me diz. Sabe, como jornalista, não consigo parar de fazer perguntas. E conheço muita gente que já conhece José Veiga há muitos mais anos do que eu. Conheço, por exemplo, Manuel Damásio, que me disse que José Veiga prestou serviços inestimáveis ao clube de forma desinteressada. Sabia que nos mandatos de Damásio, o senhor José Veiga fez várias intermediações de transferências sem cobrar um único escudo ao clube? Isto foi-me dito por Manuel Damásio, foi-me confirmado por António Figueiredo e por Manuel Alves. Sabia que Manuel Damásio se preparava para oferecer o cargo de presidente da SAD, se os sócios do Benfica o tivessem deixado ir em frente com o modelo de sociedade desportiva que chegou a propôr aos benfiquistas? E sabe qual é a sua convicção, a minha e a de muitos benfiquistas que conheço e com quem já falei, como por exemplo Bagáo Félix, o professor Luis Tadeu e outros? A de que ainda hoje Manuel Damásio seria presidente do Benfica, se esse modelo tem sido confirmado pelos sócios.
E sabe que mais, a pessoa que o meu caro contesta, já deu mais provas de benfiquismo do que muitos ilustres benfiquistas, que na defesa dos seus direitos meteram o Benfica em tribunal. No mandato de Vale e Azevedo, o empresário José Veiga chegou a ser credor do Benfica e nunca, mas nunca, colocou a hipótese de colocar uma acção em tribunal contra o Benfica, perdendo bastante dinheiro com isso. E foi ainda José Veiga, sabe, que se ofereceu, como empresário, para se atravessar com garantias pessoais para que o Benfica pudesse contratar Simão ao Barcelona. Meu caro, podia estar aqui a tarde toda a contar-lhe histórias que os benfiquistas não sabem e que José Veiga nunca deixou que se soubessem. Mas custa-me saber o que sei e depois verificar tantas reservas em relação a uma pessoa que indiscutivelmente é a mais indicada para acabar com a hegemonia do FC Porto e para a devolver ao Benfica. É isso que eu quero e é isso que o meu caro igualmente pretende. De resto, se quiser aprofundar este assunto, meu caro, deixe o seu email no Mágico SLB e eu terei todo o gosto em desenvolvê-lo consigo.
Um abraço

Quetzal Guzman disse...

Se isto

"Conheço, por exemplo, Manuel Damásio, que me disse que José Veiga prestou serviços inestimáveis ao clube de forma desinteressada. Sabia que nos mandatos de Damásio, o senhor José Veiga fez várias intermediações de transferências sem cobrar um único escudo ao clube? Isto foi-me dito por Manuel Damásio, foi-me confirmado por António Figueiredo e por Manuel Alves"

tem por intuito valorizar o papel do Veiga, parece-me é um tremendo tiro no pé... Vamos elogiar o Veiga pelo seu papel num dos períodos mais negros do Benfica? Quem foram as vedetas que ele ajudou a trazer?

Quanto ao Simão, é-me indiferente quem apresentou as garantias. Convém falar pelo torto, não pela parte. Não estava previsto que Simão ficasse mais que um ano. Quem meteu o dinheiro, esperava recuperá-lo um ano depois. A lesão é que mudou tudo.

Eu não vejo mal em tudo o que Veiga fez, mas não entro nessa do endeusamento e do ter feito tudo em nome do seu amor ao clube. Tem que fazê-lo por ser bom profissional. Ponto. Como fez com o trio proveniente Braga, um belo negócio para todos, nunca como fez no caso do Éverson ou do Marcel, péssimos negócios para o Benfica.

skymmy disse...

boa noite a todos!
Não sou sócio,mas sou um adepto apaixonado à 32 anos,e finalmente encontrei aqui neste blog, um espaço equilibrado e sincero onde se pode debater a actualidade do GLORIOSO!!
Meu caro José Marinho,é um grato prazer poder trocar ideias contigo sobre o SPORT LISBOA E BENFICA!!nesse sentido gostava de questionar-te sobre dois aspectos que eu considero importantes!!o 1º deles,desde já não quero que me interpretes mal e muito menos me leves a mal por te questionar do seguinte,uma vez que estamos em ano de eleições no nosso clube,não achas que ao falares do José Veiga como tens falado,não corres o risco de ser considerado uma espécie de "mestre de cerimónia" para a eventual campanha do José Veiga à presidência do Sport Lisboa e Benfica?a 2ª questão é se porventura não será extremamente dificil a coabitação de José Veiga com Rui Costa dentro duma futura estrutura directiva do Benfica em caso de eleição de José Veiga?e onde ficaria o actula treinador do benfica com José Veiga?(FOI UM TREMENDO ERRO DE CASTING DO RUI COSTA INFELIZMENTE!)
Eu à muito tempo que deixei de acreditar e apoiar o actual presidente do nosso clube, em virtude dos constantes equívocos desportivos que teêm levado ao declínio evidente da capacidade competitiva da nossa equipa de futebol!!e este ano é mais uma prova evidente disso mesmo!!
Entendo que todos devemos ser participativos num debate construtivo em prol de um Benfica ainda maior e sobretudo devemos debater ideias que dignifiquem a História e a Grandeza que o nosso clube já escreveu mas que tem tudo para continuar a escrever!!
saudações sinceras para todos e em especial para José Marinho!
Um grande abraço

Luis M disse...

Caro José Marinho,

Eu gostava de voltar a ver José Veiga no Benfica, mas gostava de esclarecer duas coisas consigo:

1. Se ele se afirma Benfiquista de coração, como foi capaz de ser presidente de uma casa do fcp no Luxemburgo? Eu não era capaz.

2. Como vê as noticias sobre ele e as suas dividas ao Fisco (penso eu) ? A meu ver um dirigente do Benfica não pode ter um passado fiscal obscuro.

Cumprimentos.

GR1904 disse...

Antes de mais, faço mea-culpa pelo lapso acerca da transferência do Joao Pinto para o sportém. Não sei onde estava com a cabeça para ter dito que o JVP tinha saido do Benfica no verão de 95, quando foi o próprio Jorge de Brito que o recuperou para o clube.

Em relação ao Veiga, mantenho o que disse. Não consigo mesmo inverter a opinião que tenho dele, porque há situações demasiado dúbias, duvidosas e todas elas concretas que me deixam grandes reservas. Há mesmo incompatibilidades na verdadeira essência do que é ser-se adepto apaixonado e o que a história dele conta.

Não me leve a mal, mas Damásio não pode ser exemplo para nada. Ele pode-lhe ter dito o que disse no seu comentário anterior, mas o trabalho dele à frente do Benfica fala por si. Mais uma vez, não sou eu que o digo. São os factos e as consequências da sua gestão. António Figueiro, idem aspas. Talvez este tenha pago pelo facto de ser da direcção do presidente que declarava rendimento mínimo, mas morava numa quinta restricta de Cascais e tinha os filhos numa das melhores escolas privadas de Lisboa. Manuel Alves, deu cabo da FNAC e é outro exemplo que não pode ser tido em conta nestas ocasiões. Preferia que pessoas da estirpe de João Santos ou Jorge de Brito lhe tivessem dito isso. Porque estes não colocariam junto de si, dirigentes que não fossem apaixonada e declaradamente benfiquistas. Ou, pelo menos, que não oferecessem a menor dúvida do que sentem pelo clube. Bagão Félix e Luís Tadeu, não tenho dúvidas que fariam melhor papel do que os Damásios e companhia. Embora o primeiro não tenha perfil de liderança que se exige para este cargo (a pose dele é tipicamente de um Chairman, não de um CEO), o segundo já podia ter pernas para andar. Só que uma coisa é a teoria. Outra é a prática. E apenas podemos julgar quem, na prática, fez ou não fez trabalho positivo no clube.

José Marinho, eu não posso criticar um benfiquista por interpor um processo judicial ao clube se se sentir prejudicado na sua tese. Melhor dito: não é ao clube, é à sad ou aos seus dirigentes que na altura estavam à frente do clube. São coisas totalmente diferentes e a forma como o disse, induz ao erro. Eu sou dos que consegue separar muito bem as coisas. Há o símbolo que nunca me hei-de divorciar. E há as pessoas que, ao longo do tempo, o representa institucionalmente. É como os jogadores. Eu não os apoio, a não ser em casos ou circunstâncias especiais. Eu apoio é o símbolo que eles envergam ao peito. E esse é meu, é seu, é de todos os benfiquistas de coração.

É claro que eu quero que o Benfica acabe com esta hegemonia do fêcêpê. Mas não quero que o faça com os métodos e filmes dos dirigentes desse clube. Nunca. Prefiro ser honrado e honesto, prefiro respeitar os valores e a tradição, prefiro relembrar a história e o historal, do que ganhar a todo o custo, ignorando as regras e a ética, esquecendo tudo aquilo que é a base do desporto e da verdade desportiva. Eu não estou cansado de não ganhar títulos. Estou, sim, cansado de ver os outros ganhar muitas vezes de forma falsa. Por isso, da mesma maneira que digo isto, não quero um dia ficar cansado de ganhar dessa forma. Quero, sim, cansar-me de ganhar nas 4 linhas. No relvado. Com onze jogadores e não com catorze. E sempre, mas sempre, contra onze do outro lado. Só assim poderemos dizer que somos mais fortes. Isto não é ser vertical, é ser absolutamente normal. É exigir a verdade e o que deve ser, sem desvirtuar o que os outros fazem de mal e incorrecto. Mas, acima de tudo, sem usar os meios que outros usam para todos os fins. Porque no final, nunca poderiamos dizer que somos mais fortes.

José Marinho disse...

Começo pelo fim. Meu caro GR 1904, apenas citei os exemplos de Manuel Damásio, António Figueiredo e Manuel Alves, porque foram pessoas com quem tive alguma proximidade. Não o fiz para os defender de coisa nenhuma. Igualmente o fiz para que lhe pudesse comprovar com exemplos, alguns dos serviços relevantes prestados por José Veiga ao Benfica, de forma desinteressada, nuns casos e com extrema paciência, noutros, a mesma paciência que outros benfiquistas não souberam ou não puderam ter com o clube, para o recebimento de quantias de que eram credoras. E sabe a que outros clubes, durante a sua carreira de empresário, é que José Veiga fez o mesmo? Sim, mesmo ao FC Porto? A nenhum deles.
Meu caro, concordo em absoluto consigo. Eu não quero que o Benfica ganhe através de meios ilicitos. Também lhe digo, que não é essa a intenção quando defendo um eventual regresso de José Veiga ao Benfica. O que eu digo é que ele é a pessoa indicada para acabar com a hegemonia do FC Porto. E garanto-lhe, não é necessário utilizar meios que possam desonrar o Benfica e os benfiquistas. O que é preciso é ter conhecimento de como as coisas se passam, conhecimento do modo falso como no futebol português se alcançam algumas vitórias e fazer a desconstrução desse sistema. Meu caro, o eventual regresso de José Veiga ao Benfica tem a ver com o conhecimento que ele tem de como funcionam as coisas e do seu modo de agir para acabar com isso. O Benfica ganhou o campeonato com José Veiga e garanto-lhe - garanto-lhe mesmo - que, ao contrário do que diz certa propaganda anti-benfiquista - o campeonato foi ganho com limpeza, com suor, com esforço e com muita honra. E foi ganho com muito profissionalismo que é uma coisa que às vezes falta muito no Benfica. Por isso, é preciso que não se confundam as coisas, o eventual regresso de José Veiga não significa que eu defenda que devemos substituir um sistema, igual ou pior ao que existe.
Sobre a convivência de Rui Costa e José Veiga no Benfica, acho que seria fundamental. Eu já disse e repito. Não consigo entender um eventual regresso de José Veiga ao Benfica sem Rui Costa. O actual director-desportivo do Benfica é património do clube, dos benfiquistas e é intocável. Não sei como terminará esta época, mas sei que quero muito que Rui Costa permaneça por muitos anos no clube. Porque tem prestígio, porque, no limite, representa aquilo que os benfiquistas vêm no Benfica. Um clube honrado, um clube de prestígio e um clube ganhador. Se quisermos Rui Costa é um produto "premium" da marca Benfica. E por isso é intocável. Mas também acho que Rui Costa e José Veiga, se aceitassem trabalhar juntos, com a qualidade de ambos, o Benfica recuperaria a hegemonia do futebol e do desporto português - o Benfica não é só futebol - no espaço de um mandato. Não tenho a mais pequena dúvida do que escrevo. E seria uma enorme prova de benfiquismo que ambos dariam, se um dia aceitassem trabalhar juntos e se colocassem de lado as diferenças que eventualmente possam ter.
Sobre a possibilidade de eu ser o mestre de cerimónia de uma eventual candidatura de José Veiga à presidência do Benfica, mantenho sobre isso o que já escrevi atrás. Não acredito que José Veiga o faça. Isso não me impede de escrever o que penso sobre o assunto. E o que penso é que o Benfica voltaria a ser o clube dominador em Portugal, se ele voltasse. E não faço cerimónia com as minhas opiniões, porque são minhas, e porque sempre fui muito convicto e coerente com o que penso. E porque entendo que estou num país livre e não devo ter receio de expressar a minha opinião sobre as coisas.
Sobre a questão fiscal de José Veiga, acho que terá de ser o próprio a fazer esse esclarecimento, se achar adequado.

Miguel disse...

Zé Marinho, deixa aqui o teu contacto email ou manda-me o teu número para migueljlopes@gmail.com

Edu_dv disse...

É com muita pena minha e algum choque que li esta entrevista ao jornal “Publico” do nosso antigo jogador, Tiago, agora na Juventus e que arrasa o José Veiga e Luís Filipe Vieira. Ainda não tirei as minhas ilações e apenas quero ouvir pontos de vista diferentes sobre a referida notícia, devendo cada um pensar pela sua cabeça e tirar as suas próprias conclusões. Mas uma coisa tenho que dizer. É por isto que todos nós temos desconfianças e é pelo facto de hoje ter Rui Costa no Benfica que eu durmo descansado. Acredito no projecto que o Rui estiver inserido.
Tiago:
“Desde a minha assinatura pelo Benfica que houve coisas por parte do José Veiga que não foram cumpridas. Ele olha mais ao que ele ganha e pensa mais nos clubes, não se preocupa com os jogadores"
"Eu vou estar no treino e vou vê-lo à minha frente... Eu vou estar num estágio e vou levar sempre com a sua presença... Eu vou para os jogos e vou levar com a cara dele..."
"Quando me contactar, estarei sempre na dúvida sobre o que lhe irá na cabeça, mesmo que venha com um sorriso. Será que irão prevalecer as cicatrizes do passado e os 150 mil contos que me pede de indemnização? Será que irá imperar o mau relacionamento entre nós? Ou será que, num assomo de grande dignidade profissional, irão prevalecer os interesses do Benfica? Até me pode bater muito simpaticamente nas costas, mas serão sempre dúvidas que nunca deixarão de me assaltar", prossegue Tiago, antes de antecipar o quadro da "falta de independência" de José Veiga que já tem desenhado na sua cabeça: "Quando voltar à Luz, em lugar de estar concentrado no trabalho, vou acabar por estar preocupado em proteger as minhas costas e perceber se poderá haver alguma manobra para me prejudicar. Ele não defendeu os meus interesses enquanto foi meu empresário, como é que me irá tratar agora?".

Tiago diz que pode falar por "experiência própria" do porquê do seu sentimento de revolta. Mas também pelo que diz saber terem passado os seus colegas de trabalho "que também rescindiram contrato com José Veiga". "Particularmente nestes últimos anos em que isso aconteceu com maior frequência, esse senhor demonstrou que é uma pessoa rancorosa e que não enjeita a possibilidade de exercer represálias, como ficou amplamente demonstrado através de coisas concretas. Passei a ser uma pedra no seu sapato e não é pelo facto de ele estar agora no Benfica que poderia estar mais tranquilo", afirma o futebolista.
E relativamente ao nosso presidente actual:
"O Luís Filipe Vieira chamou para esse encontro os capitães do Benfica. E disse-lhes que eu não estava com a cabeça no Benfica, que só pensava em dinheiro e que nunca tinha havido nenhuma proposta do Barcelona para ele. Eu soube, mas também sei que o Luís Filipe Vieira, depois de confrontado com aquela situação, negou tudo. Qual era a ideia dele? Ele não sabe que os jogadores conversam uns com os outros? Será que fez aquilo para criar a divisão no plantel e para me criar a mim mau ambiente junto da equipa? Como é que se pode falar que eu só gosto de dinheiro quando até sou dos mais mal pagos no plantel? Será que as pessoas sabem o sacrifício que é jogar com pubalgia, pondo em risco a minha própria carreira? E saber que o presidente ainda veio dizer que eu só pensava em dinheiro..."

skymmy disse...

Desde já quero agradecer ao José Marinho ter respondido ás minhas questões,sendo que, no que diz respeito à pergunta na qual ao me referia não (poder) correr o risco de ser "visto" como eventual "mestre de cerimónia" numa eventual candidatura de José Veiga à presidência do Sport Lisboa e Benfica, eu não quis ferir as tuas susceptibilidades, apenas tentei exprimir uma dúvida minha, uma vez que neste país é se logo associado de forma perjurativa numa situaçáo dessas pois a mentalidade neste país ainda é muito muito pequenina!!
Eu já fiz radio e estive ligado ao futebol dessa maneira, e sei que a comunicação social tem um tremendo peso e diria mesmo poder manipulativo no que ao futebol diz respeito, daí que gostava de te questionar sobre a Benfica Tv.e quero questionar,porque sendo tu um homem da comunicação social,gostava de saber como vês o posicionamento do canal Benfica em ano de eleições,isto é, eu pessoalmente receio que a Benfica Tv venha a ser um meio instrumentalizado da actual direcção do Benfica em prol de resultados eleitorais para o actual presidente do Benfica?digo isto porque recentemente soube que o senhor Paulo Gonçalves (nunca percebi a entrada deste elemento na direcção do benfica!?) é apresentador juntamente com o actual assessor para a comunicação social, num programa da Benfica tv!
No que diz respeito ainda a José Veiga, há algo que eu também questiono e que tipo de relacionamento poderia existir com Jorge Mendes que sei se ter aproximado do Benfica nomeadamente junto de Luis Felipe Vieira não tanto na perspectiva de trazer jogadores para o Benfica mas muito mais pelo facto de haver um grande interesse deste empresário junto da SAD do Benfica!!
É um enorme prazer debater e exprimir abertamente o nosso clube de forma aberta,franca estando desta maneira a contribuir para um debate saudável do presente e sobretudo olhando o futuro que quero que seja repleto de sucesso do nosso GLORIOSO - SPORT LISBOA E BENFICA!!
um grande abraço

Edu_dv disse...

Já agora, relativamente ao sr. Bruno Carvalho, fica aqui a minha opinião: Sinceramente não acredito que o sr. Bruno Carvalho consiga conquistar a maioria dos sócios do Benfica. Até porque quem viu a entrevista do mesmo, pode constatar que este senhor só está interessado em criticar o actual presidente. Não tem ideias nenhumas, nem projectos ou planos financeiros... Até teve a triste ideia de vir falar mal das contratações de Aimar e Reyes... Um argumento de génio, caso "fosse" eleito, pois conseguia destabilizar e dividir logo o Balneário..
Aliás, este senhor apenas está a candidatar-se a presidente e não a director do departamento do futebol ou a treinador... É caso para se dizer, perdoem-me a expressão: "Cada macaco no seu galho".

Venham mais candidatos com projectos e ideias de jeito... Desde que o Rui Costa esteja metido no projecto, tem o meu apoio.

Cumprimentos a todos

Luis M disse...

Caro José Marinho, ainda não me respondeu à principal questão que lhe coloquei sobre José Veiga.
Sendo ele benfiquista, como foi capaz de presidir a casa do fcp no Luxemburgo, mais do que uma vez?

Eu, como benfiquista, não seria capaz.