blog

terça-feira, junho 14, 2011

Dedé vs Garay

Caros amigos, o Glorioso Sport Lisboa e Benfica precisa de um bom central para fazer dupla com o capitão Luisão. Sidnei parece ser carta fora do baralho devido ao seu comportamento pouco profissional, Jardel e Miguel Vítor deverão ser, caso fiquem na equipa, opções de plantel. Desse modo tudo aponta para a veracidade das notícias de o Benfica estar a negociar um central de qualidade. Os nomes mais fortes são o brasileiro Dedé e o argentino Garay.


Para contratarmos Dedé ao Vasco temos de pagar uma quantia relevante mas é possível que a inclusão de jogadores como Éder Luiz, Fillipe Bastos ou mesmo Menezes possam fazer baixar o valor a pagar pelo central brasileiro; No caso de Garay pode ser envolvido no negócio Coentrão e chegar ao Benfica sem custos de aquisição mas com um salário elevado.


Qual seria a melhor opção?

36 comentários:

abidos disse...

Os dois.

Telmo Dias Lopes disse...

Para mim a melhor opção seriam os 2 e emprestar jardel, deste modo ficariamos com 4 defesas centrais de qualidade a saber
Luisão - Copa América falha pré época e possivelmente 1 a 2 jogos
Miguel Vitor - Produto das escolas e com conhecimento do futebol nacional (pode colmatar o lugar de Luisão)
Garay - Outro na copa américa e o central que pode ocupar o lado esquerdo da defesa.
Dede - Não vai à Copa América e pode fazer pré época com Miguel Vitor.
Quanto a Roderick penso que deveria ser ''limado'' por Rui Vitoria.

Um abraço
http://benficapaixaoegloria.blogspot.com/

Ginha disse...

Gostava que viessem os dois! O Benfica precisa de 3 centrais de categoria indiscutivel...

Se são estes dois ou não, se verá, mas bem que precisamos!

Se puder ser apenas um destes,que seja o brasileiro, pois a nivel de qualidade não fica a perder, e tem um ordenado muito mais baixo...

Helder disse...

Dedé! Do Real só quero 30M pelo Caxineiro.

Vladimir Kaspov disse...

Ambos e despachar Jardel e Roderick (este por empréstimo)

Ricardo disse...

Estamos perante duas oportunidades de negócio que, se fosse feita por gente competente, seriam duas excelentes formas de não só contratar bons jogadores como ganhar dinheiro e aliviar o peso salarial de atletas que nunca irão fazer parte do plantel principal do Benfica.

O caso Dedé: as vantagens negociais são óbvias: o Vasco tem dois jogadores nossos de qualidade, jogadores que têm feito excelentes exibições e que o clube brasileiro quer manter. Por outro lado, eles têm um central que nós queremos. O que fazer? Simples: baixar o valor do passe de Dedé com os passes de Éder Luís e Fillipe Bastos. Ou, no limite, vender um e deixar outro emprestado com opção de compra. O Dedé sairia barato, aliviámos a carteira salarial e ainda teríamos um deles (por mim, Bastos) a evoluir e a poder ser mais-valia, financeira ou desportiva, dentro de um ano. O que irá fazer a direcção? Sabemos bem: empresta os dois, fica a pagar-lhes a totalidade ou parte dos salários (mesmo que nunca venham a jogar pelo Benfica, como acontece a tantos e tantos outros) e pagará um balúrdio pelo Dedé. O clássico poder negocial de quem nos dirige.

O caso Garay: é tão simples que me pergunto se as pessoas que estão no Benfica querem bem ao clube ou querem bem a outros interesses. O Real quer um jogador nosso, está doido por um jogador nosso. O jogador vale 30 milhões de euros. O Real está disposto a abdicar de um ou mais jogadores do seu plantel. Simples: jogamos com a vontade louca de quererem ficar com o nosso e ou só aceitamos a venda pela cláusula de rescisão ou baixamos 5 milhões e trazemos um jogador de qualidade para uma posição deficitária no nosso plantel. Ora, precisamos do quê? De um central. Garay. E mais do quê, se o Fábio sair? De um lateral-esquerdo com as mesmas características. Drenthe. Não é difícil: ou pagavam 30 ou pagavam 25+Garay ou pagavam 20 a 22+ Garay+Drenthe.

Não queriam? Que se fodessem.

Mas no Benfica isto é demasiadamente complexo. Há que meter cláusulas estranhas, valores que ninguém percebe a receber no futuro (que depois ninguém sabe quando é nem como nem porquê), jogos imaginários contra as equipas compradoras, jogadores de que não precisamos no pacote, enfim, tudo o que um dirigente incompetente faria. E faz.

Anónimo disse...

Os dois. Ficavamos com opcoes muito validas para os proximos anos. tendo em conta que tambem contamos com miguel vitor, fabio faria, jardel e roderick ficavamos muito bem servidos nao so para ja como para o futuro...a sair um desses no futuro bastava chamar um dos emprestados. para lem disso tanto garay como dede sao jogadores que podem render imenso no futuro (euros)

Mr. Shankly disse...

Os dois. Garay titular, Dedé para crescer.

Pedro Vagos disse...

Os dois. Ou outros 2 de valor inquestionável. Mas sempre 2. Porque Luisão vai estar na Copa América e Garay (se vier) também. E o Benfica não se pode dar ao luxo de não passar a prévia da Champions.

@Ricardo: Excelente!

PS: Era de todo importante que estes negócios (Coentrão incluído) se fechassem antes do arranque oficial da época. Assim como o do substituto de Coentrão. Champions oblige! Esta época não é para "meninos".

DMC disse...

O ricardo disse tudo...
Mr Shankly, o Dedé não precisa de crescer..acredite.
Para mim o negócio é o Dedé por Éder luiz e empréstimo do Bastos e Coentrão por 25 mais drenthe..
Negociar o Coentrão por 25, um jogador fantástico numa posição deficitária a nivel mundial onde entra de caras em qualquer equipa como se tivessemos a negociar um Balboa é de arrepiar..Deviamos estar nesta altura a ouvir Barça, Arsenal Man Utd e outros que tais a disputar o jogador e não a tentar vende-lo assim..enfim.
cumps
DMC

Xavier Reis disse...

Ambos... Esta é a posição mais deficitária do plantel. Luisão faria dupla com Garay, e tinham sempre Dedé e Miguel Vitor a pisar-lhes o calcanhar. Jardel seria para vender por 2 ou 3 milhões e Roderick para emprestar.

Ambos seriam de fácil negócio:

Dedé: O Benfica poderia pagar 2 ou 3 milhões, aos quais se juntavam o passe de Eder Luis (avaliado em cerca de 3,5M) e o empréstimo ou venda de Fellipe Bastos (cujo passe deve valer uns 2,5M). Seria uma forma de aliviar a folha salarial e colocar 2 excedentários). Se o Vasco quisesse ainda podia levar o Kardec ou o Fellipe Menezes.

Garay: viria incluído no negócio Coentrão. 25 + Garay ou 25 + Pedro Leon seriam bons negócios pois são duas posições deficitárias e que seriam colmatadas com jogadores de qualidade!

Mr. Shankly disse...

Ricardo, 25 M + o Garay parece-me demasiado. Acho que o Real o pode vender por 10 e o Fábio ficava "apenas" por 20. Não me parece que seja assim tão simples. 22 + Garay + Drenthe só em sonhos. A seguir vamos dizer que também aceitamos 20 + CR7 + Ozil :)
O caso dos brasileiros é complicado precisamente por causa da folha salarial, sobretudo a do Éder Luiz. Para encaixar no Vasco tinha que baixar o ordenado e duvido que queira.
No que estou de acordo (não referes, mas acho que está implícito) é na quantidade de jogadores sob contrato que temos. Defendo uma gestão mais rigorosa, com menos emprestados. Mas enfim, os tripeiros fazem assim há décadas e têm-se saído bem.

Ricardo disse...

Shankly,

Não acho nada demasiado 25+Garay. O argentino esta época não tocou na pelota, logo desvalorizou. Se é possível que alguém desse 10 milhões d euros por ele? Talvez, a verdade é que não se vêem interessados. E mesmo que o Real o pudesse vender por 10 milhões, a questão aqui põe-se noutros termos: quem é que fazer negócio? É o Real. Querem o nosso jogador, certo? Ok, então pagam 30 milhões. "Ah não queremos, damo-vos um dos nossos". Dão-nos o central por 5 milhões. Aceitam ou não. Repara: há que ser duro nas negociações. Nós, pelo contrário, temos sido uns moldes de primeira. O Garay neste momento vale 5 milhões, não vale mais.

No caso do Drenthe a mesma coisa. O Real quase paga para livrar-se dele. Aproveitemos isso. Não acho nada de outro mundo vlaorizar o Garay em 5 e o Drenthe em 3, tendo em conta as últimas duas épocas dos jogadores. Querem o Coentrão? Sejam flexíveis. Se não são, vai para outro lado. Aliás, o Benfica devia estar a ouvir propostas de outros clubes e deixar-se deste tipo de procedimento em que promete jogadores a um clube apenas.

Quanto aos emprestados a martelo, eh pá, sim, concordo que podemos ter alguns numa perspectiva de valorização mas isto já atingiu qualquer coisa de sobrenatural. São vários os milhões enterrados em jogadores que estão ou estarão emprestados. E, pior, destes todos que ainda não tem poiso, quando terão? Vamos te ruma pré-época com jogadores a treinar com os principais só porque estão sem colocação ou estão à experiência?

Isto não faz sentido nenhum. Falta uma semana para começarmos uma época fundamental e nada está resolvido. Excedentários que nunca mais acabam e as posições de lateral-esquerdo e central sem gente de qualidade incontestável.

E vendas? No Benfica, não há ideia de vendas de alguns destes jogadores? É só empréstimos? É um caos.

JOÃO VAZ disse...

Dedé.

Bino disse...

Lool muita gente a dizer que queria os dois, mas eu acho que o melhor é o Dedé!!

Foi eleito o melhor central do campeonato brasileiro, com a inclusão dos dois jogadores (Eder Luis e Bastos) o passe ficaria mais baixo e tem retorno financeiro porque é um central futuro da seleção brasileira enquanto que o Garay já não apresentava retorno financeiro!

Além do mais, virem os dois, que são em condições normais titulares no Benfica, quem ia para o banco?? Luisão??

João disse...

Queria só perguntar uma coisa, de que é feito o Taiwo? Que dizia-se que já tinha acordo com o Benfica...

Anónimo disse...

dedé tá muito próximo de ser jogador do slb e garay também. aimar e saviola estão no mercado, apesar de os jogadores não estarem dispostos a sair para qualquer lado, tal como cardozo, se já são mais de 40 pra pré época preparem-se pois ainda vem mais uns quantos, despachar a palha que por lá temos é que vai ser mais dificil. menezes ninguém lhe pega e o kardec já teve mais mercado, balboa nem mercado tem, jardel já podia ter saido, mas pensam que está ali um internacional brasileiro, e vao ficar com ele, pelo preço que pedem.

berbeje

Pedro disse...

João o Taiwo assinou pelo AC Milan.

Mr. Shankly disse...

"o Garay já não apresentava retorno financeiro! "

Claro que não. 24 anos, internacional argentino...está acabado, coitado.

Pedro disse...

Retorno financeiro...este é um argumento que me incomoda. O SL Benfica não tem que contratar jogadores com base no retorno financeiro, tem q contratar jogadores com base no retorno desportivo. Isso é que é importante, o resto virá, naturalmente, por acréscimo.

Se o Garay vier quero é que ele evite golos, corte jogadas, seja um muro intransponível e não se vai render 10 ou 15 milhões daqui a um ano...

M disse...

nós vamos ter 2 equipas é?

Anónimo disse...

BOMBA
Maxi no rentistas ao abrigo da lei webster e emprestado aos porcos.
como sabem a lei webster prmite sair do clube o jogador que tenha cumprido 3 ou mais anos sem alteraçoes no respectivo contrato, e apenas para um clube de outro pais, daí o empréstimo.

berbeje

Pedro disse...

A lei webster só se aplica a jogadores com mais de 28 anos. O Maxi tem 27 pelo que não é por aí que haverá problema. O facto de ser o último ano de contrato e em Janeiro poder negociar á vontade com outro clube é que é problema.

Anónimo disse...

De acordo com o jornal Sport Wereld, Benfica e Sporting manifestaram interesse na contratação de Ronald Vargas, jogador de 24 anos que está em litígio com o Club Brugge depois de ter sido noticiado que estaria em negociações com o Anderlecht.

Segundo a mesma fonte, o médio não está interessado em mudar-se para o Anderlecht, podendo abandonar o Club Brugge ao abrigo da lei Webster - permite aos jogadores que representem o mesmo clube há mais de três épocas, sem qualquer alteração contratual, negociar com outro clube que não seja do mesmo país. Ao serviço do Brugge, Vargas marcou um total de 15 golos na época anterior.

berbeje

Mr. Shankly disse...

Não é bem assim, Pedro. Antes dos 28 tem que ter cumprido 3 anos de contrato, e depois apenas 2.
A minha questão é se o Maxi terá cláusula de rescisão, o que inviabiliza a saída pela lei Webster. Mas por acaso acho que não.
De qualquer forma, a ser feito nos moldes que diz o anónimo parece-me grosseiro demais para que a UEFA não actue. Vamos ver.

Pedro disse...

Infelizmente os jornais, hoje em dia, deixaram de ser uma fonte credível nestes assuntos...

Lembro-me do assunto ser bastante falado por causa de Lampard que podia sair do Chelsea ao abrigo da Lei Webster por já ter 28 anos...

Pedro disse...

Têm razão.

A questão dos 28 anos tem a ver com os anos em que não há renovação de contrato.

Anónimo disse...

"any player who signed a contract before the age of 28 can buy himself out of the contract three years after the deal was signed. If he is 28 or older the time limit is shortened to two years."

Retirado de http://en.wikipedia.org/wiki/Webster_ruling


O que foi descrito pelo berbeje pode realmente acontecer. Já todos sabemos que tipo de pessoa é o empresário do Maxi... Mas não acredito que o jogador se meta nisso.

OGB

John Wakefield disse...

Vertente económica vs Perspectiva desportiva

1- Na vertente económica, ganha Dédé:

Do ponto de vista económico, Dédé seria melhor, pois trata-se dum jogador mais barato, em termos de custos de transferência (4 M) e de salário. É ainda um jogador jovem com 22 anos. Logo, o retorno do investimento poderá ser um realidade daqui a poucos anos.

Por seu turno, Garay vai fazer 25 anos em Outubro e aufere um ordenado proibitivo para os cofres da Luz. Segundo as últimas notícias, o Real pede 10 M.

2 - Perspectiva Desportiva (vence Garay)

O defesa argentino está totalmente adaptado ao futebol europeu e conta já com internacionalizações na sua selecção, ao contrário de Dédé. Garay é ainda um jogador mais feito enquanto Dédé situa-se no leque de jogadores muito promissores. Por isso, a integração do argentino adivinha-se mais fácil do que a do canarinho.

3 - Retirem agora as vossas conclusões... Eu creio que a vinda de qualquer um é bem vinda, pois são 2 bons jogadores.
Mas por favor NÃO TRAGAM Botinellis, Cortes(es) ou Maidanas, também veiculados na comunicação social e que me parecem ser autênticos tiros no escuro.

John Wakefield disse...

Apenas um pequeno pormenor sobre a lei de Webster, para que não haja qualquer mal entendido.
O jogador que se encontre na situação já referida, apenas pode abandonar o seu clube rumo a outra equipa DOUTRO PAÍS.

Logo a Lei Webster, não permite que VARGAS do Clube de Brugge vá para o rival Anderlecht... mas já pode ir para o Benfica ou Sporting.

O Maxi só pode assinar por um rival, a partir de Janeiro do próximo ano, quando o seu contrato está a menos de 6 meses do fim. Mas também é verdade que o silêncio até então observado começa a perturbar os benfiquistas, pois ninguém sabe nada sobre o estado actual das negociações para essencial renovação do lateral uruguaio.

Manuel disse...

Este berbejeanónimo deve ser um andrade. Há muitos por aí apenas para instalar a confusão e a apreensão entre os benfiquistas.

O Maxi já tem o contrato pronto para assinar. O resto é conversa e propaganda andrade.

Não liguem a esses gajos.

Anónimo disse...

nuno gomes prestes a ceder a pressão leonina de duque e companhia.

berbeje

Anónimo disse...

Manuel
desconfio é que tu é que deves ser andrade tal a maneira como defendes esta direção que encaminha o clube pro abismo, em termos desportivos e financeiros, tira as palas ou então a mascara

berbeje

Manuel disse...

Ouve lá, ó berbeje, e quem diz que esta direcção encaminha o clube para o abismo? Tu? O que sabes tu disso?

Esta direcção foi democraticamente eleita para governar o Benfica e da minha parte ainda não vi nada que me faça mudar de ideias.

Eu defendo o Benfica, a instituição Benfica e os seus legais representantes, contra aqueles que atacam o Benfica, os seus representantes, treinadores e jogadores. Se querem viver numa república das Bananas vão morar para o Zimbawe. Desde quando é que alguém que defende o Benfica é andrade? Tu deves é andar à nora da cabeça.

Anónimo disse...

quando o lfv sair é que se vai ver o buraco financeiro, porque o desportivo tá á vista de toda a gente.

berbeje

Anónimo disse...

Desculpem-me se vou ser polémico mas garay é um buraco, preferia qualquer dos actuais centrais do Benfica a este garay. Dédé é craque, nem acho justa a escolha entre dédé e garay, estão a milhas um do outro no que toca à qualidade, um é rápido, abnegado, parece que a bola tem íman tal a quantidade de cortes que faz durante um jogo, o outro é duro de rins e lento.
Entre estes dois para mim não há discussão, aliás contratem um central mas nunca o garay.