blog

quarta-feira, novembro 27, 2013

Conversa da treta

No que diz respeito ao futebol jogado, uma das coisas que mais me irrita é a conversa de que o excesso de jogos nas competições europeias provoca um desgaste na equipa que prejudica os objectivos de ser campeão nacional. Não faz qualquer sentido. Temos um plantel de mais de 22 jogadores (duas equipas completas) e se queremos ser um clube vencedor temos que estar nas competições até ao fim. O desgaste mais não é do que uma desculpa patética.

O SL Benfica joga hoje para a Champions e, infeliz e honestamente, o que podemos ambicionar, agora, é apenas a qualificação para a Liga Europa. Mesmo vencendo o Anderlecht temos que esperar que os gregos do Olympiakos não vença nenhum dos dois jogos que vai disputar. Caindo para a Liga Europa nada mais se espera do SL Benfica do que lutar pela conquista do título. Não só porque foi o finalista vencido da época passada mas, acima de tudo, porque é o Benfica e tem um fortíssimo plantel que lhe permite ambicionar, seriamente, a conquista do troféu. Portanto, deixemo-nos das dúvidas sobre se é melhor ser eliminado ou estar em competição para podermos ser campeões nacionais. Em momento algum, nestes anos, deixamos de ser campeões por estarmos na Europa.

Dois jogos por semana, com atletas profissionais altamente treinados? Não brinquem comigo.

10 comentários:

PP disse...

É esse o nível de exigência que temos de ter!

Morgado disse...

Não digo o contrário... mas não nos podemos esquecer da diferença de qualidade entre os "titulares" e o banco... A começar em Ola Johns, Rodrigos, Limas, alguns sérvios, etc...

Pedro disse...

Por isso é que uns são titulares e outros suplentes. Mas no dia em que por causa de dois ou três habituais suplentes do SLB no 11 titular a equipa não vença para o campeonato nacional mais vale fechar a porta.

E ter suplentes de 8 milhões de euros não é para todos...

Mr. Shankly disse...

Concordo com o Pedro. Até acho que a presença na europa galvaniza as "tropas".

Há sempre alguém que se queixa da diferença entre titulares e suplentes, mas como bem diz o Pedro, por isso é que alguns são titulares e outros suplentes. E no banco temos Oblak (4 M), Djuricic (5 M), Ola John (10 M), Lima (5 M), etc. Não nos podemos queixar. por exemplo, a equipa não descambou apesar da lesão do Sálvio. Há uns anos, se faltasse o Simão o Benfica era equipa para lutar pelo 4º lugar. Agora já não é assim.

João Bizarro disse...

Então não era o melhor plantel de sempre? E agora andamos a questionar as opções aos titulares?

Porque é que não se questiona que o melhor treinador do mundo, em 4 anos só passou 1x a fase de grupos da Champions? E não me venham com a teoria de que o Benfica não é equipa de Champions, como já li por aí. O Benfica é muito melhor que a equipa que tem passado em 2º lugar.

Gritinhos da Sharapova disse...

"Dois jogos por semana, com atletas profissionais altamente treinados?"

... altamente treinados..., sim senhor, gostei da piada!

Pedro 45402 disse...

já diz o meu pai, que antes de ir para o ultramar, ainda esteve cá 2 anos na tropa e tinham exercicio fisico todos os dias, mais instrução nocturna noite sim noite não, e várias vezes ao sábado tinham de ir a correr de mafra (estavam no convento) até à ericeira (com a arma, obviamente) e depois ainda iam prá praia jogar à bola o resto da manhã... e estas princesas que só jogam à bola na vida, com todos os cuidados médicos, alimentares, e ganham fortunas, e não conseguem correr 90 minutos seguidos, e é um drama se forem 2 jogos por semana???

Michael Krueger disse...

Ola Jonh - vender, Funes Mori - vender, Mitrovic - vender, Cortez - vender, Rodrigo - emprestar.
Deveria ser assim. Arrumar a casa, limpando o que está a mais.
Tentar o empréstimo de um bom avançado para a segunda parte da época, o Rodrigo tem de "aliviar" a cabeça.
Jogar no 4-3-3.
Não inventar e não queimar jogadores (Djuricic).

Obrigado e Saudações!

Anónimo disse...

Pedro
Esse teu optimismo relativamente à liga Europa e à liga portuguesa é delirante.
Nada mudou no futebol do Benfica. Presidente, treinador e estrutura do futebol são os mesmos. Dai que os resultados possam vir a ser a miséria do costume.
Nem mesmo o 2º lugar dou como provável.
A.P.

DeVante disse...

Concordo com o post a 100%!!!