blog

terça-feira, maio 12, 2009

Dança de treinadores

Chega mais uma final de época e tudo aponta para que o Benfica, mais uma vez, mude de treinador. É uma autêntica dança de treinadores que se tem verificado no Glorioso nestes últimos anos e quando o treinador super titulado que acaba com o jejum de títulos de campeão nacional ao fim de 11 anos não resiste a esta dança, algo tem que mudar para além do cargo de treinador.

As conversas centram-se em duas caras: Jorge Jesus e Scolari. Opções bem diferentes uma da outra. O português oferece qualidade técnica, conhecimento do campeonato português e da grandeza do clube; o brasileiro oferece liderança inequívoca e respeito por parte dos jogadores. Uma mescla dos dois seria perfeita. Mas ainda não há confirmação oficial da saída de Quique, há quem defenda a aposta na continuidade, no fim desta dança, mantendo Quique e dando-lhe o apoio necessário. E, como sempre que se fala de algo para o Glorioso, mais nomes irão surgir nem que não seja pelos contactos de Rui Costa em Itália.

E com duas jornadas para este penoso campeonato terminar o Benfica está, novamente, envolvido na novela dos treinadores e com eleições em Outubro muito está em jogo nesta decisão.

119 comentários:

Pedro Vagos disse...

Presumirmos que Scolari não conhece o campeonato português, denota um pouco de má fé... é óbvio que o homem tem que conhecer o campeonato - foi seleccionador uma data de anos! Não é nenhum estrangeiro que cai aqui de para-quedas, ignorando completamente, campeonato, jogadores, estilos de jogo, frutas e chocolates! Este está cheio de saber o que isso é! Certamente!

Mais preocupante para mim, foi ter lido hoje (sim, dando o desconto de que foi no Record, mas mesmo assim...) que a famigerada viagem a Inglaterra dos nossos 2 responsáveis principais, também serviu para oferecer Luisão e Cardozo ao Manchester City!
Estes tipos só podem andar parvos de todo! E a ser verdade, não sei o que é que se poderá dizer a favor de Rui Costa nesta situação... que o presidente não perceba nada disto, eu aceito... mas Rui Costa andar "colado" a ele... enfim.

A pergunta vai directamente para o José Marinho, que me pareceu estar relativamente bem informado acerca dos pormenores desta viagem: Esta notícia tem algum fundo de verdade?

João Bizarro disse...

Custa-me a acreditar que Scolari e Jesus sejam escolhas de Rui Costa.
Se não são, o que está ele a fazer ainda como DD?

Alegre, sempre! disse...

Obrigado Pedro.

Só logo mais vou ter oportunidade de dissecar convenientemente o tema.

Soube hoje que a indemnização a pagar a Quique é superior a três milhões de euros.

Telmo disse...

Scolari
- bom para selecções
- mau para clubes
- não gosto de treinadores que confiam mais na mística do que no futebol em si

Jorge Jesus
- há poucos meses mostrou que odeia o Benfica com todas as forças, logo é para ficar muito longe do meu clube

p.s. Humberto com Mozer ou Álvaro Magalhães é a minha escolha, infelizmente os jornais não metem essa hipótese e os dirigentes do Benfica preferem os de fora da casa...

João Bizarro disse...

Humberto para treinador não me parece uma boa escolha.
Gosto muito dele, foi talvez o melhor central que o Benfica teve, é uma excelente pessoa e benfiquista mas como treinador não me agrada muito.

Pedro disse...

È claro q o Scolari conhece o futebol português mas não o conhecerá com a profundidade q Jesus conhece. Scolari terá a teoria enquanto q Jesus terá a práctica nesse aspecto.

Há quem diga q Rui Costa e Jesus são amigos mas é conhecida a preferência de Costa por treinadores estrangeiros. Tb me custa a acreditar q Scolari seja opção de Rui Costa e tb concordo q se não for e estiver a ser pressionado para q seja então deve tomar medidas.

Humberto? Deixem-no estar onde está. Nem todos os grandes benfiquistas servem para cargos activos dentro do clube.

Recuso-me a acreditar na "oferta" de Cardozo seja a q clube for.

João Bizarro disse...

"Recuso-me a acreditar na "oferta" de Cardozo seja a q clube for."

Já respondi ao record.

Passaralho disse...

Opiniões são opiniões...
Cá vai a minha:
Scolari tacticamente é fraco, e a NªSrª do Caravagio acho que está lesionada para um par de épocas...

Mas venha quem vier, terá o meu apoio. O mesmo não se pode dizer de outras personalidades que lá estão.

Cumprimentos,
Benfica Sempre

Luís disse...

Comparar Scolari a Jesus, é comparar um treinador de top mundial a um submisso mediano que faz vénias a corruptos.

A minha escolha é óbvia

zorg disse...

Na minha opinião a decisão que melhor serviria os interesses do Benfica seria, naturalmente, a manutenção da actual equipa técnica que foi contratada para um projecto com uma duração mínima de 2 anos.

A estabilidade que toda a gente pede no início de cada época não é consistente com o despedimento do treinador no final da mesma, mesmo que sejam as mesmas pessoas a exigir ambas as coisas. Parece-me que a estabilidade que os Benfiquistas pretendem é aquela que trás resultados desde a primeira hora... e isso, lamento, mas é impossível.

Mas, com eleições à porta, não tenho dúvidas que a actual equipa técnica se vai embora e que vamos recomeçar tudo outra vez, pela centésima vez. E digo mais: agora com o novo treinador, toda a gente vai apregoar estabilidade para, no fim da próxima época, na melhor das hipóteses, toda a gente pedir a sua cabeça, caso não se ganhe o campeonato. Não é assim que vamos sair do buraco...

Rui Miguel Soares disse...

Acho que o proximo treinador do Benfica devia ser o .... Quique Flores.
Com uma clausula de 3 milhões, ao qual se deve adicionar a clausula do jesus (se for essa a escolha) ou o ordenado que o scolari recebe.
A troca de treinador é algo que ira sair caro.

A trazer um treinador que seja um estrangeiro, de forma a não ser afectado pela pressão dos directores, adeptos e comunicação social.

Não via nada de mal se o Quique continuar, acho é que o mesmo deve passar a ser acompanhado nos treinos, preparação e nos jogos pelos adjuntos Portugueses.

Dexter disse...

Voces viram a foto do Rodriguez nos festejos a segurar uma placa a dizer "Desculpem la Lampioes" ?

LOOOL

Ate nos festejos pensam em nos !!!

José Marinho disse...

Meus caros, algumas breves respostas. O Benfica precisa de vender porque é sina dos clubes portugueses e porque a decantada recuperação económica do clube já conheceu melhores dias. Cardozo é o activo mais importante do Benfica - meu caro Alegre Sempre, pode não ser um jogador gracioso, mas é um indiscutível goleador. Os benfiquistas devem preparar-se para a sua venda. O que se pode lamentar é que, se por um lado, o Benfica parecia ter encontrado finalmente o seu homem de área, por outro, assistirá à sua partida sem que ele tenha dado ao clube e aos adeptos um terço do seu potencial. E pior do que isso, quanto tempo demoraremos a descobrir outro Cardozo? Quanto a Luisão, é outro jogador com mercado e que o Benfica transferirá se houver uma boa proposta. O Benfica tem de vender, tem mesmo de realizar dinheiro, muito dinheiro, para compor um pouco as contas. Sobre Luisão, também tenho pena se sair, porque é o grande líder - o único - do balneário do Benfica.
Quanto à claúsula de rescisão de Quique Flores são quase quatro milhões de euros. A cláusula de Jorge Jesus é quase um milhão de euros, embora ao contrário do que escrevem os jornais, uma parte dessa indemnização é do treinador e Jorge Jesus se quiser pode prescindir dela. Mas tudo junto, entre o despedimento de Quique Flores e a contratação de Jesus, o Benfica vai gastar perto de 4,5 milhões de euros. Se os benfiquistas continuam a pensar que isto é um bom negócio, então é porque acreditam que há petróleo na Luz. Se calhar até há.

david disse...

Escrevi aqui há um tempo atrás que na minha opinião a avaliação do Quique Flores não devia cair em extremismos. É verdade que ele não foi nada feliz no seu trabalho no Benfica, mas também é verdade que não foi o único culpado e talvez nem tenha sido o principal culpado. Desde há umas semanas que me pergunto a mim próprio se a sua saída será ou não benéfica para o Benfica, mas não tem sido fácil formar uma opinião. No entanto, a teimosia de Quique tem sido tanta, que começo a não considerar viável a sua permanência. Passou uma época inteira a tentar jogar com uma táctica que não serve. A meio do ano já toda a gente tinha percebido isso, menos o treinador. Mudou as posições de alguns jogadores (Aimar e Amorim) mas não mudou a táctica em si. Deu assim um sinal claro de que seria esta a táctica caso ele continuasse como treinador. E com esta táctica de matraquilhos (como diz o PB) o Benfica não conseguirá mais do que lutar pelo 3º lugar. Por isso, aceito a saída de Quique. Por muito menos o Fernando Santos foi corrido pelo presidente.

Dando de barato que o Quique Flores não vai continuar, a escolha parece ser entre os dois senhores referidos neste post. Ora entre o actual treinador do Sporting de Braga, um tal de Jesus e o ex-seleccionador nacional, um gajo que tem como principal adjunto a Caravaggio, eu, se fosse dirigente do Benfica, faria uma escolha com toda a tranquilidade...

Paulo Bento.

Helder disse...

Caro José Marinho

Se como você diz, Cardozo for mesmo vendido, é dos piores actos de gestão desta pobre direcção! Nem quro acreditar nisso!! Quanto ao treinador sabe se já houve mesmo contactos com Jorge Jesus?

Abraço

Pedro disse...

A indminização a Quique diz respeito a toda a equipa técnica. Seria muito interessante e positivo, caso a decisão da Direcção seja a troca de treinador, manter Pako em funções no Glorioso.

André Leal disse...

David:

Gostava então que me dissesses quem é, para ti, o principal culpado. É que eu não vejo outro:

- Teve a equipa e os reforços que pediu
- Apoio incondicional de DD e Presidente até ao descalabro final
- A maior parte dos jogadores fez uma boa época
- Não tivemos, nem de perto nem de longe, o número de lesões doutras époocas.
- Os corruptos começaram com uma equipa execrável, muito pior que a nossa. Os lagartos nem vale a pena falar.
- Afastou da sua equipa técnica aqueles que percebiam alguma coisa do acerca do futebol português, coisa que ele não percebe nadinha.
- A parte táctica já tu referiste e com muito acerto.

A única desculpa que lhe dou é o facto de as arbitragens terem sido, mais uma vez, cirúrgicas. Mas acho que já vi o Benfica a ser mais roubado, nomeadamente no ano do Koeman.

Pedro Veloso disse...

Bom dia,

A decisão sobre o treinador é quanto a mim complicada, já que não podemos mesmo falhar outra vez. Como muitos outros, já não sei o que pensar sobre a questão "Quique": sempre advoguei que nunca deveríamos mudar mais uma vez este Verão, e nem seria o facto de ficarmos em 3º que me faria mudar ideias...se estivéssemos a evoluir. Como não há qualquer evidência disso, os erros tácticos se acumulam e ele é demasiado educado para o nosso futebol, não creio que haja margem para manter o técnico. É verdade que a cláusula de rescisão é cara, mas pode ser que alguém o venha buscar ou se acorde uma saída em termos mais aceitáveis para nós. Talvez esteja a ser ingénuo, mas acho que o Quique gosta do slb e por isso não vai ser inflexível. O passo seguinte é...quem escolher? A decisão parece centrar-se entre Jesus e Scolari, e entre eles a minha preferência vai inteira para o primeiro: é muito melhor tacticamente, estuda sempre muito bem os adversários - e até nas competições europeias já o mostrou - e também cria grupos fortes e moralizados em que não se brinca com a disciplina(que o diga o Linz). Outra coisa boa é que ele sabe que é bom, é um convencido insuportável (lembro-me quando ele disse ao Schuster, via imprensa, que com o plantel dele lhe dava 5 num particular que perdeu 1-0 com o Real), mas precisamos disso. Acho que os jogadores são apesar de tudo mais capazes de "morrer" pelo Scolari, que é o bom pai, que castiga e perdoa, mas isso não é suficiente. Não concordo nada quando se diz que em Portugal não é preciso saber de táctica para ganhar jogos - isso era há 20 anos; hoje em dia, com autocarro ou sem ele, as equipas preparam-se todas minimamente bem. E aí o Jesus dá 10-0. Claro que também me incomoda vê-lo, depois de há meses ter mostrado a sua submissão ao fcp, vir para a Luz, mas não me custa nada engolir (mais) um sapo -quero é ganhar, e ele sabe ganhar e vai querer ganhar. E isso da submissão também é subjectivo, ele estava era a fazer-se ao lugar do Jesualdo. Além disso, cada vez mais precisamos de alguém que de facto (e sublinho o "de facto", porque o scolari só via jogos pela tv quando cá estava)conheça o futebol português e tenha tomates para lidar com ele. Acho que o Paulo Bento também de alguma forma se enquadra neste perfil que tracei aqui, mas é teimoso demais e o Jesus brinca com ele a nível táctico. Quanto ao Humberto, de que alguns falam: é um grande benfiquista, gosto muito dele, mas se alguns dizem que o Scolari não tem experiência e provas dadas (apesar de não gostar dele, já ganhou imenso) a nível de clubes, o que dizer do nosso velho capitão...

Mac disse...

Bom dia,

Eu sei que é fácil descobrir falhas em Quique Flores como treinador. Também sei que, neste momento, o que nós mais precisamos é de vitórias atrás de vitórias.

Não esquecendo os pressupostos anteriores, queria apenas deixar uma pergunta: o que acham de Sir Alex Fergunson? É bom treinador? É mau treinador? É um dos melhores do mundo? Apenas tem a sorte de poder treinar os melhores do mundo?
É que, para aqueles que não sabem, Sir Alex Fergunson entrou no Man United em 1986 e ganhou o primeiro campeonato em 1992/93.

De nada vale termos um discurso (todos nós, Presidente, Directores, Sócios e Adeptos do Benfica) de estabilidade e de projecto a longo prazo e, em cada final de época, andarmos todos (os mesmos acima referidos) a exigir resultados e a cabeça do treinador.
Quique Flores pode ser mau, mas não será pior que Alex Fergunson no seu primeiro ano em Manchester (acabou a 1ª época em 11º lugar, algo impensável para o Manchester).
É bom analisarmos os erros cometidos por Quique Flores (o mais dramático terá sido o afastamento de Diamantino e Chalana, as únicas pessoas que teriam conhecimentos sobre o futebol português), mas parece-me exagerado andarmos todos os anos a pedir cabeças.

E se, por um acaso desta vida, tentássemos por 1 vez apoiar quem pertence aos quadros do Benfica e permitirmos que um treinador se mantenha mais do que 1 época no clube?
Quique Flores teve o apoio incondicional da maioria dos adeptos até finais de 2008, início de 2009. Ao exigirmos agora a sua demissão, não nos estamos a chamar ignorantes a nós próprios?

Abraço,
Alma Benfiquista

P.S.: Este comentário não é a favor de Quique Flores, nem contra aqueles que pedem a sua demissão. É apenas uma reflexão de alguém que nos últimos 15 anos viu passarem 17 treinadores pelo Benfica.

André Leal disse...

Mac

A única razão favorável à continuidade do Quique que encontro é a questão financeira que o José Marinho e o Rui Miguel Soares referem, e muito bem. Estabilidade na asneira, não obrigado.

Concordaria totalmente com esse comentário aquando da saída do Koeman, do FS (apesar de na altura querer vê-lo pelas costas e por tal faço aqui um mea culpa), do Trap, etc. etc.

Este é o pior treinador que passou no Benfica desde o Artur Jorge.

Vasco disse...

Qual é o mal do Humberto Coelho?
Nunca vi a selecção nacional a jogar tão bem à bola como no euro2000 :)

Quetzal Guzman disse...

Alguém falou no Paulo Bento? Eu aprovo! Digam o que disserem, é um bom treinador. O futebol que defende pode não ser bonito, mas é bem jogado e eficiente. E pontos é o que se pede. Acrescente-se que as suas equipas costumam ter uma boa condição física. De resto, dá atenção aos jovens, é disciplinador, conhece bem a nossa casa, tem empatia com o nosso director desportivo, não é pressionável, sabe defender os seus e já demonstrou que sabe trabalhar com poucos recursos. Não que eu queira um treinador do Benfica a trabalhar a pão e água, mas também me irrita gajos que só conseguem olhar para jogadores que valham mais de 5 milhões de euros. E a verdade é que só esta época falhou um objectivo, porque só esta época é que os lagartos, ainda que timidamente, assumiram uma candidatura ao título.

João Bizarro disse...

Vasco, se bem te lembras a escolha do Humberto era o Sá Pinto. Só com a bendita lesão do Sá Pinto é que o Nuno Gomes teve hipótese de jogar com o sucesso que se sabe.
E depois tinha aqueles jogadores no auge. Rui Costa, João Pinto, Figo...
Só o Vale e Azevedo e o Heynkes é que achavam que o João Pinto estava acabado.

Marco Paulo Ferreira disse...

MAC,

Quase aposto contigo que o ALEX FERGUSON quando entrou no Man. Utd. não teve contratações no valor de 30 M à sua escolha. Aposto também que não caíu lá de pára-quedas e pôs de parte o melhor lateral esquerdo do campeonato. Aposto também contigo que não terá dito em Dezembro que não precisava de reforços quando se viam as lacunas do plantel à distância. Não insistiu com jogadores fora de posição nem insistiu numa táctica que não estava a resultar.

...não insistiu também em pôr de parte o melhor avançado que temos, o tal que nos primeiros 10 jogos (ou menos) do campeonato já tinha 5 golos.

Eu não acho o ALEX FERGUSON um grande treinador... acho que tacticamente é limitado mas tem um grupo que conhece muito bem e que é capaz de morrer por ele em campo e claro, quase todos os jogadores têm uma qualidade acima da média.

É preciso ver estes pormenores em relação ao QUIQUE FLORES. Estabilidade sim, mas se fosse para apostar na estabilidade... ao menos que tivessemos tido uma evolução (por mínima que fosse) a nível de futebol jogado. Nem isso.

O que mais detesto e me fez deixar de apoiar o QUIQUE, foi o seu discurso à LFV - desresponsabilizante, derrotista e sem ambição. Ainda o campeonato ia a meio e já se tinha desfeito em elogios aos corruptos, e tinha elogiado o HULK e companhia. Altamente motivamente para os nossos jogadores isto. Além de que nem quero imaginar como se devem sentir os jogadores do plantel que estão constantemente no banco quando esteve meses a fio a titular o NUNO GOMES que se revelou uma nulidade 95% das vezes.

André Leal disse...

Paulo Bento? Era já a correr!

O melhor treinador português além do Mourinho.

John Billy disse...

E que tal mudar o presidente primeiro?
Tenho pena do próximo treinador. Mais um que será chamado de burro para cima.

João Bizarro disse...

O treinador que quero chama-se: Quique Flores.

Rui Miguel Soares disse...

Humberto não, e porque ?
Fez um bom trabalho na selecção (sem duvida), tinha um bom plantel e acredito que se pegar numa equipa e lhe for dado carta branca, fará um boa equipa.
Mas talvez, talvez, não ao nível do que se espera para o Benfica.

Depois o Humberto e um grande e Benfiquista, que terá dificuldade em distanciar-se das pressões dos adeptos, direcção e comunicação social.

Um coisa que aqui foi dita, que ]e muito importante, a parte da teimosia do Quique o seu primeiro (e grande) erro foi afastar os dois adjuntos Portugueses que tinha, eram eles que deviam ajuda-lo na observação das equipas adversarias, na preparação da equipa e deviam ser eles a transmitir a mística e a garra para a equipa.

Na minha opinião a melhor escolha passa pela continuidade, mas com os dois adjuntos a terem um papel mais activo.

Diogo disse...

Como é possível a imprensa apontar tantos nomes de reforços para o Benfica e ao mesmo tempo dizer que o Benfica está numa grave crise financeira e precisa de vender ?

Vender Cardozo e Luisão seria o pior erro de gestão do Benfica. Sem o nosso líder e sem o nosso goleador nato o Benfica em vez do 3º lugar, fica no 6º. Tenho isto como certo. Em vez de venderem estes jogadores importantissimos no plantel porque nao vender Moretto, Edcarlos, Zoro, Jorge Ribeiro, Bynia, Di Maria, Katsouranis e Makukula. O dinheiro que fariamos com estas vendas equilibraria certamente as contas e ainda daria para investir um pouco no plantel. Para além disso, apostar na formação. Fala-se muito em David Simão e Nelson Oliveira, ora eu acho errado. O Nelson Oliveira está numa epoca negativa, talvez a sentir o peso do contrato profissional, mas ainda tem mais uma epoca de junior para comprovar o valor que tem. O David Simao não sai do banco dos juniores à umas três jornadas, nao sei o que se passa. Talvez o sucesso lhe tenha subido à cabeça, mas o que tenho visto dele nao é nada do outro mundo, ao contrario do que se dizia. Nos juniores, os que me ficaram na vista foram o defesa-esquerdo Mário Rui, o Lassana Camará e o Leandro Pimenta. O Lassana Camará faz-me lembrar o Makelele mas ainda tem que crescer nos juniores na proxima epoca. Já os outros dois, para mim eram já integrados no plantel principal para o proximo ano. Digo-vos que vejo jogos dos juniores de Barça, Real Madrid ou Manchester devido a ter MEO e ter os canais destes clubes, e nao tenho visto um defesa-esquerdo tao bom como o Mario Rui, tem uma qualidade e vontade fantasticas. O Leandro Pimenta é já, apesar da tenra idade, um médio completo. Depois ainda temos o central Joao Pereira que interessa ao Sevilha, mas parece que ao Benfica não serve, já que ainda nao lhe deram um contrato profissional. De resto era fazer regressar emprestados como Adu, Coentrao, Miguel Rosa ou Sepsi e isto fazia face as vendas que referi acima.

DB

Dexter disse...

E se trocassemos ?
Par ao ano era o Diamantino e Chalana como treinadores e Quique como adjunto.

Pior nao deviam fazer.....digo eu.

Pedro Veloso disse...

Caro João Bizarro, não era só o VA e o Heynkes; muitos adeptos na altura achavam o mesmo em relação ao João Pinto, que nessa época tinha marcado salvo erro apenas 3 golos e todos às três tabelas. E contra mim falo, achava o mesmo. Claro que depois levei uma bofetada de luva branca com o rendimento do JVP no Euro e anos seguintes no Scp;)

P.S. Já agora, uma nota em relação ao Paulo Bento. Apesar de ter defendido sempre o Sporting, como tinha que fazer, em todos os momentos, creio que nunca foi deselegante com o Benfica enquanto instituição (já agora, o mesmo se aplica ao João Pinto), ao contrário do Jesualdo, por exemplo, que andou sempre a cuspir no prato onde comeu

Hugo disse...

"Quanto à claúsula de rescisão de Quique Flores são quase quatro milhões de euros"

Isto quer dizer que ganha ou ganham por mês, cerca de quase 400.000€?

Dexter disse...

Pedro,

Gregory Coupet ganhou títulos atrás de títulos no Olympique de Lyon até decidir emigrar para a Liga Espanhola. Ao serviço do Atlético de Madrid pouco jogou e quanto a troféus, zero. A mudança é para esquecer profissionalmente, admitiu Coupet à France Football.

«Este é um fracasso pessoal no sentido em que não consegui atingir a titularidade. O meu arrependimento [quanto à transferência] apenas se deve a não ter ganho o posto e a morrer de aborrecimento no banco», esclareceu o guarda-redes.



Este era bom .....que tal ?

João Bizarro disse...

O Coupet é bom GR.

Dexter disse...

Pois é Joao esse é que era...davamos os 3 em troca :)

A.Saraiva disse...

MAC

Apesar de considerar o trabalho que Quique Flores realizou, este ano, fraco e de ser da opinião que deveria ser substituido por uma questão de coerência em relação a decisões que esta direcção tomou, em épocas anteriores, a respeito de treinadores que mostraram bem mais do que Quique, aceito a sua perspectiva.

No entanto a análise que faz devia ser a postura que a direcção, e em particular o director desportivo, deveriam assumir. Ou seja, se Rui Costa fez uma análise tão profunda, como se supõe, das caracteristicas do treinador que contratou no inicio desta época e continua convicto do trabalho que ele tem vindo a realizar, então deveria ser o primeiro a defender a sua manutenção.

A nossa descrença e desconfiança tem também aumentado porque não existe um sinal, claro, da estrutura directiva do clube em relação ao seu treinador.

Aí tenho de concordar com José Marinho quando defende José Veiga. Realmente foi o único director desportivo, para a área do futebol, que, nos últimos anos defendeu, perante tudo e todos, as pessoas que contratou.

Já agora disseram-me que José Veiga vai mesmo avançar.

João Bizarro disse...

O Coupet fez uma das melhores defesas que já vi um GR fazer na Champions.
Um atraso de um defesa que lhe faz um chapéu e ele tem de defender para a trave, ainda há uma recarga e ele volta a fazer uma defesa estrondosa.

João Bizarro disse...

Achei Dexter: http://www.youtube.com/watch?v=5bg7dwT1_Xs

Vasco disse...

Tem 36 anos. okay já sei q vão dar o exemplo do michel preudomme, mas esse é único, esse sim é que poderia vir :)

Vasco disse...

Como sabem que Jesus ou o X,y,Z,alfa,beta não escolhas do Rui?

Dexter disse...

JA tinha visto Joao, brutal.

ja viste o Harpers ate ao 5º episodio ? Ainda so vi ate ao 3º

Luís disse...

João, Pedro e Zorg: podem me enviar os vossos mails? Tenho uma proposta para vos fazer. O meu endereço esta no perfil

João Bizarro disse...

Dexter, já vi até ao 5º. Foi o último que passou nos States.

Miguel disse...

Já que falam no Coupet, o que dizer do Paul Le Guen que ganhou quatro campeonatos seguidos no Lyon e desde então, do Rangers ao PSG não ganhou mais nada? Há dois anos era ele o treinador que eu queria. Agora acho que devemos continuar com o Quique. Mais uma época até ver.

Helder disse...

Caro A. Saraiva

Concordo consigo quando diz que Veiga foi o único que defendeu o clube como ninguém. Agora que você que ele vai avançar em Outubro posso perguntar-lhe se ele tera o seu apoio?

Abraço

A.Saraiva disse...

Helder

Sinceramente a solução que eu preferia era Humberto Coelho para Presidente e José Veiga como Director Desportivo. Na minha opinião esta solução garantia a conjugação de uma perdonalidade mais institucional e com um passsado, claramente, benfiquista e uma outra personalidade mais profissional, mais de acção.

Como prevejo que esta solução não possa acontecer, se José Veiga avançar com a candidatura e apresentar um programa eleitoral ambicioso, que o José Marinho quase nos tem garantido estar na cabeça dele, e uma lista com pessoas com qualidades profissionais para áreas tão importantes como a financeira, terá o meu apoio.

Netking disse...

Eu se fosse candidato a candidato, apoiante de candidadto a candidato ou simplesmente anti-Vieira, também era um apoiante da estabilidade e do Quique.

Quanto ao novo treinador:

1) ainda não existe novo treinador;
2) o comunicado do SLB é elucidativo;
3) apesar das pressões, penso que já não fugirá.

Helder disse...

Caro A. Saraiva

Obrigado por ter respondido á minha pergunta.
O Veiga tem que regressar o mais rapido possivel porque o Benfica precisa dele. Tenho a sensação de que Veiga+Benfica=Imparavél!!

Abraço

André Leal disse...

José Marinho:

Este blog está a tornar-se (e bem) na sede de campanha do Veiga. Por isso convença lá o Homem! Se ele é benfiquista tem que se chegar à frente neste momento difícil antes que seja tarde demais. Ou será que ele ainda está à espera do convite eternamente adiado para voltar por parte do LFV?

Ricardo disse...

São dois nomes que não me desagradam. Prefiro o Jesus, porque é melhor treinador e conhece melhor o futebol português mas o Scolari - que até é um técnico de que não gosto por aí além - tem os elementos-chave para ter sucesso no Benfica e é, de alguma forma, da mesma estirpe que o próprio clube. Uma fusão entre os dois talvez resultasse.

A escolher, no entanto, escolho o português. Por ser muito mais forte no aspecto táctico e porque tem anos disto. Conhece os campos todos, os treinadores e a sua forma de jogar, os jogadores, os dirigentes. Conhece a lama toda. Talvez conseguisse derrotar os Cascões do nosso futebol. Além disso, acho que já merece provar num grande a sua qualidade.

Dito isto, dizer que o problema maior do Benfica não está no treinador. Qualquer gajo que chegue a uma organização deficiente e pouco solidária tem tudo para sair derrotado. Só um gajo muito forte na capacidade de moralização do grupo de trabalho pode superar as falhas estruturais do clube. Qualquer um destes dois tem capacidade para isso.

É esperar pelos últimos capítulos.


O David lançou o nome do Paulo Bento. Concordo completamente. Para mim, seria o treinador ideal: é trabalhador, é eficaz, sabe trabalhar com poucos recursos, apoia a integração dos jovens, é competente tacticamente, conhece bem o Rui Costa e... é benfiquista. Tem um potencial enorme. Acredito que no Benfica poderia ter sucesso e por muitos anos. Um Guardiola do Benfica. O próprio trajecto é semelhante.

São 3 técnicos que, a serem escolhidos, serão boas soluções, do meu ponto de vista.

Gostaria, no entanto, de dizer que caso Rui Costa se decida pela continuidade de Quique Flores, não acharei má política. Tenho para mim que o espanhol não é o homem certo para o lugar certo mas não me importaria de, por uma vez, mantermos o mesmo treinador dois anos seguidos para vermos no que dava. Mal por mal, a verdade é que a troca constante de técnico não nos tem dado nada. O problema está mais acima...


Na votação no nosso blogue (90 votos), praticamente 50 por cento foram para Veiga. Bagão bem atrás e Vieira com míseros 7 votos. Se o universo dos votantes disser alguma coisa, Veiga tem nestas eleições a sua grande possibilidade.

Quanto a mim, preferia ver um benfiquista dos sete costados na presidência do Benfica e talvez ver Veiga num cargo ligado ao futebol mas mesmo isso ainda não sei. As minhas questões com Veiga ainda não foram esclarecidas.

Alegre, sempre! disse...

Muito do que hoje aqui se discute passa pela decisão que esta direcção terá de tomar a curto prazo sobre a forma como vai gerar receitas e poupar nas despesas. O Benfica não pode acumular prejuízos ano após ano sob pena de se tornar ingovernável.

Dispensar a equipa técnica de Quique no final desta época poderá custar três milhões e meio de euros. No actual contexto parece-me má gestão proceder desta forma. Seria uma decisão insensata, virada unicamente para o curto prazo.

As duas opções que o Pedro aponta como alternativas a Quique não me escandalizariam caso as contratações tivessem ocorrido há um ano atrás. Jorge Jesus e Scolari têm alguns pontos em comum, são ambos bastante exigentes e adeptos da disciplina no balneário. Normalmente os jogadores com maior estatuto e mais anos de clube não acham muita graça à vinda destes técnicos. É claro que Jesus, apesar de rigoroso, não tem o carisma e o currículo de Scolari e isso poderia pesar contra si na aceitação por parte dos adeptos e dos próprios jogadores. Tacticamente não me parece que haja grandes diferenças entre Jesus e Scolari. Não será necessário sair de Portugal para encontrar melhor.

Por tudo isto a minha escolha (acessível) passa pelo cumprimento do contrato do Quique. Outras alternativas que não me escandalizariam, caso não tivéssemos de indemnizar a equipa técnica de Quique, seriam o Paulo Bento e Manuel Machado.

João Bizarro disse...

Já que andamos numa de humor eu sugiro outro nome: Luis Campos!

John Billy disse...

Se me arranjarem um quarto em Lisboa, treino eu o Benfica!

Ricardo disse...

Aconselho vivamente os benfiquistas a lerem o tópico "Conversa com Bruno Carvalho" no SerBenfiquista.com. Acho que andamos todos a fazer juízos de valor baseados em insinuações, suposições e boatos. Se queremos escolher bem, convém que sejamos sérios na análise que fazemos a cada candidato e não andemos todos a repetir frases e conceitos desprovidos de reflexão rigorosa, apenas funcionando como eco do diz-que-disse da imprensa.

Depois de ler o que ali se fala sobre as ideias de Carvalho, digo-vos que me parece uma pessoa que merece, pelo menos, algum tempo por parte de cada benfiquista. Depois, faça-se a escolha à vontade. Mas que essa seja feita em consciência e não formatada por ideias estéreis repetidas à exaustão.

Pedro Veloso disse...

Acho que o Paulo Bento, por muito que lhe apeteça (não faço a mínima ideia se é o caso), nunca mudaria directamente para nós por respeito aos lagartos que treinou tanto tempo - ele já o deixou claro, e como é um gajo sério e com carácter não o estou a ver a fazer o contrário

A.Saraiva disse...

Ricardo

Duas coisas: já aqui tinha dito, na altura parece que ninguém ligou, que tinha privado com pessoas muito próximas de Bruno Carvalho,que para além de amigos trabalharam com ele em desafios profissionais anteriores ao Porto Canal, e a informação é de que se trata de um Benfiquista de longa data, com boas referências profissionais e que sempre teve a ambição de vir a ser presidente do clube. Não é nenhum tripeiro disfarçado. A minha questão em relação ao Bruno Carvalho, até agora, é não ter percebido uma ideia clara do que pretende para o Benfica, para além de não saber quem o acompanha.

Segundo, todos os que defendem a contratação de Scolari fazem-no com argumentos que enfatizam as suas caracteristicas de disciplina e exigência (esta nem sequer a reconheço no Scolari). Ora, na minha opinião, estas caracteristicas têm de estar na organização desportiva do clube e não no treinador, pois, se assim fôr, quando o treinador disciplinador se fôr embora voltamos ao mesmo. Parecemos a FPF.

PB disse...

Ha por ai um jogador q foi treinado pelo Mourinho (nos primeiros anos da sua carreira) e pelo Jesus (mt recentemente) e q disse claramente que Tacticamente, são ela por ela. Trabalham de forma quase igual. Mourinho tem é outros extras.

Quando questionado sobre o facto de o Jesus nem saber falar, a resposta foi

"Caga nisso... O homem é mm bom"!



Quem defende a continuidade do Quique só pode estar louco. Eu tb a defenderia, se ao longo destes meses todos, ele tivesse alterado uma coisinha que fosse às suas ideias iniciais. Não o fazendo, só demonstrou que n percebe nada do q é o futebol portugues e o Benfica.

Criar um modelo de jogo, em q n preenche a posição à frente dos centrais (a de trinco), alem de que os únicos pressupostos ofensivos, sao as transições rapidas (Contra-ataques) é de génio.

Pior, só a forma como a equipa se desiquilibra no campo, sempre que tenta o ataque organizado...

Enfim, é o pior treinador da historia do Benfica.

Com a qualidade individual q o nosso plantel tem, ate o Cajuda tinha feito mais! (bastava meter um trinco e ja jogavamos 10x melhor).

PS - O Toni ha mais de 10 anos, tb iniciou a epoca c esta tactica...depois de levar 5 em Setubal, passou a jogar com um trinco e acabou campeão... Este pobre coitado, nem os olhos abre

John Billy disse...

Ricardo, não preciso ir ao serbenfiquista para conhecer o Bruno Carvalho. Já li os seus textos no "Novo Benfica" e sei quais são as suas ideias.
O Vieira não serve para o Benfica: Totalmente de acordo.
O Benfica de Vieira é um Benfica perdedor: Totalmente de acordo.
Agora afirmar que o Benfica devia estar muito agradecido a Oliveidesporto traz me um certo comichão. Só por isso, nunca terá o meu apoio.

Não sou nenhum louco, mas defendo a continuidade do Quique.
Tenho lido notícias (não sei se são verdadeiras) que o Benfica precisa de vender jogadores, nomeadamente Cardozo e Luisão.
Por mim, se o Benfica precisa de dinheiro, tudo bem.
Agora não entendo como é que um clube sem dinheiro vai pagar 3 milhões de euros para despedir uma equipa técnica e pagar ainda mais um milhão para contratar o Jesus ou então oferecer um contracto milionário ao Scolari.
E tenho quase a certeza que para o ano, o Jesus ou o Scolari tornariam-se nos piores treinadores da história do Benfica.
Primeiro vamos arrumar a casa e criar todas as condições para apoiar o treinador.
E isto tanto serve para o Vieira como para o Rui Costa.

Ricardo disse...

Saraiva,

Quanto a Brunco Carvalho, julgo que ainda não fez a apresentação das suas ideias por não ser esta a melhor altura, visto que se o fizesse por estes dias teríamos com toda a certeza a propaganda vieirista em cima do homem, talvez defendendo que uma candidatura não se apresenta quando o Benfica ainda tem objectivos no campeonato. Talvez o de segurar o terceiro lugar, talvez seja isso. Depois de findo o campeonato, julgo que Carvalho aparecerá com o seu programa. Além disso, o homem é mestre no marketing (tem um currículo invejável, by the way), portanto saberá qual a melhor altura para apresentar as suas ideias.

Mas esta é apenas a minha visão. Não conheço ninguém que esteja ligado directamente a Carvalho ou à sua candidatura. Nada me move de transcendental nesta conversa, a não ser a vontade de debater seriamente o Benfica e de levar com reflexão e honestidade todas as campanhas a sério. Acho que devemos isso a quem se candidata. Depois, em consciência, tomaremos a nossa decisão.

Quanto à necessidade de ser o próprio clube a ter uma cultura de exigência, não podia concordar mais. Tem mesmo de ser assim, diria. Cada vez mais. O Benfica tem de traçar um perfil psicológico do clube, digamos assim, o qual explica a quem chega ou está em vias de. Quem concordar com aquilo que o clube é e aquilo que o clube defende, pois muito bem, pode entrar; quem discordar, obrigado e passe bem.

Organização, estrutura, inteligÊncia, eficácia, lucidez, visão, antecipação, liderança, alma, mística. Falta Benfica a este Benfica.

Ricardo disse...

John,

"Ricardo, não preciso ir ao serbenfiquista para conhecer o Bruno Carvalho. Já li os seus textos no "Novo Benfica" e sei quais são as suas ideias."

O que se fala no SerBenfiquista não tem a ver com o tipo de posts que se lêem no Novo Benfica. Neste último, vemos textos do Carvalho, no primeiro vemos alguém a falar que o conheceu e vemos alguns predicados que defende mas sem ser num texto dele. Acho que são visões diferentes que podem ajudar à reflexão.

Pedro Veloso disse...

Hoje o Rascord fala de uma guerra pelo Jorge Jesus. Não sei se isto é verdade, mas se o for espero bem que ganhemos esta guerra. Com a organização, orçamento e corrupção portistas por trás, a mestria do JJ ganhava mais quatro campeonatos, era um erro ao nível do despedimento do Mourinho

A.Saraiva disse...

Ricardo

Não podia estar mais de acordo com o teu comentário.

Abraço

João Bizarro disse...

Ricardo, envia aí o link que aquilo é uma confusão que não se encontra nada.

John Billy disse...

Isso, manda aí o link.

John Billy disse...

Pedro Veloso, já disse isto o outro dia:
O Jesus é um treinador do sistema. Por isso podes escrever isto:
O Jesus só vai para o Benfica se o Corrupto Mor deixar.
Não tenhas a menor dúvida.

João Bizarro disse...

Isso é John, ainda por cima com o submisso do presidente do Braga. Que é quem tira as bagalhetas do cu do pinto da costa.
Nem que eles o metam como adjunto do juju pepsodent.

Ricardo disse...

João e John,

http://www.serbenfiquista.com/forum/index.php?topic=35690.0

Dexter disse...

A escolha do treinador e dos jogadores para a próxima época está a acentuar ainda mais a tensão entre Luís Filipe Vieira e Rui Costa. Profundamente desiludido com a época do Benfica e com o destino dado aos 24 milhões de euros gastos em reforços, o presidente resolveu chamar a si as contratações, mas o CM sabe que o director desportivo já confessou em círculos íntimos que não admitirá intromissões, de quem quer que seja, na contratação do novo treinador.


As diferenças são evidentes: Vieira tomou a iniciativa de contactar Scolari, este recusou, explicitando as razões, que passam por Rui Costa (ver peça em baixo), e a segunda escolha recaiu em Jorge Jesus, outro treinador que não é do agrado do director desportivo, por razões extradesportivas.

A tensão entre Vieira e Rui Costa remonta ao período anterior à presença de ambos na homenagem prestada à antiga estrela do Benfica, Fiorentina e Milan, em que ambos fizeram juras de amizade e fidelidade, mas neste momento é quase indisfarçável o mal-estar. "Nem se falam", contou ao CM uma fonte do clube.

As divergências tornaram-se mais evidentes com o acordo alcançado entre Luís Filipe Vieira e Jorge Jesus. Segundo apurou o CM, Rui Costa reconhece capacidade no aspecto técnico, mas entende não ser um treinador com perfil para treinar o Benfica. Tem outras soluções em carteira e aguarda apenas o momento certo para comunicá-las ao líder da SAD. Mas o director desportivo não gostou de saber que Vieira já estabeleceu contactos com pessoas da sua confiança para falar da contratação de jogadores. Na Luz, aguarda-se com alguma curiosidade a sua reacção a esta ‘afronta’.

Entre Vieira e Jorge Jesus está tudo acertado, mas a intransigência do presidente do Sp. de Braga, António Salvador, em deixar sair o técnico pelo valor da cláusula de rescisão (um milhão de euros) ameaça a concretização do negócio. O CM sabe, no entanto, que Jorge Jesus prometeu ao líder das águias tudo fazer para facilitar a desvinculação dos arsenalistas.

Diogo disse...

Dexter, o CM quando apresenta estas "fontes ligadas ao clube" é sempre de duvidar. Alias, é sempre para duvidar dum jornal desses, com ou sem "fontes"

Agora deixo aqui algo que me deixou perplexo. O Luisão deu uma entrevista à cadeia de televisão brasileira "Globo", e na entrevista diz que ainda acredita no 3ºlugar e no consequente acesso à Champions. Ou esta entrevista foi viciada ou então o Luisão anda a dormir desde o ínicio do ano.

"Acho que vamos conseguir esse terceiro lugar sim e, desse modo, uma vaga na Champions. Dependemos apenas da gente."

A entrevista aqui: http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Futebol/0,,MUL1123287-9842,00.html

DB

Ricardo disse...

Cantinho do ex:

Na altura crucial e depois de uma série de jogos de bom nível, a equipa de Camacho vem a cair a pique há já 3 jogos. Mais uma derrota, desta vez no terreno de um adversário directo, o Getafe, que assim ultrapassou os comandados por Zé Tó. Camacho vê assim a sua equipa cair para 17º lugar, beneficiando ainda assim da derrotas dos últimos 3. Caso contrário, já estaria debaixo de água. Neste momento, quando faltam cumprir 3 jornadas, o Osasuna de Zé Tó leva 4 pontos sobre o último, o Numancia, 3 sobre o penúltimo, o Recreativo, e 2 sobre o antepenúltimo, o Gijón. É muito provável que Camacho faça aquilo que faz melhor: demonstrar toda a sua incompetência. Porquê? Bom, vejamos o calendário do Osasuna até final do campeonato:

Osasuna - Sevilha
Barcelona - Osasuna
Osasuna - Real Madrid

O que vale é que o Barça já vai ser campeão na altura e vai poupar os jogadores para a final da Champions. Ainda assim, não se adivinham tempos fáceis para Camachadas, esse gajo que tem "ganas", esse "gajo que faz falta ao Benfica", em oposição ao outro, o que "é frouxo", o que "não sabe fazer substituições".

Pedro Veloso disse...

"O Jesus é um treinador do sistema. Por isso podes escrever isto:
O Jesus só vai para o Benfica se o Corrupto Mor deixar.
Não tenhas a menor dúvida."

John, e quem é que não é treinador do sistema cá no burgo? Acho que só o Paulo Bento e Cajuda não baixaram alguma vez as calças(passe a rudeza da expressão) ao padrinho e são verdadeiramente independentes. Mesmo assim, espero e acho que o Jorge Jesus, que se acha o maior treinador português, gosta demasiado do seu umbigo para não rejeitar a oportunidade de nos treinar - se a tiver claro, isto são tudo suposições - e demonstrar a sua superioridade, mesmo que o padrinho não o queira

Passaralho disse...

As notícias do cm valem o que valem.
Se é que valem...

Mas uma coisa é certa: muito mal vai o nosso Benfica quando as coisas chegam a este ponto, de ver tanta roupa suja a ser lavada em praça pública, de ver tanta indefinição, tanta falta de rumo e uma comunicação tão pobre com os seu simpatizantes, sócios e accionistas.

Isto está um caos, uma rebaldaria, uma pocilga do pior!
Foda-se, como e custa... Mas acho, sinceramente, que o Benfica, O BENFICA, está morto e vai definhar.

Não temos valores, não temos orientação, não temos rumo, não temos presidente, não temos director desportivo, não temos treinador, não temos equipa...
Neste momento...
Não temos nada! Só uma passado que vamos teimar em continuar a enterrar, cada vez mais fundo, cada vez mais longe.

É inadmissível esta merda.
Estou farto disto, e não vejo forma de dar a volta.

Por favor, muito por favor, alguém que ame o Benfica, quer já lá esteja quer não, que dê um rumo, um caminho, uma orientação sustentada, e que se agarre a ela de unhas e dentes, que a comunique e a defenda intransigentemente até à última gota de sangue.

Foda-se!

Desculpem o(s) desabafo(s), mas estas merdas a mim matam-me aos poucos, tiram-me o sono e anos de vida.

Cumprimentos,
Benfica Sempre!

John Billy disse...

Pedro Veloso, se o Jesualdo não ficar no Porto e o Corrupto Mor quiser o Jesus, podes ter a certeza que não irá para o Benfica.
O Jesus já anda cá aos anos e sabe muito bem como isto funciona.
Se for para o Porto, tem 99,9% de hipóteses de ser campão.
Se for para o Benfica, tem 99,9% de ser despedido e de ser chamado de burro para cima.
Do teu ponto de vista, onde é que está a dificuldade da escolha?

Ricardo, já li o resumo da conversa e não acho que traz alguma coisa de novo.
Continuo a discodar completamente da opinião que tem sobre os direitos televisivos. E para mim, este é um tema fulcral para ressucitar financeiramente o Benfica.

Alegre, sempre! disse...

Pedro,

O que se passa com a publicação dos meus dois últimos comentários?

Pedro Veloso disse...

John, desculpa se não fui claro, eu estava a comparar cenários como o da notícia do Record, segundo o qual o Porto quereria que ele esperasse um ano, enquanto a nossa proposta era já para a próxima época. Mas mesmo se as duas propostas forem semelhantes em tudo, sinceramente acho que o Jesus escolhia os 0,1% que atribuis - e eu concordo - à probabilidade de ganhar no benfica:)

João Bizarro disse...

"Pedro,

O que se passa com a publicação dos meus dois últimos comentários?"

Alegre, queres que eu responda ou preferes esperar pela resposta do Pedro?

Mr. Shankly disse...

Ricardo,
O Camacho tem grandes limitações. Mas fez bastante mais que o Quique no Benfica. E em condições piores.
No Osasuna entrou já com o barco a meter água por todos os lados. Acho que não se safa, mas não será por culpa dele.

Catenaccio disse...

Caros colegas de blogosfera,

Como nem todos passam pelo 'Catenaccio', gostaria de disponibilizar o meu artigo, intitulado:

"O código genético do Sport Lisboa e Benfica".

Espero que apreciem e retirem as vossas conclusões. Cumprimentos.

No dia 28 de Fevereiro de 1904, na Farmácia Franco, situada na Rua de Belém, foi fundado o Grupo Sport Lisboa (primeira designação), por iniciativa de jovens do bairro de Belém e de ex-alunos da Real Casa Pia de Lisboa. A reunião foi relativamente rápida e, após a formalidade, o grupo foi treinar-se. Encontraram-se 24 entusiastas: Cosme Damião e mais 23. José Rosa Rodrigues, o primeiro presidente, fez parte da equipa de futebol que realizou o primeiro jogo em 1 de Janeiro de 1905 contra o Campo de Ourique no Campo das Salésias.

Caríssimos leitores: são conhecidos os benefícios para a saúde de uma alimentação cuidada, da prática regular de desporto e de um permanente contacto com a natureza. Vida regrada, vida prolongada. Porém, o código genético acaba sempre por falar mais alto. Agora, façam rewind no texto e reparem bem no seguinte detalhe: o Benfica nasceu na Farmácia Franco. Numa farmácia?! Bem, imagino a quantidade de anfetaminas ingeridas por Cosme Damião, de modo a ficar acordado até à manhã seguinte e dar por concluída a acta da primeira reunião. Até apostaria que a celebração do acordo teria sido comemorada com a produção de um cocktail de alucinogénios. Só assim se explica que o Benfica não seja um projecto, antes uma visão. Mas, não deixa de ser estranho: que clube é fundado numa farmácia? Só se for o Bayer Leverkusen...

Acompanhem o meu racíocinio: esse acontecimento longíquo representa o 'tijolo' principal do ADN do clube, onde está contida toda a informação genética. Daí se possa afirmar que o ADN contém um código passível de ser decifrado em mensagens. No meu entender, a herança transmitida acaba por ser nítida. A formalização da ideia visionária manifestou-se numa espécie de after-hours da época o que explica o facto do Benfica ser, ao mesmo tempo e na sua essência primordial, um clube: apaixonante e odiado; anárquico, confuso e desorganizado, mas imponente e monumental; abnegado e exaltado; desvairado e tresloucado, sem deixar de ser altruísta, desprendido e popular. O Benfica é um clube cuja feição assemelha-se a uma fórmula científica: difícil de entender, gerir e sentir.

Já os principais rivais apresentam uma configuração genética diametralmente oposta. Em primeiro lugar, o vizinho Sporting. Nascido em berço de Visconde, mescla de Lord Inglês com fighting spirit, a alta nobreza do seu futebol podia ter sido criada, por exemplo, numa qualquer região britânica. O Sporting é um clube altivo, orgulhoso, pedante, pretensioso, soberbo e vaidoso. O seu ADN tem pouco de português e muito mais daquela postura fleumática. Em segundo lugar, o FC Porto. No meu ponto de vista, podia perfeitamente ser um clube basco: autónomo, batalhador, guerreiro, independente, lutador, ríspido, truculento e violento. Embora não rejeite traços portugueses do seu código genético, podia perfeitamente ser identificado com outro povo, outra nação.

O Benfica é diferente. O Benfica é tipicamente português. Porquê? Porque mais do que nenhum outro é o clube que reúne o maior número de qualidades e defeitos atribuídos ao povo português. Tal como na época dos Descobrimentos, o Benfica é produto da imaginação, sonho e visão de homens brilhantes. Contudo, não nasceu em berço de ouro e a figura que lhe deu glória teve origem humilde e modesta em terras de Moçambique. O Benfica é um clube que teve de crescer na adversidade, com especial destaque no ano de 1954, quando a construção do grandioso Estádio da Luz contou com o apoio financeiro de milhares de associados e adeptos. É um clube que faz das fraquezas, forças. Da desgraça e fatalidade uma oportunidade de apego, fraternidade e união, como ficou bem demonstrado na tragédia da morte de Féher. No fundo, o Benfica é como cada um de nós: cheio de virtudes e pleno de imperfeições.

Penso que esta é a grande lição do passado. O Benfica é como Portugal e os portugueses: caótico, como o país; desenrascado, como o povo, admirável, portentoso e sublime, como a história. O Benfica (sobre)vive nessa constante instabilidade, entre o abismo e a glória, entre a decadência e o triunfo. Actualmente, tornou-se costume enaltecer as estruturas profissionais organizadas, o planeamento e rigor económico-financeiro, os treinadores metódicos e racionais e, por fim, os jogadores geniais e talentosos. O Benfica é muito mais do que tudo isso. É uma força invisível que nos transcende ou nunca teríamos sido campeões nacionais depois daquele Verão 'quente' de 1993. Daí o sentimento tão poderoso e resistente que nos une, quando o estádio da Luz transfigura-se num castelo ou fortaleza pronto a ser defendido pela energia e vontade do espírito benfiquista. Esse é o sentimento de identificação com uma causa. Essa é a mística.

Chegou a altura dos adeptos compreenderem que de nada serve contrariar o código genético do clube: não vale a pena 'imitar' a organização do FC Porto, 'copiar' a formação da Academia de Alcochete, 'reproduzir' os métodos do treinador que reside em Milão ou 'plagiar' a concepção de jogo implementada pelo Barcelona. O Benfica só tem de voltar a descobrir o que sempre foi: o Benfica da Farmácia Franco.

João Bizarro disse...

Cattenacio,
Prefiro 1000 vezes o cheiro a farmácia do que a pneu queimado.

Rui Silva disse...

A questão do treinador é totalmente secundária. O mais importante são as eleições em Outubro e que deviam ser antecipadas.

Sobre a actual temporada criou-se novamente enormes expectativas, o balão voltou a perder gás (como sempre) e lá apareceu o LFV a dizer que as coisas vão ter que mudar. Este filme já foi visto vezes sem conta.

Penso que existe enorme culpa dos benfiquistas, que estão completamente adormecidos e mantêm todos os anos o saudosismo do grande Benfica. Esse acabou meus caros, por muito que nos custe. Ter um presidente sócio dos adversários é o maior cúmulo de todos e os benfiquistas permitem isso ano após ano. Ainda por cima quando o projecto está completamente esgotado.

As pessoas têm um passado, um presente e um futuro. LFV não se pode esquecer disso. No único ano que venceu havia a enorme experiência de Trapatoni e o toque de José Veiga, que provou ter sido uma mais-valia. Elogiam o projecto financeiro do LFV, mas eu coloco muitas dúvidas nesse plano: se o SLB precisa de vencer então não está assim tanto bem...

Rui Costa tem culpas nos cartório por ter escolhido Quique Flores. Deu praticamente tudo ao espanhol e Quique ainda tem a lata de dizer o SLB fez melhor do que no ano passado e teve títulos invisiveis. Quique devia ter tido rédea curta a nível técnico e no discurso e isso faltou. Nunca vi um treinador a sacudir tanto a água do capote como o espanhol. Agora Rui Costa está ainda em processo de aprendizagem ao nível de gestão desportiva e pareceu-me demasiado só numa luta. Sozinho apanhou mais multas que os outros todos juntos.

O SLB precisa de uma estrutura totalmente distinta ao nível directivo. Só a partir daí é que se deve criar o balneário. O Benfica está completamente descredibiizado e qualquer um falta ao respeito ao clube. Seja de fora, seja de dentro.

Catenaccio disse...

jbizarro,

Sem dúvida! Sem dúvida!!!

Dexter disse...

MAs agora e fazendo um pouco de advogado do diabo, gostava de lançar a seguinte questao.....

Quais as responsabilidades de Vieira esta epoca em que fez a vontade a muitos e delegou 100% o futebol em Rui Costa ?

E refiro APENAS esta epoca, nao as anteriores nem o balanco de mandato.

Dexter disse...

Jardel está de volta a Lisboa a convite de uma amigo de Fortaleza, mas está aberto a convites para voltar a jogar em Portugal. O antigo super-Mário, agora com 35 anos, garante que está totalmente recuperado, mantém intacto o instinto de «matador» e continua «pé quente»: «Se o Benfica me quiser, vai ser campeão».


Este já se oferece.
Ainda marcava uns quantos

Americano disse...

O Jardel com 200 kgs ainda se arriscava a bater a marca do Suazo :)

Pedro disse...

Alegre, não sei o q aconteceu aos teus comentários. Nem sequer nos apareceram para os confirmar-mos.

"Quais as responsabilidades de Vieira esta epoca em que fez a vontade a muitos e delegou 100% o futebol em Rui Costa ? "

Tem responsabilidade relativa. Será q deu a autonomia total a Rui Costa ou manteve alguma interferência? E apesar de dar autonomia continua, na minha opnião, a ter q proteger e defender toda a estrutura de futebol. Não me parece q o tenha feito.

Agora claro q em termos de jogo jogado, de qualidade de futebol, não tem responsabilidades.

Rui Silva disse...

Um líder é sempre um líder. Rui Costa tem responsabilidades, mas as principais pertencem a LFV. Ele é que é o líder de todo o projecto. Ele é que é o presidente e tem falhado todos os anos. O problema está na estrutura. Não há uma simbiose perfeita. O que faz o Sheu aos anos no Benfica? Pq é que o Qique rejeitou o Diamantino? Onde esteve o Vieira quando o Rui Costa levava castigos atrás de castigos? Quando o Quique elogiava o FCP e o Paulo Bento e dizia mal dos próprios jogadores. Onde estava? E vem agora...é um abutre a pensar já nas eleições. O Vieira nunca deu o corpo às balas. Só sabe é falar do apito dourado.

Rui Silva disse...

O Vieira é abutre. Foi choca do Pinto da Costa nos tempos do Alverca e está tudo dito. O amigo Varinho colocou a sócio do FCP e ele não se importou. Mas a maior culpa é dos benfiquistas. O Vieira/Vilarinho tiveram duas vezes o Mourinho nas mãos e deixaram-no fugir. Pura incompetência...E agora atira as culpas para o Rui Costa. Toda a gente achava o Quique uma boa escolha. Até o Mourinho o elogiou. O José Veiga é que tem razão...

Dexter disse...

Americano,

Sobre isso nao tenho qualquer especie de duvida.

Mr. Shankly disse...

Dexter,
Eu arriscava e pagava-lhe ao golo. Mesmo com 35 anos se as coisas corressem bem ganhava o campeonato "sozinho".
O difícil era evitar os assobios.

Helder disse...

Caros Benfiquistas

Digo só isto: José Peseiro


Caro Rui Silva

Obviamente que José Veiga é o Homem certo para o Benfica.....


Saudações Benfiquistas

Carlitos disse...

Essa do Jardel só pede ser piada...
Em tudo o que se tem passado ultimamente há duas situações que me vão tirando o sono, uma é o silêncio do Rui Costa que nítidamente está a levar com tudo em cima e a outra é não termos mais nenhum candidato forte para debater com José Veiga caso este avance com uma candidatura.

Filipe disse...

"uma é o silêncio do Rui Costa"

O Rui costa não está castigado pela liga?

A.Saraiva disse...

Se calhar tem razão

http://www.metedianabol.blogspot.com/

André Leal disse...

Peseiro também não era mau de todo. Mas era comido vivo após o primeiro mau resultado.

A minha lista seria, por ordem de prioridade e dentro dos nomes aqui propostos:

- Paulo Bento
- Scolari (só por causa do dinheiro, caso contrário era o primeiro)
- Peseiro
- Jesus
- John Billy (que parece que se propôs aqui)
- Luís Campos
- Quique

Ricardo disse...

Peseiro será sempre um nome interessante para mim mas o problema no Benfica passa por aceitar certos treinadores. E Peseiro tem o estigma de Fernando Santos. Provavelmente, se lhes dessem 2 anos para trabalharem, acabavam campeões mas antes disso já a enxurrada de parvoíces por parte dos adeptos lhes tinha caído em cima.

Ricardo disse...

Shankly,

claro que o Camacho entrou num barco furado mas foi chamado em Outubro com muito tempo para cumprir um objectivo simples: assegurar a manutenção. Se descer de divisão, é lógico que é culpado. Não pode haver desculpas. E se isso acontecer só espantará quem achou algum dia que o homem tem qualidade para ser treinador de futebol de grandes clubes. Ou até do Benfica, vá, que de grande só tem a história e que se não se põe a pau qualquer dia anda a lutar pela manutenção. Mesmo para o benfiquinha que temos, Camacho não serve.

dezazucr disse...

Sinceramente não percebo porque o jesus vem atráz desses todos, ou porque o scolari - burro - está à frente de tantos. Burro por burro, fique o quique.

JHP disse...

Boa noite,
Antes de mais, parabéns ao Cattenacio pelo seu texto. Embora não concorde com tudo o que diz, acho que o texto está muito bem escrito e ajuda-nos a perceber a história do Benfica.
Sobre o treinador, acho que tem de ser alguém capaz de fazer omoletas com poucos ovos...
No Jorge Jesus gosto acima de tudo do trabalho que fez no Belenenses, onde lançou para a ribalta o Ruben Amorim. Se adoptasee a lógica de integrar jovens das escolas no plantél, seria excelente.
Contudo, numa perspectiva realista apostaria num treinador que construisse a equipa de traz para a frente, é o modelo mais exequível para quem não tem dinheiro. Preferiria um treinador português. Jesus? Não deveria ter feito mais esta época com o plantel que tem?

Alegre, sempre! disse...

Pedro,

Há indícios fundamentados que os meus dois comentários foram omitidos de propósito. Tenho o cuidado de verificar (sempre) se aparece a indicação de que foram guardados para posterior publicação.

Eu sou dos que acreditam nas convicções e na pluralidade de ideias. Recorro diariamente a este blog de uma forma responsável e construtiva. A confirmar-se que algum de vós se sente incomodado com a minha presença e está a filtrar comentários de uma forma tendenciosa a fim de apurar uma corrente de opinião única, que o assuma claramente.


PS. Os meus comentários “omitidos” reportavam-se a questões pertinentes colocadas ao Sr. José Marinho.

Ministro disse...

visitem o novo espaço, sff

www.maior-do-mundo.blogspot.com

EU AMO O BENFICA!

Quique tem mm de sair... Gostaria de ver o Jesus no SLB...

João Bizarro disse...

"Há indícios fundamentados que os meus dois comentários foram omitidos de propósito."

Então fundamenta lá os teus indícios.

O teu último comentário recebido por nós antes de alegares que te tinham roubado dois comentários foi este de ontem às 23:42 :

Alegre, sempre! to me
show details 23:45 (23 hours ago)

"Alegre, sempre! deixou um novo comentário na sua mensagem "Dança de treinadores":

Muito do que hoje aqui se discute passa pela decisão que esta direcção terá de tomar a curto prazo sobre a forma como vai gerar receitas e poupar nas despesas. O Benfica não pode acumular prejuízos ano após ano sob pena de se tornar ingovernável.

Dispensar a equipa técnica de Quique no final desta época poderá custar três milhões e meio de euros. No actual contexto parece-me má gestão proceder desta forma. Seria uma decisão insensata, virada unicamente para o curto prazo.

As duas opções que o Pedro aponta como alternativas a Quique não me escandalizariam caso as contratações tivessem ocorrido há um ano atrás. Jorge Jesus e Scolari têm alguns pontos em comum, são ambos bastante exigentes e adeptos da disciplina no balneário. Normalmente os jogadores com maior estatuto e mais anos de clube não acham muita graça à vinda destes técnicos. É claro que Jesus, apesar de rigoroso, não tem o carisma e o currículo de Scolari e isso poderia pesar contra si na aceitação por parte dos adeptos e dos próprios jogadores. Tacticamente não me parece que haja grandes diferenças entre Jesus e Scolari. Não será necessário sair de Portugal para encontrar melhor.

Por tudo isto a minha escolha (acessível) passa pelo cumprimento do contrato do Quique. Outras alternativas que não me escandalizariam, caso não tivéssemos de indemnizar a equipa técnica de Quique, seriam o Paulo Bento e Manuel Machado.

Publicar este comentário.

Rejeitar este comentário.

Moderar comentários neste blogue.

Alegre, sempre! deixou um novo comentário na mensagem "Dança de treinadores":

Muito do que hoje aqui se discute passa pela decisão que esta direcção terá de tomar a curto prazo sobre a forma como vai gerar receitas e poupar nas despesas. O Benfica não pode acumular prejuízos ano após ano sob pena de se tornar ingovernável.

Dispensar a equipa técnica de Quique no final desta época poderá custar três milhões e meio de euros. No actual contexto parece-me má gestão proceder desta forma. Seria uma decisão insensata, virada unicamente para o curto prazo.

As duas opções que o Pedro aponta como alternativas a Quique não me escandalizariam caso as contratações tivessem ocorrido há um ano atrás. Jorge Jesus e Scolari têm alguns pontos em comum, são ambos bastante exigentes e adeptos da disciplina no balneário. Normalmente os jogadores com maior estatuto e mais anos de clube não acham muita graça à vinda destes técnicos. É claro que Jesus, apesar de rigoroso, não tem o carisma e o currículo de Scolari e isso poderia pesar contra si na aceitação por parte dos adeptos e dos próprios jogadores. Tacticamente não me parece que haja grandes diferenças entre Jesus e Scolari. Não será necessário sair de Portugal para encontrar melhor.

Por tudo isto a minha escolha (acessível) passa pelo cumprimento do contrato do Quique. Outras alternativas que não me escandalizariam, caso não tivéssemos de indemnizar a equipa técnica de Quique, seriam o Paulo Bento e Manuel Machado.

Publicar um comentário. "

Como pedes ver foi aceite.

João Bizarro disse...

Já viram a convocatória do homem dos pinos?

Genial.

Há falta de jogadores do plantel do porto, devido à final da taça, o homem convoca os jogadores emprestados ou já contratados pelos corruptos.

Alegre, sempre! disse...

João,

Os comentários a que me referia foram escritos, o primeiro cerca das 00:15 e o segundo hoje, pouco depois das 09:00.

Aceito que alguma coisa se passou que foge ao meu (e ao teu) entendimento. Por mim já esqueci o incidente.

Dexter disse...

Alegre,

Isto aqui nao é a radio Argel....aqui não há viciação de opinião.

Isso era noutros tempos...noutras rádios....noutros bandos.

Bem, pelo menos nunca senti isso aqui, falo por mim.

Dexter disse...

João,

Ja aqui tenho o episodio 5 do harpers. Ando a recuperar :)

Isto sai a que dia da semana ? Nao era suposto ja ter saido o 6º ?

Pedro Vagos disse...

Não se chateiem agora por causa dos comentários! Escreve-se outra vez e pronto!

Pedro disse...

Alegre, não apareceu qqr comentário teu para ser aprovado. Infelizmente no blogger esse tipo de problemas surge com alguma frequência. Não há aqui qqr tipo de condicionamento de de opnião. Nunca houve.

Os únicos comentários q têm sido vetados são os da dupla corrupta por serem simplesmente insultos e provocações.

Acho q o tempo que este blog tem lhe dá alguma credibilidade nesse aspecto. Aqui discute-se tudo.

Jardel? 15 mil euros por golo e ta feito.
:)

John Billy disse...

Obrigado pelo apoio André Leal, mas acho que merecia o 2º ou 3º lugar :)

Falando do Jardel, visto que temos Cardozo (não sei até que ponto ficará), Nuno Gomes (este bem que podia sair), Mantorras (e este pode ir com o Vieira) e Makukula, se calhar até nem era mal pensado.
Se o Cardozo sair, vamos ficar com um ataque digno do Leixões.

E o "Um Olho a Benfica"? Quando é que aparece?
Ai Ai José Marinho, assim não!
:)

João Bizarro disse...

Dexter, passou para os Sábados.

Pedro, hoje temos season finale do Lost. Com episódio duplo.

João Bizarro disse...

Já leram a última crónica do RAP?

http://forumbenfica.blogspot.com/2009/05/portugal-lava-mais-branco.html

Dexter disse...

Ja tinha lido Joao e gostei sobretudo da parte:

Pinto da Costa revelou esta semana o segredo do seu sucesso: o Porto é campeão porque ele escolhe os melhores. Os melhores quê?, pergunta o leitor. Pinto da Costa não disse. Mas quem, como nós, tem acompanhado a carreira do presidente do Porto, pode conjecturar. Os melhores lotes de café, talvez, para receber os árbitros em casa com a dignidade que eles merecem. Ou os melhores lugares no avião, para que eles cheguem ao Brasil mais descansados.

T disse...

Caro José Marinho,

http://www.ionline.pt/content/4296-este-homem-vai-eleicoes-no-benfica

Pode-nos adiantar algo sobre isto ? :-)

José Marinho disse...

Meu caro T, sobre a notícia do I, o que sei é que é uma tentativa frustrada de queimar um nome, apenas porque dará jeito a alguns que assim seja. O menos inocente nessa notícia é a referência quase escondida aos processos com que José Veiga teve de se debater. Quase não se dá por ela, mas eles lá estão. Tinham tudo para ser verdade, não fora o caso de serem mentira. O caso Dexia foi resolvido quinze dias depois de Veiga ter saído do Benfica. O caso com o fisco é a revelação de que a imprensa é demasiado selectiva na informação que presta aos seus leitores. Durante anos, enquanto José Veiga proclamava a sua inocência num caso de alegado incumprimento fiscal, a imprensa rejubilou com o facto do seu constar na lista de devedores ao fisco que podia ser consultada na Internet. Era uma espécie de troféu de caça que certa imprensa e alguns inimigos de Veiga gostavam de exibir. O problema é que o tempo foi passando e o fisco foi ficando sem argumentos. E acontece que desde Dezembro que José Veiga desapareceu dessa lista pública de devedores. De um dia para o outro. E afinal, um dia, provar-se-á aquilo que José Veiga sempre afirmou mas ninguém quis ouvir. Que é credor do fisco. E que se passou desde Dezembro até hoje? A imprensa não achou relevante que José Veiga tivesse desaparecido da lista de devedores ao fisco. É isto que me indigna neste país. Uma pessoa pode ter carácter, pode ser cumpridora, mas se não cuidar da sua imagem e se não tiver umas pessoas amigas nos jornais, será sempre perseguida, porque a opinião pública vai sempre atrás do que é publicado e não do que é verdadeiro.
Querem outro exemplo? O caso do João Pinto. Pois bem, o juiz de instrução não teve dúvidas em assinar um mandado de detenção para levar José Veiga a prestar depoimento. E depois impôs-lhe uma fiança recorde para poder sair em liberdade. Grande espectáculo que só podia terminar com uma condenação sumária de José Veiga. Afinal, com o tempo, o que veio a saber-se. Que Veiga não ficou com o dinheiro, que o crime foi apenas de fuga ao fisco e que esse crime não foi de Veiga e que afinal os dirigentes do Sporting sabiam para onde tinha ido o dinheiro, desde o início. Ou seja, que todo este espectáculo judicial tinha uma finalidade. Desgastar ainda mais a imagem de Veiga e despejar para cima de si as responsabilidades de outros, que a justiça eventualmente apurará no futuro. É como o arresto de bens a José Veiga, com direitos televisivos. Afinal, tanto espectáculo e passados quinze dias o problema estava resolvido. E afinal Veiga não era devedor, mas uma vez mais, credor. E agora, que se especula sobre uma possível candidatura de Veiga à presidência do Benfica, cá estão, de novo, estes temas. Resolvidos, bem resolvidos, mas com a mesma intenção de sempre. Desgastar a imagem, destruir a pessoa e acabar o serviço. Porém, com uma diferença em relação há dois anos atrás. É que desta vez a maioria dos benfiquistas começa a abrir os olhos e começa a identificar os problemas do clube e quem pode ajudar a resolvê-los. Continuo sem saber se Veiga será ou não candidato em Outubro. Mas de uma coisa tenho a certeza. Se o fizer, ganha as eleições. Há dois meses atrás tinha muitas dúvidas sobre isso. Hoje não tenho nenhumas. E parece que há mais pessoas sem dúvidas. É por isso que aparece esta notícia no jornal. E é por isso que vão continuar a aparecer.

Dexter disse...

José Marinho,

Acredito que Veiga dê luta a Vieira. Se será suficiente para ganhar ? Nao sei...vai depender muito dos apoios que Vieira conseguir.

Mas o que eu gostava mesmo, mesmo, mesmo e já sei que me vai cair meio mundo em cima, era ver Veiga no lugar de Rui Costa.
Aqui surgem duas questoes para as quais nao arranjo resposta.
O que fazer com Rui Costa ?
Quem para o lugar de Vieira ?

Dexter disse...

Alguem ja viu a convocatoria do homem dos pinos ?

LOL a primeira vez que comecei a ouvir os nomes na SIC pensava que era para a seleccao de matraquilhos.

Vejam....dá para rir um bom bocado

João Bizarro disse...

Caro José Marinho, eu próprio não podia ouvir falar no nome do José Veiga como possível-futuro-presidente do Benfica.

Hoje já tenho opinião diferente. E muitos amigos com quem tenho falado também já vêm com bons olhos o regresso do José Veiga. Não é só aqui no blogue que isso se nota. Por todo o lado começa a ganhar força um apoio a José Veiga caso ele se candidate.

Pedro disse...

José, mude-se Veiga para outro nome e temos uma história em tudo semelhante.
:)

João Bizarro disse...

Dexter, já ontem à noite me referi a isso! Hilariante.

"Blogger João Bizarro disse...

Já viram a convocatória do homem dos pinos?
Genial.

Há falta de jogadores do plantel do porto, devido à final da taça, o homem convoca os jogadores emprestados ou já contratados pelos corruptos."

Helder disse...

Caro Dexter

Se meio mundo cair em cima de ti também caí em cima de mim.....

Rui Costa tem muito que aprender com o Mestre Veiga mas muito mesmo.


Caro José Marinho

Já começou a campanha contra Veiga sem saber se ele se vai candidatar. Imagine se ele se candidatar como vai ser. O que vale é que Veiga também sabe muito e com certeza saberá defender-se como ninguém.



Um Abraço