blog

quarta-feira, junho 02, 2010

Palavras de Saviola

Excerto do livro do Saviola:

"Ao longo da carreira encontrei vários tipos de adeptos. Dos fanáticos de Sevilha, aos low profile do Mónaco. Mas como também já referi, não encontrei nenhuns com a genuína paixão dos benfiquistas. É quase inexplicável. Sente-se olhando fundo nos olhos das pessoas. Sente-se nas manifestações espontâneas nas ruas, nos restaurantes, no estádio. Sente-se nas cartas que recebemos (...). Quem já passou pelas mesmas situações - em países diferentes, com clubes diferentes e adeptos diferentes - sabe distinguir claramente os sentimentos. Aqui é distinto. Garanto!."

"O Benfica é um clube muito especial. Não digo isto para ser politicamente correcto ou conquistar o coração de quem quer que seja. Aliás, antes de vir para Portugal, posso confessar que desconhecia em absoluto esta grandeza. O Benfica foi-me conquistando e convencendo com factos. É daqueles clubes que te surpreende dia após dia. Quando conto isto a alguns colegas de outros clubes eles estranham. Como é que alguém que passou pelo Real Madrid ou Barcelona se pode surpreender? A explicação é simples. O Real ou o Barça são como teatros gigantescos e nós, os jogadores, somos os actores principais de uma grandiosa encenação. No Benfica é outra coisa, mais ligada ao sentimento, ao povo, à paixão. Vem das raízes, é genuíno.”

“Os adeptos conseguem transmitir-nos exactamente o que lhes vai na alma. Sentimos essa força na pele. (...). Cheguei a dizer ao Jorge Jesus: "Mister, isto nem no Madrid! O mesmo já tinha acontecido no estágio da Suiça. No meio das montanhas, num local que nem vem no mapa, havia centenas de benfiquistas a apoiar-nos. Após o primeiro treino liguei à minha mãe e disse: "Mãezita, este clube é impressionante!!"

Copiado do Blog RedPass.

12 comentários:

Chama Imensa disse...

Agora o Benfica está bem e recomenda-se mas esta grandeza sempre se manifestou. Todos os jogadores que por cá passaram falam do Benfica quase como uma religião unificadora de brancos, negros, ricos, pobres, médicos, arrumadores de carros, em torno de uma cor e de uma paixão.
O Van Hooijdonk viveu no período negro do Benfica e nunca deixou de dizer isto mesmo. O Miccoli fartou-se de jurar amor eterno ao Benfica e nunca ganhou um título sequer no clube.
Há cerca de um mês, o Paulo Futre falou também que está convencido que não somos 6 mas 7 milhões em Portugal.
O Jara, jogador que ainda nem chegou a Portugal, diz estar ansioso por vestir a nossa camisola porque viu vídeos na internet dos festejos e ficou doido.
O David Luiz e o Fábio Coentrão por mais do que uma vez disseram que este é o maior clube do mundo.

O Benfica é único e inigualável. Clubes como Manchester United, Real Madrid, Flamengo...têm todos mais adeptos que o Benfica. Mas jamais se verificaram festejos como os que se viu no Marquês; nos Campos Elísios, em Angola...tenho a certeza que até na Austrália se festejou o 32º titulo.
E isto meus amigos, ver tudo isto e reparar que o Benfica além de me garantir que vai ser sempre assim, ainda pode crescer...DÁ-ME UM GOZO DO CARAÇAS!

Pedro disse...

A principal razão para a nossa grandeza é o sentimento que o Saviola refere. Nós amamos o Benfica como se de um filho/pai se tratasse, é da nossa família é do nosso sangue. Amamos e vibramos com o nosso clube. E é um amor puro, não vivemos de ódios e isso sente-se nestes momentos de euforia. Os jogadores sentem isso pq passa para o relvado todo o calor q existe nas bancadas...

Telmo disse...

Grandes palavras que deverão ficar registadas na história do Benfica!

Agrada-me verificar que jogadores como Saviola e Aimar, além de grandes atletas, mostram serem pessoas inteligentes e bem formadas, penso que o Benfica também aposta nesse tipo de jogadores.

José Vieira disse...

Por se tratar do (grande) jogador que é, são palavras que nos enchem de orgulho, que alimentam a nossa enorme paixão.

Contudo, gostaria igualmente de ler (no relatório de contas) algo que me alimentasse a razão.
Sem desprezar o forte investimento realizado nos últimos anos, fechar a época desportiva com prejuízos (previsíveis) superiores a 30 milhões de euros são números que não são, de todo, desprezíveis.
Convinha que nos lembrassemos que o "fair-play" financeiro não é nenhuma treta e que muito em breve as competições da uefa só poderão ser disputadas por equipas que apresentem resultados liquidos positivos.
Importa, pois, que a par do hábito de vitórias, assimilemos rapidamente o hábito dos lucros.
E é neste pressuposto (do lucro) que o recente discurso dos dirigentes do Benfica deve ser entendido e compreendido. Falo do pagamento das cláusulas de rescisão dos jogadores para que estes possam sair do clube.
Esta não poderá deixar de ser a mensagem passada para o exterior...
A mim, contudo, não me repugna que possa sair algum jogador por valor inferior à respectiva cláusula porque entendo (sempre entendi) que não podemos estar mais de uma época sem fazer um grande encaixe financeiro com a venda de, pelo menos, um jogador.
Assim, face às contas apresentadas, também o discurso de Domingos Soares Oliveira, ao reiterar não precisar o Benfica de alienar o passe dos seus atletas, só pode ser entendido como uma estratégia de fortalecimento da posição negocial do clube.
Ainda assim, se na vertente circense do futebol - e a propósito do interesse em Di Maria - José Mourinho assume agora o papel de palhaço pobre, custa-me ver alguém no Benfica a ter de assumir o papel de palhaço rico.

Pedro disse...

O Benfica, acredito, está a fazer muito bem o seu papel. Sabe que tem jogadores desejados pelos grandes da Europa pelo que está na posição previligiada de esperar as propostas que chegam...ainda para mais com o Mundial à porta.

Este ano o SLB não fará um investimento tão avultado e terá o excaixe extra da Champions. Se vendermos um ou dois jogadores as contas para o ano serão totalmente diferentes. E não esquecer q ainda temos uns pendurados q podem render alguns milhões tal como Yebda e Makukula...

bicadad´águia disse...

O Benfica é o clube da paixão e da alma, as nossas bancadas não se restrigem só à catedral. O eterno e omnipresente 3º anel em cada um de nós chega até à lua.

Viva o Benfica.

Pedro Vagos disse...

Em relação às contas, sempre me pautei pelas opiniões do Americano (quem cá anda há mais tempo sabe de quem (e do que) falo. E tal como o Americano disse, o investimento da época passada, foi a verdadeira "fuga para a frente"... já se sabia. E portanto, estes resultados financeiros acabam por ter de ser encarados com normalidade. Nada que não se esperasse.
Como foi dito antes, a próxima época adivinha-se mais lucrativa. Melhores vendas, e menos gastos... se a isso somarmos uma nova época com mais de 1 milhão de espectadores (a uma média de 15€, serão 15 milhões de euros), as receitas da champions (contando que se ultrapassa a 1ª fase), quotizações, e novas inovações tecnológicas (o facebook benfiquista por exemplo)... diria que para o ano que vem as "contas" já serão bem melhores.

A ver vamos.

Anónimo disse...

"O técnico português, aliás, desfaz-se em elogios ao avançado argentino. «Diria que individualmente a estrela do Benfica é Di María. É um génio. Tem as condições e a criatividade para ser diferente. Não é o melhor do Mundo, pois esses são Ronaldo e Messi, mas na sua posição é o melhor, sem dúvida. É muito forte no um para um, marca golos, assiste, é determinante. Se for para o Real Madrid vai apaixonar os adeptos. É um artista com a bola. Tem 22 anos, é um menino, pelo que o futuro é seu», prosseguiu Jesus."


Palavra de Jesus citado no jornal "A Bola"

Anónimo disse...

Afinal qual a percentagem do passe de Di Maria que o Benfica detém? Acabei de ler que é apenas de 50%, o que no caso da cláusula ser integralmente paga equivale a uns míseros 20 milhões para o Benfica! Por esse valor oxalá fique.

Anónimo disse...

Não há duvida que precebeu... :)

Anónimo disse...

Lá vamos ter de o gramar o Cardozo até ao fim do contrato. Nenhum clube se chega à frente!

Pedro disse...

Uma chatice mesmo...ficar com o melhor marcador do campeonato na equipa é de facto uma maçada!!!
:)