blog

segunda-feira, outubro 17, 2011

Em cheio!

Quando se falava da pré época do Glorioso e das futuras contratações que o clube ía fazer sempre defendi a necessidade fundamental de o clube acertar nos jogadores a contratar. Não havia espaço de manobra para falhar contratações caras nem pedir demasiado tempo de adaptação (que muitos jogadores realmente precisam) porque era fundamental para o crescimento da equipa, certas contratações chave rapidamente mostrarem serviço.

Nesta fase da época já é possível fazer uma análise real à mais valia dos novos jogadores e é caso para dizer que o Sport Lisboa e Benfica acertou em cheio neste defeso.

Witsel: O jogador belga é provavelmente a melhor contratação do ano em Portugal. Um extraordinário jogador que mal tocou pela primeira vez na bola se viu que tinha futebol acima da média e que era reforço. Um grande reforço mesmo. O meio campo do SLB ganha toda uma nova dimensão com este jogador.

Bruno César: Primeiro foi "gordo" agora é craque. A sua compleição física engana quem não o conhece mas, apesar de jogar fora da sua posição preferida, nunca se escondeu nas oportunidades que teve e a cada jogo mostra mais e melhor. Já é uma peça chave na equipa, seja no 11 titular ou a sair do banco.

Garay: Vinha conotado como a mais cara das contratações e com o carimbo de encostado no Real Madrid. Um dos receios que tinha era a possibilidade de o argentino trazer algum vedetismo por vir de onde vinha mas rapidamente perdi esse medo. Garay tem sido incansável trabalhador, sempre disponível para tudo e, mais importante, dando tranquilidade e qualidade a um sector fundamental para o crescimento da equipa.

Nolito: O espanhol vinha do Barcelona B e trazia muita expectativa à sua volta. Nolito respondeu a todos da melhor forma, como golos atrás de golos e não se pode pedir mais a um jogador que chega a uma nova equipa que marque golos que dão pontos e vitórias à sua equipa. A partir daí foi mostrar que é mais do que um goleador, é um jogador que trabalha para a equipa sempre com muita qualidade e intiligência.

Artur Moraes: O guardião brasileiro veio do Braga com a difícil tarefa de fazer esquecer o pesadelo que tinha sido a época anterior no que diz respeito à baliza do SL Benfica. A baliza é provavelmente o sector onde a confiança e tranquilidade é mais importante, Artur conseguiu não complicar nos primeiros jogos e mostrar qualidade que permitiu a todos, adeptos e colegas, ganhar confiança no guardião. Um punhado de defesas fabulosas fez o resto e um grande problema ficou resolvido.

Estes 5 jogadores são o núcleo forte da equipa no que diz respeito a contratações para a nova época. Aqueles jogadores que claramente são um acréscimo de qualidade ao que anteriormente tínhamos reforçando a equipa e plantel, dando mais e melhores soluções ao treinador.

Mas não acaba aqui o acerto nas aquisições: Emerson, Rodrigo e Matic têm tido as suas oportunidades (Emerson tem sido inclusivê titular indiscutível) e demonstrado enorme valor e cumprindo na perfeição as missões que lhes são dadas pelo treinador. E, para mim, ainda temos outro enorme jogador que teve azar de se lesionar na fase de adaptação que é sempre terrível para qualquer novo jogador: Enzo Perez. Recuperado e adaptado irá mostrar a todos que é, de facto, um enorme jogador.

Muitas vezes em anos anteriores andamos a queixar-nos que gastámos dinheiro em toscos, jogadores que não rendem, etc. Esta época não podemos, felizmente, dizer isso. Practicamente todos os novos jogadores já demonstraram que são bons (alguns muito bons mesmo) e que o Sport Lisboa e Benfica tem um plantel fortíssimo que lhe permite encarar, com toda a naturalidade, todas as competições da época. É acertando desta forma nas contratações, reduzindo cada vez mais os erros, que ficamos mais fortes. E quando os jogadores sentem que quem chegou é realmente bom aumentam os níveis de confiança e expectativa. Um Pablo Aimar quando vê chegar um Witsel até deve ficar com os olhos a brilhar.

Agora que venha o Basileia. Carrega Benfica!!!

6 comentários:

Vasco disse...

Pedro, bom post :) concordo em tudo excepto(!) com o Emerson..pff o homem é um pequeno cancro! e, nem venhas com a teoria de que tem de haver sempre um jogador X onde os adeptos posam descarregar a ira.


Vasco, saudações benfiquistas

John Wakefield disse...

O Emerson um pequeno cancro??? Desculpe Vasco mas já vi várias vezes o brasileiro a salvar a equipa, por exemplo em situações de contra-ataque por parte dos adversários...
De resto, concordo com tudo o que o Pedro disse. Eu pensava que o planeamento desportivo desta época iria ser um fracasso, mas pelos vistos, parece que alguém esteve devidamente atento ao mercado. É este o Benfica que nós queremos. Vamos começar a acertar mais nas contratações...

luis disse...

Bem, estamos em desacordo em relação ao Emerson, claro. Considero-o um buraco e é daqueles que denota fragilidades que parecem nunca melhorar.

Também em relação ao Witsel tenho as minhas dúvidas se será a melhor contratação do ano em Portugal. Não em relação à sua qualidade, obviamente. Essa, está lá. Mas preocupa-me a regularidade. Jogar a um nível alto é o que lhe falta, pois os últimos jogos deram para perceber que não está (esteve) em forma.

Pedro disse...

Por algum motivo não juntei o Emerson, que tem sido titularíssimo, ao grupo de jogadores q dei destaque. Emerson não é um incremento de qualidade em relação ao passado (nem nunca seria por simplesmente ir substituir Fábio Coentrão) e tb tenho algumas reservas em relação ao seu potencial. Mas temos que ser justo e reconhecer que não tem comprometido a equipa e até tido exibições bem positivas. Por vezes para-lhe o cérebro mas...podia ser pior.

O Witsel entrou a todo o gás na equipa com grandes exibições mas depois da primeira convocatória para a selecção belga e de ter feito todos os minutos pela mesma foi-se abaixo fisicamente.

Jotas disse...

Nem mais, concordo contigo, principalmente no que toca ao Enzo que apesar de ser o jogador que mais revelou dificuldade em adptar-se, numa altura que me parecia estar a crescer teve uma grave lesão.

MS disse...

As contratacoes deram outra amplitude ao plantel. A unica questao parece-me ser a alternativa a Javi, pois este Matic nao e trinco. No entanto, mesmo aqui, pode ser moldado.

Witsel era um tipo de jogador que faltava, dai a sua saliencia. Foi uma aquisicao cara mas parece justificar. Nao fomos contratar a Liege a custo zero, como no caso das contratacoes de Defour e Mangala pelo foculporto utilizando o metodo de Socrates, mas o investimento parece valer a pena.