blog

quinta-feira, março 17, 2011

PSG - SL Benfica: 1-1

Já está. Mais um adversário ultrapassado na ambicionada caminhada até Dublin numa eliminatória onde fomos superiores mas não tão superiores como eu desejaria.

Hoje o Benfica entrou em campo sem medo, a jogar taco a taco com a equipa da casa mostrando que não iria segurar a perigosa vantagem alcançada na Luz e com os milhares de benfiquistas nas bancadas conseguiu marcar primeiro e dar um passo decisivo para a qualificação mas, por incrível que pareça, depois desta preciosa vantagem ficámos nervosos e completamente descontrolados no que à posse de bola e capacidade de circulação da mesma diz respeito. Usámos e abusámos do pontapé para a frente o que revela a incapacidade de sair a jogar decentemente e fomos recuando cada vez mais no terreno até sofrermos o golo do empate. Com a moral em crescendo o PSG aproveitou e carregou ainda mais fazendo sofrer bastante a nossa equipa até ao intervalo. Jesus terá aproveitado para corrigir posicionamentos e pedir calma aos jogadores porque entrámos melhor e mais concentrados na segunda parte onde fomos mais perigosos mas perdulários. E não podemos nos queixar da sorte pois o PSG fez o suficiente para marcar não tendo sucesso por culpa de Roberto e de alguma azelhice dos seus jogadores...aquele lance mesmo no final do jogo ía-me dando uma coisa se o "francês" não escorrega...

Preocupa-me que com uma semana de "descanso" alguns jogadores tenham rebentado bem antes do jogo acabar, Gaitan, Sálvio e Cardozo estavam de rastos safando a equipa um super Coentrão que parece ter energia inesgotável. Esta equipa é capaz de muito mais do que apresentou hoje, jogadores como Saviola, Cardozo e Sálvio estiveram bem abaixo das suas possibilidades, Maxi enfrentou dificuldades pouco comuns mas aceitáveis dado ser pelo seu lado que o PSG atacava mais, Aimar tentou pautar o jogo mas a pouca mobilidade à sua frente obrigava-o a demorar a decidir e por vezes perder o tempo de passe e/ou perder a bola. Mas depois temos rasgos de qualidade que demonstram claramente o que este equipa é capaz, com tabelinhas ou jogadas individuais que podiam ter dado um resultado mais jeitoso para os milhares de benfiquistas que arrasaram no estádio do adversário. E Roberto, tão duramente criticado muitas vezes hoje esteve fantástico segurando a vantagem e dando ao Benfica a qualificação para os quartos de final.

O árbitro pareceu-me demasiado caseiro. O amarelo ao Aimar só faria sentido se depois tivesse amarelado um jogador francês que derruba Gaitan perto da área e aquela falta sobre Coentrão merecia um pouco mais que um mero cartão amarelo. Várias faltas a nosso favor por assinalar e alguns roubos de bola limpos dos nossos bravos que ele considerou falta...o tal caseirismo.

Passámos e podemos dizer com convicção que o fizemos com todo o mérito. Agora resta pedir um bocadito de sorte no sorteio (Twente?) e lutar com todas as forças para alcançarmos as meias finais da Liga Europa que desejo ver o Glorioso conquistar em Dublin!!!!

11 comentários:

Anónimo disse...

jogadores que estao de rastos nao e por descansarem num fim de semana que ficam em forma... precisam de utilizacao doseada (mas alguma) ate aos jogos dos quartos.

Mário disse...

Não gostei nada da exibição do Benfica, sobretudo daqueles 20, 25 minutos finais. Sou um incondicional de J.Jesus, mas acho que não sabe gerir o plantel. Sempre os mesmos, sempre os mesmos. Não percebo. Provavelmente, este ano a equipa já nunca mais vai estar ao mais alto nível. No final, foi meter o Jardel, o que ainda gerou maior confusão.

Pedro disse...

Dinamo Kiev
Twente
Spartak Moscovo
Corruptos
PSV
Villarreal
Braga

Twente please!!!!!

John Billy #32 disse...

A equipa está de rastos?
Vocês viram bem o jogo?
O único jogador que vi com dificuldades físicas (e já perto do fim) foi o Gaitán.

Em frente estava uma boa equipa com alguns grandes jogadores. O Benfica não joga sozinho.
Além disso, as equipas francesas (como as espanholas, italianas, inglesas ou alemãs) têm ritmo e um poderio físico muito forte. Nesses campeonatos não há jogos a brincar.
E não vi o Benfica perder na vertente física frente aos franceses.

Estamos outra vez nos quartos e agora quero o Braga.
O Villareal é fortíssimo e também não gostava de apanhar os corruptos.
As restantes equipas são para mim uma grande incógnita.

Pedro disse...

John eu não disse que perdemos na vertente física mas Gaitan, Sálvio e Cardozo estavam de rastos. Sálvio fez aquela arrancada e acabou. E como são jogadores fundamentais na dinâmica da equipa tenho medo de os perder nesta fase decisiva.

Ricardo disse...

Twente? Antes do Twente, há outras mais acessíveis. Por ordem de preferência:

- Spartak Moscovo
- Braga
- PSV
- Twente
- Dínamo Kiev
- Porto
- Villarreal


Acho que vamos calhar com o Braga. Ainda bem.

Mentiroso disse...

O Benfica vem desde há já algum tempo a denotar deficiências de desempenho dos dois (únicos) avançados que contam para Jorge Jesus. Cardozo e Saviola atravessam uma fase má. Se no caso do primeiro a lentidão e a inoperância já não surpreendem, o segundo tem reconhecidos atributos técnicos que estranhamente desapareceram há algumas jornadas atrás. O mais preocupante é que Kardec regrediu e já não parece ser uma alternativa válida a Cardozo, por outro lado, Jara está bem e não se percebe como não é titular nestes jogos que contam. Nuno Gomes e Weldon, a espaços poderiam trazer algo de novo mas estão ambos fora das contas de Jesus e nunca seriam uma solução definitiva. Mais tarde ou mais cedo vamos ter de ir ao mercado por um avançado que equilibre a equipa e concretize os golos que os criativos criam.

John Wakefied disse...

Quanto a possíveis adversários, eu temia um Manchester City ou um Liverpool, equipas que considerava mais fortes se estivessem em bom momento de forma. Mas como já foram de vela, acho que o Benfica tem tantas hipóteses como qualquer outra equipa. Venha quem vier, decerto que a eliminatória será equilibrada.
Todavia também tenho as minhas preferencias embora sejam todos adversários perigosos.
Por ordem de preferência:

1- Braga
2- Twente
3- PSV
4- Dinamo de Kiev
5- Spartak
6- fcp
7- Villareal

Preferível era evitar um fcp ou um villareal para já! Tal como eles nos querem evitar a nós!

Jotas disse...

meu primeiro destaque vai para aqueles 30 mil que encheram Paris, uma moldura humana incrível, sque só o Benfica consegue fazer, mostrando que de facto a sua dimensão é inigualável, não é um clube regional, mas sim de dimensão internacional.
Quanto ao jogo, foi um jogo de sofrimento, entrega e alma, em que o Benfica passou por períodos dificeis, mas onde respondeu sempre presente, numa exibição mais colectiva que individual, muito ao estilo do nosso lema e pluribus unum esteve mais presente que nunca.
Um empate saboroso e agora aguardemos pelo sorteio, onde a minha preferência recaí para os holandeses, seja o PSV, seja o Twente.

Ricardo disse...

Mentiroso, nem mais. Preocupantes as prestações de Cardozo e Saviola. Jara tem de ser uma opção titular para mais jogos e Nuno Gomes também deveria ser mais vezes opção.

DeVante disse...

Ricardo,

Concordo!

O Cardozo e o Saviola devem ser poupados. Não percebo porque Jara não entra titular e muito me espanta que Kardec seja opção antes do Gomes...

Ah, Miguel Vítor é melhor que Sidnei...se não for, pior também não será...ainda por cima formado no Benfica...