blog

sexta-feira, abril 27, 2012

Bielsa


É o treinador da moda, um dos nomes mais referenciados nas caixas de comentários de blogs benfiquistas quando se equaciona hipóteses para treinar o Sport Lisboa e Benfica. Admito que não conhecia muito do seu trabalho e reparei nele no Mundial 2010 devido aos elogios do Nuno do Entredez que me fizeram olhar com mais atenção para o Chile. Depois disso "esqueci-me" dele e só dei conta quando fiz zapping e apanhei o Bilbao a massacrar o United para a Liga Europa. Vi boa parte dessa eliminatória com o United e as impressões foram as melhores mas foi nesta meia final que, por motivos conjugais, tive que acompanhar na totalidade, que deu para observar o seu trabalho com a atenção devida. E a conclusão é óbvia: O Bilbao joga muito à bola. Muito mesmo.


Não vou discutir se foram mais fortes ou mais fracos que o Sporting, se mereceram ou não a qualificação, não é isso que me faz escrever o post mas sim a qualidade do futebol apresentado pela equipa espanhola, uma equipa longe dos recursos dos grandes clubes espanhois, mesmo dos grandes nacionais mas que consegue implementar em campo uma qualidade fabulosa. Mais do que os resultados concrectos o que está em causa é a filosofia de jogo, os princípios básicos que uma equipa deve respeitar, o modelo de jogo e o que Bielsa fez do Bilbao é excelente. O Bilbao nunca ataca à doida, a opção é sempre progressão em posse, em controle da bola, em segurança, se não há espaço para avançar é sem problemas que recuam o jogo para a sua defesa para iniciar nova ofensiva. Quem também fazia isto de forma fabulosa era o Chelsea de Mourinho em que trocava a bola até ao Cech se fosse preciso até encontrar espaço para penetrar na defesa adversária. A estratégia é simples e lógica, com a bola no nosso lado não sofremos e a probabilidade de marcar é muito superior. Tão lógico e a maioria dos adeptos não percebe, quer é pontapé para a frente. Foi frequente ver o Bilbao perto da área do Sporting fazer recuar o jogo para o seu meio campo devido a não ter espaço para entrar na área. Não cede à tentação de despachar a bola de qualquer maneira para dentro da área adversária e procura fazer rolar a bola, com paciência, até encontrar espaços para furar a defesa adversária. Os jogadores dão sempre uma ou duas linhas de passe ao portador da bola. O que falta a este Bilbao é uma melhor qualidade individual dos seus jogadores para conseguirem efectivar o que tacticamente é planeado: o passe final de ruptura, a qualidade de finalização, a recepção em momento chave, etc. Tivesse Bielsa, no Bilbao, jogadores como Pablo Aimar e Saviola...


Parece-me que a equipa expõe-se demasiado na defesa mas não sei se isso se deve à táctica em si ou ao facto acima mencionado da qualidade individual dos jogadores. O Bilbao ocupa muito bem os espaços mas não pressiona muito o portador da bola o que permite que o adversário consiga entrar com velocidade no seu espaço defensivo. Mas não é algo limitativo, pode ser corrigido, pode ser melhorado quer com treino quer com melhor qualidade individual dos jogadores.


Não conheço a personalidade de Bielsa mas o que aqui é dito mostra-nos alguém muito interessante. Não sei se alguma vez terá vontade de vir treinar para a Liga Portuguesa, não sei se o Benfica terá capacidade financeira para o convencer até porque se fala que é uma das primeiras opções do Barcelona para substituir Guardiola uma vez que encaixaria que nem uma luva naquele modelo de jogo mas seria com muito, mas mesmo muito, agrado que veria o SL Benfica a jogar daquela forma. Com este modelo de jogo e com os nossos jogadores...ui!!!



21 comentários:

Ginha disse...

Com o ordenado de JJ, o dinheiro não pode ser desculpa!

Agora não sei é se ele estaria interessado a vir para Portugal, logo agora que tem a fama em alta!

Mas é alguém que me agradaria, pelo pessoa correcta que me parece, e pelo futebol que mete as suas equipas a jogar...

Anónimo disse...

Concordo que " A estratégia é simples e lógica, com a bola no nosso lado não sofremos e a probabilidade de marcar é muito superior." mas depois vemos o Chelsea, vencedor da meia final com 20% ou 30% de posse de bola...

A posse é essencial mas não é tudo.

Mas atenção, eu também prefiro um modelo de jogo baseado na posse. Adoro ver o Barcelona jogar.

Quanto ao Bielsa, li algures (não sei se é verdade ou não) que há tempos afirmou que não treinava o momento defensivo... digamos que também é importante.

John Wakefield disse...

Caro Pedro, Bielsa é um treinador com um estilo exageradamente ofensivo... E continuo a referir que ele mal deve acompanhar o campeonato português, desconhecendo por isso a realidade do nosso futebol.
O seu currículo foi sobretudo alcançado na Argentina, onde o futebol é puramente ofensivo. Ele é muito bom nisso, mas falta-lhe algum pragmatismo... Se reparares o Athletic sofreu golos nos últimos 6 jogos da Liga Europa (Manchester Utd 3-2, 2-1; Schalke 4-2, 2-2; Sporting 1-2; 3-1 - média de 2 golos sofridos em cada eliminatória).

Pedro disse...

Tb ouvi/li essa do processo defensivo e é algo que me deixa um pouco de pé atrás. Não sei se é mesmo a postura dele se é forma de ultrapassar as lacunas do Bilbao.

Eu não pretendo valorizar (ou desvalorizar) as conquistas dele, não é isso que coloco em questão mas sim o estilo de jogo, a táctica. Será que com melhor matéria prima ao dispôr Bielsa diria o mesmo do processo defensivo? Será que com melhor plantel esse pragmatismo não apareceria naturalmente?

Ginha, o Barcelona paga-lhe, sem grande esforço, o dobro do que ganha JJ...

Riquelme_10 disse...

Bielsa não será treinador do Benfica.

O treinador será um destes nomes:

- Paulo Bento
- José Peseiro
- Emery
- Preud´Homme
- Scolari
- Eriksson

...e mais remotamente Lippi ou Van Gaal.

Anónimo disse...

Já li algures que a saída de JJ é uma certeza e que irá treinar em Espanha.

Pedro Vagos disse...

Sinceramente, não me parece que o Bielsa seja assim tão bom treinador. Mas eu também não gosto de ver o Barça a jogar, deve ser por isso. Até porque o Barça dos nossos tempos, tendo indiscutivelmente uma grande equipa e grandes jogadores, tem tido um proteccionismo por parte das arbitragens, que valha-me Deus.
Perdoem-me a heresia, mas prefiro o "Rolo Compressor" do JJ da 1ª época.
Voltando ao Bielsa, não o acho mais competente do que muitos treinadores portugueses, Peseiro, Carvalhal, Domingos, AVB, Jesus, entre outros. Às vezes é tudo uma questão de momentos, e, muito importante, das companhias que os acompanham e as que os aconselham.

Redceltic disse...

Treinador para o benfica era o rafa benitez: aposta em 4 3 3 e em jovens tb.É dos poucos treinadores nivel mundial que tem percentagem positiva nos confrontos com mourinho.

Bielsa é pior que jesus como treinador.

BenficaSEMPRE disse...

Porque não Guardiola?

Pedro disse...

Guardiola deve ter este mundo e o outro atrás dele, dispostos a darem-lhe uma pequena fortuna.

Anónimo disse...

Bielsa, embora de uma forma muito diferente de J.J., proporcionaria grandes momentos ofensivos e muitos calafrios defensivos...Acho que já tenho a minha dose, obrigado.
Ontem vi um jogo com intensidade de liga dos campeões e qualidade de liga europa.

John Wakefield disse...

Acho que o Magico SLB merece ser elogiado pela discussão que tem promovido em torno do futuro treinador do Benfica, tema que não tem sido muito abordado na blogosfera encarnada.
Pelos posts e comentários que tenho aqui lido, fico com a ideia de que não será fácil encontrar um sucessor para o Jorge Jesus.
Poderia categorizar as escolhas até então já efectuadas pelos diversos comentadores:

1- Excelentes treinadores, mas inacessíveis para o SLB - Guardiola, Lippi, Van Gaal, Guus Hiddink, Rafael Benítez.

2- Treinadores na moda mas que desconhecem o futebol português - Jurgen Klopp, Unay Emery, Bielsa, Mazarri, Massimo Allegri, Juande Ramos.

3- Bons treinadores mas que já tiveram o seu tempo de glória no passado e que já estarão algo "desactualizados" (Eriksson, Scolari, Manuel José, Peseiro, entre outros...).

4- Treinadores que conhecem o futebol português, embora possam recusar o Benfica ou até ser mal amados no clube (Vilas Boas, Fernando Santos, Domingos, Paulo Bento)

5- Treinadores que conhecem o futebol português, que seriam bem aceites no Benfica mas que podem não ter ainda qualquer estofo para este nível (Rui Vitória, Leonardo Jardim e Pedro Martins).

Boa sorte para quem tratar este dossier no SLB... Não vai ser fácil, não... Isso é garantido. Jorge Jesus deve sair porque falhou no ano do tira-teimas (1 ano de sucesso e 2 de fracasso), mas estamos encalhados nas questões das alternativas. É claro que qualquer um destes nomes visados seria superior ao Vítor Pereira, mas não basta ser melhor, é preciso ser muito melhor! E à partida o desejado terá que conhecer muito bem a realidade nacional o que pode inviabilizar a vinda dum treinador estrangeiro... A ver vamos!

Anónimo disse...

Sejamos realistas.
Não basta pensar num treinador se depois o mesmo não tiver uma retaguarda forte e implacavel.
Se JJ sair que venha um que fale portugues (Peseiro; Scolari).
Cajuda para a equipa B.
Já agora o nosso Rui Costa ainda está no SLBenfica???

Andre Silves

Gonga disse...

Vivo a 100 km bilbao e tenho acompanho as equipas bascas (atletic e real sociedad) e digo-vos que Bielsa é um excelente treinador que dificilmente ficara mais um ano aqui, mas o benfica seguramente esta fora de questao.

Pedro atençao que a equipa do bilbao tem boas individualidades. Sem falar de lorente há Xabi Martinez um medio que seria titular no slb. Iker Muniain um ala de 19 anos ao estilo do melhor savio. Amorebieta um central rapido. Entre outros.

O bilbao so tem no seu plantel jogadores de origem basca, imprecionente nos dias de hoje.

Pedro disse...

Respeito muito o Bilbao por manter os seus valores acima de tudo.

O cusco de Esmoriz disse...

O treinador deverá vir dos Países Baixos, não sendo estranho que foram veiculados, sem exagero, em 7 ou 8 jogadores dessa zona para o Benfica, só na última semana!

Anónimo disse...

Boloni????????

benfiquista a serio disse...

para mim, aos treinadores que poderemos chegar (200.000 mês como aufere o jj segundo se lê na imprensa) escolheria um treinador principal estrangeiro com curriculo assinalvel e dois adjuntos portugueses (para aprenderem com o seu chefe para num futuro poderem eles assegurar a chefia.
o contrato seria de 1 ano com a opção de prolongamento do contrato anual (de ano em ano)se os resultados fossem os desejados.
a minha escolha recaia em: (por ordem de prioridade)
1- van gaal (grande professor de mourinho e guardiola)
2- rafa benitez ou hitsfeld (treinador suiça)
3- mazzarri ou klopp (dortmund) ou treinador hamburgo ou treinador basileia ou deschamps.

adjuntos: escolhia dois entre os abaixo descritos e por ordem de prioridade
1- mozer
2- marco silva (treinador estoril) se este for benfiquista desde pequenino, senão não o escolheria
3- rui vitoria
3- bruno lage ou joão tralhao

treinador equipa b e conselheiro do treinador da equipa a com vista a integração gradual dos jogadores da b na A:

1.º manuel cajuda
2.º marco silva
3.º bruno lage ou joão tralhao

o meu treinador preferido seria o jaquin low mas penso que actualmente é areia de mais para a nossa camioneta. então e como limite o actual ordenado de jj (200.000 euros / mes) a minha primeira escolha seria van gaal a treinador principal, adjuntos mozer e o treinador do estoril se este for benfiquista desde pequenino e manuel cajuda para equipa b. no caso de não ser possivel esta alternativa optaria pelas outras descritas acima.

Antonio disse...

Talvez seja Rijkaard

Anónimo disse...

Flash interview surreal. Após um jogo sem qualquer caso, Pedro Martins agarra-se à dualidade de critérios, sem contudo falar em nenhum lance em concreto. Obviamente, o bónus pela vitória devia ser chorudo. Já se esqueceu da maneira como perdeu em casa contra o benfica. Patético.

JS disse...

Andarem a discutir treinadores para o SLB é a mesma coisa que quererem construir uma casa pelo tecto.
Esqueçam lá isso e ganhem juízo. Enquanto o SLB não tiver um Presidente forte e que não ande a dormir com os homens do sistema (oliveirinhas, nandos, salvadores, etc.) e não tiver uma departamento de futebol também forte e coeso (em vez de um rui costa numa reforma dourada e um carraça meio perdido/escondido), esta cena do treinador é para daqui a uns 11-12 meses estarem a discutir outra vez quem vai ser o novo "novo treinador". Enquanto isso, a caravana da fruta continua imparável e volta e meio lá temos o LFV a dizer que preza muito o Vítor Pereira (o da arbitragem, entenda-se) e que ele devia ver se tem mais consideração pelo SLB... Tristeza.