blog

sexta-feira, abril 13, 2012

Cardinalgate parte 1

Tenho-me abstido de opinar sobre este tema. Quero aguardar mais avanços na história para comentar. Não podemos dizer que nada temos a ver com isto porque tudo o que envolve o futebol nacional terá, sempre, a ver com o Sport Lisboa e Benfica. Por exemplo, o árbitro desta eliminatória que está em causa entre Sporting e Marítimo foi Artur Soares Dias, o mesmo que apitou, da forma que todos sabemos, o último derby. Árbitro esse que nessa eliminatória foi ameaçado pelo dirigente do Sporting agora em causa neste processo todo.


Bem, adiante, vamos a algumas notas que são deveras curiosas:


- Afinal, parece que quem denunciou a situação foi o Cardinal ao detectar o depósito de 2 mil euros na sua conta e pediu escusa do jogo por isso.


- A pessoa que fez o depósito em dinheiro vivo foi detectada pelas câmaras quer do aeroporto quer da agência bancária (segundo Jornal da Uma da SIC) e é um empregado de Paulo Pereira Cristovão e, atenção, elemento bem conhecido de uma das claques do Sporting.


- Parece, igualmente, que alguém fez chegar o papel comprovativo do depósito ao Sporting e o clube de Alvalade denunciou a situação ao mesmo tempo que começa a passar a mensagem de que foi uma "armadilha" para apanhar o fiscal de linha. 


- O dirigente do Sporting foi considerado arguido (vale o que vale) e começam a surgir informações que, através da sua empresa de segurança, fazia vigilância aos árbitros e depois procedia a chantagens.


 Vamos aguardar por mais desenvolvimentos para se ter uma opinião mais concrecta sobre culpas neste caso. A teoria da "armadilha" é tão fraca, tão manhosa, tão incompetente que me custa muito a acreditar na sua veracidade. 


Tem sido interessante ler alguns opinadores que rapidamente já vieram a terreno defender que nada pode acontecer ao Sporting mas que pediram 3 anos de castigo a Jorge Jesus por ter dito que o fiscal de linha viu o fora de jogo no terceiro golo do Porto na Luz mas não quis assinalar. A coerência destas almas é de ir às lágrimas.


No meio disto tudo admito um certo gozo porque me lembro do que a maioria dos lagartos disse e ainda diz sobre a "escuta" a Vieira. Agora têm no bucho o pagamento confirmado de 2 mil euros na conta de um fiscal de linha que ía fazer um jogo deles. Sempre podem dizer que era para conselhos matrimoniais...

12 comentários:

Constantino disse...

Pedro,

Vamos lá a ver as coisas com olhos de ver: ninguém (NINGUEM) faz um deposito ao balcao de uma agencia bancaria na conta de um fiscal de linha se soubesse ou pretendesse que a entrada de dinheiro nessa conta fosse investigada pela PJ. Se estivermos a falar de um ex. inspector da mesma PJ a coisa ainda é mais evidente.

Só admito um deposito feito de forma tão clara e amadora caso ninguem esperasse que o mesmo fosse descoberto e memso assim já era de um amadorismo de criar urticaria. Só faltou o gajo entrar na dependencia bancaria com uma tshirt com letras garrafais a dizer "venho aui depositar dinheiro na conta do cardinal".

Agora, pior que isto tudo, é virem dizer que o sporting não tem nada a ver com isto porque foi tudo a titulo pessoal. Assim sou obrigado a colocar-me do lado dos corruptos: então a ida do augusto duarte a casa do papa pitas não foi também só a titulo pessoal? Se as coisas são feitas dentro do "business-core" do clube e em assuntos em que o clube é directamente afectado, não há "acções a titulo pessoal" de dirigentes.

Abraço

Mário Rui Oliveira disse...

"Agora têm no bucho o pagamento confirmado de 2 mil euros na conta de um fiscal de linha que ía fazer um jogo deles. Sempre podem dizer que era para conselhos matrimoniais..."

Se a acusação feita e da qual o PPC é arguido é de Denúncia Caluniosa, parece-me claro que não há tentativa de corrupção. Por isso, o parágrafo acima está tendencialmente errado

Frank disse...

Concordo com tudo e destaco o facto dos jornais (a começar pel' "A Bola" - que sempre dizem que é benfiquista) virem já hoje "garantir" (apoiados nesse serviçal Meirim, cujas opiniões "abalizadas" curiosamente são sempre em nosso desfavor) dizer que NADA PODE ACONTECER AO SPORTING. Ora isso É MENTIRA.

1) O Correio da Manhã diz que PPC e as suas empresas espiavam os árbitros e as suas mulheres, possivelmente com a intenção de os chantagear.

2) O DN diz que a PJ está a investigar a possível conivência de Godinho Lopes em toda esta história. Aliás há estranheza dentro e fora do Sporting por Godinho Lopes ter estado em parte incerta enquanto decorriam as buscas.

3) A tentativa de coacção dos árbitros é uma infracção punível com a descida de divisão.

Posto isto, por que carga de água vieram a público os jornais e os pretensos especialistas dizer que nada pode acontecer ao Sporting? Especialmente porque estamos na fase preliminar da investigação e muita coisa ainda não se sabe. Qual a pressa afinal em fazer já juízos sobre o que pode ou não acontecer ao Sporting?

Frank disse...

Caros amigos, queria também dizer que, tal como vocês, tenho, embora apenas há duas semanas, um blog. Chama-se Justiça Benfiquista. Já lá postei um artigo sobre este caso esta manhã.

http://justicabenfiquista.blogspot.pt


abraço

Anónimo disse...

Calma com isso...
É claro que não queriam corromper, como é claro que queriam coagir.
Para quem diz que o zmerding não pode descer, relembrar que o vice em causa, apesar de não fazer parte da sad, estava então a fazer o quê e com que estatuto no túnel de acesso aos balneários? Simples: estava como representante do zmerding a continuar o trabalho - a coagir a restante equipa de arbitragem.

Investiguem, investiguem...

Johnny Rook disse...

Sobre o caso do Verdugo de Portimão (Mãe da Joana)e tb "investigador" caso Maddie (com os resultados que se conhecem) anda aí muita poluição.

O ponto de partida objectivo e fundamental para a pré-análise deste caso está no comunicado do MP de ontem.

Confirma as buscas e a constituição de arguidos. Mas diz mais. Os indícios são da prática de crime de denúncia caluniosa qualificada.

Primeira conclusão: não há nada sobre corrupção (estamos no início e o processo pode acabar por ir parar à corrupção mas para já não). Já não serei tão peremptório em afirmar que não haverá coacção desportiva. É cedo para isto.

Algo sobre o que ainda ninguém (leia-se avençados)se pronunciou é o que é que o Cardinal fez ao dinheiro: fê-lo seu e gastou-o; denunciou o caso à Comissão de Arbitragem colocando a verba sobre custódia desta entidade (ou outra); apresentou queixa na polícia, etc.

Ora, indícios de denúncia caluniosa qualificada (qualificada quer dizer grave, mais grave do que o comportamento dito normal dentro deste tipo de crime)permitem extrapolar que o que terá acontecido foi que o Verdugo terá enviado o empregado à Madeira(empresa de segurança? Gorilas? Juve Leos ao serviço do Verdugo? Fotografias racistas, xenófobas e fascistas de Juves no corredor de acesso das equipas adversárias às cabines? Linguagem grosseira, agressiva e instigadora de violência antes (e depois)do jogo da Luz com os lindos resultados que se verificaram? Tristes figuras agressivas contra árbitros em pleno relvado do Alvalixo?) depositar o dinheiro na conta do Cardinal e uma vez este realizado o carteiro mentecapto ter-lhe-à (é uma possibilidade) enviado um fax com o talão de depósito (com uma qualquer assinatura pq os bancos não as conferem nos depósitos, a não ser nos casos de suspeita de branqueamento de capitais)e o inteligente Verdugo terá se apressado a comunicar à marioneta do Presidente tal coisa como um grande achado e a prova de todos os males da lagartagem, levando aquele a ordenar de imediato a denúncia à PJ e aos órgãos desportivos que o Verdugo terá (outra possibilidade) desde logo propor realizar (ou seja terá sido ele mesmo a assinar a denúncia pq de outra forma seria indiciado de tentativa e o comunicado do MP é claro e inequívoco quanto à identificação do crime).

A coisa sai na CS como um arrufo de amantes e vinganças a la Carolina Insoça (lagartagem dos jornais ao serviço do OSGA).

Porquê na Madeira e não em Lisboa, no Porto ou por via digital? Porque em Lisboa era demasiado suspeito e apontaria logo para o OSGA; do Porto não havia interesse até pq podia virar os focos da mediatização sobre os padrinhos e colocá-los em pé de guerra (como no caso da estória do Domingos a qual se veio depois a confirmar que a fonte da notícia veio de dentro do Alvalixo); por via digital não, porque identificava desde logo o autor; Funchal porque era de onde viria a equipa (se fosse o Gil teria sido em Barcelos) que ia jogar com as osgas e faria de imediato recair as suspeitas da corrupção activa sobre o Marítimo.

O Verdugo quis vingar-se do Cardinal e armou-se em justiceiro e ter-se-à lembrado, eventualmente, de um dos métodos muito vistos em Hollywood e talvez em Portimão: o chamado "plantar provas".

A estória deve andar por aqui, mais coisa , menos coisa. Mas há que apurar, também, se mais alguém da direcção das osgas sabia da plantação.

As últimas revelam a possibilidade de tudo isto ser muito mais grave e atingir mais pessoas de dentro do OSGA e de fora. Veremos.

Tão impolutos que eles ERAM!

John Wakefield disse...

Pedro, o que apenas tem sido avançado é o rumor de que o dinheiro depositado fora assegurado por alguém com ligações ao Sporting, mais concretamente a PPC. Não se trata só duma denúncia caluniosa porque isso não bastaria para implicar buscas da PJ.
Como diz o Frank, lê hoje o Correio da Manhã que aparece lá tudo detalhado. Suspeita-se que o PPC teria uma empresa de espionagem sobre os árbitros. Se houve chantagem ou coacção pelo meio, isso ainda ninguém sabe. Mas caso se confirme, o clube leonino estará em muitos maus lençóis, podendo, em caso limite, descer de divisão e ser arredado da Taça de Portugal...
Mas, este processo irá demorar muito tempo e acabará por cair no esquecimento... o que jogará a favor do Sporting, caso tenha cometido alguma ilegalidade!

Pedro disse...

Eu tento não ligar muito às teorias avançadas pelos jornais. A minha experiência diz-me para ter enormes reservas naquilo que os jornais relatam.

Por isso tentei apenas apontar factos que, parece-me, são reais nesta altura. Quando a SIC diz que a PJ tem as imagens do aeroporto e da agência bancária e que identificam o gajo como o tal elemento de uma claque do sporting e funcionário de uma das empresas do PPC não há motivos para não acreditar em tal. Senão o jornalismos português ainda está pior do que se pensa...

Mário, eu não disse que houve tentativa de corrupção mas o facto é que os 2 mil euros entraram na conta do Cardinal. Os motivos, agora cada um dirá o que mais lhe convêm. A questão da frase nem era essa mais sim ser reposta áquilo que dizem da escuta de Vieira...q nem tem malícia alguma mas é usada para "provar" o nosso papel dentro do Sistema... ☺

Não tenho qualquer ilusão num castigo ao Sporting. Sei como as coisas se passam neste cantinho...mas dá-me gozo ler em blogs sportinguistas muitos a apoiarem PPC.. ☺

Anónimo disse...

Bruno Carvalho, que concorreu à presidência do SCP, defendeu esta sexta-feira, na sua página do Facebook, que o Sporting "deverá ser eliminado de imediato da Taça de Portugal e não poderá disputar essa prova na próxima época".

"Hoje ficou provado, através das imagens vídeo do banco, que foi um funcionário de Paulo Pereira Cristóvão que fez o depósito de dois mil euros na conta do árbitros assistente e é evidente que foi a seu pedido", refere.

"Paulo Pereira Cristóvão era na altura vice-presidente do Sporting, logo, foi o Sporting que tentou corromper o árbitro e não parece que haja aqui qualquer dúvida", conclui. (Bruno Carvalho in Record)

Pedro disse...

É o Bruno Carvalho que concorreu às eleições do SLB, não o das eleições verdes...

Anónimo disse...

Tens razão, Pedro. Mas começou por ser um equívoco do Jornal Record que confundiu os leitores!

Pedro disse...

Seria hilariante se fosse o Bruno Carvalho verde... LOL