blog

quarta-feira, junho 06, 2012

Necessários?



Esperei alguns dias pela confirmação oficial da contratação de Michel e Luisinho ao Paços de Ferreira mas, até ao momento, ainda não a encontrei apesar de muitos darem como garantida a vinda dos dois jogadores para o SL Benfica. Mesmo que as contratações não se confirmem o teor do post continua a ser pertinente.
As contratações têm que ser analisadas no momento em que são feitas e não no final da época onde será fácil considerar se foi uma opção certa ou errada. É no momento da contratação que se tem de perceber a mais valia da mesma, quer desportiva, quer financeira. Não quero pôr em causa a qualidade dos jogadores que, caso venham, desejo que tenham o maior sucesso possível, que se revelem jogadores fabulosos e que ajudem a equipa a conquistar tudo o que for possível conquistar, mas é preciso olhar para os jogadores e para o Benfica para perceber se estas contratações fazem sentido. O SL Benfica tem mais de 60 jogadores profissionais na sua folha salarial. Será que nesse lote de jogadores  não há quem possa satisfazer as necessidades que Luisinho e Michel virão colmatar? Luisinho é lateral esquerdo e já temos Carolle, Shaffer e Luis Martins, sem falar em Emerson e Capdevilla e as insistentes notícias no interesse de Siqueira, Rojo e até Ansaldi. Será que nenhum dos que já estão contratados não cumpre o que esperamos de Luisinho? E Michel? Avançado possante mas dará mais garantias que Mora ou Jara? Terá hipóteses de ombrear com Rodrigo, Nelson, Cardozo, Vieira, Saviola, Melgarejo?
Contratações a pensar no futuro também não fará sentido porque os jogadores têm, respectivamente, 25 e 27 anos. Já estão para lá do patamar de esperanças ou "diamantes" por lapidar. 
Há quem defenda que o Benfica precisa de rivalizar com o Porto na questão dos empréstimos e estas contratações fazem parte dessa estratégia para termos mais clubes do nosso lado. É uma possibilidade é verdade. Não gosto muito de contratar jogadores para emprestar como estratégia e não acho que tenhamos condições para suportar os custos financeiros de tal opção mas, repito, é uma possibilidade. Eu preferia que os recursos disponíveis fossem canalizados para contratações ao nível de Witsel ou Garay.


Mais uma vez digo que não está em causa a qualidade dos jogadores que muitos, já sei, irão defender que são estrelas em potência e irão arrasar no SLB. Espero que sim. Mas, hoje, essa previsão terá tanto valor como as que dizem que são jogadores de nível médio que dificilmente terão oportunidade de ficar no plantel do Benfica. Tal como não choro pela não contratação do Falcao tendo em conta o momento em que tal acontenceu também não me parece que faça sentido estas contratações (ou outras semelhantes) neste actual momento do Glorioso. Se em mais de 60 jogadores não tivermos alternativas, no mínimo, iguais a Luisinho e Michel, cabeças terão que rolar!!!!

14 comentários:

Observador atento disse...

Acho que é mais isso.

O SLB "precisa" de estar próximo dos outros clubes nacionais, redistribuindo de alguma forma os ganhos obtidos na champions, para que estes depois também tenham interesse em não dificultar tanto na hora dos jogos...

Exactamente, estamos a plasmar a politica do papa.

John Wakefield disse...

Esta frase resume aquilo que eu penso

"Eu preferia que os recursos disponíveis fossem canalizados para contratações ao nível de Witsel ou Garay" (E podíamos acrescentar Aimar, Saviola, Javi García - custaram dinheiro mas valeu a pena...). Estamos a falar de jogadores feitos e com provas dadas...

Michel e Luisinho não são jogadores para o Benfica...
Se queriam um lateral esquerdo e um avançado de qualidade no mercado interno, tinham o Rúben Ferreira (titular dos sub-21) e o Lima (2º melhor marcador avaliado em 6 milhões, de acordo com as notícias que dão conta do interesse de clubes franceses).
Estes sim seriam boas aquisições!

Mr. Shankly disse...

tens toda a razão, Pedro. 100% de acordo.

B Cool disse...

É deitar dinheiro à rua.
Perdemos o Falcão que na altura custou 5.4 milhões de euros, vai ver nesse ano se não deveríamos ter investido esse dinheiro nele.
De todos os que o porco nos roubou, acho que esse é o que mais falta nos fez, mesmo mais que o Lucho ou o Lisandro

Pedro Vagos disse...

Pois é Pedro, essa é a grande questão. Independentemente da valia que estes jogadores possam ter e confesso, acho que o Michel tem algum potencial, (ainda que o Melgarejo tenha marcado mais golos que ele, note-se!!!!), não faz sentido tendo um leque de jogadores emprestados tão grande (e diga-se, com muita qualidade), que se gaste dinheiro em contratações de jogadores deste tipo, em vez de se canalizar tudo para um daqueles nomes que trazem muito mais do que futebol a um clube. Ganso, por exemplo. Mas por certo haverá outros.

joão carlos disse...

Só um reparo, que em nada prejudica o sentido nem o acerto do teu post, o Melgarejo, na minha opinião, não vai ser utilizado por este treinador como avançado mas sim como extremo.

XL disse...

WHERE IS MARINHO?!

moleculasdeamor disse...

Grande posta meu caro!!!

Manuel disse...

"As contratações têm que ser analisadas no momento em que são feitas e não no final da época onde será fácil considerar se foi uma opção certa ou errada",

Esta é uma das afirmações mais estúpidas que eu li em blogues nos últimos tempos. Feita por alguém que não tem a mínima idéia de que são investimentos, sejam eles de que tipo forem, quais os condicionantes e a lógica que lhes está subjacente. Então é no princípio que se tem de considerar se uma opção é certa e errada'? Isto só teria lógica se o ser humano tivesse condão de adivinhar o futuro. Mas não tem. Todo o tipo de investimento só tem lógica ser discutido no fim. Repito, NO FIM!

Quando investimentos no casamento - é um investimento como outro qualquer - é no princípio, no dia do casamento, que temos de considerar se foi uma opção certa ou errada.
Quando compramos uma casa, outro investimento, é no dia em que assinamos o contrato que temos de considerar se foi uma opção certa ou errada. Penso que deve haver por aí muita gente a não concordar...
Quando compramos um carro, idem, idem, aspas aspas.

Quando montamos uma empresa é no princípio, quando estamos a fazer a escritura, que "será fácil considerar se é um opção certa ou errada".

Etc., etc. Penso que nem é necessário dizer mais nada.

Só alguém que sente a necessidade premente, que está impaciente por ter um assunto para criticar pode vir com tal afirmação estapafúrdia.

Então pela mesma ordem de ideias quando contratámos o David Luis, foi nesse preciso momento que devíamos ter discutido se foi uma opção certa ou errada.
O mesmo se aplica para o Ramirez. Ou para o Coentrão. E porque não para o DI Maria?

E por aqui me fico.

Pedro disse...

Aposto que nem sequer percebeste o que escreveste quanto mais o que eu escrevi. Ó Manel, a sério, fica-te lá com os apoios, as avenças, etc. Deixa estas coisas para quem percebe alguma coisa do assunto. Podes reler o que escreveste 10 vezes q nunca irás perceber. Quanto mais o que eu escrevi. Q ignorância...agora parecias o famoso Jaco. ☺☺

É óbvio que é no momento em que se contrata alguém que se tem de analisar a contratação. É óbvio que é no momento da contratação que se tem de ponderar o custo, a necessidade, a rentabilidade, etc. É tão óbvio que só mesmo quem é cego pela defesa parva (até pq nem há aqui um ataque a quem quer q seja) a um homem (nem sequer é ao Benfica) é que diz o disparate q disseste. E nem sequer percebes q te contradizes nas tuas palavras. Portanto para ti casas hoje não pelo que sentes pela pessoa em causa mas sim pelo que poderás sentir daqui a 30 anos? Tu compras casa hoje não pela necessidade que tens agora mas sim pela que poderás ter daqui a 20 anos? Excelente. Realmente é de pessoas como tu q este país precisa.

Mas, como tenho paciência, até te explico. E com um exemplo forte: Falcao. Pelas tuas palavras devias dizer raios e coriscos de Vieira por não ter contratado Falcao, um avançado q todos consideram fabuloso, que marcou muitos golos pelo nosso rival e deu muito dinheiro a ganhar. Mas, lá está, HOJE é fácil dizer isso. O importante é analisar o contexto na altura da não contratação. Naquele momento NINGUEM sabia ainda o que Falcao ía render. FACTO. Portanto, analisando a realidade do SLB, o Benfica tinha Cardozo e tinha acabado de contratar Saviola que entrava directamente para o top dos mais bem pagos do Glorioso. O interesse em Falcao era real e era o nome desejado para alternativa à dupla que já tinhamos. Foi feita uma proposta e o jogador pediu o dobro. O SLB, na ALTURA, considerou, e BEM, que para um suposto suplente era muito dinheiro e não contratou. Hoje é fácil dizer que fizemos mal pq vimos o que Falcao fez mas a decisão tem que ser feita na altura. Tal como com Michel e Luisinho e Ola John e qualquer outra contratação. É HOJE que se tem q analisar a contratação pq é hoje se tem de decidir. É dificil perceber? Pelos vistos para alguns é...

Segue lá a tua jornada de criticar tudo e todos nos blogs que digam mal do teu patrão e deixa isto de futebol e Benfica para quem percebe e sente.

benfiquista a serio disse...

concordo a 1000% caro pedro. álias, contratar dois jogadores com 25 e 27 anos para ver se dá, não concordo.
o luisinho faz lembrar o miguelito, muito bom no rio ave, muito mau no benfica. melhoe e mais novo é o carole e o Wass e o sr. jj mandou-os para frança.
em relação ao michel, melhor que ele e mais novos são o melgarejo, o yartey, o urreta, o mora e até o jara e o nosso mestre tactico prescindiu deles.

quanto ao contratar para emprestar não concordo. este ano emprestamos o urreta, o david simão, o amorim, o melgarejo, etc e não vi nenhuma simpatia dos clubes receptores destes emprestados, antes pelo contrario (vide o comportamento do braga, da academica, do guimaraes e até do paços de ferreira para connosco e para com os corruptos). não é com emprestimos de jogadores que esses clubes saem da alçada dos corruptos. o sucesso desses clubes actualmente está dependente da simpatia dos corruptos por isso é deitar perolas a porcos emprestar jogadores a clubes portugueses.
acontece ainda que muitas vezes emprestamos jogadores a esses clubes e eles nem os põe a jogar (vide ex: nelson oliveira quase não jogou no paços e no rio ave, o leo kanu com o motorola estava quase sempre no banco, o shaffer com o cajuda quase não jogava, o coelho nunca jogou no paços, o leandro pimenta quase não jogou no beira-mar, o yartey jogava de vez em quando no beira-mar, o david simaõ pouco jogou na academica, o djaniny apos o contratarmos foi para suplente do leiria jogando apenas quando tinham oito jogadores, etc.)
tanto os dirigentes como os treinadores portugueses para terem sucesso no campeonato portugues tem de estar sob alçada do porto e fazer o que estes lhe mandam (vejam o exemplo do braga que desde que se tornou porto b as classificações que tem obtido; vejam se o mozer, o alvaro, o joão alves, o manuel josé e outros tem mercado em portugal, são preteridos por nunos espirito santos, sergios conceições, pedros emanuel, luis miguel, jose guilherme, etc, etc.
quem não vê isto anda mesmo nanar

Manuel disse...

Em primeiro lugar, onde é que eu estou a defender o LFV? Eu defendi um princípio e ataquei uma afirmação!

Ó Pedro explica-me é tu, muito bem explicadinho, quais são essas avenças e de patrões de tu que falas. É que eu desconheço.

Só podes estar a falar de algo que deves conhecer. Já pareces os andrades a acusar os outros daquilo que eles próprios fazem.

Atirar lama aos outros, ou colar-lhes epítetos falsos, para além de ser próprio de seres inferiores (há quem lhes chame vermes) mostra uma grande falta de argumentação. Para além de mostrar uma grande falta de carácter.

Pedro disse...

Blá blá blá...como costume.

Mas concordo contigo numa coisa. Vermes é mesmo o termo apropriado! São uns vermes!!!

Mas, atenção, não é agora que podes analisar isso...é só no fim. ☺

Pedro disse...

benfiquista a sério, é tão simples e tão fácil de entender. Mas, por isso, é que és um benfiquista a sério.