blog

domingo, maio 19, 2013

SL Benfica - Moreirense: 3-1

Frustração. Muita frustração. Dor. Muita dor.

Desde o apito final do jogo na Luz contra o Estoril que os dias têm sido de enorme e insuportável agonia. E nada ajudou a combater esse estado de espírito absolutamente negro. As sucessivas demonstrações de crença de que o Benfica ía vencer no Dragão ou o milagre do Paços fazer o que o SLB não foi capaz de fazer só pioravam a situação. Como era expectável o meu "já fomos" no final desse fatídico Benfica-Estoril concretizou-se esta noite. Mais uma vez são outros a festejar. 

Arbitragens são e serão sempre um tema em discussão quando o clube corrupto está em prova mas quando se consegue quatro pontos de vantagem a três jornadas do fim e não se festeja o título a razão é apenas e só uma: Incompetência. Principalmente quando os erros estão ali, escancarados à nossa frente, são um elefante no meio da sala que ninguém ousa falar. Quando se tem um jogo desgastante como o Benfica teve contra os turcos do Fenerbahçe na Luz numa quinta feira e na segunda feira seguinte, para o jogo mais importante da época, o treinador coloca practicamente o mesmo onze a jogar é esticar demasiado uma corda que estava prestes a partir. Quando o treinador, a 20 minutos do final, com 1-1 no marcador, resolve arriscar tudo tirando Melgarejo e metendo em jogo um Rodrigo na ala esquerda quando tinha Ola John "fresquinho" disponível e passa Gaitan para lateral é ultrapassar os limites do bom senso no que a arriscar diz respeito. Quando para segurar o empate no Dragão mete um Roderick e depois numa fase em que se pedia coesão defensiva acima de tudo resolve tirar Enzo do meio para o meter na ala colocando Aimar no lugar de Ola John é estar completamente descontrolado emocionalmente. Curiosamente, hoje, quando já nada havia para lutar e jogar as substituições são certeiras e bem ajuizadas. Curioso.

Podemos nos refugiar nas arbitragens, podemos usar mais esta palhaçada que aconteceu esta jornada para nos diminuir a dor mas estaremos a cometer um enorme erro se ignorarmos as verdadeiras causas para mais um insucesso. Dois anos seguidos a deixar fugir vantagem confortável na liderança, desperdiçando, inclusivé, o golpe definitivo sobre o principal adversário, devia merecer, por parte dos benfiquistas, uma análise muito mais profunda do que a simples frase "estamos perto". Parece, que nos dias de hoje, isso é suficiente para os benfiquistas. 

Falta a final da Taça de Portugal onde iremos defrontar um super motivado Vitória enquanto que os nossos bravos estarão de rastos física e mentalmente. Achar que são favas contadas é o primeiro passo para deixarmos fugir mais esta competição.

A receita agora é simples: Ganhar a Taça e ganhar a Supertaça. 

Em 37 anos de benfiquismo nunca chorei tanto pelo Glorioso como nestas duas últimas semanas. Remédio para isto? Vitórias, muitas.

Sou do Benfica e isso me envaidece!

31 comentários:

Alexandre disse...

Nem sei o que dizer.O Jesus quando chegou ao Benfica vinha sedento de vitoria,mas após o titulo começou a enterrar á grande.Na época do Villas Boas, deixou que um imberbe lhe desse baile,aviando 5 no ladrão para o campeonato,perdeu a supertaça e deixou que os corruptos darem a volta na taça.No primeiro ano do azeiteiro pereira tem 5 pontos de avanço e perde o titulo e este ano chega a 3 jornadas do fim com 4 pontos a mais e é novamente ultrapassado.Sim devolveu a dimensão europeia ao Benfica e ganhou 1 titulo e 3 taças da liga,mas penso que o currículo podia estar muito mais preenchido.Em situações normais nenhum treinador ficava,mas como isto anda já nada me espanta no GLORIOSO.

Anónimo disse...

Para mim, o pior momento destas duas semanas foi mesmo o empate com o Estoril. Nessa noite não consegui dormir porque... sabia podia acontecer o que acaba de acontecer. Sou um bocado mais velho que tu, mas também não me lembro de o Benfica me dar duas semanas tão agonizantes. Tivemos o pássaro na mão... e tudo o que podia correr mal correu mesmo. Ainda custa a acreditar!
Os corruptos fazem jus ao seu nome e, com Hugo Miguel a ponta de lança, não dão a mínima possibilidade de haver surpresas. Não vacilam. Esta é uma das diferenças, mas, digo-o com toda a firmeza, o nosso caminho não é por aí. Esse é o caminho deles.
Quanto a Jesus, não vejo outra hipótese que não seja continuar. N Podia ser melhor, sim podia, mas é dos melhores que temos tido. Uma "jovem esperança" agora podia ser, correndo mal, um quase hara-kiri, e dos consagrados não chegamos, financeiramente, lá - claro, se o Mourinho estiver disponível, que se troque o Jesus pelo Mourinho... :)

Luis Almeida disse...

Pedro, nem mais. Só me apeteceu chorar hoje na Luz. Pelos nossos bravos. Jogadores e adeptos. Somos inexcedíveis de facto. Não pelo treinador.

É isso que ainda mais me entristece. Acharem que estivemos quase mais uma vez e aceitarem de bom grado as palavras do pastilhas do "aconteça o que acontecer, esta época foi brilhante".

Brilhantemente 2ºs. O primeiro dos últimos. Parabéns. Foi brilhante.

Cumprimentos Pedro

rsa disse...

Boas, sabes Pedro hoje a frio analisando o jogo com o Estoril também nao percebi essa substtiuição nem concordei com o onze inicial, não percebi porque não jogou com jogadores mais frescos como o Ola e o Rodrigo no dragão acho que a entrada do Aimar desmanchou o meio campo a 5 minutos do fim .
E hoje no estádio a ver o jogo e as substituições pensei nisso mesmo como é possivel hoje fazer tudo bem e naqueles dois jogos falhar (na final da liga europa a substituição do melga também foi...)
JJ no Benfica acabaria no Jamor a festejar a Taça de Portugal ( essa temos de ganhar era só o que faltava ) o problema não é o papão de quem o substitui ou se vai para o fcp o problema é que o LFV não percebe de futebol e está rodeado de imcompetentes e yes man e um novo treinador é uma dor de cabeça este Benfica é muito de JJ o Benfica continua sem estrutura para combater o fcp fora de campo há quem ache o treinador do fcp um agrande treinador eu por mim aposto que a sua carreira de sucesso acabou hoje.

Anónimo disse...

O penalti do Hugo Miguel é das decisões mais escandalosas que vi numa jornada derradeira... É que matou logo ali o jogo e deu-lhes o título.

Oliveira disse...

Tenho 62-anos, sócio 14512 e desde o jogo do Estoril até hoje foi viver num pesadelo...dizem que quando vamos para velhos voltamos a ser crianças e é verdade, pois voltei a chorar como chorava quando tinha os meus 6-7-8 anos com as derrotas do meu BENFICA...agora só durmo com xanax.Eu pergunto: é justo sofrer tanto por um BENFICA honesto, quando estamos rodeados de corruptos?.
Desculpem os meus erros, mas eu precisava de desabafar.VIVA O BENFICA..

Anónimo disse...

Benfica perdeu o campeonato foi com os tripeiros no Porto ajogar para o empate deu no que deu .

Morgado disse...

Acho que o Jesus pos a equipa a jogar bem, a inventar jogadores, a valorizar activos, a ganhar jogos... e a perder titulos.

Gostava mais de ganhar por meio a zero como com o Trapatoni e ganhar o campeonato.

Este deve ter sido o campeonato mais nivelado por baixo de sempre tirando o porto e o Benfica. E o que conseguimos? 1 empate na Luz e uma derrota no dragao. Os unicos jogos a doer. Na liga dos campeoes nao ganhamos a ninguem de valor e na liga Europa o único clube dificil foi o Chelsea. Perdemos. Jogamos bem mas sofremos dois golos que só deviam sofrer nos iniciados.

Se conseguimos contratar alguem melhor? Pois, se calhar não. Se calhar ainda era pior. Não sei. Mas é certo que o Jesus também não tem culpa de não ter defesa esquerdo. De o Maxi ter feito a pior época desde que cá está. Do Artur estar fraco e do Witsel ter saido depois do final do mercado...

É uma merda. Duas semanas de cortar os pulsos... Mais valia não termos a final para disputar. Ao menos este ano fechavamos já o tasco e não corriamos o risco de sofrer mais...

Socio slb nº 218219 disse...

Pedro: com toda a sinceridade te digo que dificilmente se consegue fazer melhor. Esta época para mim é a prova que faltava... O SLB fez uma época quase perfeita! Ultrapassou inúmeros obstáculos que lhe foram colocados à frente... e mesmo assim com 70 e muitos pontos não fomos campeões. Só quando o papá estiver distraído, ou para disfarçar voltamos a ganhar!!! Para mim era no inicio do próximo campeonato afirmar que com os clubes amigos e Apaf é impossível ou quase impossível o 1º lugar, dizendo que procuraremos ganhar todos os jogos e ficar em primeiro depois da corrupção....Não encontro outra forma! abraço

luis disse...

Pedro, sabes que compreendo a tua dor. Estivemos perto do céu mas não acho que estejamos no inferno.

Ainda há Taça, para amenizar a frustração mas a equipa (e aqui temos de incluir JJ) merece que olhemos em frente, parece-me.

Viste bem como é que na mata Real se resolveu o assunto? é também contra aquilo que temos de jogar. Parecendo que não, são factores que não dominamos nem queremos dominar. Mas entretanto, temos de gramar com eles.

Grande abraço e força, não te deixes ir abaixo porque para o ano há mais.

Anónimo disse...

O Mourinho? FODA-SEEEEEEE!!!!!!!

Pedro disse...

O que se passou na Mata Real é o que se passa há 30 anos esta parte. Isso só dá mais força à minha azia/raiva por desperdiçar uma vantagem de quatro pontos a três jornadas do fim.
Quem perdeu esta vantagem pontual fomos nós, com os nossos erros e não os Proenças e afins. Sim, eles roubam-nos e levam os corruptos ao colo e a verdade é que apesar de tudo isso conseguimos 4 pts de avanço a três jornada do fim.
É com isto que eu não me conformo. É que, mais uma vez, apesar dos Proenças, temos tudo para ser campeões e deitamos fora. Por culpa nossa.

luis disse...

" Isso só dá mais força à minha azia/raiva por desperdiçar uma vantagem de quatro pontos a três jornadas do fim"

Tinhas essa vantagem porque o FCP desperdiçou dois penaltis, um deles inventado, fora da área, na Madeira.

Entretanto, o Benfica vencia TODOS os jogos que disputava, LE incluída.

Em casa contra o Setúbal, fora contra o Nacional, só para falar das duas jornadas anteriores ao clássico, foi o que se viu, com penáltis aldrabados a favor e por marcar contra.

Entretanto, o Benfica continuava a vencer.

Empatámos finalmente um jogo, em que por acaso sofremos um golo em offside. É verdade que não jogámos bem, mas fomos PENALIZADOS por isso, e perdemos dois pontos, com justiça ou sem ela, não interessa.

Entretanto, perdemos no Dragão, onde raramente conseguimos pontuar.

Ou seja, a equipa fez um campeonato quase imaculado, quase histórico. Mas não chegou, porque o FCP desatou também a fazer campeonatos históricos.

Nós subimos em qualidade, para patamares nunca antes vistos. Coincidentemente, eles também.

A equipa errou e vai errar mais, vamos perder e empatar, porque não correram, porque o treinador faz merda, etc. Mas isso sempre foi assim. No nosso clube e em todos os outros.

Menos no FCP. Que é uma máquina imbatível. Sem paralelo no futebol mundial.

Pedro disse...

"Tinhas essa vantagem porque o FCP desperdiçou dois penaltis, um deles inventado, fora da área, na Madeira."

Luis, mas tínhamos a vantagem.

Escrevi isto após o empate na primeira jornada....

"Não tenho dúvidas que temos momentos de futebol avassalador, que iremos golear e trazer de volta o rolo compressor mas, quando chega àquela fase a doer, quando defrontamos as equipas mais fortes, é isto que temos. Depois venha de lá a conversa do melhor futebol de sempre que não vejo ninguém no Marquês a festejar isso."

Anónimo disse...

Nas últimas 100 jornadas, o fcp perdeu 1 jogo.
É fácil bater isso?

Pedro disse...

Fácil? Claro que não. Mas esta época demonstrou que é perfeitamente possível.

Podíamos ser campeões com eles sem qqr derrota. Bastava não termos falhado. Eles q ficassem com a vitória moral de não terem derrotas....

Anónimo disse...

A questão das épocas sem derrotas dos corruptos é relevante. Houve três casos de vencedores sem derrotas em todas a história do futebol português, Jesus apanhou com dois desses casos. Claro que sabemos como isso é conseguido. Boas equipas mas também "bons" árbitros. E é assim que eles não falham. Mais ainda: deixou de haver qualquer vergonha na cara. Estica-se a corda até onde for preciso. É à descarada. Três exemplos, assim de repente, falando apenas das três últimas jornadas:
1) Estava acabar o campeonato e os corruptos não tinham nenhum penalti contra. Seria inédito, penso mesmo que a nível internacional, e ficava muito mal na fotografia. Pois bem, o árbitro de serviço na Madeira (não se esqueçam do que se passou com o Nacional...) lá marcou um penaltizinho, mas só quando o Porto já vencia por 3-0. Se todos os penaltis contra os corruptos (ou, sejamos minimamente realistas, metade deles) tivessem sido marcados, com quantos pontos de avanço teria o Benfica no fatídico jogo com o Estoril? Teria certamente oportunidade de escorregar sem se comprometer.
2)O mesmo fiscal de linha que fechou os olhos ao fora-de-jogo do Maicon o ano passado, não viu um descarado fora-de-jogo do James este ano. Por acaso não deu golo, foi ao poste. Mas se tivesse sido golo?
3) A forma como os corruptos chegaram à vantagem ontem, e ficaram com um homem a mais em campo, seria um escândalo em qualquer outro país europeu. Mas, por cá, o que se vê? Apenas o Correio da Manhã chama o facto para a primeira página. De resto, um silêncio total. Parece-me que por durar à trinta anos já é aceite como normal que os corruptos tenham ajudas à margem da lei.
O que que quero dizer é que quanto ao treinador dificilmente teremos melhor - pode melhorar nos jogos com os corruptos, sim, aí pode melhorar muito. É na arbitragem que a diferença se está a fazer. Temos que lutar nesse campo. Não fazendo o que eles fazem - essa, sim, seria a grande vitória de Pinto da Costa, torná-nos iguais a eles, mas fazer uma marcação sistemática aos "erros" dos homens do apito. Um exemplo: no final desta época distribuir um documento com alguns dos casos mais graves, uma coisa bem elaborada mostrando não apenas os erros de facto, mas antecedentes e ligações - estou a pensar no fiscal-de-linha do Maícon e do James e no Hugo Miguel que inventa um penalti ontem e contra o Benfica não foi capaz de ver um do tamanho de um boi). Ter um equipa profissional a tratar disto, sistemáticamente, ao longo da época, não os rasgos efémeros, que agora fazemos, que acabam por soar oas ouvidos de lagartos e corruptos como queixinhas. Parece-me uma forma lícita de fazer pressão. Mas há outras. Reúnam gente competente e tracem uma estratégia.

José Vieira disse...

"Não há nada de tão absurdo que o hábito não torne aceitável".

Desde Amesterdão que a célebre frase de Erasmo (de Roterdão) não me sai da cabeça.

"Não há nada de tão absurdo que o hábito não torne aceitável".

Perdemos o campeonato pelo terceiro ano consecutivo com o mesmo treinador mas a recondução de JJ parece nem sofrer discussão entre o universo benfiquista.
Em termos epistemológicos, ao corte de Manuel Sérgio responde LFV e a generalidade dos adeptos com um salto.
Entre o hábito de despedir Toni e o hábito de manter JJ não houve necessidade de operar um corte geracional, apenas gestacional.
Demos o impulso lógico de perceber que o caminho é amealhar derrotas pujantes e evitar conquistas titubeantes.

"Não há nada de tão absurdo que o hábito não torne aceitável".

Vemos agora, com clareza, que o acesso recomendável para o Jardim do Regedor é a Rua da Prata. A Rua do Ouro é um atalho perigoso.
Deixámos de perder 5 pontos de vantagem para perder, apenas, 4. Para o ano é legítmo esperar que possamos apenas perder 3 pontos de vantagem e com isso - quem sabe - perder o campeonato por "goal average".
Deixámos de perder uma meia final da Liga Europa com um cabeceamento do Custódio nas "barbas" do Jardel para perder uma final da Liga Europa com um cabeceamento de Inavovic nas "barbas" de Jardel. Para o ano é legítimo esperar que possamos perder do mesmo modo uns quartos de final da Liga dos Campeões.

"Não há nada de tão absurdo que o hábito não torne aceitável".

Acometido por um súbito atavismo - que me recorda constantemente que nem 83% serão suficientes para fortalecer um treinador enfraquecido por 3 desaires consecutivos - não posso deixar de pensar no erro que constitui a renovação de JJ. Caso este último persista em empatar pelo quinto ano consecutivo (?!) na ronda inaugural do campeonato o mais provável é que o "seu" presidente, atavicamente, o despeça nessa mesma jornada.
Se tal acontecer estou certo que LFV terá, atavicamente, a concordância de, pelo menos, 83% dos adeptos benfiquistas.
Nessa altura lamentarei ter sido o primeiro a estar muito atrás no meu tempo.

Benfiquista no Norte disse...


Bem, e o pior, se calhar, é o que vem aí...

O SLB vai ter que vender jogadores...

Provavelmente Gaitan, Matic e Garay.

Ou seja, vai ser preciso reconstruir tudo de novo dentro de 2 meses.

Assim sendo, voltamos no próximo campeonato a ter que ser perfeitos se o queremos ganhar, mas reconstruindo a equipa.

Coração sofre.

M disse...

não é fácil bater isso dos 100 jogos, mas possível....

o que não é fácil de bater são as quantidades de penaltys mal marcados, penaltys por marcar expulsões, etc....

Anónimo disse...

Anónimo das 13:11H:

Esses são 3 exemplos em que não se pode dizer que algum deles tenha influenciado qualquer um dos resultados. Desses 3, apenas o último é relevante, embora a falta e a expulsão sejam indiscutíveis.

No entanto, tanto em barcelos como em vila do conde, o fcp perdeu 2 pontos em cada um desses jogos por erro direto do árbitro.
No clássico benfica-fcp foi aquilo que se viu, com o fcp a ser impedido de isolar jogadores, mesmo dando 3 metros de diferença para o último defesa do benfica.

Por outro lado, e apenas falando da recta final do campeonato, os jogos do benfica com académica, beira-mar e sporting foram vencidos graças aos amigos do apito. Já o maritimo foi ultrapassado graças a um penalty e um autogolo da equipa cujo presidente não ia fazer nada para que o benfica não fosse campeão...

Durante 27 jornadas nao houve barulho relativamente a arbitragens, mal o benfica empata com o estoril, começou o choradinho.

Há que saber perder. Principalmente quando passamos o ano a dizer que somos grandes.

Pedro disse...

Gostava de saber onde é que o SLB foi beneficiado contra a Académica e contra o Beira Mar?? Académica??? Onde perdemos dois pontos á conta de dois penaltys inexistentes?!?!!?

Ainda o jogo do scp? Mas, claro, sem referir o penalty do Ilori sobre o Gaitan.

Foras de jogo??? LOLOLOL...q lata.

Ninguem falou de arbitragens??? O que eu sei é o que ontem era sujinho hoje é o melhor campeonato de sempre.

Vocês acham que enganam alguém? Só vocês é que engolem essas tretas...e é por isso q irão sofrer tanto quando o corrupto senil bater as botas. Vocês não têm mesmo noção da realidade...

Anónimo disse...

Anónimo 15:49
Pois, por causa de conversas como a tua é que era preciso o tal trabalho sistemático e profissional em torno da arbitragem. Há uma espécie de processo de auto-convencimento, tipo "uma mentira tantas vezes dita acaba por ser verdade", com que a maioria dos corruptos se engana e é enganada.Mas nós, benfiquistas, não temos a culpa. Gostam de ganhar assim, tudo bem. O problema é que eu também quero ganhar, gosto de ganhar. E o meu ponto é que isso não aconteceu esta época por causa dos árbitros. Eles mantiveram-vos na corrida e deram o empurrão final.Falei só das últimas três jornadas porque são as que estão mais frescas na cabeça. Mas, acredita, nas outras vinte sete sobraram muito poucas em que o teu clube não fosse beneficiado e o Benfica roubado. Mas... íamos na frente, a discutir taco-a-taco, e, pelo bom futebol que produziamos, julgávamos que ia ser suficiente. Além disso, a direcção preferiu (e bem, na minha perspectiva da altura) não levantar ondas com a arbitragem para dar estabilidade à equipa. Agora, vendo o resultado final, reconheço que foi um erro.E espero que esse erro na próxima época seja corrigido. A jogar à bola somos melhores. Falta que os árbitros nos respeitem (a ideia é que tenham medo, em termos de progressão na carreira, se nos prejudicarem deliberadamente) e que o Jesus resolva o trauma nos jogos com vocês.

Anónimo disse...

"O mesmo fiscal de linha que fechou os olhos ao fora-de-jogo do Maicon o ano passado, não viu um descarado fora-de-jogo do James este ano"

É um bocado difícil se pensarmos que o fiscal de linha em questão, nesse dia, estava em Coimbra a auxiliar o Duarte Gomes no Académica-P.Ferreira...

E ontem a falta é fora da área, mas é falta e vermelho. Como aliás, o próprio autor da falta admitiu no final do jogo.
http://www.maisfutebol.iol.pt/fcporto/fc-porto-campeao-pacos-porto-ricardo-james/1451410-1304.html

Calvin disse...

Perdemos por culpa nossa?!? desperdiçamos uma vantagem?!? fónix. está tudo parvo. é por isto que continuamos sempre a ser comidos por aqueles bandalhos. no final, a culpa ainda é do Benfica!?! fdx, estamos tão habituados a ser roubados que até achamos que a culpa é nossa e não é deles. o que aconteceu com o Estoril é perfeitamente normal no decorrer de um campeonato e sobretudo quando estamos a jogar 2x por semana e os outros jogam 1x. O que não é normal é ter apenas 4 pts de vantagem quando fomos, de longe, a melhor equipa do campeonato. se tivessemos, como seria num futebol normal, 10 pts de avanço tudo poderia ser acomodado tal como o MAn Utd. ou o Barcelona perderam pontos nos ultimos jogos. Mas do outro lado está uma equipa de mafiosos que raramente perde pontos (estiveram a 4 pts pq falharam 2 penaltys contra Maritimo e Olhanense) porque os árbitros estão sempre lá para meter a mão por baixo, como bem se viu (pela milésima vez nestes 30 anos) no último jogo. E nenhum destaque se dá a isso. Para ganharmos a estes ladrões corruptos temos de ser 10x melhores do que eles, temos de ser super-homens e não simples humanos que falham de vez em quando. E depois a culpa afinal é nossa, que desperdiçamos, que não concretizamos, que morremos na praia. Pó caralho com essa conversa de auto-flagelação. Os gajos são ladrões, corruptos e batoteiros e isso é dificil de vencer. demora muitos anos e as humilhações e dores recentes são apenas porque agora estamos perto de o conseguir. Se fossemos lagartos tinhamos rido muito nas últimas duas semanas em vez de ter sofrido. Mas qual de nós quer ser lagarto? qual de nós quer ser corrupto? SLB forever

John Wakefield disse...

Em termos de arbitragem, este até foi um dos anos menos maus.
Mas viu-se que Joõe's Capela's e Hugo's Miguéi's representam uma nova geração de árbitros, ainda muito fraquinha e tendenciosa. Não servem para os grandes jogos. Do Capela, houve 2 penaltis do Sporting por marcar contra o Benfica, não tenho problemas em admitir. Ontem, foi 1 penalti inventado (é claramente fora de área - como é que ele não viu?, se bem que a falta, em si, é muito discutível pois parece-me que o principal motivo da queda do jogador é o tropeção que ele próprio dá; já agora vamos ver o que vai acontecer nos próximos tempos em relação a Luiz Carlos que fez tamanha "oferta" nesse lance). O jornal Record fala ainda dum penalti que ficou por marcar a favor do Paços, mas aí o Hugo Miguel (o tal que no ano passado não marcou 2 penaltis claros em Coimbra a favor do Benfica), voltou a fazer vista grossa, numa arbitragem que foi desastrosa, para não utilizar termos mais duros.
Mas apesar de tudo isto, reconheço mérito ao FCP. Podem ter sido ajudados (e há as manitas do Alex Sandro ou as ausências sinistras do Claudemir/João Aurélio do Nacional), mas não falharam nos momentos decisivos. Tiveram sorte, é certo, mas algum dia, eles falhariam em casa contra um Estoril??????????????? Tiveram estofo. Pois é...
Por favor...
Mais do que o pseudo-árbitro de ontem, fomos nós quem lhes oferecemos o título.
E sim, o Jorge Jesus, está a chegar ao final da linha. Mas não quero falar muito mais, pois a Taça de Portugal está à porta e o importante é apoiar equipa que, apesar de tudo, tem dado o que pode para dignificar a camisola.
Por isso, vamos dar o nosso melhor no Jamor. É isso que agora mais importa!

Anónimo disse...

"Mais do que o pseudo-árbitro de ontem, fomos nós quem lhes oferecemos o título."
Até poderia concordar, mas, lá está, parece-me que te inclinas para o lado errado. Nós "oferecemos" porque não fomos perfeitos ou quase. Já os corruptos "não falham nos momentos decisivos" porque, jogando menos que nós, têm os do apito a dar a mão. Sim, falhámos. Mas também sim, os corruptos foram ajudados para não falharem. Qual é a moral que tiras? Muda-se o treinador, claro. Para quê? Para andarmos mais um ou dois anos a ganhar balanço e no momento em que estamos pronto a ombrear com eles aparecerem os do apito a levá-los ao colo, para "não falharem nos momentos decisivos". E o que se faz então? Mudasse o treinador, claro.

Anónimo disse...

O que estas duas semanas tiveram de bom, foi que me "impermeabilizaram" a mais tristezas...A partir daqui, nem que alguma vez percamos 10-0 conseguirei sentir-me pior. Nunca pensei que fosse o meu querido Benfica a destruir-me.

Quim



Anónimo disse...

Benfica e Arsenal, os melhores clubes do mundo para qualquer treinador. Não há pressão de ganhar.

Rafael Ortega disse...

Dizer que o Benfica perde o Campeonato no jogo com o Estoril é fazer o jogo dos corruptos.

Todas as equipas campeãs perdem pontos (Barcelona, Manchester United) e fazem jogos mais fracos (o PSG fartou-se de fazer jogos maus).

A diferença é que não há o colinho que há cá.


Por as culpas em más substituições ou no cansaço dos jogadores, num campeonato perdido por 1 ponto e esquecer que logo na 1ª jornada um golo limpo, que daria a vitória, foi anulado?! Bastava esse golo validado e o Benfica era campeão.

Não nos esqueçamos que o Benfica no campeonato faz 30 jogos sempre a doer, não há abébias vindas de nenhum lado. Os corruptos, pelo contrário, têm pelo menos 18 pontos à borla, dados pelo Nacional, Académica e Beira-Mar. Lembram-se o esforço que custou ao Benfica esses 6 jogos?


O Benfica não ganhou, porque sempre que os corruptos tremeram houve um apito amigo para os salvar.
Qualquer outra explicação tanto poderia ser dada por um benfiquista como por um corrupto.

Anónimo disse...

mudar mentalidades ou de Presidente EX-SOCIO do FCPorto?

12 anos de Vieira:
FCPORTO
CAMPEÃO FUTEBOL 9 ANOS EM 11
CAMPEÃO HOQUEI 11 ANOS EM 12
CAMPEÃO ANDEBOL 8 ANOS EM 12