blog

quarta-feira, janeiro 22, 2014

Jogadores e o dinheiro

A SIC lançou um programa em que fala das dificuldades financeiras de ex jogadores de futebol que em tempos ganharam bastante dinheiro. É um tema social bem interessante e que deve ter análises mais profundas do que a mais básica do "não tivesse estoirado tudo".

Os jogadores em causa foram jogadores que tiveram bons contratos mas nunca alcançaram as quantias que hoje em dia se practicam. Quando se fala em jogadores de futebol pensa-se logo nos ordenados milionários, nas vidas opulentas, nos luxos, sendo, obviamente, Cristiano Ronaldo o nome e estilo de vida que nos salta à memória. Mas a realidade é que 99% dos jogadores profissionais de futebol nunca chegará sequer a metade da fortuna que Ronaldo obteve. Não sejamos ingénuos, um jogador profissional de futebol ganha bem acima da média e tem condições para ter um bom nível de vida. Ganhar 5 ou 10 mil euros por mês é fabuloso mas não só tem de os receber todos os meses como, acima de tudo, tem que ter noção que aquele rendimento é temporário. 

Conheço um caso de um jogador de futebol, de qualidade acima da média, que jogou por vários clubes da primeira divisão e que, no auge da sua carreira, recusou um contrato fabuloso em Inglaterra por amor. A mulher não quis sair do país e como tal ele abdicou de um contrato que lhe permitia uma vida completamente diferente. Fez a carreira (ainda joga) em clubes médios do nosso campeonato, onde muitas vezes tinha salários em atraso. Quando acabar a carreira de futebolista como será? Quando o rendimento, acima da média do comum português, acabar será que o "amor" compensará?

Cada vez mais para se ser jogador de futebol é preciso cabeça, não só em termos desportivos mas em termos pessoais e financeiros. 

Um dos jogadores em causa no programa é António Veloso, ex capitão do SL Benfica, e uma das glórias eternas do clube. Custa ver alguém que foi figura de relevo no clube desesperado, sozinho, perdido. Sempre defendi que o Benfica não pode ser a Santa Casa mas acho que há figuras que merecem sempre um apreço especial pelo clube. Devemos ter sempre em primeiro lugar a competência ao serviço do clube mas há sempre lugar para a experiência, o sentimento, a mística que estes jogadores transportam. Veloso terá manchado um pouco a sua imagem junto dos benfiquistas quando o seu filho jogava no Sporting, poderá ter dito algo que tenha caído mal, mas não podemos levar assim tão a mal um pai desejar o melhor para o seu filho. Acima de tudo, não podemos esquecer todo um passado de glória ao serviço do Glorioso.

12 comentários:

Fernando disse...

As análises superficiais são perigosas.Mas ouvir o Cadete dizer que ganhava 25 mil euros por mês que perdeu um milhão de euros em negócios é demais. apesar de não serem quantias extraordinarias ganhar 25 mil por mês durante 3,4,5 anos deve dar para juntar qualquer coisita. O problema é que acham que nunca vai acabar. O Cadete deve ter sido vítima de muitos aproveitadores, mas também este deve ser um dos exemplos de falta de cabeça.
Se calagr esse caso que conheces é diferente, provavelmente esse jogador nunca ganhou 25/mês.
Em 2004 o Homem tinha €70.000 casa e carro.Enfim...

Vasco Duarte disse...

..."mas não podemos levar assim tão a mal um pai desejar o melhor para o seu filho." - De acordo, mas é pena que o filho ganhe o que ganha e não quer saber do pai!
Contudo creio que se o Benfica dá hipóteses de trabalhar no clube e tempo de antena a uns que não mereciam ao Veloso seria sempre de dar a mão pelo seu passado. Para mim na minha juventude não era um ídolo mas era um jogador carismático que admirava, muito por pôr sempre o clube à frente das suas escolhas! Jogava á esquerda direita e se fosse preciso até a guarda-redes!

Pedro disse...

Fernando, a culpa é sempre dos jogadores. Sempre. Eles é que têm de gerir bem o seu dinheiro. O problema é que eles quando ganham 25 mil euros não compram a mesma casa ou carros de quem ganha 1500€. Depois os 25 mil acabam e a coisa complica. Uma coisa é tu ganhares 100 mil por mês, podes gastar 50 mil e poupar 50 mil. Imagino a vida que levava se gastasse 50 mil euros por mês. Todos os meses a poupar 50 mil por mês são 600 mil ao final de um ano. Se mantiver o ritmo ao fim de 5/6 anos tenho um interessante pé de meia e património adquirido com os outros 50 mil. Agora quando se ganha 10 mil a coisa é totalmente diferente.

Vasco, é exactamente isso que penso. Olhando para certas personagens que estão no clube como é que homens como Veloso não estão lá?

pv disse...

Acho que não interessa propriamente se ganhas 10k ou 50k, a questão é mesmo quanto poupas e como te preparas para o futuro...
Pegando no teu exemplo, se eu ganhar 100k e poupar 50k... posso continuar a gastar 50k após arrumar as chuteiras? Obviamente que não...
Mas é mais fácil dizer do que fazer...

Fernando disse...

O Miguel Veloso não ajuda o pai porque, segundo algo que li há pouco tempo e não sei se é verdade ou mentira, o António Veloso levava uma vida assim, digamos, dupla. Parece que se envolvia com outras mulheres, criou dívidas etc. Por isso o Miguel se chateou com ele e até deixou de adoptar o "Veloso" na camisola e passou a ser apenas "Miguel".
De qualquer forma, se o homem for minimamente competente, poderia integrar a estrutura do clube.Agora não sei se a Direcção estará interessada em ter benfiquistas lá dentro.
Mas quanto mais não fosse tinham-no metido como comentardor na Benfica TV. Agora parece que vai ser comentador no programa do Futre na CMTV, tal como o Fernando Mendes.

Pedro disse...

Claro que não, o que eu digo é que poupando 50 mil por mês tens uma poupança considerável no final da carreira enquanto os outros 50 mil te permitem uma vida fabulosa. Quando o rendimento acabar terás, obrigatoriamente, de redimensionar os teus gastos mas tens condições para ter uma vida desafogada.

Anónimo disse...

Pedro,

Também concordo que o Benfica não pode ser a Santa Casa. Mas o Benfica nasceu, cresceu e fortaleceu-se e é hoje o que é graças a tantas e tantas dezenas de grandes atletas, entre os quais o Veloso.

Jogou 15 - 15 - anos no Benfica, e foi capitão durante 8, creio. Era um jogador à Benfica, lutador, abnegado, e que deu muito ao clube. Ajudou a conquistar e ergueu, na qualidade de capitão, muitos dos troféus que estão hoje no Museu Cosme Damião. Para mim, é um símbolo do Benfica. Não haverá nenhum lugar que possa ocupar na estrutura actual? Na formação, por exemplo, ganhando um salário digno? Para mim, é uma obrigação moral do Benfica não deixar o Veloso cair, e acho até enxovalhante para o Benfica que um seu ex-capitão e jogador de tantos anos, e com o prestígio que teve, não tenha um lugar na estrutura. A nossa mística transmite-se aos jovens pelo exemplo destes jogadores. Já basta que José Águas, e outros dos nossos grandes atletas, tenham sido impedidos de entrar no Estádio da Luz e tenham morrido sem o destaque que mereciam. Se José Henrique e Shéu, por exemplo, têm, merecidamente, um lugar no Benfica de hoje, Veloso não merece o mesmo? Se jogadores sul-americanos, e outros, ganham fortunas no Benfica e estão sempre à espera de dar o salto para o estrangeiro, Veloso não merecerá um lugar na estrutura e um vencimento que lhe permita, pelo menos, viver dignamente? A actual direcção do Benfica ficará muito mal na fotografia se não fizer nada por um atleta que suou, como poucos, a nossa camisola.

Abraço,
J.

Pedro Vagos disse...

Da reportagem sobre o Veloso, não se retira que ele levasse uma vida desregrada. Aparentemente terá sido apanhado no conto do vigário, por algum oportunista que viu nele o otário ideal para dar o golpe. Ou então aquilo em que investiu correu mesmo mal. Acontece.

Também me parece que ficava bem ao Benfica - não querendo transformá-lo na Sta Casa, valorizar alguns dos seus antigos activos, das figuras da sua história. E o Veloso é uma delas, e que não precisa da caridade do clube. Só precisa mesmo de um emprego.

Vasco Duarte disse...

Creio que se queremos a tão falada MISTICA de volta ao CLUBE, e este era um dos que a transpirava por todos os poros deveria ser dada hipótese de trabalhar junto dos mais novos, passar-lhes todo esse sentimento que hoje em dia está perdido por causa do dinheiro que envolve o futebol! Certamente que merece muito mais que alguns treinadores principais ou adjuntos que estão no clube e que nunca deram metade do que deu este homem com o afirmei antes, como ainda trataram mal e falaram mal de quem lhes deu algo. Temos de começar fazer ver aos jovens jogadores Benfica como um fim e não como passagem,(e sei que não depende de quem treina mas de quem manda)mas estes homens que passaram uma vida ao serviço do Clube merecem passar as suas historias,(o que eu dava para as ouvir!!!)aos Bernardos, Cancelos, etc ! Infelizmente O Presidente e até mesmo os restantes elementos da direção não querem saber disto!

Anónimo disse...


todos estamos unidos numa coisa !
Ter de ajudar VELOSO ..

isso sim hoje e um fato...

obrigada Benficaaaaa sempre

Anónimo disse...

Pois... Andou tudo a gastar o que devia investir/guardar...
Sei do que falo e muito bem.
Sou mulher de um ex guarda redes da I Divisão, passou por alguns clubes que também atrasavam, num deles esteva toda a ápoca sem receber, às vezes quando ganhavam, lá vinha o prémio na hora.
Alguns dele já iam jantar fora nesse dia, dis,otecas and so on...sem saber quando iam ver mais dinheiro.
Cá por casa tivemos sempre Plano B, outro trabalho e pensamento no futuro, o futebol pode acabar de um dia para o outro.
Criámos duas filhas con diferença de 10 anos em Colégios Privados e Universidade Católica, a quem sempre disse que não se podiam perder anos pois isso era deitar dinheiro ao lixo.
Agora já nos 60s também fomos / prejudicados pelas consequências dos gastos descontrolados/dívidas do País.... Vivemos sem problemas :Poupar é para Todos os Dias.
MHPFAA

Pedro disse...

É isso mesmo. O sentir que o dinheiro nunca acaba.
Imagino as dificuldades de estar uma época inteira com o credo na boca para receber qqr coisa...inqualificável.