blog

quarta-feira, janeiro 15, 2014

Venda de Matic


Ainda não é oficial mas deve estar por horas. Matic será jogador do Chelsea neste período de transferências entrando nos cofres do SL Benfica um valor a rondar os 25 milhões de euros.

Estou perfeitamente à vontade para falar de Matic. Quando chegou ao Glorioso envolvido no negócio David Luiz, tal como a maioria, eu não o conhecia. Mas, neste mesmo blog o disse, rapidamente percebi do enorme jogador em potência que tínhamos ali. Matic não jogou muito mas quando entrava facilmente se percebia que estávamos perante um jogador que alia uma capacidade física muito forte a uma qualidade técnica soberba. Foram inúmeras as vezes que escrevi que Matic merecia mais tempo de jogo e, contra muitos, o defendi. Matic entrava nos minutos finais e eram típicas as suas arrancadas com a bola desde o meio campo até perto da bandeirola de canto do adversário, conseguindo proteger a bola e queimando muito tempo. A qualidade técnica e a capacidade física saltavam à vista. Mas Jorge Jesus não apostava nele e não fosse a venda de Javi Garcia duvido que Matic tivesse a ascensão desportiva que teve. Duvido mesmo muito. 

Matic é um jogador como poucos há no futebol actual. Assim de repente só me recordo de Touré do City com características semelhantes. Um jogador muito poderoso no meio campo, capaz de realizar as tarefas defensivas com mestria e cultura táctica ao mesmo tempo com capacidade técnica para iniciar as transições ofensivas quer em posse quer em passe. Este "conjunto" de qualidades é raro e o que Matic dava ao Benfica e irá dar ao Chelsea é difícil de substituir. Por isso Matic era o jogador mais valioso do Benfica e tinha uma cláusula de rescisão bastante elevada mas justa para o seu valor.

Desportivamente será uma perda brutal para o Benfica. Não prevejo um descalabro porque acho que há opções no plantel para manter um meio campo fortíssimo e coeso, a perda brutal não é nesse sentido. É uma perda brutal porque Matic é daqueles jogadores que permite à equipa dar um pulo qualitativo. Se queremos um Benfica cada vez mais forte e cada vez mais apto para grandes voos é com jogadores como Matic que isso se consegue. Jorge Jesus terá, obrigatoriamente, que mudar de táctica para evitar a vulnerabilidade defensiva no meio campo que se assistiu nas épocas em que Javi Garcia estava sozinho nas tarefas defensivas. Não será com uma mera substituição de Matic por Fejsa ou Amorim que a coisa se resolverá, isso será um regresso a um passado recente de muitas falhas. A bola está do lado de Jorge Jesus e temos que esperar e viver com as suas decisões.

Financeiramente é um negócio quase ruinoso. 25 milhões é um excelente encaixe financeiro disso não há dúvidas mas é muito abaixo do real valor do jogador, da sua claúsula de rescisão e do peso que o jogador tem no Benfica. Mas, pior que tudo, é a necessidade de vender. Vieira proclamou aos setes ventos o forte investimento que foi feito no início da época, o melhor plantel dos últimos 30 anos, o querer conquistar tudo e agora, a meio da época, anula esse investimento? Então não se cansam de elogiar a saúde financeira do clube e agora estamos aflitos de tesouraria que vendemos ao desbarato o nosso melhor jogador? Numa altura em que precisávamos de estabilidade? Estamos assim tão aflitos? Os "vieiristas" que se pronunciem porque são eles que acreditam nesta banha da cobra mas os factos estão aí, escancarados, á vista de todos. Uma das justificações para a necessidade financeira urgente do Benfica é a eliminação da Champions. Não sei quanto rende a qualificação para os oitavos de final mas entre prémio e receita do jogo da Luz penso que não deve ultrapassar os 8 milhões de euros. O orçamento de uma época do SLB assenta na directiva fundamental da qualificação? Assenta na entrada obrigatória de 8 milhões de euros? Se sim então algo está mal. Mas, assumindo que sim, com o leque de jogadores que o Benfica tem na sua folha salarial não me parece muito difícil ao clube encaixar uns 10 milhões com a desvinculação de uns 10 jogadores. E mantinha-se Matic. Ou então são mesmo precisos muitos milhões de euros e a conversa de início de época foi, mais uma vez, para enganar os tolinhos que cegamente acreditam nesta eterna ladaínha.

Vendendo Matic, em Janeiro, após conseguirmos ficar isolados em primeiro lugar, bem abaixo da cláusula de rescisão ( com possibilidade de outros jogadores influentes seguirem o mesmo caminho) fica, mais uma vez, provado que o sucesso desportivo é irrelevante para a estratégia desta Direcção. 

Repito, a venda de Matic não é o fim do mundo apesar de não deixar de ser um passo atrás na ascensão desportiva da equipa, mas revela a falácia da saúde financeira e uma completa despreocupação com o sucesso desportivo do clube. 

19 comentários:

luis disse...

Não quero parecer ingénuo mas temos que avaliar a vontade do jogador, também.

Obviamente que o clube teria que vender para pagar empréstimos de empréstimos.

Mas penso que o Matic só teria ficado caso tivessemos ficado na LC.

Os 25M é curto mas entre ficar com o jogador a meio gás (esta época é assim que está) e não fazer dinheiro nenhum, escolheu-se a primeira.

O Benfica está muito longe de poder competir (e nunca estará no mesmo patamar) com clubes como o Chelsea.

Anónimo disse...

Concordo em absoluto.
A venda do Matic, nestes termos (valor e tempo) é gestão danosa.
Este ano para mim acabou

Ribeiro dos Santos disse...

Acho que estás a esquecer te de alguns pormenores... Tal como aconteceu com Witsel, foram os jogadores que quiseram sair. E nas entrevistas que ambos deram, vincaram bem isso, e que LFV tudo o fez para manter quer o belga, quer agora o sérvio.
O homem vai ganhar 10M€ por época, e ser treinado por Mourinho. Acham que ele ia dizer que não a isso? Só se fosse maluco.
3. 25M€.
Embora não seja um grande valor, que carece de confirmação ( correio fala em 35M€, mais futebol 30M€) são os valores actuais do mercado, para essa posição.
Tirando o Real Madrid que foi buscar um Irramendi por 40M€, não estou a ver um jogador a ser transferido por estes valores, na ultima época. É o valor do Moutinho, mais coisa menos coisa. Aceita-se.

Só mais uma coisa, parece que tudo serve para atacar Jesus. Matic na sua primeira época fez 30 jogos oficiais pelo Benfica, e foi Jesus que deu o aval para a saída de Javi porque disse que já tinha substituto. Mais rigor no que se diz, se faz favor.

Pedro disse...

A vontade do jogador é relevante obviamente mas sempre defendi que acima de tudo está o interesse do Glorioso. Luisão tb já manifestou diversas vezes a vontade de sair e por lá anda. Sempre assumi que é muito dificil o SLB manter as suas estrelas pq facilmente se encontra um clube capaz de oferecer, no minimo, o dobro do máximo do que o SLB paga, por isso, obviamente, o SLB está numa posição vulnerável. Mas há que defender os interesses do clube e temos uma enorme ajuda: as cláusulas. O jogador que sair que encontre um clube q pague aquilo que o SLB pretende. Não encontra e amua? Fica o resto do contrato a treinar sozinho às 8 da manhã. Meus amigos, com coisas sérias não se brinca.

Ainda agora se fala no interesse do Arsenal num gajo do Shalke por 42 milhões. Não brinquem com coisas sérias.

JJ disse o que tinha que dizer. Se calhar estavam à espera que ele dissesse que estava lixado, que Vieira tinha destruido todo o seu planeamento?

Bruno Pereira disse...

Uma alternativa às tuas propostas para a saída do Matic: http://orgulhosamentelampiao.blogspot.pt/2014/01/2-pontos-taca-da-liga-e-venda-de-matic.html

Abraço!

rsa disse...

Para mim sempre foi evidente que o Benfica teria que vender surpreendente foi não ter vendido no Verão.
E é neste aspeto que podemos falar em má gestão desportiva porque vender o jogador mais importante no momento em que assumes a liderança do campeonato é o Vieira no seu melhor e por isso ficou JJ, com outro treinador isto não era possível ou acham que era???
Quanto as finanças basta olhar para a Europa numa visão mais global para perceber que está tudo a viver de ilusões e no futebol se não fossem os russo/árabes enfim. Com alguma saúde temos a liga Alemã.

Pedro disse...

Concordamos com a necessidade de alteração táctica. Sobre André Gomes ainda não tenho a opinião formada mas olhando para as debilidades que lhe apontas não me parece que dê o que é necessário dar para um 442.

Ter apenas dois elementos no meio obriga que ambos sejam capazes de fazer, exactamente, o que Enzo e Matic fazem: capacidade defensiva de ofensiva.

Ribeiro dos Santos disse...

JJ disse isso a época passada quando saíram Nolito e Bruno César a meio da época.
O "alemão" é Drexler e não é trinco/médio defensivo. Nem pouco mais ou menos. Naquela posição tiveste Irramendi, e noutra situação Fernandinho. Pouco mais.

Águia Preocupada disse...

Claro que com a gestão ruinosa da era Vieira que comprou às carradas, contentores, de jogadores que nunca respiraram sequer o cheiro da relva da Catedral, chegariamos a um ponto de rupturo em que as vendas são a salvação!
A situação actual é da total reponsabilidade do salvador e por ele devia responder. Já que não o faz por iniciativa própria nem mesmo "obrigado" pelos sócios, pelo menos devia ter a consciência de lutar pelos interesses do clube.
É aceitável e compreensível que o Matic queira voar mais alto - material e desportivamente - mas o Rei Sol e salvador do Benfica devia usar as armas que estão ao seu alcance e usar de alguma diplomacia e sabedoria e negociar com Matic:

1 - Tens uma clausula. Só sais se alguém a bater...

ou:

2 - Ficas até ao fim do ano e depois falamos e serão facilitadas as condições de saída mesmo sem o incumprimento da clausula...

Penso que seria muito fácil convencê-lo e assim não hipotecamos mais uma época...
Mas o Benfica é de Vieira e ele tem a máquina bem montada e sabe que os votos estão assegurados!

José Oliveira disse...

O Matic é vendido por 30 milhões mas há q lembrar que veio a custo zero, num negócio do David Luiz em que recebemos 30 milhões salvo erro mais o Matic, não é assim tão mau negócio. e a asneira foi do jj que n conseguiu ficar na champions pq se tivesse ficado o matic n saíria quase de certeza. e o fejsa é bom jogador, falta rotina de jogo e adaptação e a táctica vai continuar igual e dar resultados igual, isso é treta tua e lembremo-nos que foi o JJ q fez do Matic o q ele é, como fez do enzo um excelente pivot do meio campo qd ele era extremo, etc etc, o homem é uma merda eu n gosto dele, inventa e já perdeu mais do q ganhou mas há q lhe dar os méritos qd os tem.

Pedro disse...

Matic e Enzo são enormes jogadores. JJ pouco tem a ver com isso. Terá o mérito (vá...ok) de lhes ter colocado em posições onde toda a sua mais valia vem ao de cima. Mas fê-lo em necessidade e não em inspiração.

Daria méritos a JJ se fizesse de Djaló uma estrela ou de Cortês um fenómeno. Agora fazer de grandes jogadores, grandes jogadores, não me parece assim tão meritório mas, adiante.

M disse...

..." Agora fazer de grandes jogadores, grandes jogadores, não me parece assim tão meritório mas, adiante." ...

O que é isso de fazer grande jogadores...grande jogadores.
Este teu paradoxo, é de ir às lágrimas !

Pedro disse...

M, é exactamente isso. Matic e Enzo já eram grandes jogadores antes de JJ os "inventar". Não tem grande mérito nisso, não inventou grande coisa.

Mérito teria se tivesse feito de Djaló (por exemplo) um grande jogador.

É nesse sentido. Parece-me bem claro.


Anónimo disse...

Pedro,

Totalmente de acordo com o teu post.

Ontem, o Manuel José disse que o Benfica deu um tiro no pé com a saída do Matic. Não sei se será exagerado dizer-se isso, mas que é uma perda enorme para a equipa, lá isso é.

Mesmo que tenham entrado 30 milhões, a cláusula de rescisão estava fixada em 40 (ou 50 milhões), e também por aí ficámos a perder. Acho que a negociação foi mal conduzida:o russo nada em dinheiro, e se queria assim tanto o jogador o Benfica devia tê-lo obrigado a subir a parada.

Eu sei que é inevitável a venda dos melhores jogadores, mas a meio da época?! No momento em que se entra na 2ª volta do campeonato, em que ainda temos 2 jogadores muito importantes lesionados (um deles só regressará em Março) e em que subimos à liderança abdicamos de um jogador que era a âncora da equipa?! Quando estamos em 4 frentes? Afinal, fez-se tábua rasa de tudo aquilo que se afirmou no início da época... (e não quero acreditar que podemos ficar também sem Garay...)

Abraço,
J.

Pedro Vagos disse...

São asneiras atrás de asneiras na gestão dos activos da equipa.
Um jogador que tinha 30 milhões de clausula, renova e passa para 50, e agora sai por 25...
Ao que parece, agora vai um dos potenciais substitutos, por quem, pasme-se, terão recebido uma oferta de 12, que estão a tentar fazer subir para 15... Dir-me-ão... 12 por um gajo que nunca jogou é muito bom. É verdade, mas será que ninguém pensa o inverso? SE nos estão a oferecer 12M por um gajo que não joga, se calhar já perceberam aquilo que o nosso treinador ainda não viu? Que o rapaz é bom jogador... às tantas...
Depois num plantel que tem 3 avançados (Funes Mori conta pouco para isto...), qual é que se vende? O único que tem perspectiva de desenvolver ainda mais.

Benfiquista no Norte disse...


Este LFV anda-me a irritar profundamente!

Felizmente na nossa dourada década de 60 tivemos presidentes à altura do Glorioso, quee souberam manter uma equipa vencedora em campo.

Pois se fosse com LFV seguramente se teria despachado o Sr Coluna, Simões, Torres, J Augusto e o saudoso Eusébio.

Não sou adepto das teorias de conspiração, mas as palavras do Paulo Fonseca tão seguro no final do jogo de domingo passado sobre quem terminaria o campeonato em primeiro, continuam a ressoar-me na cabeça constantemente...

Anónimo disse...

Pedro, o Luisao só anda por lá porque de todas as vezes que pediu para sair aposto que não apareceu um Chelsea de portas abertas, se calhar no máximo apareceu um Everton ou um Newcastle AHAHAHAH

Anónimo disse...

Benfiquista no Norte:
Nos anos 60 qualquer clube podia manter os jogadores, nessa altura os clubes é que mandavam, agora são os jogadores e os agentes que mandam. Ou achas mesmo que nos dias de hoje o Coluna, Simões ou o Eusébio ficavam aqui a morrer para a vida? Vê lá se o Ronaldo não se meteu logo a mexer com 17 anos para o United LOOOL

Benfiquista no Norte disse...


Ao anónimo das 15:44:00

Batatinhas, nada disso!

Nessa altura o Real e o Barça já eram famosos pelos estrangeiros que tinham no plantel (argentinos e húngaros sobretudo) e o Benfica viu sair nos anos 50 o Rogério Pipi (vencedor da Taça Latina) para o Brasil, por exemplo.

Só que para os jogares que referi antes, e outros que se lhes seguiram, jogar no SLB era o melhor a que se podia aspirar no mundo do futebol e os dirigentes do clube tudo fazia para lhes dar excelentes condições de trabalho.

Ronaldo = Figo = lagartos e ingratos, não se pode comparar.