blog

domingo, julho 25, 2010

O campeão voltou!!!

O campeão nacional regressou à sua casa, à Catedral do futebol, ao invicto Estádio da Luz, para a apresentação do plantel 2010/11 aos seus adeptos. Numa noite sem surpresas e com a ausência de três mundialistas o Benfica defrontou o Mónaco num jogo bastante morno com poucos focos de interesse. Valeu essencialmente para ver os nossos bravos novamente e cumprimentar os companheiros de bancada porque de resto o jogo foi muito fraquinho quase conseguindo adormecer as bancadas. Faltou ritmo e velocidade à equipa que provocou alguns berros do treinador e que, apesar de ser a feijões, devem ter ouvido das boas ao intervalo que Jesus não brinca. E o inicio da segunda parte foi o período mais animado com o rolo compressor a querer dizer "olá" e o Benfica a dar a volta a um marcador que nos era, irritantemente, desfavorável. O rapaz está sem sorte nenhuma, mal tocou na bola e dois golos sofridos, aliás o SLB hoje apresentou três guarda redes, nenhum fez uma defesa sequer e sofremos dois golos. Roberto está com a vida muito complicada na Luz e Jesus tem um duro problema para resolver. O Mónaco foi duas vezes lá à frente e marca dois golos, esta pré época está de enlouquecer a nível defensivo. Que Luisão regresse rapidamente para ver se a coisa entra nos eixos pois a Supertaça está já aí à esquina...

Com a equipa a um ritmo muito lento pouco deu para ver, alguns pormenores de Gaitan, Kardec esforçado, Airton seguro, Saviola e Aimar maestros. Fábio Coentrão entra na segunda parte a um ritmo alucinante e Cardozo chega de férias, é apresentado, entra na segunda parte e um ou dois minutos depois marca. Ele é mesmo perigoso...

Foi o regresso do futebol ao Estádio da Luz, foi o poder cantar "campeões" mais uma vez. Estar com família benfiquista vale sempre a pena!

Que comece a festa pois já estou com saudades de ganhar!!!!

21 comentários:

José Vieira disse...

O jogo de ontem permitiu-nos matar saudades dos jogadores campeões mas não da equipa campeã...
Confesso que esperava, por razões óbvias, ver o decalque da equipa que com enorme brilhantismo conquistou o 32º título mas tal não foi possível.
A grande questão que se coloca agora é saber se alguma vez teremos hipótese de a fazer renascer. Eu, à cautela, já guardei a sete chaves o poster dos "onze magníficos" da época passada, para mais tarde recordar.
A equipa que vimos ontem em acção é, necessariamente, muito diferente desse poster.
Desde logo porque a saída de Di Maria e a ausência (temporária?) de Ramires não representam apenas para J.J. a falta de duas pérolas mas sim o "roubo" do seu próprio "diamante".
Ontem, em vez do temível 4-1-3-2 a inclusão de Gaitán e Martins levou a que o esquema se aproximasse muito mais do 4-4-2 losango.
A falta de velocidade a que aludes não teve a ver somente com o facto de estarmos em pré-época...
Caso se confirme a saída de Ramires é bom que reforcemos o plantel com um médio de inegável qualidade. Caso contrário, esbater-se-á a distância futebolistica que meritoriamente cavámos em relação aos nossos rivais.
E se os pratos da balança se tendem a equilibrar os desequilibrios causados pelo Hulk serão bem menos preocupantes do que os originados pela arguta profissional, zelosa, vigilante e desenvergonhadamente bajulada "estrutura portista".
No entanto, o lamento pela perda de duas jóias da coroa não legitima que desde já agite com o temor da perda da própria coroa em si.
Tal confusão é própria de quem anda de cabeça perdida.

José Marinho disse...

Claro que há alturas na vida, em que a defesa desavergonhada do catecismo clubístico leva a este exagero de não perceber patavina do que outros comentam. E esse é o verdadeiro desiquilibrio, mais até do que o previsível desiquilibrio que o Hulk venha a provocar no campeonato, porque provoca alucinações ao ponto de fazer cambalear a opinião para o nivel do defeito clubístico. Sim, porque, na verdade, o verdadeiro defeito clubístico não está na cabeça perdida, está nos olhos vendados. Porque a cabeça perdida, presume um caso terminal de patologia mental, sem solução clínica, enquanto os olhos vendados, são, afinal, fáceis de resolver: basta tirar as vendas dos olhos. Mas, como diria o outro, o futebol é isto. E em vez da Luz, há quem tenha obstinação pelas apalpadelas. Um dia, é capaz de acertar. Até lá, vamos continuar a jogar à cabra cega. E facciosa.

Miguel Lopes disse...

Caro José Vieira, quem pensa que o Porto ou alguma equipa no mundo ganha títulos à conta das arbitragens e esquemas está equivocado. A tal estrutura portista foi erguida ao longo de décadas e é das mais profissionais que existem no planeta. Fizeram batota? Sim, fizeram. Não olham a meios para atingir fins? Não, não olham. Mas acha que existe alguma hipótese de terem ganho o que ganharam sem grandes equipas e grandes treindores e jogadores? Isso só prova a teoria do José Marinho de que ainda estamos em festa e a época está à porta.

O Porto está ferido e temos que estar preparados para o que aí vem. É esta a essência do pensamento do Marinho. O Benfica não pode cometer erros porque o Porto está a pôr a carne toda no assador. Eles trabalham de dia e de noite e estão nos com um pó medonho. Não custa nada entender isto.
Para terminar, se há alguém na comunicação social que faz questão de sublinhar o lado oculto das vitórias dos andrades, esse alguém chama-se José Marinho. Conheço benfiquistas, sócios sofredores como nós que gritam os golos do Porto e não revelam a sua identidade clubistica nas rádios, televisões e jornais para manterem os seus empregos e subirem na cadeia alimentar das suas carreiras. José Marinho merece mais respeito pois não faz parte desse grupo e é uma honrosa excepção da regra do saber viver que estã instalada no jornalismo desportivo nacional.

Pedro Fernandes disse...

Falando do Benfica que é isso que me interessa...

Também esperava mais!... E espero sobretudo que o Ramires, o Luisão, e o Maxi cheguem depressa...

E nem quero pensar o que acontecerá se o Ramires for vendido. Na minha óptica o Ramires não tendo a magia obvia de um Di Maria, faz muito mais falta a uma equipa...

Perder os 2 então...

Quanto ao Roberto, depois de experiencias anteriormente falhadas, nota-se que anda com medo de sair da baliza...

Pedro disse...

Miguel Lopes é claro que temos de estar atentos e precavidos, é claro que se quisermos ser campeões temos, tal como no ano passado, jogar o dobro ou o triplo dos adversários. Não basta sermos os melhores na teoria, temos q mostrar em campo, jogo a jogo, tal como fizemos no ano passado.

Mas q não exista a mínima dúvida q o clube corrupto ganhou o que ganhou à conta de um sistema corrupto e sujo. Não acreditar nisso é de uma profunda ingenuidade e que nos tem custado muitos pontos e título. Basta olhar para a época passada em q fomos esmagadoramente superiores aos adversários e mesmo assim só fomos campeões na última jornada...

Neste momento não temos a explosão de Di Maria mas como Marinho diz, com Gaitan jogaremos diferente mas em termos colectivos seremos mais fortes. Se Ramires sair precisamos de um substituir por alguem de inequivoca qualidade e tudo aponta para q assim seja.

MS disse...

Acho que mesmo com Ramires beneficiariamos com a inclusao de um flanqueador nato de qualidade no plantel.
Se Ramires sair, um outro medio que possa ajudar nas transicoes, fazendo com que Javi/Airton estejam mais "proximos" de Aimar, Marins ou Gaitan.
Numa outra nota, devo confessar que as alternativas disponiveis na nossa defesa nao me dao grande confianca; faltando um jogador da defesa titular julgo que aguentaremos bem, faltando dois ou mais teremos problemas. A presenca de Miguel Vitor no plantel tranquilizava-me, pois sempre que chamado cumpria com rigor e sem grandes desvios, independentemente do adversario, mas entendo que se julgue necessario que ele jogue mais vezes.

www.thebutterflyislate.blogspot.com

José Vieira disse...

Concedo: em matéria de "vendas" faltam-me habilitações, ao contrário de outros que colheram os ensinamentos de verdadeiros "mestres" no assunto e que as conhecem em todas as suas modalidades.
Para esses, como é bom de ver, as "vendas" só constituem problemas para os outros.
O problema deles é outro, são as carapuças que enfiam e como estas lhes assentam na perfeição, invariavelmente pelos mesmos motivos, de pouco lhes serve o consolo de não usarem vendas porque só eles não vêem que teimam em investir contra moinhos de vento.
Mas percebe-se o dilema: ou enfiam a carapuça ou descobre-se-lhes a careca.

MS disse...

Uma nota adicional apenas, que pretende com um facto concreto colocar agua na fervura de entusiasmo a meu ver injustificado em relacao as garantias de sucesso da nossa equipa: na epoca passada, reconhecida por todos como de sucesso e por todos celebrada, a verdade e que apenas fomos campeoes na ultima jornada - quaisquer sejam as razoes apontadas, isto e um facto indesmentivel.
Temos que pedalar muito para o bicampeonato. Acho que temos gente competente para o conseguuirmos e espero que o desejo de vitoria se mantenha intacto, pois tambem reconheco que os adversarios tem tambem gente competente para vencer e nao duvido que estejam com uma ideia fixa de nao permitir que a aguia levante voo mais alto.
Numa nota positiva, devo tambem dizer que o nosso grupo no inicio de epoca e de uma qualidade completamente diferente do de outras campanhas, nomeadamente ha alguns anos atras. Olhando para alguns posters antigos, pergunto-me como poderiamos acreditar que conseguiriamos ganhar com alguns planteis claramente abaixo dos pergaminhos do clube. Credito a evolucao no clube e uma razao para esperar uma luta renhida, com vitoria benfiquista no final.

www.thebutterflyislate.blogspot.com

Miguel Lopes disse...

Caro Pedro, sou de Braga e estudei no Porto onde conheci Marinho, já lá vão mais de 20 anos. Todos sabemos o modus operandi deste presidente do porto, aliás nunca conhecemos outro. Aquilo que alguns benfiquistas se negam a reconhecer é que o Porto também ganhou porque teve grandes equipas e grandes profissionais e tem uma grande organização. E mais uma coisa, se lerem atentamente o livro do Veiga, escrito pelo Marinho, lê-se muito bem nas entrelinhas que nenhuma equipa ou organização pode ousar querer vencer sem ter os ventos dos bastidores a seu favor. Basta olharmos para esta época para a Champions e para a vitória do Inter ou para o Mundial e a vitória de Espanha. Na champions, o Inter teve uma escandalosa arbitragem portuguesa na primeira mão do jogo contra o Barcelona. O Inter passou e foi campeão com todo o mérito? Foi, qual é a dúvida?
No Mundial, a Espanha até à final teve apenas um ou dois amarelos em toda a competição e quem é o presidente do comité da arbitragem da FIFA? Angel Villar, presidente da Federação espanhola. A Espanha ganhou e foi campeão com todo o mérito? Foi, qual é a dúvida?
No futebol como nos outros sectores da vida e do desporto, temos de contar com o somatório de todos os factores se quisermos ir a algum lado. Temos de ter boa equipa, boa organização, muito profissionalismo e trabalho. E se não houver um mínimo de colaboração com as forças ocultas ou não andarmos atentos a antecipar os movimentos nos bastidores, não há grandes hipóteses de ganhar títulos.

Quando perguntei ao Marinho se ele sabia algo que nós não sabíamos era precisamente aqui que eu queria chegar porque apesar da mudança do presidente da liga e do presidente da comissão de disciplina, tudo indica que o bom trabalho feito pelo Hermínio Loureiro vai ter continuidade. E isto é tão importante como vender ou não vender Ramires, segurar ou não o David Luís.

José Marinho disse...

Meu caro Pedro: sobre o que escrevi e sobre o que escreveu o Miguel Lopes, há três maneiras de reflectir sobre o assunto: Ou reconhecemos o valor do adversário e da sua estrutura e achámos a melhor forma de eliminar a sua força. Ou acreditamos em milagres e esperamos que o Jesus volte a fazer um. Ou então, tomámos uns alucinogéneos e optámos por misturar carecas, vendas e moinhos de vento. Já temos, neste blogue, um mestre e podemos sempre pedir-lhe conselhos sobre as várias modalidades da alucinação.
Para esses, como é bom de ver, o que interessa não é a realidade dos factos, mas sim o que podemos tirar dos factos para criar uma diferente realidade. Aliás, é quando se chega a esse meio caminho de uma viagem sem retorno, que costumam aparecer os primeiros moinhos de vento. Investindo contra eles, o difícil é perceber que é tudo parte de uma luta inútil e desconhecida.
Por isso, Pedro, para lhe dizer, honestamente, que o meu caro parece situar-se entre os segundos e espera, ardentemente por mais um milagre de Jesus. Eu, pessoalmente, estou, como já se percebeu, entre os primeiros. Eu sei que o meu caro não comete a indelicadeza de me considerar menos benfiquista por pensar diferente de si. É assim o Benfica, é nestas alturas que o inconformismo de uns serve de exemplo à ortodoxia de outros.
E por isso Pedro, reforço o que escrevi anteriormente. O FC Porto reorganizou-se, estará mais forte, talvez bem mais forte e fará tudo o que for preciso para ser campeão. Já fez uma parte, que é organizar-se e ninguém pode levar a mal. Também não tenho a careca assim tão destapada ao ponto de considerar que não farão o resto, se for preciso. Fá-lo-ão, porque, infelizmente, no futebol, em todo o Mundo, cada vez mais é assim que se ganham campeonatos. E, meu caro, não são os únicos a fazê-lo, porque o futebol é negócio, é dinheiro e a luta, hoje em dia, é por uma posição no meio que permita influenciar resultados e decisões.
E, portanto, acreditar em milagres, é uma atitude demasiado passiva e um erro que acho que o Benfica não deve cometer. Claro que há sempre a possibilidade de passarmos à terceira fase, a da negação da realidade e pior, transformação da realidade. Mas como todo o tipo de transformismo, acaba sempre mal. Já vi este filme, várias vezes, e por isso, estou careca de saber, quem vai acabar por enfiar a carapuça.

Pedro disse...

caro Marinho eu reconheço totalmente as força do nosso adversário, aliás nunca a ignorei. E desde q este blog existe que não me canso de bater nessa tecla. Não espero nenhum milagre de Jesus, espero simplesmente q a bitola do ano passado se mantenha ou aumente se possível pq só assim seremos campeões novamente. O defender que não basta ter a melhor equipa e os melhores jogadores demonstra cabalmente q eu sei a força q o nosso adversário tem. E tenho a perfeita consciência que está ferido e um animal ferido é muito perigoso mas ao mesmo tempo mais fácil de abater. E é isso q eu espero que os dirigentes do SLB façam, q não cometam os mesmos erros do passado (Koeman) e que mantenham-se atentos às jogadas de bastidores mas o facto de apoiarmos o fernando gomes para a Liga deixa-me preocupado mas enfim...q se pode fazer mais do q isto que fazemos???

Em futebol jogador o fcp ainda tem que provar muito para temermos assim tanto...agora fora do relvado já sabemos q eles são mestres e dão-nos de goleada...

José Vieira disse...

Pedro, confesso-te que depois de meditar um pouco mais no assunto estou tentado a aceitar que o porto se reorganizou e está bem mais forte.
Afinal, contrataram o treinador que não queriam porque o que queriam não os quis e mora no clube onde eles jamais queriam que morasse.
Depois, e razão decisiva, contrataram o médio que queriam a quem não o queria vender e que se arrisca a ser um dos médios de referência do futebol português.
Perdão, parece que esse estatuto já foi conferido pelo guru do blogue a um outro jogador, salvo erro ao...Bynia. Exacto, foi ao Bynia! É a alucinação em todo o seu esplendor...
Aqui o barrete sobrou para o glorioso mas a carapuça, essa, foi entregue ao dono habitual.
Já é um clássico.

Miguel Lopes disse...

Não concordo com o José quando fala em milagre de Jesus para voltarmos a ser campeões. O Benfica continua a ser a melhor equipa e se não sair mais ninguém, vamos arrancar com muita força rumo ao 33. É muito importante começar bem já em Aveiro para a supertaça.

Pedro disse...

" É muito importante começar bem já em Aveiro para a supertaça."

Nem mais...a época começa a jogar-se aqui...e a conquista da supertaça será um passo de gigante rumo ao BI.

José Marinho disse...

Claro que carapuças há muitas, e para gostos até mais duvidosos. Mas em matéria de carapuças é talvez inigualável aquela que um certo policia de bons costumes que costuma cirandar por este blogue teve de enfiar, quando se confirmaram, uma a uma, certas previsões que fui fazendo, claro, com a ajuda prestimosa do meu mestre, sem o qual, confesso, não consigo, sequer, escrever duas linhas seguidas, com sentido e orientação. Graças a Deus que nessa altura o barrete não ficou com o Benfica, acabou mesmo a cobrir a testa que antecede a careca mais destapada deste blogue. E depois, em acto de desespero, essa luminária - basta-lhe o apelido para denunciar a sua obediência vendada à propaganda em curso - ainda se lembra de um acto de ilusionismo,especulando maldosamente com um texto em que me pronunciei sobre o Bynia, alterando-lhe contexto, e mentindo superior e desenvergonhadamente. E isto sim, meus caros, é que é o verdadeiro clássico deste blogue. Até que a carapuça sirva a alguém.

José Marinho disse...

Bom falando de coisas sérias e para adeptos sérios, o que se passa Pedro, é que o FC Porto estará bem mais forte. Acredito que o Benfica mantenha a classe dos jogadores e a astúcia do treinador para vencer, de novo, o campeonato. Mas, os próximos meses demonstrarão que será preciso um Benfica igual ou melhor do que a época passada para lutar pela reconquista do titulo. E, Miguel, a prova dos nove sobre qual das equipas está mais forte, será feita no campo e não nos blogues. Espero que seja o Benfica, desejo que seja o Benfica, mas tenho as minhas dúvidas. Opps, lá vou eu apanhar mais uma multa daquele EMEL tecnológico que anda aqui à procura de barretes, para os enfiar no primeiro post que lhe apareça pela frente. O problema é quando se espeta contra o post. E ao comprido. O que é habitual e acaba por nos divertir.

M disse...

pedro, 2 comentarios, nenhum publicado.

temos algum problema?

José Vieira disse...

O problema de alguns carecas, quando descobertos, é fazerem os outros acreditar que os rídículos capachinhos que usam para esconder a calvície são, afinal, sedosos e verdadeiros cabelos.
Para esses a falta de vergonha é tanta que em desespero tentam negar realidades que estão à vista e ao alcance de todos, à curta distância de uma busca na net.
Enfim, uma sequela já conhecida na blogosfera, com o selo de (má) qualidade dos usuais blogueiros da triste figura.

jose disse...

Epa, e o homem alto a marcar um golo ao fim de 2 minutos em campo? O tal que meia masa adepta do Benfica vende por 2 tostoes a primaeira oportunidade?

Nao se menciona? :)

Pedro disse...

M, não tinha nenhum comentário para moderar...não sei o que se passou.

M disse...

ok Pedro, obrigado pela atenção na resposta, deve ter sido um bug qualquer.

abraço