blog

quinta-feira, agosto 05, 2010

Obrigado Ramires


Apenas gostava de ver respondidas 3 questões:

1. Porque é que já são 2 os jogadores que saíram abaixo da cláusula de rescisão quando de principio não saia nenhum e depois só saía 1?!?!?

2. Porque é que vendemos 50% do passe por míseros 6M€, em Junho quando 2 meses depois poderíamos ficar com os 22M€ na totalidade?!?!?

3. Como é que um internacional brasileiro de 23 anos vale 22M€ e um internacional português de 29 anos vale os mesmos 22M€?!?!?

54 comentários:

bailarino disse...

1) pois, boa pergunta. este não me choca que tenha saído abaixo da clausula porque não foi o benfica que definiu o negócio, já o Di Maria... O que está em causa não são os valores (são 2 bons negócios; mas se o Di Maria foi bem vendido, o Ramires vale bem mais que os 22 milhões, mas adiante; o escusado era a propaganda do "ninguem sai abaixo da clausula", depois já saia um e no fim vai-se a ver e saem todos abaixo)
2)Eh pa, mas custa muito perceber?!? Porque já estava combinado!!! O Benfica sempre foi um ponto de passagem para o ramires. E pelo caminho ganhou 11 milhões de euros. É mau? Normalmente paga-se para ter um jogador durante um ano, neste caso, fomos nós que fomos pagos para o cá ter. Preferias que o benfica tivesse dito: não, nessas condições horriveis não queremos ter cá um fora de série durante um ano?
3) Simples: não foi o Benfica a negocia-lo, senão nao saia por 22 milhoes. O Bruno Alves só vale 22 milhões para dinheiro do petroleo. Tal como o Paulo Ferreira só vale 20 milhoes assim, e o Seitaridis 10 milhoes, etc, etc. Podias fazer essa comparação se fossem os 2 para o mesmo clube, como não vão... Infelizmente o Chelsea já parou com a parvoice das ofertas malucas por jogadores. Agora é a vez do City e dos clubes russos.

Abraços

Nyquist disse...

Parece-me simples... Ora vejamos:

1. Neste ponto só tenho a dizer que o Benfica só podia rejeitar não vender o Ramires comprando os restantes 50% do passe pelo correspondente a metade da oferta! Que diga-se acho que não seria tão mau negócio quanto isso!
No ano seguinte certamente o vendíamos por 30M€! ou seja 7,5 - 6 + 11 = 13,5M€! Por um jogador da categoria do Ramires não tinha mal nenhum!

2. Ele já veio para o SLB com esse pressuposto ao chegar às 5 internacionalizações no Benfica metade do passe seria vendido por esse valor. Com isto torna-se óbvio que a ida para Inglaterra era a ideia desde o início devido aos entraves que existem na contratação de jogadores estrangeiros, que se ultrapassaram com a sua vinda para Portugal!

3. Se há coisa que o PC sabe fazer é negociar! Infelizmente neste ponto o LFV não me parece que esteja assim tão avançado :S Para mim era fazer o finca pé de se não chegasse aos 26M€ pelo menos o SLB comprava a metade do passe!

John Billy #32 disse...

1. Não conheces o Vieira?

2. É a tal teoria do "já estava planeado" ou do "já estava combinado"...
Ninguém falou nisso há um ano atrás, mas agora parece uma verdade absoluta.
É das tais: "O Roberto por 8 milhões e meio? O Jesus é que sabe", "O Di Maria sai por 25 milhões? Excelente negócio!", "Vende-se metade do passe do Ramires por 6 milhões? Tinha que ser".
Os verdadeiros benfiquistas não fazem perguntas. Só têm que aceitar as sábias decisões dos dirigentes.
3. Ó pá. Aí já nem digo nada. Foi o mesmo clube que deu 30 milhões pelo Danny. O que me custa são os 22 milhões do Ramires. Muito abaixo do seu real valor.

João Bizarro disse...

"Ninguém falou nisso há um ano atrás, mas agora parece uma verdade absoluta."

O pior é que quem falou nisso há um ano era apelidado de "abutre" e de só dizer mal"
Agora é normalíssimo estas "combinações"!!!

BT26 disse...

O bailarino a meu ver respondeu-te bem as tuas perguntas, mas queria só dizer uma coisinha. Eu interpreto aquela propaganda do "ninguém sai abaixo da clausula", precisamente recorrendo a palavra que utilizas "propaganda", serve para vender uma ideia. E a meu ver, e ao contrario do que muita gente diz (principalmente antis), não serve para mandar areia para os olhos dos Benfiquistas, mas sim para ter melhor poder de negociação.

Tal como dizes (bailarino) também acho que o Di Maria foi o um negócio, e tal como o Presidente disse, basta ver as outras transferências acima dos 30M€ deste ano.

E em relação a esta, só não foi melhor por causa da outra empresa que tinha os tais 50%, preferiu ganhar já 5M€ do que arriscar em ficar mais um ano no Benfica e ganhar mais com a valorização na Champions.

Pensem um pouco no outro lado dos envolvidos, vocês fizeram um negócio, em que venderam um jogador (que se supõem ser muito bom) por um valor inferior a outra proposta existente (salvo erro de um clube Russo) e neste negócio metes uma clausula de compra de 50% do passe. Ao fim de um mês/mês e meio dessa compra, vês a possibilidade de este investimento ser compensado em 100% (eles deram 6M€ e vão receber 11M€), se calhar tu também não pensarias duas vezes.

Benfica sempre.

bailarino disse...

John Billy #32, podes bater o que quiseres no LFV que não sou advogado dele.
Mas ninguem falou disso há um ano atrás? Claro que se falou. Não oficialmente, mas sempre se soube que o Ramires vinha colocado por um empresário e que era uma ponte para outro clube. Não se sabiam (nem sabem agora) os contornos e os pressupostos acordados há um ano, mas este cenário já estava mais que previsto. Mais milhão menos milhão, o empresário é que tinha o poder de fazer o negócio. E fê-lo. Adiante.

PS - O Di Maria não foi por 25, foi por 30 + 6 (os +5 são certos). Se achas um mau negócio, diz-me lá que outros negócios a nível internacional chegam perto disto? (não metas o dinheiro dos russos ao barulho, porque contra essa malta, não dá para comparar) O que eu também critico no LFV é a conversa escusada das clausulas. O LFV quando está calado é muito bom. Quando começa a falar... fujam!
E sim, 8.5 milhoes pelo Roberto é sempre caríssimo (caro seriam 5 milhões), por muito bom jogador que ele venha a ser. Se se disse na altura que não avançavamos para o titular da argentina porque era caro (custava 6,5 milhoes...). Esse negócio tá muito mal explicado, mas já perdi a esperança de perceber esses negocios (tal como o do Simão + 2 jogadores do atletico).

Pedro disse...

1- As clausulas servem para defender os clubes das investidas dos mais ricos. Posto isto há clausulas dificeis de bater outras nem tanto. Admito q seja dificil vender o DI por 40 mas felizmente ficou lá perto. Ramires é um caso à parte.

2- Porque já estava assim combinado. Podemos andar às voltas a tentar ignorar esta realidade mas não vale a pena. Desde q Ramires chegou que se fala da sua ida para Inglaterra. Não vale a pena massacrar-nos com esta questão. Ele só veio pq isto estava previsto. Ponto final.

3- É de facto estranho mas por outro lado mais ninguem quis o caceteiro mor e os negócios com os russos são sempre muito estranhos e nós sabemos pq. Qt entrará nos cofres do clubeco?

Obrigado Ramires, um jogador de excepção. Há um grande pormenor que aqueles q defendem q o SLB podia fazer mais se estão a esquecer: O Chelsea dá 2 milhões de euros época. Isso arruma com o SLB.

HugoRasta disse...

1. E dou-me por contente se forem só dois a sair. Com a quantidade e jogadores que a nossa imprensa já deu como provaveis saídas... Quanto à conversa da cláusula, quando é o flautulento a fazê-lo é capacidade negocial, quando é o Vieira é porque é burro. Perante tanta cobiça nos nossos jogadores, querias que ele dissesse o quê? Que vendia por metade?
2. Porque já estava previamente acordado. No fim do campeonato, o Benfica venderia, por 6 milhões, 50% do passe a quem lhe emprestou o dinheiro para o comprar. Isto já foi dito, redito, escrito e falado, mas há certos ouvidos que são mais duros que outros.
3. Vê as coisas doutra maneira, os clubes russos é que para conseguirem ter um internacional português de 29 anos são obrigados a pagar o mesmo que um Chelsea oferece por um internacional brasileiro de 23. Nós não vendemos o Ramires barato, eles é que compraram o Bruno Alves muito caro. Qual é o jogador promissor, com clubes ingleses, espanhóis ou italianos à perna, que quer ir para a Rússia? A vontade do jogador conta e muito e os clubes, quando vão comprar, sabem disso. Dou o exemplo do Di Maria, o Benfica não conseguiu chegar à clausula porque o jogador queria o Real Madrid, desse por onde desse. Nem que o Zenit oferecesse mais de salário e 50 Milhões ao Benfica ele mudava de ideias.

bailarino disse...

Pedro, concordo contigo para o porquê das clausulas. E o normal é os jogadores saírem abaixo das clausulas (a excepção é alguém bater a clausula). As clausulas muito altas basicamente querem dizer: quem o jogador? venham falar connosco.
Até aí tudo bem.
E até percebo a conversa de LFV dizer que ninguém sai abaixo da cláusula para tentar subir a parada. Mas ele já sabia quando dizia isso que os jogadores podiam sair abaixo da clausula. Logo, era escusado essa demagogia. Podia ter conseguido exactamente o mesmo objectivo dizendo: "os jogadores saírem? Há clausulas definidas e quem estiver interessado, estamos abertos para conversar, mas não estamos em saldos nem queremos deixar sair ninguém.". Em vez diz alto e bom som que "só saem pelas clausulas" e depois fica tudo a rir quando se fazem bons negócios abaixo da clausula. É escusado.


PS - se o objectivo fosse realmente não deixar sair ninguem, então a conversa das clausulas faria sentido. mas o objectivo nunca foi esse. Como é que ele pode dizer que está a negociar com o Real Madrid se, não haveria nada para negociar? numa negociação existem cedências das 2 partes, se nós começamos nos 40, obvio que não vamos conseguir vende-lo por esse valor. A não ser que sejamos irredutiveis (o que não é o caso). É isto que me faz confusão no negócio ROberto. Se ele custou 8.5 milhões, deduzo que o Atletico tenha pedido mais, o Benfica fez uma contra proposta e chegou-se a um acordo nos 8.5 milhões. Mas estão a ver este cenário: o benfica chega ao atletico e pergunta: "quanto custa o roberto, resposta, 10 milhoes." Quem é que não se escangalharia a rir na cara deles e vinha-se embora? Não percebo.

Pedro disse...

Bailarino mas isso é o problema habitual de Vieira que fala muitas vezes demais, não sabe ter um discurso para estas situações.

Ainda agora na entrevista q deu à benfica TV falou nessa questão de o mercado estar em crise, de haver poucos negócios volumosos, etc mas depois nada disso foi relevante na contratação de Roberto. E eu começo a perder a esperança que este negócio tenha mais qqr coisa na manga...é q o tempo vai passando e ninguem surge no horizonte...

Enfim...aguardemos.

Anónimo disse...

Eu respondo a estas 3 perguntas com estas 3 perguntas:
1 - Porque não pergunta em 1º lugar porque é que o Bruno Alves não foi vendido pela clausula de rescisão?
2 - Porque é que diz que o Di Maria foi vendido abaixo da clausula da rescisão, sabe de todos os contornos do negócio, já fez as contas todas e se já as fez quanto será o total?
3 - Quantos jogadores nestes últimos 6 meses foram vendidos pelas clausulas de rescisão e quantos rederam mais do que o Di Mara?
E já agora que perece ser o tipo de dar respostas atrevo-me a fazer mais uma:
O negócio Ramires num ano deu um lucro de de quase 10 milhões + a contribuição valiosíssima de um grande jogador na conquista do campeonato. Muito honestamente pensa que a sua contribuição durante o resto da sua vida com este tipo de crítica ou qualquer outro acto que esteja ao seu dispor, vai contribuir apenas 10% do valor mencionado para o enriquecimento do Benfica?
A única critica aceitavel é a construtiva!

Joao disse...

1) Porque fica bem ao Presidente dizer que os jogadores do Benfica não estão em saldo, porque isso os valoriza a imagem do clube e dos jogadores, independentemente do valor pelo qual acaba por vender.

2) Porque esse valor já estava estipulado aquando da compra do Ramirez. Quando o Benfica o comprou por 8 aceitou que teria de vender metade por 6 caso o Ramirez atingisse um x numero de internacionalizações... sem essa cláusula ele não teria vindo por meros 8 milhões...

3) porque é o mercado que define os preços e não as preferências dos adeptos. O Bruno Alves vale 22 porque foi o valor que alguém se dispôs a pagar por ele. O Ramirez só vale 22 porque ninguém deu mais. Chama-se a isto oferta e procura.

Anónimo disse...

o Di Maria foi vendido abaixo da clausula, porque ele não vale a clausula, ou acham que o Di Maria vale o mesmo que o Villa que foi para o barcelona por 40 milhoes?? isso e depois porque todos nós vimos que o Di Maria fez 0 no mundial, tendo isso tudo em conta, acho que foi uma boa venda.

T disse...

Eu gosto da teoria do Di Maria ser por 30, porque 5 Milhões são garantidos. São garantidos porquê ? Porque apeteceu dizer tal coisa?

anticretinusaloiusalexus disse...

Só vou responder a 1 das 3, acho que mesmo antes de serem aqui colocadas, as questões estavam todas mais que respondidas...

A questão de só vender "acima da cláusula de rescisão" é óbvia, não passa mais que uma estratégia para mostrar que não precisamos de vender e assim as ofertas serem superiores...

Pode quanto muito é questionar-se se resultou ou não... Mas o intuito dessa frase é óbvio!

Miguel Lopes disse...

Aquilo que consta que aconteceu com o Roberto é que o Benfica sofreu uma concorrência de última hora de clubes ingleses. Já li e ouvi falar que o preço inicial era de 3,5 milhões e que perante uma proposta de 8 milhões, o Benfica subiu a parada. Jorge Jesus queria muito este guarda redes, vamos ver se fez bem ou mal, só o futuro dirá. É uma posição muito específica para o bem e para o mal e ele ainda se está a adaptar. Não é no campeonato que ele vai valorizar, é na champions. Se arranca uma grande exibição num Nou Camp ou numa Allianz Arena, que valha uma passagem de eliminatória, está pago o investimento.
Eu estou mais do que satisfeito com as aquisições de JJ até ao dia de hoje. Vamos aguardar serenamente...

José Marinho disse...

Acho que todos reconhecem, neste blogue, que não sou propriamente um yes man da actual conjuntura directiva do Benfica. Porém, como escrevi em Janeiro, o negócio estava feito, desde sempre, para que os investidores que colocaram o Ramires no Benfica pudessem ser decisivos relativamente a uma oferta que atingisse um determinado valor. Claro que a brigada do costume, criticou, esperneou e até espumou com a revelação de que o Benfica se limitava a ser uma barriga de aluguer. Com total despudor, são essas pessoas que, agora, que está oficializada a transferência do jogador, reflectem sobre a inevitabilidade do negócio e se resignam, finalmente, à ideia de perder um dos nossos melhores jogadores. A venda dos cinquenta por cento, estava no contrato, juntando-se alguma pressão de tesouraria. Em síntese, se acho que há negócio em que o presidente do Benfica não podia fazer mais do que fez - até com alguma agilidade negocial - é este. O problema não está no negócio, está nas expectativas que se criam nas pessoas, quando se promete uma coisa e sai outra. Porém, não é apenas no Benfica que isto se passa. No FC Porto, também o presidente do FC Porto não tem resistido ao aceno das clausulas para dissuadir o interesse de outros clubes. Porém, o que se verifica é que o FC Porto também tem de vender os seus jogadores abaixo das clausulas. O Bruno Alves foi apenas um desses casos, o Quaresma tinha sido outro, o Lisandro, o Lucho e por aí fora. E já nem falo do caso do Sporting, que viu os seus jogadores desvalorizados ao ponto de vender um dos seus principais símbolos para um clube rival. Posto isto, para dizer que, também no mercado, o Benfica tem dominado esta época. Dois bons negócios que resultam no reconhecimento internacional de que o Benfica é um par inter pares.
Quanto ao negócio do Roberto, é daqueles casos em que ninguém questiona nada, simplesmente porque o Benfica está a ganhar e, portanto, vale tudo.

Anónimo disse...

Só os andrades corruptos acreditam que o burro alves foi vendido por 22milhoes.

DeVante disse...

Nem mais, José Marinho!

Eu gostaava de ter Ramires todos os anos no Benfica.
Era sinal de que o clube estava a fazer grandes exibições e a projectar futebolistas por essa Europa fora.

Se fosse noutras paragens estava-se a elogiar "a Estrutura" e o poder negocial.
Sublinhava-se quão genial era ter um internacional brasileiro durante um ano e ainda lucrar, apenas nesse perodo, mais de 11M de Euros. Ah, pois é.

Quem trouxe Ramires poderá fazer o favor de trazer mais um?

Anónimo disse...

Exacto Jose...espero é que continuemos a ganhar, senão lá teem de se lembrar dos 8 milhoes.

Continuo a dizer que precisamos de um substituto para o Di Maria e pelo que hj veio á estampa o JJ estará a pedir isso mesmo pk ja viu que aquilo que tem não chega. Duvido que o Rodrigo, pelo que ja vi dele consiga fazer essa posiçâo...

Por outro lado...tem razâo, Wesley é excelente jogador.

Abraço
Daniel

Anónimo disse...

Não acho Vieira um bom negociante, no entanto acho descabida a comparação Vieira/PDC - Troncualves/Ramires.
Primeiro porque não foi Vieira (ou o Benfica) a negociar Ramires, tanto na venda como na aquisição.
Segundo porque o irmão do Geraldo foi para a Russia. E russos e ucranianos (a que se pode juntar turcos) andam com capacidade negocial invulgar de há uns anos para cá. Basta lembrar que o Shaktar em 3 tempos desviou o Lucarelli. E não se diz que o Benfica teve uma proposta de 25M por Cardozo? Não me custa a acreditar que ela tenha existido.

José Marinho disse...

Meu caro anónimo, não acredito na história que o Record escreveu a propósito da necessidade de contratar um médio ou extremo-esquerdo, com a alegação de que teria sido o Jorge Jesus a pedir essa contratação ao Benfica. O problema dessa versão é que foi o próprio Jorge Jesus a pedir a contratação de Gaitán e o treinador do Benfica sabia o que estava a pedir. O próprio Miguel Quaresma, como oportunamente escrevi neste blogue, esteve várias semanas na Argentina a confirmar todo o potencial de Gaitán. O Benfica e o Jorge Jesus contrataram-no para substituir Di Maria e agora não faz sentido nenhum dizer que é o próprio Jesus que se desmente a si próprio, reclamando outro substituto do Di Maria. Não é assim que as coisas funcionam. O que se está a passar é que Gaitán tem a sua adaptação mais atrasada do que Jara, por exemplo, e é um jogador diferente de Di Maria. Mas isso o Jorge Jesus já sabia quando o contratou. Aliás, uma das características de Gaitán que o encantou é exactamente aquela que mais a imprensa destaca para insistir na ideia de que o Benfica tem de comprar um extremo esquerdo...a tendência para procurar zonas mais interiores. Mas é isso que Jesus espera dele e foi isso que o treinador do Benfica, teve de ensinar a Di Maria. Repito, o Benfica não tem um substituto para o Di Maria, tem vários. Gaitán e Coentrão, em 4-4-2, ou Rodrigo ou Saviola ou até Weldon, em 4-3-3.

João Bizarro disse...

Obrigado Marinho. Fiquei mais esclarecido.

Luís Marques disse...

Eu volto a perguntar...

Se o negócio estava há muito definido, desde a entrada de Ramires no Benfica, porque é que, quem afirmou isto mesmo há um ano atrás foi apelidado de abutre? Porque é que quem achou desde sempre que este negócio tinha contornos "esquisitos" era descredibilizado e apontado como um desestabilizador do Benfica?

Se o negócio estava há muito definido, porque é que não se realizou mais cedo dando mais tempo ao Benfica para encontrar um substituto à altura?

Porque é que, os senhores defensores acérrimos do presidente LFV, defenderam há um mês atrás a venda de 50% do passe de Ramires por míseros 6M, dando como certo que isso seria a garantia de permanência do mesmo mais um ano no Benfica? Onde estão eles agora?

Vermelhusco disse...

para mim andam a fazerem-se de burros porque se sabe desde a epoca passada os contornos deste negocio como qualquer benfiquista semi-atento sabe.

O Ramires veio para o Benfica por 7,5 milhoes de euuros quando ja estava avaliado em 15 milhoes (facto: lembra-te da Taca das Confederacoes fantastica que realizou alem de ter chegado a final da Libertadores). Foi colocado no Benfica pelo Joorabchian com o acordo que um ano depois transitava para Inglaterra depois de segurar as internacionalizacoes necessarias na seleccao brasileira. O Benfica pagou 7,5 milhoes e meio pelo passe com hipotese do Joorabchian adquirir 50% como fez.
O negocio com o Chelsea ja estava apalavrado. O Benfica lucrou bastante com o rendimento desportivo do jogador e com o dinheiro que fez apesar de nao ter o controlo total do negocio.

O que e que preferiam?? Que o Ramires viesse emprestado e o Benfica nao fizesse nenhum dinheiro ao fim de um ano??
Isto para mim e criticar por criticar e para mim so num negocio destes contornos e que o Benfica conseguiu um jogador destes e ainda ter pulmao para ir buscar Javi Garcia e Saviola.

John Billy #32 disse...

Bailarino, antes de mais digo-te já que não tenho nada contra o Vieira.
A única coisa que me leva a comentar neste blogue ou noutros é o meu amor pelo Benfica.
Reconheço grande mérito ao Vieira.
Se hoje o Benfica tem o melhor plantel de Portugal, esse mérito não é nem do Rui Costa, nem do Jesus, é exclusivo do Vieira.
Se conseguimos vender um internacional argentino para o Real e um internacional brasileiro para o Chelsea foi porque o Vieira teve o mérito de os trazer para o Benfica.
Foi o Vieira que trouxe o Jesus.
Foi o Vieira que fez a Benfica TV.
E podia continuar por aí...
Mas isso não implica que não se possa criticar o que está mal.

A venda do Ramires, nos moldes que escreveste não é um mau negócio. Mas agora diz-me porquê tenho que acreditar neles? Porque está escrito nos blogues?
Ouviste alguém do Benfica explicar a compra do jogador nesses termos?
E se é verdade que o Benfica não tinha dinheiro para comprar o Ramires e que foram uns empresários que avançaram com a verba, então não seria de estranhar se os lucros da venda fossem direitinhos para os bolsos desses mesmos empresários.
Se dá para aldrabar compras, também deve dar para aldrabar vendas.

Miguel Lopes, essa história do Roberto cheira mal por todos os lados.
Então o Chelsea não deu mais de 22 milhões de euros pelo Ramires e temos que acreditar que houve vários clubes ingleses que ofereceram 8 milhões pelo Roberto?
Só há crise mundial quando o Benfica vende? Quando é para comprar, estamos em tempo de vacas gordas?
Uma vez li num blogue que o Vieira estava para conseguir a empreitada do novo estádio do Atlético de Madrid. Não faço ideia se é verdade ou se é mentira mas esse facto poderia explicar os numerosos negócios ruinosos que fizemos com aquele clube.

Anónimo disse...

José Marinho, eu não sei se para além de um substituto para o Ramires virá mais alguém, mas a verdade é que, na 2.ª feira em entrevista à BenficaTv O LFV afirmou que:

- Saindo Ramires teria de vir outro Jogador.
- Para além de Rodrigo, o plantel do Benfica para a próxima época ñ estava fechado.

Então, em que ficamos?

Anónimo disse...

John Billy #32 à presidência, já!

Há os que acreditam no que lêem, no que vêem e há os que nem isso...

Cada um acredita no que quer, se os Portistas acreditam na honestidade do aldrabão do PC, isto comprova a teoria de que é possível acreditar-se em tudo... Até mesmo porcos que andam de bicicleta... compram árbitros... jornalistas...

Algarviu disse...

Alguém está disponível para me explicar para que serve uma cláusula de rescisão? E qual a vantagem para o clube da existência de tal cláusula comparativamente com a ausência de tal cláusula?

DeVante disse...

Duas coisitas:

- Gostava de saber quais os "negócios ruinosos" que o Benfica tem feito com o Atlético de Madrid.

- Sou só eu ou existe mais alguém que vê em Airton um gajo para fazer a posição de Ramires? Com Jesus não há impossíveis.

(Até porque, há um ano, ninguém diria que Coentrão daria o lateral esquerdo que deu.

A estória de que o Benfica precisa de extremos e se substitutos já enjoa.

Lembro-me que há uns anos e após as exibições de Di Maria, muitos lembraram, e bem, que Vieira nos tinha defraudado porque disse que Di Maria seria o substituto de Simão e revelou-se um flop, "um brinca na areia", "um inconsequente", "um jogador de futsal"...ah, pois é!!!

Deixem os gajos trabalharem páh, estão lá por algum motivo e eu só faço balanços em Maio...

O que os outros dariam para estar no nosso lugar (e não se trata da Champions)!!!

Anónimo disse...

Meus caros,
O que vale realmente o nosso plantel está aqui:
http://www.transfermarkt.de/de/benfica-lissabon/startseite/verein_294.html
Haja realismo!!!

Luís Marques disse...

Olha, o cepo, tronco com olhos, é o jogador mais valioso...

E esta hein?

telmo disse...

Já estou a ver o LFV a comprar o Gael Kakuta e dizer que é uma grande promessa para JJ lapidar. E por 5/6M

Anónimo disse...

...e eu já estou a ver grande parte das abetardas que agora criticaram estes e antes criticavam os Di Marias a meterem a viola no saco e depois a dizerem que sempre acharam que estes eram grandes promessas!

Vocês não são "águias" (dignas) são é aves agoirentas... Vejam 1º e depois critiquem!

Anónimo disse...

Mais uma vez meus senhores: Agora acham todos os negócios estranhos, mas o ano passado ninguém achou estranho que o Benfica num negócio relampago pagasse 7,5 milhões a pronto por um jogador que já valia muito mais que isso? a ligação ao empresário Kia..e deste ao chelsea foi logo falada, só que o Benfica ficou com os 100% e logo se calaram. Só que para ir jogar para Inglaterra o passe não pose ser de empresários (outros usam o Rentistas...) daí a "barriga de aluguer" de que se fala. Nem sequer era necessário haver mais propostas que o jogador estava destinado (parece que no Porto até pretendiam - ou havia a esperança - vender o Meireles para o Chelsea e pedir o Ramires ainda que emprestado...).Parece que há muitos descontentes com o negócio, mas talvez preferissem um emprestimo em que usufruissemos o jogador um ano, pagávamos e ele ia à sua vida....

José Marinho disse...

Acho muito mais sensato este negócio de Ramires, em que o clube recolhe benefícios desportivos e financeiros, do que pagar vinte e cinco por cento do passe do Reyes para o ter emprestado durante uma época e nem sequer ter a oportunidade garantida em contrato de lhe renovar o empréstimo. De facto, os negócios com o Atlético de Madrid não têm sido famosos.

José Marinho disse...

E atenção, para os que se entretêm, achando que são os novos guardiões do templo, que eu escrevi que os negócios com o Atlético de Madrid não têm sido famosos, não escrevi que escondem alguma coisa de oculto e oportunístico de alguém. É melhor fazer este esclarecimento, porque, por essa blogosfera benfiquista pululam os "polícias" de costumes, que acham que têm direitos especiais sobre outros benfiquistas, apenas porque, nos seus sonhos ou delirios, sentem uma proximidade vaga com o poder instalado. Aliás, há blogues, que são autênticas esquadras de benfiquismo, com a prometida reclusão para os que escapem ao rebanho clubístico. Vão mas é contar ovelhas.

Antonio disse...

Curioso ninguém referir que os jogadores que sairam do Benfica o fizeram para campeonatos incomparavelmente mais interessantes do que o nosso. Já para não falar do valor que vão receber por mês

DeVante disse...

José Marinho,

Quanto aos outros não sei, mas isso:
"...nos seus sonhos ou delirios, sentem uma proximidade vaga com o poder instalado."

Se o poder instalado é Luís Filipe Vieira, Rui Costa e Jorge Jesus, eu digo-lhe uma coisa:

A minha proximidade não é vaga e não se trata de sonhos ou delírios mas sim real.

Revejo-me no trabalho que está a ser feito no Benfica porque os resultados, a mim, me parecem evidentes.

Ginha disse...

Ganda Zé...Tens estado ao mais alto nivel nos ultimos dias! E DeVante...concordo plenamente que o Airton fazia muito bem de Ramires...mas calma...talvez ainda venha mais um peixe graudo! Alguém me confirma os mais de 43 mil red pass vendidos?

José Marinho disse...

Meu caro Devante, os resultados não discutem, porque são iniludiveis. Aliás, se ler bem, o problema a que refiro nem é o poder instalado, é o que anda à volta, com a mania das grandezas e que não sai de uma pequenez absoluta. Mas também reconheço que isso é assim no Benfica e é assim em todos os clubes. Muitas vezes, o que fede está um pouco à margem do poder instalado, está mesmo nos aneis de influência que julgam gravitar à volta desse poder. Percebeu-me mal, caro Devante, em relação ao poder instalado, como sabe, critico quando acho que devo fazê-lo, porque tenho direito a isso e nenhum pagem da ditadura clubística me tira esse direito. E, como reconhecerá, nem sequer o fiz a propósito das últimas decisões da direcção do Benfica. O que eu abomino é o auto-convencimento de alguns de que são benfiquistas bacteriologicamente puros e que a sua luta é contra as outras raças de benfiquistas, aqueles que têm a mania de ver uma realidade diferente. Porque esses, têm sempre interesses ocultos, maquiavélicos, desgraçados. O curioso é que os interesses desses benfiquistas são sempre os mais púdicos, nada os move senão o amor à camisola e quando se escarafuncha um bocadinho na realidade, o que se descobre, é afinal uma mal explicada ligação ao poder instalado. E mais uma vez, como reforço, nem é o poder instalado que choca, é a mania das grandezas de gente que pensa que é, mas não é aquilo que pensa. Por isso, caro Devante, não se defenda de uma coisa que não chegou a acontecer, porque não o ataquei a si. A bem dizer, não ataquei nenhum benfiquista em concreto, porque não perco tempo a atacar pessoas, muito menos benfiquistas. O que ataco é a ejaculação mental de algumas pessoas que julgam estar muito acima do que verdadeiramente estão. E isto já nem tem nada a ver com benfiquismo, tem a ver maneiras, boa educação e o chá que deviam ter tomado em pequenos e infelizmente não tomaram.

Anónimo disse...

o maior abutre tem bibode e vendia pneus.sim,sou do benfica e nunca fui socio de lagartos e porcos,

Anónimo disse...

...ainda vou aqui ver escrito qq dia assim:

«Vale e Azevedo, volta que estás perdoado!!!...»

lol

DeVante disse...

Caro José Marinho,

Eclarecido!

Anónimo disse...

1) Ramires sai abaixo da clausula de rescisão, porque foi a melhor proposta que apareceu e quem decide o seu futuro, que foi quem decidiu coloca-lo no Benfica por uma época, achou que era de se pegar. Bom? Mau? 1 campeonato, uma Taça da Liga e 10 milhões de lucros que não seriam possiveis obter de outra forma.

2) Vendemos 50% do passe porque, e é importante reter isto, era condição sine qua non para terem o atleta no Benfica durante uma época, com o Bertolucci a adiantar o cash para a contratação...caso contrário, nem Ramires no Benfica, nem 10 milhões de lucro ao final de um ano.

3) Os jogadores valem aquilo que os clubes estão dispostos a pagar por eles. Se houve alguém disposto a pagar 22 milhões pelo Bruno Alves, então excelente para o Porto...pode ser que recebam tanto como receberam do Dinamo de Moscovo. Se no caso do Ramires a melhor proposta foi de 22 milhões e quem decidia o seu futuro (Bertolucci e Kia) achava que ninguem pagaria mais, nem o jogador se valorizaria mais ficando mais um ano, aceitando a oferta do Abramovic, só havia uma alternativa (ou melhor...não havia alternativa): vender.

Este negócio não me choca minimamente, porque desde o início se sabia que o jogador viria com uma passagem curta por Portugal, pois quem mandava, queria coloca-lo noutro campeonato e fazer uma mais-valia com a transferência. Se me incomoda ver os interesses do Benfica vergados a grupos de empresários? Incomoda...mas se for apenas um jogador por época, de grande nível, que de outra maneira não viria para o Benfica, que garanta mais-valias desportivas e financeiras para o clube ao final de um ano, penso que é uma opção a considerar. O Benfica, ao contrário do discurso oficial, precisa de dinheiro como pão para a boca...e é neste ambiente que os sanguessugas do futebol se movimentam, procurando a sua comissãozinha. Quem não percebe isto e não tem esta ideia bem presente na cabeça, mais vale dedicar-se ao Football Manager.

Anónimo disse...

Makukula, Yebda e Halliche: não se consegue uma solução rentável para o Benfica envolvendo três jogadores com mercado?
Já quanto a Mantorras, Jorge Ribeiro, Balboa, Adu…

Algarviu disse...

Eu julgo perceber o José Marinho...
Há por aí um blog podre de chic, com muito pedigree e acesso à TV, com tique de António Ferro e SNI de há 50 anos. Eles são os puristas e os catequistas, os donos da bola, com a idade mental dos 10/12 anos e que não gosta de ser contrariado. Até já há quem pretenda a divisão do Marquês em dois sectores em futuros festejos: o dos que nunca criticaram o presidente e o dos que nunca duvidaram da bondade das medidas da direcção. Que sejam muito felizes.

Volto à utilidade das cláusulas de rescisão. Como é que elas protegem os clubes? Se não houvesse cláusula de rescisão alguma vez o Baracelona teria perdido o Figo?

Pedro disse...

Não sei qual a origem das clausulas mas são realmente uteis para os grandes clubes pois obrigam, claramente, aos outros clubes a pagar uma exorbitância ou então a negociar. Para os clubes maos pequenos servem como ponto de partida para as negociações e alguma segurança.

Mr. Shankly disse...

Eu tenho a ideia contrária: servem para os jogadores. Porque se não houver cláusula, o clube pode simplesmente dizer que não vende. Ou estou enganado?

Pedro disse...

Também é verdade.

Algarviu disse...

Mr. Shankly tem a mesma interpretação que eu.

Aqui há uns anos um dirigente qualquer tipo Costinha ter-se-á lembrado de introduzir essa cena das cláusulas e outros dirigentes, tipo Costinha, terão pensado e dito "olha que giro, eu também quero!" e assim nasceu a moda das cláusulas.

José Marinho disse...

Basicamente, as claúsulas servem para proteger os clubes dos ataques exteriores e servem para balizar minimanente os valores pelos quais uma transferência se realiza. Não defende muito os jogadores, na medida em que o valor das claúsulas é, quase sempre, irrealista. Tanto assim é que os jogadores acabam por se transferir abaixo do valor das claúsulas. Claro que nos casos extraordinários como os de Figo ou de Ronaldo, encaixaram no desejo dos jogadores, porque os clubes nada puderam fazer. Aliás, as claúsulas nasceram em Espanha, com o objectivo inicial de regular as transferências, mas mais uma vez, foram os clubes que as desregularam, com os valores exorbitantes que colocaram nas claúsulas. E essa é a principal perversão das claúsulas, é que regulam o funcionamento do mercado, por um lado, mas desregulam por outro, porque lhe atribuem um valor exagerado. E assim mantém-se a lei da oferta e da procura.

DeVante disse...

O Benfica tornou-se apetecível aos jogadores porque estes têm a possibilidade de se valorizarem.

Quantos jogadores de qualidade foram "desviados" para os rivais porque aí tinham a possibilidade de se valorizarem?

Há quanto tempo o Benfica não encaixava em transferência de jogadores, num único ano, mais de 20M de Euros?

O Problema não está no criticar. Toda a gente tem o seu direito de criticar e questionar. Até porque nós só criticamos quem nos preocupa e nos interessa. O resto não estamos nem aí.

Mas questionar indo logo com quatro pedras nas mãos, levantando suspeições de eventuais negócios obscuros, gestão danosa e outras coisas que tais isso não é criticar. É julgar e condenar.

Criticar é analisar todas as vertentes de uma decisão tomada. É pesar os prós e os contras e valorar o resultado que daí advém. Criticar é também ter memória de onde estávamos e de onde estamos.

Criticar é lembrar que quem dirige toma várias decisões e que o tempo é um factor fundamental, e o clube não pode parar.

Criticar é aprender com as decisões já tomadas.

Mr. Shankly disse...

"Não defende muito os jogadores, na medida em que o valor das claúsulas é, quase sempre, irrealista."

Certíssimo, mas se eu fosse jogador preferia ter uma cláusula, por muito irrealista que fosse. Por exemplo, qual era a cláusula do C. Ronaldo no MU?