blog

terça-feira, agosto 24, 2010

Um Olho à Benfica #41

Um aviso aos benfiquistas

A recente publicação - como sempre anónima - de um post, num outro blogue benfiquista, sobre a forma como alegadamente o presidente do Benfica não consegue separar negócios pessoais com interesses do clube, leva-me a contar um episódio, que se passou, num dos últimos dias, que antecederam a realização do anterior acto eleitoral do Benfica. Se bem se lembram, uma decisão de um Tribunal da Comarca de Lisboa, decretou uma providência cautelar que impedia que o presidente recandidato se apresentasse a eleições. Nessa mesma noite, o Movimento Benfica Vencer Vencer, que já tinha tomado a decisão de não se apresentar a eleições, pelas razões que todos conhecem, reuniu-se para debater a situação no clube e, sobretudo, a iminência de Bruno Carvalho se apresentar sozinho a eleições.

O mesmo Bruno Carvalho que, meses antes, suplicara pelo apoio de algumas das figuras emergentes do Movimento e que, depois, em campanha, acabou por escarnecer de algumas delas, para ganhar os votos fáceis de meia dúzia de apaniguados. O que é verdade é que a situação chegou a parecer assustadora, porque, no limite, escolher entre Luis Filipe Vieira e Bruno Carvalho, por muito que isso pudesse doer a alguns dos integrantes do Movimento, nem devia ser motivo para hesitar.

Acontece, porém, que essa reunião, mais do que qualquer outra, foi, para mim e outras pessoas que iniciaram o Movimento, esclarecedora. De um lado, os que defendiam, como eu, que tínhamos de avançar, se o tribunal confirmasse a impossibilidade de Vieira se recandidatar e, do outro, todos aqueles que estavam no Movimento, por ressentimento puro, contra o presidente do clube.

Como sabem, nunca escondi que não simpatizo com Luis Filipe Vieira. E até tenho razões pessoais para não simpatizar. Quando fui director de comunicação do Vitória de Guimarães, cheguei a pedir ao presidente do clube, autorização para não estar presente no jantar de direcções, num jogo entre ambos os clubes, para não ter de cumprimentar o presidente do Benfica. Fi-lo, porque não sou hipócrita e porque sei que a antipatia é mútua e, portanto, não gosto de disfarces de circustância.

Mas não confundo as coisas. O facto de não gostar pessoalmente de Luis Filipe Vieira, não pode legitimar qualquer espécie de ataque ao Benfica. E o que se discutiu, nessa noite, insisto por ressentimento puro, foi um ataque ao Benfica, porque algumas dessas pessoas, achavam que o Movimento não devia fazer nada, deixando que Bruno Carvalho se candidatasse sozinho e até apoiando juridicamente a insistência do candidato em ganhar as eleições na secretaria, permitindo que um novo aventureiro chegasse à presidência do Benfica, depois de Vale e Azevedo.

Recordo nessa noite a intervenção de Fernando Tavares, sempre uma das pessoas mais lúcidas do Movimento, ameaçando que ele próprio terminaria a sua intervenção ali mesmo, nessa noite, se algumas pessoas insistissem em confundir estratégia eleitoral com vinganças pessoais. Outras pessoas, como o médico João Varandas, o juiz Rui Rangel, alertaram para os perigos que seria deixar Bruno Carvalho sozinho, nas eleições. Pelo que, pela noite dentro, foi fácil encontrar uma larga maioria de benfiquista que decidiu ir a votos, se se confirmasse, no dia seguinte, a indisponibilidade de Vieira.

Conto isto, porquê? Porque Vieira tem muitos inimigos, demasiados inimigos. Muitos deles, por culpa própria, porque não dá valor às pessoas e a uma coisa que dificilmente se perdoa...lealdade. E muitos desses inimigos não lhe perdoam, até ao dia em que o virem sair do clube. Para mim, como sabem, isso pode nem ser uma tragédia, desde que o clube fique em boas mãos. E por isso é que os benfiquistas devem ser cuidadosos com a leitura que fazem do muito que é escrito, na imprensa e sobretudo nos blogues.

E principalmente, devem manter o sangue-frio, porque, curiosamente, estas coisas só acontecem quando o Benfica perde. E quando acontecem, tudo parece concertado. Há demasiados interesses à volta do Benfica, há demasiado ressentimento à volta do presidente do clube e, no meio, os benfiquistas que são muitos, são intolerantes com a derrota e influenciáveis com o desânimo.

Para tudo isto, há um remédio. É fazer o que eu faço e outros benfiquistas que conheço. Apoiar a equipa, apoiar o treinador, os jogadores e acreditar que ninguém perde campeonatos em Agosto. Quanto ao resto, acreditem no que vos digo, não se metam numa guerra que não é vossa. E nunca perder de vista que o adversário está situado a Norte e está a recuperar forças, enquanto os benfiquistas se divertem com este actual espectáculo fracticida, que ameaça dividir o clube e estagnar as conquistas.

104 comentários:

Miguel Lopes disse...

José Marinho, um benfiquista puro. Parabéns pelo discernimento e pela isenção, ao contrário do que possa parecer, sei que foi fácil escreveres este texto.

Mário Lopes disse...

Se a juntar aos inimigos do LFV, juntarmos os inimigos do SLB....

O que não falta para aí são antis a espumarem com os sucessos do SLB e a regozijarem-se com as derrotas....

Catenaccio disse...

José,

Por agora, não quero acrescentar grande coisa. Apenas escrever: muito obrigado pelo texto. Estávamos a precisar de ler estas palavras.

Abraço.

DarthVader disse...

estou em sintonia com a tua opiniao, nao ha ke meter a nossa oposição aos feitios, erros, palavras a mais na imprensa do nosso presidente, nunca acima do benfica, e ai é k esta, mts nos axam k ao dizermos estas coisas, somos contra o benfica, kuando nao é minimamente verdade.

TIAGO ALMEIDA disse...

Caro e Grandíssimo Zé,

Como tu sempre, e bem dizes, apesar da nossa divergência, é bem mais o que nos une do que aquilo que nos separa.
O que aqui contas, como deves imaginar, e como partilhei contigo na altura das eleições, não me espanta.
E não me espanta porque, como comentei contigo, apesar de no Movimento estarem benfiquistas que reputo de imaculados benfiquistas (como tu, o carlos colaço ou o fernando tavares) outros havia para quem o único móbil era tirar o LFV do Benfica, não por qualquer projecto de futuro para o Clube, mas movidos por sentimentos grande ódio e inveja.
Não posso deixar de louvar a tua coragem (o que aqui escreves vai ser arma de alguns teus compagnon de route) e lucidez ao distinguires o que são divergências pessoais e de estilo que tens com o LFV daquilo que, até ver, são boatos sem fundamento sobre uma potencial conduta ética e judicialmente reprovável do homem.
Grande Abraço
Tiago

TC disse...

Nesta altura aqui está o post que era necessário.

Eu não sou cego por LFV mas daí a entrar por estes caminhos e nesta altura vai uma grande distância.

Já agora convém dizer que o seguidismo irracional também não é profiquo para o clube.

Edson Arantes do Nascimento disse...

É nestes textos que me revejo no companheiro José Marinho.

Como ficou patente noutros "relambórios", temos algumas opiniões divergentes - nomeadamente no que a José Veiga diz respeito - mas ainda bem que assim é.

Neste caso, é mesmo assim: não mais votarei LFV (prefiro o pífio "voto em branco"), e também discordo de algumas das suas estratégias e, sobretudo, posicionamentos.

Mas o resto é o resto, e as teorias da conspiração tresandam a más intenções.

iBenfiquista disse...

Totalmente de acordo, José Marinho. Assim fala um verdadeiro benfiquista. Aquele que coloca os interesses do Benfica acima das opiniões, e sentimentos, pessoais.

Sem conhecer LFV, e sem querer contrariar as opiniões sobre ele de muitas pessoas, tenho de afirmar que não há ninguém perfeito. Toda a gente tem defeitos. Até Deus errou.

E, para terminar, não posso deixar de mencionar um provérbio já muito antigo:

"Só se atiram pedras às árvores que dão fruto".

John Billy #32 disse...

Percebo a intenção do post mas não concordo inteiramente com ele.
Esse tal medo dos aventureiros não pode ser um argumento para dar carta branca a todos os devaneios do nosso presidente.
Alias, na próxima entrevista que der gostava de saber várias coisas:
- como se pode dar 8,5 milhões de euros pelo 3º guarda redes do Atlético.
- quem preparou esta época? O Vieira? O Jesus? O Rui Costa? É que se gastou 30 milhões de euros e não há um único reforço que se possa assumir como titular indiscutível.
- E já agora, qual é o papel de Rui Costa no Benfica? Só serve para arranjar votos?

Anónimo disse...

Parabéns José Marinho, por garantir o Wesley.

João Bizarro disse...

O que sei é que Sábado lá estarei a apoiar.

Miguel disse...

Excelente texto! É sempre bom ver alguém que age pelos motivos certos.

N3ST4 disse...

Parabéns Sr. José Marinho

iBenfiquista disse...

Este John Billy já me está a irritar e vou-lhe responder à letra.

1. "Esse tal medo dos aventureiros não pode ser um argumento para dar carta branca a todos os devaneios do nosso presidente".
Quem tem medo de quem? E quem é aventureiro? Quem é aventureiro é quem vem para blogues benfiquistas "exigir" coisas que não têm nada que exigir. Não faltava mais nada. Quem deu carta branca à direcção foi o eleitorado benfiquista através das eleições. Está descontente? ESTAMOS TODOS. Mas se quer mudar algumna coisa, faça o que manda os estatutos. Convoque uma Assembleia e destitua a direcção.

2. "Como se pode dar 8,5 milhões de euros pelo 3º guarda redes do Atlético".
O que é que tem a ver com isso? Isso são assuntos da direcção. Se foi bem ou mal feito, iremos ver. Sabe se foram realmente 8,5 milhões pelo passe? E que nada está mais incluído? Não sabe você nem eu. Agora, não acredito que LFV se tivesse "abotoado" com algum. Apenas não acredito. Por isso calo-me. E você devia fazer o mesmo.

3. "Quem preparou esta época? O Vieira? O Jesus? O Rui Costa? É que se gastou 30 milhões de euros e não há um único reforço que se possa assumir como titular indiscutível".
O que é que você tem a ver com isso, e quem é você para estar a exigir coisas que não pode exigir e para as quais não tem a mínima competência?

4. "E já agora, qual é o papel de Rui Costa no Benfica? Só serve para arranjar votos?"
E o que é que você tem a ver com isso? E que insinuações são essas? Você é benfiquista?. Com insinuações dessas não parece. Cale-se, cure-se, vá ao psiquiatra, ou faça outra coisa qualquer. Faça aquilo que todos os benfiquistas devem fazer nas horas difíceis. APOIE O CLUBE!

JS disse...

Um oportuno e bom texto... à Benfica !

Pedro disse...

Sábado lá estarei como sempre. Mas José o problema é que Vieira permite, com as suas acções, que estas teorias e suspeitas apareçam. E claro, já sabemos como as coisas funcionam, é sempre nas derrotas pq nas vitórias ninguem ouve.

iBenfiquista discordo totalmente com essa ideia que a Direcção por ter sido eleita por esmagadora maioria não possa ser criticada, q um benfiquista para criticar seja "obrigado" a invocar uma AG e a ter que ser alternativa...isso não faz qqr sentido. Desse modo só 1% dos benfiquistas podiam reclamar os outros tinham que comer e calar?

John Billy #32 disse...

!Benfiquista, onde é que pedi a destituição da direcção? Onde é que pedi eleições antecipadas?
Está a vontade para pesquisar no arquivo deste último ano...
Agora se o senhor gosta de apoiar incondicionalmente e se não gosta de fazer perguntas, problema seu.
Mas se EU quero saber certas situações respeitantes ao meu clube, tenho todo o direito de fazer as perguntas, nem que não obtenha nenhuma resposta.
O problema é meu e SÓ MEU e não é qualquer tarado que se esconde no anonimato da internet que me manda calar.
E se os meus comentários o irrite, tem duas soluções: tome um chá de camomila ou então passe a frente dos meus comentários.

JNF disse...

Isto e uma colagem ao presidente? Ja agora, Jose Marinho, explique-nos la a sua opiniao e posicao em relacao a LFV sff.

Mentiroso disse...

Off-topic

Parabéns ao Braga, ao seu Presidente e a Domingos Paciência pelo apuramento merecidíssimo para a fase de grupos da champions. Mérito, muito mérito desta equipa e do seu treinador, perante um adversário de grande categoria onde pontificam alguns dos melhores jogadores europeus e mundiais.

E assim, com tão pouco dinheiro, se constrói uma equipa que em qualidade e ambição não fica nada atrás do Benfica desta época.

Cuidado, este Braga que vimos hoje está uns bons furos acima da equipa que já gastou nesta época 37,5 milhões de euros em reforços e está em último na liga.

Mentiroso disse...

John Billy,

O argumento “o que é que você tem a ver com isso” repetido até à exaustão, é sublime. Tenho a certeza que ficaste intimidado com o ímpeto do teu interlocutor e para a próxima vais ter muito cuidado com o que escreves.

Mentiroso disse...

Ainda o Braga

Quanto custou Lima? e o Sílvio? e o Leandro Salino? …

Mentiroso disse...

... enquanto isso, Di María continua a marcar uns golitos pelo Real.

Pedro disse...

"Quanto custou Lima? e o Sílvio? e o Leandro Salino? "

Os benfiquistas são especialistas nisto...se o SLB contratasse estes jogadores o que não seria? Só contratamos coxos, desconhecidos, se fosse bom não custava tão pouco, etc etc etc

John Billy #32 disse...

Mentiroso, ao ver o jogo do Braga para caso pensei a mesma coisa. Certas pessoas do nosso clube podiam muito bem tomar como exemplo o António Salvador e o Domingos Paciência.
Não vou discutir o custo das contratações do Braga, nem compará-las com as do Benfica.
No entanto é notório que a equipa do Braga, que também perdeu jogadores importantes, soube responder com excelência as exigências de um início de época simplesmente terrível.
O prémio dos 7 ou 8 milhões de euros é totalmente merecido porque se fez bem o trabalho de casa durante a pré época.
Que sirva de exemplo para os nossos dirigentes.

Miguel (o outro) disse...

É verdade Pedro, o teu comentário faz todo o sentido. O benfiquista é um eterno insatisfeito.

Mas um jogador como o Lima, já o ano passado via-se que fazia a diferença.
O Benfica dos nossos dias para além de comprar caro, compra jogadores sem créditos firmados na Europa. Já que não se consegue olhar para a formação, ao menos que olhassem para os jogadores da nossa Liga com um pouco de maior frequência, pois sempre conhecem o nosso futebol.

Já agora Amorim's são bem-vindos, mas Peixotos é deixá-los estar.

E mais época menos época o Lima está no porco...

Mentiroso disse...

Pedro, o teu apoio à política de contratações seguida pelo Benfica nesta época, na prática tem exactamente o mesmo valor que a minha revolta.

Os 37,5 M gastos até agora (e os que se seguem) talvez não cheguem para ficar à frente do Braga. Mas tu pareces gostar do que te põem à frente e não sou eu que te vou contrariar.

A propósito, das oito aquisições já concretizadas quantos deles são para emprestar? São três ou são quatro?

Vermelho Redundante disse...

É triste que haja por aí uns palermas, alegadamente fantasiados de benfiquistas, a rejubilarem com a vitória do Braga.

O Braga é tão somente a outra face da mesma moeda e portanto, façam lá o papel de patriotas de pacotilha e teçam loas ao porto B e à pandilha que o gere e dirige, dentro e fora do campo.

Que vos faça muito bom proveito e entretanto não se esqueçam que quanto mais alto se trepa, mais fundo se cai, sobretudo se o percurso for à base de vigarices, trapaças e jogo sujo.
Um clube chamada Boavista que em tempos foi o "4º grande" não me deixa mentir...

Águia Preocupada disse...

Caro(a) ibenfiquista!
Essa cabecinha anda demasiado desmembrada! Ou então não é Benfiquista! Então não tem bada a ver com "isso", sendo que "isso" é SÓ!? a vida do Benfica!? Também não terá nada a ver com o que se passa na sua casa? Na sua família?
Então tá bem... Vá até ao Júlio de Matos de vive na região de Lisboa ou ao Magalhães Lemos se vive na área do Porto!
A sua situação clinica está já no limite!

RedCristal disse...

bom post.

Coloquei o mesmo no meu blog com a devida referência e agradecimento.

João Tomaz disse...

Gostei de ler o texto. Faço minhas as palavras do Tiago Almeida!
Um abraço

John Billy #32 disse...

Pedro, já é a segunda vez que deixas passar comentários com insultos.
Se a partir de agora é assim, avisa que estou com vontade de chamar umas coisas ao vermelho redundante.

Sublime Benfica Campeão disse...

Este post é tão só uma bofetada de luva branca a quem,pequeno,se julga grande,para tecer qualquer tipo de injúria por antipatia pessoal para com o presidente do SLBenfica.
LFV não é o Benfica.É tão somente a pessoa escolhida pelos Benfiquistas com voto,para liderar o clube.Simples.
Não sou seguidor de LFV,sou há 40 anos seguidor do SPORT LISBOA E BENFICA.
Um bem haja para si José Marinho,que,não lhe chamo coragem mas sim BENFIQUISTA,pelas palavras que escreveu.

VIVA O BENFICA !

Rui Miguel Soares disse...

Só não entendo porque razão este post não foi colocado após o benfica se ter sagrado campeão nacional pela 32ªvez.

Os abutres sabem esperar pelas oportunidades.
Respeito pelo Benfica.

Pedro Veloso disse...

Excelente texto, José Marinho.

"Os benfiquistas são especialistas nisto...se o SLB contratasse estes jogadores o que não seria? Só contratamos coxos, desconhecidos, se fosse bom não custava tão pouco, etc etc etc"

Nem mais Pedro. Como quando contratámos o Weldon ou o Júlio César, por exemplo. Agora andam excitados com o Lima. Eu estou à vontade porque sempre gostei dele, mas ainda no jogo anterior falhou um golo isolado com um remate ridículo para fora do Bonfim. Não é o melhor do mundo por marcar 3 golos num jogo...E caro Mentiroso, não poderia rejubilar um pouco menos com a vitória do Porto B (que foi brilhante, sem qualquer tipo de ironia)? Quanto mais não seja, porque o SLB perde dinheiro (repartição das receitas da TV da Champions) directamente com isso. Mas isso não o deve incomodar decerto.

André Leal disse...

José Marinho:

Permita-me congratulá-lo pelo texto.

Está brilhante, demonstra um profundo benfiquismo e impele os benfiquistas a agirem movidos pela razão.

Obrigado.

Anónimo disse...

O pior que poderia ter acontecido em relação às eleições do Benfica onde concorreram o Bruno Carvalho e o Luis Filipe Vieira, era ter concorrido o Movimento que tanto o autor desta crónica não pára de elogiar.
Primeiro porque quiseram passar com insistência que o José Veiga era um genuíno Benfiquista e que deveria ser a «cabeça de cartaz».

Depois, porque em nada deram mostras de terem uma estrutura preparada, foi do mais profundo amadorismo aquilo que vi e ouvi, de onde destaco e descontextualizo algumas pessoas como o Fernando Tavares, Carlos Colaço, José Augusto e outros.
Agora o Movimento morreu após o discurso de Moniz, foi morte súbita. E mesmo o esforço desesperado com que o josé Marinho tenta fazer de desfibrilhador, não o vai reanimar. Porquê? Porque acabou.

Poderia falar muito mais, mas não interessa, nem me interessa entrar em quezílias com quem privei no passado, por breves instantes, e em estilo de chave d'ouro, desiludiu-me profundamente como Homem no fim.

José Marinho é um Benfiquista certamente. Mas isso há muitos!

Papoila Calmante

Pedro disse...

Não há necessidade de a malta insultar quem defende esta ou aquela posição. Pode-se dizer o que se vai na alma sem ser preciso estragar o ambiente. Vamos lá a ter calma. É sempre assim qd o SLB perde dois jogos seguidos...irra.

Mentiroso, não disse que apoio a política de contratações do Glorioso. Acho que devemos apostar mais no mercado nacional e na formação, sempre o defendi. Agora há posturas de benfiquistas que são do mais incoerente que existe. Agora devíamos ter ido buscar os jogadores que o Braga foi buscar...fomos lá buscar César Peixoto e Luis Filipe que eram figuras na equipa bracarense e que é q os benfiquistas pensam deles agora? Pois. São maus dizes tu. Mas no Braga eram bons...como estes que lá estão. I rest my case.

Mentiroso disse...

“E caro Mentiroso, não poderia rejubilar um pouco menos com a vitória do Porto B (que foi brilhante, sem qualquer tipo de ironia)? Quanto mais não seja, porque o SLB perde dinheiro (repartição das receitas da TV da Champions) directamente com isso. Mas isso não o deve incomodar decerto.”



Pedro Veloso,

Vem a propósito, ontem escrevi isto, às 23:10, no “Céu Encarnado”. Leia por favor.



"Mentiroso disse...

Eu sou um anti-patriota por excelência quando jogam o clube do Porto ou o Sporting de Lisboa nas competições europeias. Da mesma forma, hoje dava-me muito jeito que o Braga fosse eliminado para não dividir os cinco milhões dos direitos televisivos. Mas não foi isso que aconteceu e tenho de reconhecer muito mérito à equipa técnica, aos dirigentes e aos jogadores do Braga que merecerem o resultado.

Grande equipa feita com muita inteligência e pouco dinheiro. Um exemplo para os nossos dirigentes que já gastaram 37,5 M esta época em oito reforços e prometem não ficar por aqui."

24 de Agosto de 2010 23:10

Mentiroso disse...

Pedro,

Também no futebol o segredo do êxito está em saber tomar as opções certas nos momentos certos. É isso que se pede a quem tem a obrigação de decidir, é para isso que foram eleitos. Nada tenho contra Vieira, Rui Costa ou Jesus, desde que se mostrem competentes nas suas acções. E nos últimos meses o que tenho visto não me agrada mesmo nada.

Mentiroso disse...

Não queria pronunciar-me sem ter um conhecimento aprofundado do próximo reforço anunciado para o Benfica. Ainda assim, pela prospecção que fiz, tudo me leva a crer que este Maylson, por cinco ou seis milhões, está na linha da maioria dos negócios feitos esta época por esta direcção. Vamos aguardar para ver.

Miguel Lopes disse...

O Mentiroso é uma personagem deste blog da qual nunca tive dúvidas. Também eu tive alguma simpatia pelo apuramento do Braga pois sou de Braga, vivo em Braga mas daí a tecer loas ao empreiteiro e ao estilo com que dirige o clube vai uma grande distância.
Já agora e porque nos momentos de derrota se gosta muito de achincalhar o Vieira, deixo-vos uma que me contaram ontem acerca da dispensa de Quim e que me parece credível. Vieira opôs-se à compra de um guarda redes novo e à dispensa de Quim. Jesus é que terá insistido com a tese de que com Quim e os restantes não íamos fazer nada na champions. Vendo-a como a comprei, porque nestas coisas há sempre muitos pontos acrescentados e também não sou vieirista mas sei reconhecer os seus méritos que não se limitam apenas à gestão e ao património.

Anónimo disse...

José Marinho, parabéns pelo post. E já agora, se me permite, por finalmente confirmar aquilo que se furtou sempre a comentar: que uma larga franja de apoiantes do Movimento estava ali pelo seu anti-Vieirismo, não por achar que aquele era o melhor projecto para o Benfica. E isto, como sempre disse, fragilizava o próprio movimento.


"Sabe se foram realmente 8,5 milhões pelo passe? E que nada está mais incluído? Não sabe você nem eu."

Oh ibenfiquista, que raio de argumento. Nós sabemos o que a direcção do Benfica quer que se saiba. E tomando a opção que tomou, tem mais que se aguentar às críticas. E que são críticas bem válidas! Mas pronto, daqui a pouco vai chegar alguém a defender a honestidade do processo, ironicamente explicando que o Benfica pagou menos e declarou mais para fugir aos impostos, yada, yada, yada...

Quanto a jogadores que se vão abordando nos comentários: calma! O Lima é realmente uma solução interessante para qualquer grande, mas o Salino não. O Salino resulta bem no modelo de jogo do Domingos, duvido que tenha capacidade para jogar como Villas Boas e Jesus pretendem. (não chamo o Sporting a esta conversa porque ninguém perxcebe que modelo de jogo vão adoptar...)

NT (ex-Quetzal Guzman)

John Billy #32 disse...

Acho incrível como não se pode reconhecer mérito ao Braga.
Lá por ser gerido por personagens nojentas ligadas ao Porto não quer dizer que não se possa elogiar o trabalho bem feito.
E sinceramente, só um cego não consegue ver como foram colmatadas as baixas importantes, sem gastar muito dinheiro, montando uma equipa altamente competitiva em muito pouco tempo. Arrisco a dizer que este Braga, é ainda mais forte do que da época passada.
Isto só pode ser mérito do Domigos e do Salvador. Ou vão dizer que é ainda é o Braga do Jesus?
Por isso que sirva de exemplo aos nossos dirigentes e até ao nosso treinador.
O problema não é gastar pouco ou muito dinheiro. O problema é gastar dinheiro onde realmente faz falta.

Ainda em relação a contratação de jogadores baratos, os adeptos podem torcer o nariz quando o jogador é barato mas também o fazem se é muito caro. Basta ver os casos do Javi Garcia ou do Roberto.
Agora a direcção não pode fazer contratações para agradar aos adeptos. Contrata quem a equipa precise, que os jogadores hão de provar a sua valia no relvado e não pelo montante da sua transferência.
Lembro-me do David Luiz, que ninguém esperava ali alguma coisa e hoje é um dos elementos mais acarinhados do plantel.

José Marinho disse...

Caro JNF, a última coisa que pretendo é que estabeleçam uma colagem minha ao actual presidente do Benfica. O que penso sobre Luis Filipe Vieira não mudou e penso que o post é muito explicito. Se tem dúvidas, pode recuperar todos os meus textos, por altura das anteriores eleições, que está lá tudo, não mudou nada. Todavia, a minha antipatia por Vieira não significa que tenha de estar de acordo com tudo o que se escreve e sobretudo, se eu considerar, que a altura em que se escreve, pode prejudicar o Benfica. Tão somente isso, porque se tenho liberdade para criticar o presidente do clube, quando entendo, também reservo para mim o direito a não concordar com o que se possa escrever sobre ele, sobretudo numa altura desportivamente sensível para o Benfica. Só isto.
Caro Papoila Calmante, tenho, de facto, muita pena que não tenha feito essas observações, na altura, em que se juntou ao Movimento e nos vários jantares do Movimento que integrou. Porque, de facto, se era assim que pensava, andou a perder o seu tempo e, pelos vistos, fez com que perdêssemos o nosso. É pena que assim seja, porque, o que vi foi uma pessoa muito comprometida com o Movimento, muito interessada e principalmente desejosa de que aparecesse uma solução alternativa. E, curioso, é verificar que nunca lhe notei alguma objecção relativamente à solução proposta, pelo contrário, sempre lhe notei um grande entusiasmo. Tenho o maior respeito por si, pessoalmente, mas como concordará, esse respeito diminui a partir do momento em que o meu caro faz observações pessoais injustas e ressentidas. E meu caro, pensei que as coisas tivessem ficado claras para si...O Movimento acabou e para mim, acabou na noite que descrevo no post. E isso nem devia surpreendê-lo, porque chegámos a conversar sobre isso e sobre o desconforto que causava a muitos benfiquistas do Movimento, certas estratégias pessoais de ajustes de contas com o passado. E sobre José Veiga, também devo assinalar que me espanta bastante o que escreve, tão elogiado foi por si, pelo contacto que chegou a ter com ele. A terminar, gostaria de lhe dizer que o meu caro não me desilude como pessoa, porque mantenho afecto pessoal por si, mas surpreende-me. Sobretudo escrevendo agora o oposto aquilo que sempre afirmou no âmbito do Movimento.
Caro Rui Miguel Soares, quer mesmo que lhe responda ou acha que, lendo de novo o post, consegue chegar a uma resposta suficientemente clara?
Caro Mentiroso, tem toda a razão no que escreve. O Braga tem um mérito enorme na vitória que alcançou, foi uma vitória estrondosa, que lhe fica bem, que é merecida e que devia obrigar à reflexão em Portugal sobre certos investimentos. Mas aí, meu caro, perdoe que lhe diga, o exemplo não serve apenas ao Benfica, também serve aos outros, porque não vejo o FC Porto na Liga dos Campeões e o próprio Sporting está com grandes dificuldades para assegurar o acesso à Liga Europa. E ambos têm orçamentos consideravelmente superiores ao Braga. Não é apenas o Benfica. Mas, concordo consigo, acho que o Braga deve ser um exemplo de gestão desportiva em Portugal. Espero não ser considerado um palerma, por causa disso. Porque isso já não seria palermice, seria fanatismo. E para aí, não estou virado.

Anónimo disse...

José Marinho,

É por respeito a si que não vou tocar, nos últimos momentos de vida do seu Movimento, e nas conversas que tivemos.

Não me juntei ao Movimento, apenas assisti a uma conferência e estive presente no jantar final.
Ouvir alternativas, sempre foi uma atitude presente em mim, quando tento escapar a uma penosa rotina.

Nunca fui convidado para fazer parte do MVV, nunca estive em nenhuma reunião, fazia sentido como alternativa visto por fora, pelo pouco que vi por dentro, desiludiu-me profundamente.

Quanto à bolinha vermelha em cima do texto, fica entre nós, mas que as suas conversas (propostas) finais comigo, onde ouviu um frontal «não, para isso não conte comigo!», foram a assumpção dessa mesmo desilusão ... que não lhe reste dúvidas.

quanto a José Veiga, como profissional provou no Benfica ser alguém capaz do sucesso e de ficar na história do Clube. Mas só isso, porque quanto ao resto ao ser um Benfiquista Genuíno, a ser candidato a Presidente e ter o meu apoio, jamais ouviu a minha concordância com a ideia.

Por último, enterro o meu machado, com este post.

Papoila Calmante

Saudações Benfiquistas.

Miguel Lopes disse...

E nunca mais é sábado para começarmos a ganhar e acabarmos com estes temas.

Anónimo disse...

Há muito que não vinha ate aqui dar opinião, isto apesar de quase todos os dias passar por aqui para ir lendo o que o Zé Marinho e os outros bloguers vão escrevendo.
E deparei-me com este ultimo post, fiquei estupefacto, muito sinceramente não estava à espera de tal resposta.
Todos nos sabemos que o inimigo está a norte, e é ele que unidos temos de combater, mas há coisas que não podemos deixar escapar, e a provar-se o que foi escrito noutro blogue, a que é respondido posteriormente pelo Zé Marinho, é grave demais para deixarmos de não reparar, comentar e mesmo não incentivar a que se apure a verdade, é gravíssimo de mais.
Por isso se tinha de haver post sobre desuniões que fosse escrito, mas não nestes termos que foi, o que resultou com isto? Ainda mais desunião...
Fico triste pelo que aqui foi escrito pelo Zé, não havia necessidade, o mundo é pequeno, e um contacto aqui, ou ali poderia ter esclarecido muita coisa antes de se publicar o que foi publicado.

Cumprimentos!

Ass: Pérola da Mourisca

José Marinho disse...

Meu caro Papoila Calmante, vejamos. Participou no jantar de encerramento, é um facto. Assistiu à cerimónia de lançamento do Movimento. Outro facto. Conversamos longamente, por telefone e presencialmente, sobre o Movimento e sobre as figuras que o compunham. Outro facto. Concordámos em muita coisa sobre o diagnóstico que ambos faziamos, sobre a necessidade de mudar o modelo presidencial do clube. Nunca lhe notei nenhuma profunda discordância em relação às propostas do Movimento. O meu caro conhecia algumas delas, porque chegámos a discuti-las, e nunca demonstrou essa relutância. De todo o modo, esta discussão é inútil. Como escrevi anteriormente, o Movimento acabou e nada nem ninguém o conseguirá ressuscitar.

Luís A. disse...

Temos de vencer o Setubal! Agora que pelos vistos já não mora na baliza aquele buraco espanhol,pode ser que a defesa acerte e ganha estabilidade. Nós benfiquistas temos de nos unir e lutar como se não houvesse amanhã. É o Benfica contra todos! E mais não digo!

ps- os que "crucificam" o treinador campeão nacional nesta fase, so da para dizer: com amigos destes, quem precisa de inimigos?

José Vieira disse...

Também eu gostaria de deixar um aviso, não aos benfiquistas mas aos oposicionistas: organizem-se, porra!
Basta o glorioso perder três jogos seguidos para virem para a praça pública disputar o título de "boa oposição" e "má oposição"...
Para a esmagadora maioria de benfiquistas interessados apenas na disputa do título nacional, direi apenas que sábado temos novo encontro marcado na catedral.

Pedro Fernandes disse...

O "meu" Benfica está doente! A prova disso é a discussão e as acusações que para aqui vão, e que só interessarão aos próprios, assim como aos clubes opositores que anseiam a nossa destabilização.

O que mais me perturba, é pensar como se consegue destruir com tanta facilidade o que parecia ter levado anos a ser construido.

Reporto-me apenas à equipa de futebol, sólida, consistente, ganhadora do ano transacto! Como é possível esta destabilização! Só um GR péssimo, não pode justificar tudo isto!...

Pedro Vagos disse...

Bom, penso que pouco mais há a dizer sobre este tema... concorde-se ou não com ele, ache-se ou não que o Vieira não está a misturar negócios pessoais com negócios desportivos, a verdade é que o homem põe-se constantemente a jeito de serem levantadas estas "teorias da conspiração".
E pronto.

Pedro, mete lá um tópico novo acerca dos reforços de última hora, do Roberto ou do Mantorras... que é para a malta arranjar novos assuntos para discutir!

José Marinho disse...

Caro José Vieira, olhe que os oposicionistas podem ser tão ou mais benfiquistas do que o senhor. E alguns do que comentaram neste post, mesmo discordando de mim, nunca deixaram de ser benfiquistas. E, como eu os conheço, posso assegurar que são grandes benfiquistas. Não são é carneiristas. Porque, para os verdadeiros benfiquistas, não há um bom ou mau benfiquismo. Há apenas benfiquismo. E cada expressa-o da maneira que entende. Como por exemplo, o meu caro, que é uma espécie de benfiquista que se entretém a atacar outros benfiquistas. São manias, não são benfiquismos.

Miguel Lopes disse...

E nunca mais é sábado...

John Billy #32 disse...

Júlio César;
Maxi, Luisão, D Luiz, Coentrão;
Javi;
Amorim, Martins, Gaitán,
Saviola e Weldon.

Sai Roberto (para sempre) e Aimar e Cardozo (por estarem em má forma).

Anónimo disse...

@John Billy#32,

esse é o teu 11 para o próximo jogo, já falaste com o JJ ou fonte próxima?

José Marinho disse...

A minha equipa para sábado seria:

Júlio César;
Maxi, Luisão, David e Coentrão;
Javi, Ruben e Aimar;
Gaitán, Cardozo e Saviola.

Acho que é um onze inicial que dá garantias de duas coisas que o Benfica necessita e tem no seu plantel: qualidade e diversidade táctica.

Anónimo disse...

JM,

isso seria 4x3x3.
Já se viu que o JJ só usa essa táctica em particulares ou quando esta a perder...

Rearviewmirror disse...

o meu 11 para Sábado:

Roberto
Maxi - Luisão - D.Luiz - Coentrão

Javi

Ruben - Aimar - Gaitan (o sr 8.6M€)

Weldon - Saviola.


Ah, ontem o grande gr do Braga, em 5 remates do Sevilha com perigo, fez uma defesa, deixou entrar 3 golos (Frango incluido), e a outra foi á barra...

Ai se fosse o Roberto...

Temos que dar tempo ao tempo.

O Butt também esteve cá, foi posto a correr, e este ano além de ter ganho quase tudo pelo seu clube (incluindo ter chegado a´final da Champions), ainda foi ao Mundial...

Hugo disse...

Ontem vi o Braga aos saltinhos nas bolas paradas.
De facto este Domingos é um cranio, implementou algo no futebol português.

O único jogador que tinha lugar no plantel do Benfica era o Alan.

O meu onze para sábado:

Julio César
Maxi, Luisão, David Luiz e Coentrão
Javi Garcia
Amorim, Aimar e Salvio
Saviola e Jara

JNF disse...

Muito bem, caro Jose Marinho, interpretei mal, mas ja agora recomendo-lhe que reveja os posts que escreveu no Eterno Benfica para se recordar da maneira como falou do presidente. Cumprimentos.

José Vieira disse...

Caro José Marinho, parece que faltou à aula da catalogação das espécies.
Anote:
Eu faço parte da espécie de benfiquistas que se entretêm a atacar oposicionistas;
O meu caro faz parte da espécie dos oposicionistas que se entretêm a tentar atacar benfiquistas.
As manias são conceitos diferentes e cada espécie é livre de as ter.
Eu, por exemplo, tenho a mania do benfiquismo.
Já o meu caro parece ter a mania do contorcionismo.

Miguel Lopes disse...

Julio Cesar; Maxi, Luisão David Luiz e Fábio Coentrão; Javi; Aimar e Gaitan; Jara, Saviola e Cardozo

4123 com Gaitan sobre o centro-direita e Aimar a flectir sobre o centro-esquerda. Setubal vai estacionar o autocarro e temos de imprimir velocidade e marcar cedo.

LC disse...

Ler os comentários do "mentiroso" e do "John Billy" é delicioso, não pelos textos mas pela extrema ignorância dos mesmos, pois nada acrescentam a não ser na comédia.

Então, é a escrever comentários em blogs que estas 2 alminhas querem respostas da direcção ou de quem quer que seja?

Se os vossos comentários são a tentar persuadir os benfiquistas, não é que seja má ideia, mas têm de se esforçar mais.

É que das vossas palavritas só chegamos a uma conclusão, é que atrás do monitor os 2 são uma dupla temível, são umas pérolas, os 2 juntos seriam o treinador (john billy dos 32 campeonatos) e o outro presidente e director desportivo... e baratinhos, não sei como ainda ninguém pegou em vocês para governar o Maior Clube do Mundo.

PS: Mais a sério, está interessante a verdadeira discussão, sem colocar em causa a integridade de quem serve o clube e a emitir opiniões com valor.

Helder disse...

Já agora o meu onze para Sabado:

Moreira

Maxi Luisão David Luiz Coentrão

Javi
Amorim Gaitan
Aimar

Saviola Cardozo

John Billy #32 disse...

Que orgulho!
Tive direito a um comentário interinho do Ché Guevarra da blogosfera!!
O post do José Marinho só teve direito a um miséro post scriptum!

João Bizarro disse...

11 para Sábado:

Moreira
Maxi-Luisão-D.Luiz-Coentrão
Amorim-Javi-Aimar
Saviola-Cardozo-Jara

Mentiroso disse...

Apanhei agora a parte final do programa “Debate” na Benfica TV.

Se bem entendi trata-se de um debate com quatro bloguers benfiquistas o que despertou desde logo a minha curiosidade sobre a identificação dos participantes.

Para mim, os comentadores com quem troco por vezes uns piropos, salvo raríssimas excepções, são todos anónimos. No programa só consegui perceber o nome do moderador (Pedro) mas Pedros há muitos.

Se algum de vós sabe o nome dos participantes e a respectiva proveniência agradeço a informação.

Pedro disse...

São bloggers do Blog Tertulia Benfiquista!

José Marinho disse...

Meu caro José Vieira, o seu comentário peca por um defeito rude: onde é que estão os oposicionistas? No entanto, a culpa não é sua nem da catalogação das espécies. Porque o meu caro pertence a uma espécie indecifrável, entre a mania da grandeza e a necessidade de dar nas vistas. Porém, um grande culpado emerge desta discussão: eu, porque ainda lhe dou trela. O meu caro acha-se detentor de uma espécie rara de benfiquismo, eu acho-o portador de um reles auto-convencimento de que é uma espécie de policia sem esquadra. Uma coisa, porém, não muda, apesar do seu ruido de fundo. No sábado, lá estará no seu canto do estádio, eu lá estarei no meu canto do estádio. E assim se ficam a conhecer, neste blogue, os verdadeiros cantos à casa. Por muito que lhe custe e por muito que isso possa destruir-lhe todos a propriedade intelectual de que se julga detentor, de um benfiquismo puro e imaculado. Porque a sua natureza é que verdadeiramente me faz espécie. E sem direito a catalogação.

Pedro Vagos disse...

O 11 para Sábado:
Moreira
Maxi, Luisão, David Luiz, Coentrão
Javi, Amorim, Aimar
Gaitan e Nuno Gomes

Mentiroso disse...

LC,

Se estás a tentar meter-te comigo porque me achas graça devo desde já dizer-te que não gosto de acasalar com homens, por isso desampara-me a loja e procura outro alvo. Vais ver que consegues encontrar um que te encha as medidas.

Helder disse...

Pedro Vagos

Começavas o jogo logo com um a menos????? :):)

John Billy #32 disse...

Pedro Vagos,
Convinha jogar com onze :)

Miguel Lopes (o outro) disse...

Pois, é Pedro Vagos...
Tenho de concordar com o Helder e o JB#32.... Pior que isso só colocar o Peixoto no lugar do Coentrão...

José Vieira disse...

Caro José Marinho, já eu não sinto idênticas dificuldades em decifrar qual a sua espécie pois a língua comprida e a já famosa maleabilidade de opiniões denunciam-no: estamos seguramente perante um ser camaleónico.
Outro esclarecimento. A minha mania da grandeza leva-me o ocupar um lugar central no estádio.
Deve ser por isso que nunca por lá o encontrei. Só espero que essa opção que o meu caro tem pelos cantos seja voluntária e que não tenha sido jogado para lá, como é costume...
Por fim, meu caro, só consegue dar trela quem não anda "atrelado", o que não é claramente o seu caso pelo que da minha parte este não foi o canto da camaleão, foi mesmo o canto do cisne.

JS disse...

Não sei porque é que se estão a meter com o Pedro Vagos. Então até agora não temos jogado só com 10 ?!

(desculpem, não resisti e nosso portero não merece a piada mas nós Benfiquistas temos de ser os primeiros a jogar com o humor)

Independentemente de ser com 10 ou com 11 e seja qual for a equipa, o que eu sei é que sábado vão ser 3 pontos e o nosso reencontro com a equipa.
Força SLB!

benficafamalicão disse...

E por isso que gosto de vir a este blog pois encontro aqui varias opinioes,o que a imagem do clube nos torna para alem do maior clube portugues tambem o mais democratico.
E obvio que algo não vai bem e que não houve uma preparação adequada a nova epoca com algum vaidosismo por parte da equipa tecnica e direcção mas tambem acredito que já desceram a terra e que como disseram atrás ainda vão muito a tempo pois ninguem e campeão a 2ª jornada.Abraço a todos e continuem com os vossos cometarios.

Mr. Shankly disse...

Já agora envio a minha equipa também:

Roberto (sim, sim)
Maxi, D. Luiz, Luisão, Coentrão
Martins, Javi, Aimar, Gaitan
Saviola, Cardozo

Pedro Vagos disse...

Helder, John e Miguel (o outro): LOLOL - têm razão! A dúvida era entre o Saviola ou o Salvio... e acabei por não meter nenhum! Mas a resposta que o JS vos deu é muito boa!!!! Eheheh!

Pedro disse...

Uma pergunta a quem coloca Roberto no 11 para sábado:

- Fazem-no pq acham que o treinador não deve ceder a pressões externas ou fazem-no pq acham que Roberto tem qualidade para ser nosso guarda redes?

Anónimo disse...

Só posso interpretar como ironia ou uma espécie de masoquismo....

"Frangos Roberto 24h aberto"

José Marinho disse...

Caro José Vieira, a única coisa que verdadeiramente se aproveita do seu último post, é mesmo a parte final, "da minha parte foi o canto do cisne". Apenas espero que o seu auto-convencimento não o leve ao delirio de pensar que é cisne. Como sabe tanto de espécies, um cisne é um animal gracioso e que estabelece uma diferença grotesca com os patos. Até no próprio grosnar. Mas acho que isso todos notam, nesta discussão que temos mantido neste blogue.
Agora, tentando manter consigo uma conversa adulta, mesmo desconhecendo se está preparado para isso...onde é que as minhas opiniões são maleáveis e camaleónicas? Quer fundamentar ou apenas quer desconversar? Já agora, que parece saber tanto da minha vida, recorde-me, por favor, em que ocasiões é que fui atirado a um canto, "como de costume"...Estes dois esclarecimentos serão importantes para discussões que possamos vir a ter no futuro e creio que o meu caro será capaz de articular duas respostas convincentes...faz parte da evolução das espécies. De outro modo, terei mesmo de concluir que afinal, andou a enganar toda a gente, alegando um canto do cisne, quando se trata apenas do grosnar de um pato.

Anónimo disse...

http://www.youtube.com/watch?v=cnXA3gWoeLo

Mr. Shankly disse...

"Fazem-no pq acham que o treinador não deve ceder a pressões externas ou fazem-no pq acham que Roberto tem qualidade para ser nosso guarda redes?"

Ambas. Embora evidentemente ele esteja num momento psicológico atroz (mesmo assim bastante melhor que o de muitos benfiquistas).

José Vieira disse...

Caro José Marinho, o meu auto-convencimento permite-me concluir que, ao contrário de si, escrevo de uma forma clara, concisa e precisa mas como até agora foi o único a não perceber o que escrevo para si abro uma excepção.
Meu caro, o lugar central é meu, a predilecção pelos cantos é sua, incluindo o dos cisnes.
Mas percebo que sinta a necessidade de trazer à colação o grosnar dos patos.
Confesse, sempre que entra na catedral não deixa de pensar que todos aqueles que ocupam um lugar central do estádio o vêem como como um patinho feio...
Daí lhe ter perguntado se a presença envergonhada no canto do estádio era uma opção voluntária ou se o tinham para lá empurrado. É que é o meu caro quem faz alarde que, na actual conjuntura directiva do SLB, é visto como "personna non grata", ao ponto de o terem tentado prejudicar.
O certo é que não se pode queixar muito pois se na catedral ainda tem direito a um recanto, noutro estádio nem os cantos à casa teve oportunidade de conhecer...
Mas façamos um esforço por ter uma conversa adulta.
Queira então responder:
1- Quer ou não quer que José Veiga regresse ao SLB?
2- O sistema derrota-se dentro de campo ou fora dele?
3- Jorge Jesus faz ou não milagres?
4- Quem é a equipa favorita a conquistar títulos em portugal, SLB ou o porto (esta todos notaram...)?
5- Disse ou não disse que o Wesley já estava contratado?
6- Qual é, afinal, a sua posição relativamente a LFV (esta também não fui só eu a notar...)?
7- Sabia ou não sabia já há muito tempo que pinto da costa recebia árbitros em casa? (desculpe, esta não é para si...).
Deixo-lhe um conselho: não perca muito tempo a escolher a resposta porque o meu caro, nestas e noutras temáticas, já defendeu uma coisa e o seu contrário. Está escrito, não há nada a fazer.
Já que falamos em manter uma conversa adulta, tenha pelo menos a maturidade de reconhecer que, no limite, mudou de opinião e não que as frases foram descontextualizadas.
Tal atitude só o valorizaria e serviria também para enriquecer a nossa fábula pois ao camaleão, ao cisne e ao pato juntariamos a figura de urso.

José Marinho disse...

O meu caro José Vieira padece de uma problema cognitivo. Só assim se compreende que levante o tipo de questões que aqui trouxe, porque, de facto, foi mesmo o único a não perceber que se há uma mudança, não é nas ideias que exponho, é nas circunstâncias em que elas ocorrem. Mas, dado que ocupa um lugar tão central no estádio, porventura tem dificuldade em chegar aos cantos da discussão. É por isso que o meu caro personifica um caso raro e dificil de diagnosticar. É que, aparentemente sabe escrever, mas curiosamente, não sabe ler. De tal modo que, não é preciso que eu me exponha à possibilidade de fazer figura de urso. O meu caro acabou de conseguir isso por mim. E aqui, devo confessar, de uma forma a que eu nunca conseguiria chegar.
Posto isto, como já devia ter feito há muito tempo, desde que me começou a palpitar que o seu interesse é comentar-me e não comentar a actividade do nosso clube, vou passar à fase seguinte e derradeira da nossa discussão. Ignorá-lo. Veremos se consegue fazer o mesmo em relação a mim. É que todas as suas respostas levam-me também a juntar uma outra espécie conhecida. A dos cucos. Infelizmente não estou disponível para continuar a voar sobre o ninho de cucos que constantemente aloja nos seus comentários. Até porque desordens mentais não se resolvem num blogue, resolvem-se num sanatório.
PS: A sua sanha contra mim, além de não lhe permitir ser sério na discussão ainda obriga-o a ser descuidado. O estádio de que fala, onde alegadamente eu não teria sequer tido a oportunidade de conhecer os cantos à casa, foi, por acaso, o mesmo estádio onde fui convidado para estar, numa ocasião que serviu para me apresentar às forças vivas da cidade...presidente da câmara, bispo e empresários locais. Nessa noite, também fui apresentado a jornalistas. Por isso é que achei curiosa a sua referência à minha maturidade, quando não resistiu à criancice de recordar um episódio da minha vida onde fui vítima de uma patifaria. Pelo menos, o modo como usou triunfalmente esse argumento para me provocar, ajuda todos, neste blogue, a perceber bem onde é que está a figura e onde é que está o urso.

Mentiroso disse...

Caríssimos, José Vieira e José Marinho

Por muito que eu tente ignorar essa vossa troca de argumentos que em minha opinião se vem tornando repetitiva e enfadonha, a verdade é que não tenho conseguido abstrair-me do vosso teatro de guerra e isso aborrece-me porque desvia a minha atenção de outras coisas mais importantes.

Paulatinamente fiz e refiz o meu juízo sobre o que motiva dois adeptos do mesmo clube a digladiarem-se entre si, numa atitude que cheira a acerto de contas/revanchismo mal disfarçado, com constantes ataques do lado representado pelo “quase” anónimo José Vieira (sem nada a perder, portanto) e de defesa do lado publicamente identificado (José Marinho, a quem não interessará o prolongar desta exposição inglória).

Apesar das constantes ameaças de desistência a discussão já vai longa e ameaça eternizar-se sem que esteja presente da parte dos dois intervenientes a mesma motivação e a mesma compostura ética. Isto para vos dizer que com cartas viciadas em mãos pervertidas há jogos que nunca se podem ganhar.

Vocês sabem de quem eu estou a falar.

José Vieira disse...

Meu caro José Marinho, e não é que foi mesmo o canto do cisne? Dito de outra forma, e com maior propriedade, acabou-se-lhe o pio...
Como é bom de ver, é o melhor que faz, se bem que me tenha desagradado o seu amuo. Vá lá, não se comporte como um petiz, cresça e, quando entender, apareça, pois são sempre bem-vindas pérolas como "...se há uma mudança, não é nas ideias que exponho, é nas circunstâncias em que elas ocorrem". Nesta parte não pude deixar de rir que nem uma hiena.

Moral da história: a figura é triste e o urso sabe disso, por isso decidiu hibernar.
Vitória, vitória, acabou-se a história.

Pedro Veloso disse...

Pedro Veloso,

Vem a propósito, ontem escrevi isto, às 23:10, no “Céu Encarnado”. Leia por favor.



"Mentiroso disse...

Eu sou um anti-patriota por excelência quando jogam o clube do Porto ou o Sporting de Lisboa nas competições europeias. Da mesma forma, hoje dava-me muito jeito que o Braga fosse eliminado para não dividir os cinco milhões dos direitos televisivos. Mas não foi isso que aconteceu e tenho de reconhecer muito mérito à equipa técnica, aos dirigentes e aos jogadores do Braga que merecerem o resultado.

Grande equipa feita com muita inteligência e pouco dinheiro. Um exemplo para os nossos dirigentes que já gastaram 37,5 M esta época em oito reforços e prometem não ficar por aqui."

Ok caro Mentiroso obrigado pela nota. Concordo com o que escreve, com a ressalva de que poderia conceder uma margem maior do que apenas três jogos oficiais antes de fazer juízos definitivos sobre o novo Benfica.

Bimbosfera disse...

Boas. São 89 comentários, e com este arredondo a conta. O certo é que achei o texto muito bem, tendo em conta que o li noutro lado e vim cá dar para dar os parabéns ao articulista do mesmo. No entanto, depois de ler toda a discussão adjacente, cheguei à conclusão que há muita coisa que não sei, que não entendo, e que só quero mesmo, como queria há 3 ou 4 meses atrás que não acabasse a época, que esta fase seja ultrapassada rapidamente.
Como não sabia de quase ninguém ao meu alcance no movimento vou deixar um pouco da minha posição sobre o que me pareceram as coisas à data... Algo fraquinho (eu ainda não blogava sobre «bola») e que, se queriam ser mesmo alternativa a algo, pareciam mais, como o autor refere, um «antro», se bem que é uma palavra forte, talvez um «ninho», pegando no que já foi dito na discussão, de seres a quererem ajustes de contas. Cá para mim não percebi o Moniz, o Juiz, o Veiga, este, aquele, o outro, o fulano e o beltrano. Ou seja, tudo muito fraquinho, mesmo a nível estrutural, e se para uma eleição não se organizaram como deve ser, ainda bem que não tocaram na direcção do clube. Sendo certo que me pareceu, neste único post que li aqui, e creio que li de si, que separa bem as diferenças pessoais e profissionais que tem com Vieira, o teor do mesmo leva-me, portanto, a dar-lhe os parabéns. No entanto, como eu comecei este comentário, devido ao que não sei, bom, fico-me por aqui, e espero, pelo bem do clube, que seja quem for que vá a seguir ao Vieira que vá como deve ser e a bem do clube.
Há pouco mais a dizer que este, infelizmente, não é o meu mundo e eu só abordo as coisas muito à superfície, até para mais porque não conheço o interlocutor pessoalmente.

Abraço e um convite a uma visita ao meu blog, para nos rirmos um bocado, já agora!

Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

Bimbosfera.blogspot.com

José Marinho disse...

O verdadeiro urso é mesmo aquele que, em definitivo, não sabe ler, como, uma vez mais demonstrou, com clareza animal. É que o que escrevi é apenas digirido à sua figura, caro José Vieira e tanto se me dá que se perca com risadas de hiena ou se esfregue na porcaria que escreve, porque, na verdade, deixei de ter paciência para dar pérolas a porcos.
Meu caro Mentiroso, tem toda a razão, pela parte que me toca, termina aqui este espectáculo degradante, para o qual, lamentavelmente contribui, não tendo conseguido resistir às provocações de um comentador arruaceiro e auto-convicto de que descobriria pólvora, descobrindo-me a incoerência. Saiu-lhe o tiro pela culatra e agora tem as mãos sujas de pólvora seca.
Mas tem a minha garantia de que, doravante, comentarei o Benfica, como sempre foi o objectivo principal, não comentarei baboseiras de quem, pela aparência do que escreve - não do que lê - já é capaz de ter idadezinha para ter juizo. Nem que fosse um juizo final.

Anónimo disse...

Meu caro José Vieira,
De facto, foi muito curiosa a discussão que manteve com José Marinho.
Mas mais interessante (muitíssimo mais) foi apreciar o desempenho do ex-director de Comunicação do Vitória de Guimarães.
Sabe que José Marinho não foi sempre assim.
Nos seus tempos em Guimarães, José Marinho passeava-se na blogosfera vitoriana, camuflado pelo anonimato (que em tempos idos tanto tinha criticado), insultando e ameaçando os sócios e simpatizantes, a seu bel-prazer.
Não sabia desta, pois não?
Pois é mesmo verdade. Só foi apanhado porque, para além de tudo o mais, ainda se mantinha, informaticamente, como um ingénuo.
Nesses seus devaneios, cometeu o erro de usar o mesmo computador que antes lhe tinha servido para fazer comentários identificados e observações bem mais civilizadas.
Foi atraiçoado pelo IP!
Foi uma risota, como deve imaginar. A figura que José Marinho fez…
Quanto ao resto, têm os dois alguma razão. Ele, quando afirma que foi recebido de braços abertos, iludidos que estávamos todos de que ele poderia vir a fazer um trabalho meritório. E o meu caro José Vieira, quando diz que ele mal conheceu os cantos à casa. Julgo que não terá durado muito mais do que dois ou, no máximo, três meses.
Nunca se lhe chegou a conhecer trabalho digno desse nome.
O que veio a público, na altura, foi uma rescisão amigável, mas a verdade é que José Marinho foi corrido de Guimarães, sem honra nem glória.
Pelo meio, ainda conseguiu gritar aos sete ventos, que seria vitoriano até morrer.
Quem diria? Curiosa afirmação esta, vinda de tão ferrenho benfiquista…

José Rialto

José Marinho disse...

José Rialto, o seu post é uma mentira, do inicio até ao fim. É uma vergonha o que escreve e é ainda maior a vergonha a que se propõe. O desmontar a minha seriedade e o meu profissionalismo. O meu caro lá sabe os verdadeiros motivos pelos quais me vim embora. E já agora, não seja ridiculo, o clube de que eu e o José Vieira falávamos não era o Vitória, era o Braga. Foi também por causa de vitorianos como o senhor, que me infernizaram a vida, desde o inicio - uns dentro do clube e outros fora dele - que se criaram as condições para sair. O senhor sabe lá o projecto que tinha para implementar, que foi aprovado pela direcção e depois, contraditoriamente, não me deixaram executar. Tanto que, durante dois meses adiaram a aprovação de uma série de medidas que tornaria mais eficaz e mais moderna a comunicação do clube e durante dois meses bloquearam essa decisão. Curiosamente, no mesmo dia em que cheguei a acordo com o presidente do clube para sair, nesse mesmo dia, poucas horas depois, em reunião de direcção, aprovam os vários projectos do meu plano de comunicação. Interessante, não é, meu caro? Num dos primeiros dias, quando cheguei, informei a direcção da utilidade de manter a comunicação e o marketing no mesmo piso, por questões que têm a ver com a proximidade das duas áreas de intervenção...Durante três meses e meio fizeram ouvidos moucos. Curiosamente, no dia a seguir à minha saida, quando me desloquei ao Centro de Estágio para entregar o computador e outros haveres, deparo-me com o gabinete de comunicação em frente ao da direcção de marketing. Estas e outras situações o meu caro desconhece ou esconde. O seu único interesse é vir aqui a este espaço e talvez fazer o que sempre fez desde o primeiro dia em que cheguei a Guimarães...corromper a opinião das pessoas, intoxicá-las, contra mim e por extensão contra a minha familia. Sabe, o dia em que se torna irreversível a minha saida de Guimarães é o dia seguinte à confirmação de que tinha sido aceite a transferência de escola do meu filho mais velho, pedida uma semana antes. Há quase um mês que andanva a preparar a minha saída. Não acredita? Pergunte ao actual director de comunicação do Vitória. Se ele for a pessoa isenta e séria que penso que é, ele confirmará isto. Porque o meu filho, com onze anos, era atacado na escola, verbalmente, por outros miúdos, simplesmente porque era meu filho e porque os bloggers vitorianos atacaram-me desde o início, porque era benfiquista, o que nunca escondi, mas que nunca julguei que fosse motivo para tanto alarido e para me impedir de fazer o meu trabalho. Tenha maneiras e guarde o seu rancor por uma pessoa cujo único crime que cometeu foi ter aceite o convite, primeiro do treinador e depois da direcção. Não apontei uma pistola a ninguém para ser contratado. E são pessoas como o senhor que fazem com que me arrependa amargamente, não do momento em que saí do clube, mas do momento em que entrei. Pessoas como o senhor, que minavam a partir de fora e mais escandalosamente, pessoas como o senhor que o faziam a partir de dentro do clube e depois me davam palmadas nas costas. Tenha vergonha do que escreveu, além do mais, porque é mentira. E sabe, quando me confrontei na blogosfera foi com o meu nome e foi com o meu nome que me defendi dos ataques desbragados de indíviduos como o senhor. O seu post, nem chega a ser um post, na verdade é um vómito e dá-me naúseas, porque é mentiroso e manipulador. De resto, olhe meu caro, faça comigo aquilo que eu já consegui fazer em relação a si e a outros que me atacaram durante três meses e meio como se não houvesse vida para além disso. Ignore-me.

José Marinho disse...

José Rialto, o seu post é uma mentira, do inicio até ao fim. É uma vergonha o que escreve e é ainda maior a vergonha a que se propõe. O desmontar a minha seriedade e o meu profissionalismo. O meu caro lá sabe os verdadeiros motivos pelos quais me vim embora. E já agora, não seja ridiculo, o clube de que eu e o José Vieira falávamos não era o Vitória, era o Braga. Foi também por causa de vitorianos como o senhor, que me infernizaram a vida, desde o inicio - uns dentro do clube e outros fora dele - que se criaram as condições para sair. O senhor sabe lá o projecto que tinha para implementar, que foi aprovado pela direcção e depois, contraditoriamente, não me deixaram executar. Tanto que, durante dois meses adiaram a aprovação de uma série de medidas que tornaria mais eficaz e mais moderna a comunicação do clube e durante dois meses bloquearam essa decisão. Curiosamente, no mesmo dia em que cheguei a acordo com o presidente do clube para sair, nesse mesmo dia, poucas horas depois, em reunião de direcção, aprovam os vários projectos do meu plano de comunicação. Interessante, não é, meu caro? Num dos primeiros dias, quando cheguei, informei a direcção da utilidade de manter a comunicação e o marketing no mesmo piso, por questões que têm a ver com a proximidade das duas áreas de intervenção...Durante três meses e meio fizeram ouvidos moucos. Curiosamente, no dia a seguir à minha saida, quando me desloquei ao Centro de Estágio para entregar o computador e outros haveres, deparo-me com o gabinete de comunicação em frente ao da direcção de marketing. Estas e outras situações o meu caro desconhece ou esconde. O seu único interesse é vir aqui a este espaço e talvez fazer o que sempre fez desde o primeiro dia em que cheguei a Guimarães...corromper a opinião das pessoas, intoxicá-las, contra mim e por extensão contra a minha familia. Sabe, o dia em que se torna irreversível a minha saida de Guimarães é o dia seguinte à confirmação de que tinha sido aceite a transferência de escola do meu filho mais velho, pedida uma semana antes. Há quase um mês que andanva a preparar a minha saída. Não acredita? Pergunte ao actual director de comunicação do Vitória. Se ele for a pessoa isenta e séria que penso que é, ele confirmará isto. Porque o meu filho, com onze anos, era atacado na escola, verbalmente, por outros miúdos, simplesmente porque era meu filho e porque os bloggers vitorianos atacaram-me desde o início, porque era benfiquista, o que nunca escondi, mas que nunca julguei que fosse motivo para tanto alarido e para me impedir de fazer o meu trabalho. Tenha maneiras e guarde o seu rancor por uma pessoa cujo único crime que cometeu foi ter aceite o convite, primeiro do treinador e depois da direcção. Não apontei uma pistola a ninguém para ser contratado. E são pessoas como o senhor que fazem com que me arrependa amargamente, não do momento em que saí do clube, mas do momento em que entrei. Pessoas como o senhor, que minavam a partir de fora e mais escandalosamente, pessoas como o senhor que o faziam a partir de dentro do clube e depois me davam palmadas nas costas. Tenha vergonha do que escreveu, além do mais, porque é mentira. E sabe, quando me confrontei na blogosfera foi com o meu nome e foi com o meu nome que me defendi dos ataques desbragados de indíviduos como o senhor. O seu post, nem chega a ser um post, na verdade é um vómito e dá-me naúseas, porque é mentiroso e manipulador. De resto, olhe meu caro, faça comigo aquilo que eu já consegui fazer em relação a si e a outros que me atacaram durante três meses e meio como se não houvesse vida para além disso. Ignore-me.

José Rialto disse...

O senhor, senhor Marinho, é de facto uma personagem incontornável de tão sui generis que é. E pelos vistos não mudou nada nestes dois últimos anos – continua a gostar de fazer o papel de virgem ofendida. Quem o ouvir, e não o conhecer, pensará que o senhor é vítima de constantes cabalas que o resto do mundo monta contra si. O problema é que por aqui já todos o parecem conhecer.
Eu nem vou perder tempo a rebater ponto por ponto todas as enormidades que para aqui o senhor instilou – não tenho esse tempo todo para perder consigo.
Quanto às mentiras de que me acusa, claro que irei rebatê-las, porque para mim que sou um homem honrado, esse tipo de acusações ofendem-me, mas eu acredito que tudo isto sejam conceitos estranhos para si.
Não é verdade que tenha sido mal recebido em Guimarães, e muito menos que as pessoas o tivessem marcado por ser benfiquista. Pelo contrário, as pessoas deram-lhe o benefício da dúvida, APESAR disso. E como eu não me fico simplesmente pelas vacuidade das suas afirmações, poderão os benfiquistas confirmar aquilo que digo na hiperligação que se segue mais abaixo. O senhor que tanto se queixa da blogosfera vitoriana, sempre teve a porta aberta para poder esclarecer os adeptos, tal como se pode ler neste artigo do Vimaranes:
http://ovimaranes.blogspot.com/2008/06/jos-marinho-em-discurso-directo.html
Na caixa de comentários deste mesmo artigo, pode também ler-se a forma tão ostensiva com que foi recebido no início das suas funções. É que não há um único comentário em que não se lhe deseje felicidades, APESAR da sua cor clubística.
Depois, foram longas semanas sem se lhe conhecer qualquer trabalho. Se o fez ou não, não sei, mas a verdade é que não se lhe conheceu nada, rigorosamente nada (com excepção da entrevista do Mourinho). Talvez não lhe tenha sobrado tempo, de tanto brincar aos anónimos. Não porque não tivesse a possibilidade de o fazer, mas apenas porque não quis, ou porque não tinha nada para mostrar.
A agressividade e a incorrecção de que me acusa, quando falava de si ou para si, também pode ser avaliada na caixa de comentários do artigo seguinte, no mesmo Vimaranes:
http://ovimaranes.blogspot.com/2008/09/dilogo-de-loucos.html
É também nesta última caixa de comentários que os leitores poderão identificar o inconfundível estilo de José Marinho, apesar do anonimato sob o qual escreveu.
Em relação a comentários mais deselegantes que lhe possam ter feito, há-de tê-los sempre (embora o senhor mais do que ninguém, por razões mais do que óbvias), porque pessoas mal-educadas há-as em todo o lado, e no seu clube também. Agora o que não é intelectualmente honesto da sua parte é querer misturar-me com esse tipo de escrita, com que não concordo e condeno veementemente, do mesmo modo que condeno qualquer retaliação que possam ter tido sobre si e a sua família. Querer juntar tudo no mesmo saco só pode ter uma intenção pouco séria, mas condizente com o seu papel preferido de Calimero.

(continua no comentário seguinte)

José Rialto disse...

O senhor, senhor Marinho, é de facto uma personagem incontornável de tão sui generis que é. E pelos vistos não mudou nada nestes dois últimos anos – continua a gostar de fazer o papel de virgem ofendida. Quem o ouvir, e não o conhecer, pensará que o senhor é vítima de constantes cabalas que o resto do mundo monta contra si. O problema é que por aqui já todos o parecem conhecer.
Eu nem vou perder tempo a rebater ponto por ponto todas as enormidades que para aqui o senhor instilou – não tenho esse tempo todo para perder consigo.
Quanto às mentiras de que me acusa, claro que irei rebatê-las, porque para mim que sou um homem honrado, esse tipo de acusações ofendem-me, mas eu acredito que tudo isto sejam conceitos estranhos para si.
Não é verdade que tenha sido mal recebido em Guimarães, e muito menos que as pessoas o tivessem marcado por ser benfiquista. Pelo contrário, as pessoas deram-lhe o benefício da dúvida, APESAR disso. E como eu não me fico simplesmente pelas vacuidade das suas afirmações, poderão os benfiquistas confirmar aquilo que digo na hiperligação que se segue mais abaixo. O senhor que tanto se queixa da blogosfera vitoriana, sempre teve a porta aberta para poder esclarecer os adeptos, tal como se pode ler neste artigo do Vimaranes:
http://ovimaranes.blogspot.com/2008/06/jos-marinho-em-discurso-directo.html
Na caixa de comentários deste mesmo artigo, pode também ler-se a forma tão ostensiva com que foi recebido no início das suas funções. É que não há um único comentário em que não se lhe deseje felicidades, APESAR da sua cor clubística.
Depois, foram longas semanas sem se lhe conhecer qualquer trabalho. Se o fez ou não, não sei, mas a verdade é que não se lhe conheceu nada, rigorosamente nada (com excepção da entrevista do Mourinho). Talvez não lhe tenha sobrado tempo, de tanto brincar aos anónimos. Não porque não tivesse a possibilidade de o fazer, mas apenas porque não quis, ou porque não tinha nada para mostrar.
A agressividade e a incorrecção de que me acusa, quando falava de si ou para si, também pode ser avaliada na caixa de comentários do artigo seguinte, no mesmo Vimaranes:
http://ovimaranes.blogspot.com/2008/09/dilogo-de-loucos.html
É também nesta última caixa de comentários que os leitores poderão identificar o inconfundível estilo de José Marinho, apesar do anonimato sob o qual escreveu.
Em relação a comentários mais deselegantes que lhe possam ter feito, há-de tê-los sempre (embora o senhor mais do que ninguém, por razões mais do que óbvias), porque pessoas mal-educadas há-as em todo o lado, e no seu clube também. Agora o que não é intelectualmente honesto da sua parte é querer misturar-me com esse tipo de escrita, com que não concordo e condeno veementemente, do mesmo modo que condeno qualquer retaliação que possam ter tido sobre si e a sua família. Querer juntar tudo no mesmo saco só pode ter uma intenção pouco séria, mas condizente com o seu papel preferido de Calimero.

(continua no comentário seguinte)

José Rialto disse...

O senhor, senhor Marinho, é de facto uma personagem incontornável de tão sui generis que é. E pelos vistos não mudou nada nestes dois últimos anos – continua a gostar de fazer o papel de virgem ofendida. Quem o ouvir, e não o conhecer, pensará que o senhor é vítima de constantes cabalas que o resto do mundo monta contra si. O problema é que por aqui já todos o parecem conhecer.
Eu nem vou perder tempo a rebater ponto por ponto todas as enormidades que para aqui o senhor instilou – não tenho esse tempo todo para perder consigo.
Quanto às mentiras de que me acusa, claro que irei rebatê-las, porque para mim que sou um homem honrado, esse tipo de acusações ofendem-me, mas eu acredito que tudo isto sejam conceitos estranhos para si.
Não é verdade que tenha sido mal recebido em Guimarães, e muito menos que as pessoas o tivessem marcado por ser benfiquista. Pelo contrário, as pessoas deram-lhe o benefício da dúvida, APESAR disso. E como eu não me fico simplesmente pelas vacuidade das suas afirmações, poderão os benfiquistas confirmar aquilo que digo na hiperligação que se segue mais abaixo. O senhor que tanto se queixa da blogosfera vitoriana, sempre teve a porta aberta para poder esclarecer os adeptos, tal como se pode ler neste artigo do Vimaranes:
http://ovimaranes.blogspot.com/2008/06/jos-marinho-em-discurso-directo.html
Na caixa de comentários deste mesmo artigo, pode também ler-se a forma tão ostensiva com que foi recebido no início das suas funções. É que não há um único comentário em que não se lhe deseje felicidades, APESAR da sua cor clubística.
Depois, foram longas semanas sem se lhe conhecer qualquer trabalho. Se o fez ou não, não sei, mas a verdade é que não se lhe conheceu nada, rigorosamente nada (com excepção da entrevista do Mourinho). Talvez não lhe tenha sobrado tempo, de tanto brincar aos anónimos. Não porque não tivesse a possibilidade de o fazer, mas apenas porque não quis, ou porque não tinha nada para mostrar.
A agressividade e a incorrecção de que me acusa, quando falava de si ou para si, também pode ser avaliada na caixa de comentários do artigo seguinte, no mesmo Vimaranes:
http://ovimaranes.blogspot.com/2008/09/dilogo-de-loucos.html
É também nesta última caixa de comentários que os leitores poderão identificar o inconfundível estilo de José Marinho, apesar do anonimato sob o qual escreveu.
Em relação a comentários mais deselegantes que lhe possam ter feito, há-de tê-los sempre (embora o senhor mais do que ninguém, por razões mais do que óbvias), porque pessoas mal-educadas há-as em todo o lado, e no seu clube também. Agora o que não é intelectualmente honesto da sua parte é querer misturar-me com esse tipo de escrita, com que não concordo e condeno veementemente, do mesmo modo que condeno qualquer retaliação que possam ter tido sobre si e a sua família. Querer juntar tudo no mesmo saco só pode ter uma intenção pouco séria, mas condizente com o seu papel preferido de Calimero.

(continua no comentário seguinte)

José Rialto disse...

O senhor, senhor Marinho, é de facto uma personagem incontornável de tão sui generis que é. E pelos vistos não mudou nada nestes dois últimos anos – continua a gostar de fazer o papel de virgem ofendida. Quem o ouvir, e não o conhecer, pensará que o senhor é vítima de constantes cabalas que o resto do mundo monta contra si. O problema é que por aqui já todos o parecem conhecer.
Eu nem vou perder tempo a rebater ponto por ponto todas as enormidades que para aqui o senhor instilou – não tenho esse tempo todo para perder consigo.
Quanto às mentiras de que me acusa, claro que irei rebatê-las, porque para mim que sou um homem honrado, esse tipo de acusações ofendem-me, mas eu acredito que tudo isto sejam conceitos estranhos para si.
Não é verdade que tenha sido mal recebido em Guimarães, e muito menos que as pessoas o tivessem marcado por ser benfiquista. Pelo contrário, as pessoas deram-lhe o benefício da dúvida, APESAR disso. E como eu não me fico simplesmente pelas vacuidade das suas afirmações, poderão os benfiquistas confirmar aquilo que digo na hiperligação que se segue mais abaixo. O senhor que tanto se queixa da blogosfera vitoriana, sempre teve a porta aberta para poder esclarecer os adeptos, tal como se pode ler neste artigo do Vimaranes:
http://ovimaranes.blogspot.com/2008/06/jos-marinho-em-discurso-directo.html
Na caixa de comentários deste mesmo artigo, pode também ler-se a forma tão ostensiva com que foi recebido no início das suas funções. É que não há um único comentário em que não se lhe deseje felicidades, APESAR da sua cor clubística.
Depois, foram longas semanas sem se lhe conhecer qualquer trabalho. Se o fez ou não, não sei, mas a verdade é que não se lhe conheceu nada, rigorosamente nada (com excepção da entrevista do Mourinho). Talvez não lhe tenha sobrado tempo, de tanto brincar aos anónimos. Não porque não tivesse a possibilidade de o fazer, mas apenas porque não quis, ou porque não tinha nada para mostrar.
A agressividade e a incorrecção de que me acusa, quando falava de si ou para si, também pode ser avaliada na caixa de comentários do artigo seguinte, no mesmo Vimaranes:
http://ovimaranes.blogspot.com/2008/09/dilogo-de-loucos.html
É também nesta última caixa de comentários que os leitores poderão identificar o inconfundível estilo de José Marinho, apesar do anonimato sob o qual escreveu.
Em relação a comentários mais deselegantes que lhe possam ter feito, há-de tê-los sempre (embora o senhor mais do que ninguém, por razões mais do que óbvias), porque pessoas mal-educadas há-as em todo o lado, e no seu clube também. Agora o que não é intelectualmente honesto da sua parte é querer misturar-me com esse tipo de escrita, com que não concordo e condeno veementemente, do mesmo modo que condeno qualquer retaliação que possam ter tido sobre si e a sua família. Querer juntar tudo no mesmo saco só pode ter uma intenção pouco séria, mas condizente com o seu papel preferido de Calimero.

(continua no comentário seguinte)

José Rialto disse...

(continuação do comentário anterior)

Mas não concordar com aquilo que lhe disseram, e que lhe possam ter feito, não é não compreender a razão porque tal aconteceu. Contrariamente ao que aqui disse, o senhor até foi bem recebido. Aquilo que o senhor colheu depois, não foi mais do que aquilo que semeou antes, com toda a sua arrogância, com os seus insultos e com a sua incompetência.
Um mês e meio depois da sua entrada, escreveu-se o seguinte sobre si, no Paixão Vitoriana, criticando-o sim, mas sempre de maneira correcta:
http://paixaovitoriana.blogspot.com/2008/08/o-ciclo-preparatrio.html
Depois afirma que puseram em causa o seu profissionalismo. Claro que sim. O senhor não fez nada! Queria o quê? Que lhe batessem nas costas?
Finalmente, e para terminar, não pude deixar de reparar que não desmentiu o episódio caricato de ter sido apanhado em falso naquela história do anonimato, e do IP que o traiu. Afinal parece que ainda lhe resta um pouco de vergonha.
Finalmente, e para terminar, quero dizer-lhe que independentemente das enormidades que de seguida vier a escrever, não terá mais nenhuma resposta da minha parte. O seu delírio persecutório está desmontado pelos factos que apresentei, o que para mim é mais do que suficiente. Os seus correligionários serão os seus melhores juízes.
Mais uma vez foi traído pela informática. Não se lembrou que estas coisas dos blogues ficam todas registadas, pois não?
E agora sim, senhor Marinho, depois de o deixar com as suas náuseas e vómitos constantes, far-lhe-ei então o favor de o passar a ignorar… definitivamente…

José Marinho disse...

Senhor Rialto, mais uma vez, escreve, escreve, escreve e falta a uma verdade peremptória...a dos factos. Não me darei ao trabalho de consultar os links que amavelmente deixou, porque apenas contam os que estiverem assinados por mim, exactamente, porque tenho vergonha na cara e tenho a espinha direita. Nunca precisei de anonimatos para me defender, apesar de, internamente, me sugerirem que o fizesse, porque, e passo a citar «o director de comunicação do Vitória não pode misturar-se com essa gentalha dos blogues». A expressão não é minha. Aquilo que o meu caro relata aqui não é uma verdade, é apenas uma triste confirmação do que me disse o presidente do Vitória, no dia em que, ambos, concordámos em rescindir o contrato. Ou melhor dizendo, nem rescindimos um contrato que nunca chegou a ser assinado, pois durante os três meses e meio onde permaneci no Vitória, fi-lo sem contrato assinado, de boa fé e com todo o profissionalismo. Disse-me o presidente: «Hoje mesmo, há pessoas do Vitória que vão festejar a sua saída do clube, pessoas em quem você confiou e nunca devia ter confiado tanto, pessoas que nunca perdoaram a sua entrada no clube, porque vem de Lisboa e isso aqui é mal visto. Tenho pena que saia, mas é o melhor para todos». Eu concordei com tudo, porque, já nesta altura, sabiam quem eram algumas das pessoas a que se referia o presidente. Pessoas que minaram o meu trabalho, pessoas que me davam palmadas nas costas e nos blogues, a coberto do anonimato - esses sim - destruiam a minha imagem, pessoas, cujas intrigas resultaram na ideia de que o meu caro e outras pessoas exteriores ao clube formou sobre o meu trabalho no Vitória. O mais curioso é que após a minha saída, muito do que tinha planeado fazer, como que por encanto passou a acontecer. Mas isso o senhor e outros como o senhor ignoram, porque apenas emprenham pelos ouvidos, não estavam lá dentro para o confirmar, nunca fiz parte das vossas tertúlias, nunca me pude defender destas traições. Porque, tudo o que o senhor escreve sobre mim nunca foi testemunhado por si, nunca o vi lá dentro, o senhor sabe, ou julga que sabe, porque lhe contaram, porque lhe disseram, porque interessava a alguns que fosse essa a mensagem. E isso vale muito pouco, a bem dizer, vale nada, comparado com o conhecimento que tenho das coisas, porque eu, ao contrário de si, não emprenho pelos ouvidos, não dou guarida à intrigalhada, eu estive dentro da situação, não a acompanhei de fora, não estive dependente do rumor, da intriga e da traição. E isto não é assumir a posição de virgem ofendida, porque não sou virgem, mas pode ter a certeza que me senti o ofendido. E não me sinto ainda mais ofendido porque o tema Vitória para mim está morto. E apesar dos seus esforços para o desenterrar, com mais injúrias e mentiras, eu não vou permiti-lo. Está morto e assim permanecerá para sempre. Para o meu bem, para o bem dos meus filhos, que inopinadamente levei comigo para Guimarães e acabaram por ser os mais prejudicados por tudo isto, em especial, o mais velho, na altura, com onze anos e passou um mau bocado na escola. Se calhar, aos onze anos, também devia ter a mania de que era um virgem ofendida. A terminar, reforço-lhe o pedido...faça comigo aquilo que decidi, em boa hora, fazer consigo e com alguns dos informadores que tem dentro do clube...ignore-me. Aliás, já o devia ter feito há muito tempo, escusava de ter perdido o seu tempo e de me ter feito perder o meu, especialmente com injúrias e falsidades.

José Marinho disse...

E só para terminar, caro senhor José Rialto: os seus informadores, dentro e fora do Vitória, deviam tê-lo informado que eu não era o único utilizador de um dos computadores onde trabalhava. Certamente, esta informação, sem detalhar mais pormenores, podia bastar para que pensasse duas vezes antes de escrever a falsidade que escreveu. Mas pergunte melhor aos amigos que tem no Vitória, talvez um deles possa pormenorizar melhor esta minha revelação.

José Vieira disse...

Caro José Marinho, mantenha a compostura...
Ao comportar-se como um animal acossado e ferido de morte não se surpreenda que possa logo aparecer um bom samaritano pronto a dar-lhe o tiro de misericórdia.

José Marinho disse...

Cá ficarei a aguardar, pacientemente, pelo bom samaritano e pelo tal golpe de misericórdia. Mas se, calhar vou esperar sentado, para não criar raizes. É que se o candidato a dar-me esse prometido tiro misericórdia for quem eu penso...hum...temo pela delonga. Mas enfim, tenho tempo.