blog

sexta-feira, setembro 24, 2010

Um Olho à Benfica #43

SL Breves

- O presidente da Comissão de Arbitragem da Liga de Clubes abriu a boca e não só. Abriu também a caixa de Pandora. Expôs publicamente os erros de Olegário Benquerença e inaugurou uma nova forma de censura aos árbitros que erram, ao fim de semana. Compreendo as reacções de certos treinadores - por sinal de clubes que têm sido escandalosamente beneficiados neste início de campeonato - e principalmente entendo certas reacções descabeladas de alguns comentadores de futebol.

É que Vitor Pereira atacou o actual sistema de favorecimento desportivo da única forma que lhe doí, expondo publicamente os erros grosseiros e intencionais de certos árbitros em jogos de certos clubes, como o Benfica e o Marítimo, despudoradamente atacados, neste início de época, por arbitragens tendenciosas e preparadas.

Ao expor os erros, Vitor Pereira está igualmente a expor os árbitros, o que nunca tinha acontecido, dando-lhes sempre, até hoje, uma imoral cobertura e sensação de impunidade. Por isso é que a reacção às declarações de Vitor Pereira são quase desesperadas. Porque existe o sentimento de que os árbitros possam preferir arbitragens decentes e honradas a ver o seu bom nome espalhar-se ao comprido, de cada vez que Vitor Pereira, completar, publicamente, os seus ciclicos balanços, de cinco em cinco jornadas. Porque, qualquer árbitro, tenderá a pensar duas vezes, antes de prejudicar ou beneficiar deliberadamente um ou outro clube, porque passa a existir o receio de ser publicamente ridicularizado.

Trata-se de uma grande medida de Vitor Pereira, que pode beneficiar a arbitragem e os árbitros, especialmente aqueles que pretendam, de facto, um sector arrumado, profissional, competente e credível. E, no dia em que o Benfica for beneficiado por um ou mais erros de arbitragem, também apoiarei o seu escrutínio público, da parte do presidente da Comissão de Arbitragem da Liga. Para que conste. Ao contrário do que afirmou o treinador do FC Porto, não se abriu um precedente perigoso. Se as pessoas de bem o pretenderem, talvez se possa ter aberto, finalmente, a via para um futebol desportivamente puro e socialmente aceite.

- O treinador do FC Porto insiste no seu modelo de comunicação agressivo e sobretudo virado para declarações provocatórias ao Benfica. Gosto do estilo e francamente, penso que está a prestar um inestimável serviço ao Benfica. Estas provocações não devem ter uma resposta de Jorge Jesus nem de ninguém do clube. André Villas Boas diz, amiudadamente, que pretende descolar da imagem de novo Mourinho. O seu estilo e a sua intervenção dizem o contrário. Tudo parece uma imitação de Mourinho, na falsa arrogância e no estilo provocatório. Uma diferença gritante, que já todos deviam ter percebido, a começar por André Villas Boas. Mourinho só há um e os cemitérios de treinadores estão cheios de imitações baratas e gulosas de José Mourinho. As constantes provocações de André andam à procura de uma reacção do Benfica e, especialmente, do seu treinador. As declarações de André Villas Boas deviam ser lidas todos os dias pelos jogadores do Benfica, de forma pedagógica e lúdica. Com o seu estilo, se as pessoas do Benfica fizerem o seu trabalho de casa, André Villas Boas arrisca-se a transformar-se no grande motivador do plantel do Benfica. E de graça.

- O conselho de Administração da Sad do Benfica retirou a Rui Costa as suas funções de coordenador do futebol de formação do clube. E já nomeou um substituto. Em apenas três anos, é o quarto coordenador do futebol jovem. Onde está a continuidade? Será mesmo, após a construção de um magnífico centro de treinos e de estágios, no Seixal, a formação no Benfica, uma área sensível do clube? O que têm em comum estas quatro pessoas, que em três anos, conduziram o processo da formação no Benfica? A nomeação do novo responsável obedeceu a que tipo de perfil? E, principalmente, interessava saber se Rui Costa esteve, de facto, na reunião do Conselho de Administração da SAD que tomou a decisão, ou se apenas foi informado mais tarde, perante um facto consumado. E, se foi assim, como é que tomou conhecimento dessa decisão. Por email? Era importante o esclarecimento desta situação, até porque, já todos perceberam que o raio de acção de Rui Costa no futebol profissional está, há muito tempo, limitado pela intervenção do presidente, cada vez mais omnipresente e por isso, dificilmente colhe o argumento de que a decisão tende a defender o actual director-desportivo, que assim passaria a ter mais tempo para se ocupar do futebol profissional.


14 comentários:

iBenfiquista disse...

Não gostei do último parágrafo. Até aí sstava tudo bem. Acho que era desnecessário no estado actual das coisas, independentemente de ser verdade ou não. Eu penso que não é.

Vladimir Kaspov (NãoSeiDaNave) disse...

Todas as declarações dedicadas ao SL Benfica da parte do moço de recados ruivo são dignas de ficarem expostas dentro do balneário.

Anónimo disse...

a questão é esta, se passarmos a escrutinar todos os arbitros e todos os jogos pura e simplesmente deixa de haver futebol...

não acredito em erros deliberados, acrdito na incompetência e na falta de avaliação dessa incompetência...

o acesso à "profissão" deveria ser mais exigente, a avaliação dos arbitros deveria ser constante, rigorosa, etc...

em relação ao discurso do Villas Boas, atenta mas é aos discursos do Jesus!!!

José Marinho disse...

Ibenfiquista, desnecessário é que o clube continue a dar tiros nos pés e a consumir-se internamente com guerras de egos. Há tantas batalhas para travar no exterior do clube, que não percebo esta atracção por lutas inúteis pelo poder. A época passada devia ter sido elucidativa para toda a gente que trabalha no Benfice e em prol do clube. Se o clube ganha, ganham todos. Se o clube perde, perdem todos. Se este é um momento em que se pede unidade aos benfiquistas, talvez valha a pena que esse exemplo comece a ser dado pelas pessoas que dirigem o clube. Eu, pessoalmente, não digo se acredito ou não no que está escrito e no que anda a ser dito a alguns jornalistas, por pessoas do clube ou alegadamente próximas da direcção do Benfica. O que me interessa é que todos parem com isso e que se comportem à altura do desafio que nos espera. A todos, sem excepção, como benfiquistas. O clube está a ser atacado por todos os lados e a resposta que deve ser dada pela direcção tem de apontar para uma solução contínua e solidária. Por isso, desculpe, mas acho que não é um parágrafo desnecessário, acho que é oportuno. Quando os benfiquistas são convidados pelos dirigentes do seu clube a seguir um caminho, que os dispensa inclusivamente de apoiar a equipa nos jogos fora, isto pressupõe que todos estejamos no mesmo comprimento de onda...se é assim, não devemos nós, benfiquistas, exigir que o mesmo se passe internamente, entre as cúpulas da SAD ou do clube?

TC disse...

Já me tinham dito que havia um novo coordenador para o futebol jovem. Duvidei da noticia e quando tive conhecimento do nome disse para mim mesmo e para quem me contava que não podia ser verdade. Entretanto soube que essa pessoa tinha já começado a trabalhar e que tinha trazido do sporting uns miudos para os iniciados.
Pelos vistos tudo se confirma, o que é mau. Assim não vamos lá

Pedro disse...

"não acredito em erros deliberados"

É pq não conheces o futebol português....

Pedro disse...

Defendo que os árbitro tb deviam ir á conferência de imprensa, deviam ser confrontados com os seus erros e com as suas boas prestações, tal como os outros intervinientes do jogo e espero q realmente Vitor Pereira tenha aberto precedentes e q este tipo de análise seja mais comum.

O Villas boas teve a sorte brutal d eo SLB desvalorizar a Supertaça..cometemos esse enorme erro e agora temos q suportar este Mourinho wannabe q está muito bem no clube onde está.

Não sei o q se passa com a formação do Glorioso ´mas é importante q se defina de uma vez por todas o q se pretende. São demasiadas mudanças em tão pouco tempo...

Helder disse...

"O Villas boas teve a sorte brutal de o SLB desvalorizar a Supertaça"
Nem mais Pedro. O Benfica nunca poderia perder a supertaça da maneira como a perdeu. Saiu o euromilhões ao Villas Boas!!

E esse projecto mal acabado de treinador já me anda a meter cá um verdete!! Nojento!!

Anónimo disse...

Caro Pedro, o benfica desvalorizou a supertaça???

espero que continue com o mesmo racicionio quando perder o resto das competições...

obrigado pelo divertimento!

João

Pedro disse...

"Caro Pedro, o benfica desvalorizou a supertaça???"

Claro q sim...pq senão não teria feito na terça feira antes o terceiro jogo em 5 dias. O SLB não deu a importância devida a um jogo importantíssimo para o decorrer da época q se iria iniciar.

Anónimo disse...

anónimo, a tua confianca tem uma origem, em coisas como esta: voltamos ao tempo dourado. a confianca de quem ja viu 3 penalties perdoados ao porto em 5 jogos e de quem ja viu 5 penalties roubados ao benfica nos mesmos 5 jogos...

acredito que o porto possa ganhar sem roubar, mas ainda esotu para ver a primeira vez.

No CM de hoje, uma notícia interessante num dos cantos do desporto. Com o sugestivo título "Às três da manhã", a notícia é a seguinte: "Lourenço Pinto, presidente da AF Porto, esteve com Bruno Paixão, no bar de um hotel de Lisboa, perto das três da manhã de ontem.

depois do encontro amoroso com olegario antes do guimaraes-benfica, lourencinho tem um encontro com paixao depois do nacional.porto... foi oferecer a fruta.

Helder disse...

Estes porcos teêm uma lata! SÓ ganham á base da batota e da corrupção e ainda teêm a lata de vir para aqui cuspir alervidades. Autênticas atoardas! Metam-se no vosso aido!!!

Anónimo disse...

Olegário benquerença disse:

«Não tenho dúvidas de que todos vocês gostariam de ser atacados como eu e os outros colegas somos. Se pudessem não ser óptimo, mas porque significa que chegaram ao patamar mediático», disse aos cerca de 60 jovens que ouviram o árbitro internacional.

Olegário Benquerença deixou, ainda, um conselho para aqueles que aspiram a ser árbitros.

«Só os fortes sobrevivem, porque se nós não fossemos fortes, trucidavam-nos com toda a facilidade. Se não fossemos capazes de aguentar, fazíamos o que faz o comum dos mortais, que era virarmo-nos e desatarmos à bofetada. Temos de ter a capacidade e a força de espírito para resistir», disse. «Esta capacidade só está ao alcance de meia dúzia de predestinados, porque 90 por cento de quem nos critica se algum dia lhe pusessem um apito na boca borravam-se todos, a começar por um senhor que não digo o nome, mas tem o cabelo encaracolado», terminou.

http://www.zerozero.pt/noticia.php?id=20733

MS disse...

Nao me parece que tenhamos desvalorizado a Supertaca. Chegamos ao dia e perdemos porque estavamos pior preparados.
Na Supertaca perdeu-se uma bela ocasiao para colocar a titular Luis Filipe, Zoro, Balboa, Yabda, Halliche, Meneses, Weldon, etc. Em caso de derrota frente as nossas reservas o FCP nao poderia dai tirar grande moral. Em caso de vitoria nossa comecavamos a batalha com um torpedo no barco de um comandante pouco consensual na altura. Infelizmente, achamos que Luisao e cia estariam preparados e fomos batidos inapelavelmente. Foi pena, poderiamos ter comecado ai a ganhar a epoca.

www.thebutterflyislate.blogspot.com