blog

domingo, novembro 14, 2010

SL Benfica - Naval: 4-0

O futebol tem destas coisas e é por isso que gostamos tanto dele. O ano passado vencemos a Naval com um golo salvador de Javi Garcia à beira do fim do jogo apesar de rubricarmos uma fantástica exibição bem superior à desta noite onde vencemos com muito mais tranquilidade e com uma folga bem agradável.

O que eu pedia para o jogo desta noite era uma equipa que, com o ego ferido, quisesse mostrar a todos os benfiquistas que estava ali para a luta até ao fim, até ao soar do gongo final e parece-me que a equipa tentou mas um enorme nervosismo inicial impediu que entrássemos logo a matar. Demorámos algum tempo até conseguirmos assentar o nosso jogo e permitimos que o adversário acreditasse em conquistar algo na Luz, felizmente chegámos ao golo cedo e a equipa acalmou durante uns minutos. Mas com a demora em aparecer o segundo golo, apesar de várias oportunidades para tal, voltámos a tremer e a permitir que a Naval estivesse em jogo. Após o intervalo as coisas foram bem diferentes com o Benfica a entrar forte na segunda parte, a marcar cedo e desta vezs a manter-se sempre em cima do adversário procurando o terceiro que chegou pouco depois e acabando com um quarto golo marcado por um daqueles jogadores que encarna a mística que todos queremos ver em cada jogador que enverga o manto sagrado. Uma vitória folgada, por números bem agradáveis que permitem recuperar um pouco da hecatombe da semana passada e que, esperemos, dê tranquilidade ao grupo para que os índices de confiança voltem a subir para os patamares desejados.

Se há jogador que merecia um golo esta noite tinha que ser Pablo Aimar, que exibição, que luxo. Se os argentinos o querem levar terão que pagar muito bem, é um jogador soberbo e numa forma física assombrosa. Salvio acompanhou o colega rubricando muito boa exibição e a crescer de jogo para jogo, Roberto sempre seguro quando chamado a intervir e Coentrão, novamente, a não conseguir jogar mal. A restante conjunto esteve assim assim, com momentos muito bons e alguns menos bons resultante do nervosismo instalado. Nuno Gomes não podia ter melhor entrada e a demonstrar, porque tem qualidade para isso, que devia ser mais utilizado pelo treinador.

O árbitro foi péssimo. Faltas e faltinhas muito mal assinaladas ou ignoradas. Aimar é atropelado e nada, Jara leva porrada várias vezes seguidas e nada, enfim...pareceu-me também que Jara escapou a uma expulsão na parte final do encontro.

Vitória justa e folgada que era o importante. A exibição e reacção dos jogadores não foi tão forte que eu pretendia mas o saldo é positivo. Somos Benfica e não desistimos por isso é vencer até ao fim.

34 comentários:

João Bizarro disse...

Mais uma vez se prova que o Nuno Gomes merecia ter mais minutos e ser dos que entram regularmente.

Agora que foram encostados às cordas pode ser que levem isto mais a sério.

Mas continuo a dizer, culpa principal não é dos jogadores e muito menos do treinador. Quem é culpado, faz como Pilatos, dá o corpo de Jesus à balas e lava as mãos.

Álvaro Martins disse...

Ó João, palavras tuas no post dos 5-0:
"JJ obrigadinho pela época passada. Adeus, vai-te embora."

no que é que ficamos?

João Bizarro disse...

Álvaro, mantenho que o JJ não ganha um jogo a doer. Podemos arguentar que ganhou 2, em Liverpool (Everton) e Marselha mas tirando isso é só barraca.

Dentro do contexto actual é o melhor que podemos ter. Koeman ganhava ao Livrpool mas depois perdia com os "mija na escada". Quique levava baile de qq um. A não ser que Mourinho e Hiddink estejam disponiveis acho bem que JJ se mantenha.

Agora não me lixem, não é génio da táctica nenhum. E isso já se viu mais uma vez.
Ele que fale menos e aterre... Pode ser que um dia venha a ser treinador de jeito.

Mas mais uma vez digo: A CULPA NÃO É DELE.

A culpa tem bigode farfalhudo e orelhas grandes.

iBenfiquista disse...

Tem razão, andamos todos enganados. O João Bizarro é que tem razão e ele é que percebe de futebol.

Juntemo-nos todos num abaixo assinado e vamos propor ao "bigode farfalhudo e orelhas grande" o João Bizarro para futuro treinador do Benfica. Não seria nada bizarro, seria até muito natural.

Abaixo o Jesus!. Viva o Bizarro! Ele é que nos vai salvar!

VHugo disse...

Estará de volta o rolo compressor?

http://forcamagicoslb.blogspot.com/2010/11/mais-uma-jornada.html

Mr. Shankly disse...

"Álvaro, mantenho que o JJ não ganha um jogo a doer. Podemos arguentar que ganhou 2, em Liverpool (Everton) e Marselha mas tirando isso é só barraca."

Ganhou duas vezes ao Porto e 3 ao Sporting. São jogos a feijões, com certeza. E com o Lyon também foi a feijões.

Afonso disse...

Mais um golo e empatavam a eliminatória!

Mário Lopes disse...

O Nuno Gomes marcou tal como o Weldon no inicio da época passada o fez em 2 ou 3 jogos jogando poucos minutos... Isso faz deles melhores jogadores que os habituais titulares?!...

O mesmo Nuno Gomes, por vezes estava jogos e jogos sem marcar...

Quanto ao que interessa... O Benfica. Este Benfica continua a não convencer! O resultado ocultam as nossas debilidades (defensivas). Defensivamente continuamos uma nódoa e ontem, sobretudo antes do 2-0, revelámos muitas das nossas fraquezas defensivas.

Uma das razões para a má prestação defensiva é que o benfica continua a perder muitas bolas a meio campo e a jogar demasiado no risco!!!

Contra a Naval estes erros podem não se pagar, mas com qualquer equipa minimamente forte ou matreira, se o jogo não correr de feição, estamos tramados...

Aimar e Gaitan pelos golos, obviamente foram os melhores em campo...

Ginha disse...

Nojenta a assobiadela na entrada do César Peixoto!!! Goste se ou não, e eu não gosto, nada justifica uma atitude daquelas...

Anónimo disse...

Eu desconfio do JJ. Que é amigo do Pinto da Costa ninguém duvida. No Dragão, será que fez para ganhar ou para perder?

DeVante disse...

Concordo com o Mário Lopes...

E os dois belíssimos golos de Gaitán? Não contam?

Ou será porque, tal como foi largamento dito pelos avençados, "não ser um extremo" faz dele menos jogador?

Ricardo disse...

Jesus inventou e o Benfica... goleou. Desta vez, não contente com a entrada de 3 (!) jogadores que quase nada tinham jogado no campeonato, ainda achou que devia deixar o Airton entregue a si próprio, dando as alas do meio-campo a Salvio e Gaitán.
Correu bem. Correu bem mas podia ter corrido mal e a primeira parte não deu 2 ou 3 golos da Naval porque os seus jogadores falharam na finalização e por causa de duas bolas aos postes. Mas as oportunidades estiveram lá, as transições defensivas deficientes do Benfica estiveram lá, a pouca agressividade colectiva esteve lá, a incapacidade de entender a forma como a equipa defende de Gaitán esteve lá, estiveram lá todos os erros que vimos detectando num meio-campo pouco capaz de suster as transições ofensivas dos adversários, o que já não é novidade tendo em conta a pouca apetência dos jogadores que Jesus escolhe para entrarem no quarteto de meio-campo (principalmente os das alas).
Se Salvio mostra de jogo para jogo a qualidade que tem, tanto nos movimentos ofensivos como na compreensão do que deve fazer quando a equipa perde a bola, Gaitán faz desesperar qualquer adepto quando a bola não está em sua posse; se está, é de facto um talento nato, capaz de desequilibrar com criatividade e técnica apuradas; se não está, desiste do jogo, deixa o lateral sozinho, vem a passo, observa de longe o processo colectivo defensivo da equipa como se fosse o treinador, como se não tivesse de participar nessa coisa chata a que chamam... defender.


Se Jesus acha que com esta goleada deve continuar a apostar num meio-campo totalmente desequilibrado, estamos bem fodidos, estamos.

Ginha disse...

Completamente NOJENTA a assobiadela ao César Peixoto quando se preparava para entrar em campo ontem...Goste-se ou não do jogador, e eu não gosto, nada mas nada justifica uma atitude daquelas!!! Tive pena que nem treinador nem colegas de equipa, tivessem referido isso no final do jogo!!! Ou então o Rui...TRISTE!!!

Pedro disse...

Ricardo, não me parece que o Jesus tenha inventado. Trocou jogadores por motivos de lesão e castigos mas colocou jogadores nas suas posições habituais. Foi uma troca por troca.

Em relação ao Nuno Gomes acho q não tem material para ser titular mas tem material para ser uma opção mais recorrente do q tem sido.

Ricardo disse...

Pedro,

Sim, não inventou tendo em conta aquilo que tem defendido esta época. Eu digo que ele inventou porque ainda não conseguiu estabilizar a equipa num sistema equilibrado de meio-campo. O jogo frente ao Lyon não foi um acaso, foi o resultado de um meio-campo bem mais equilibrado em que, se de um lado vemos verticalidade e profunidade, do outro, com, imaginem os mais críticos, Peixoto, vemos um jogador mais posicional - à semelhança de Ramires, na época passada.

Mas não. Jesus não aprendeu a lição, talvez por ela ter surgido apenas e só de forma involuntária, já que o Benfica entrou daquela forma frente ao Lyon porque Aimar não pôde jogar. Martins, Aimar e Gaitán ao mesmo tempo, não, nunca! Mesmo Martins e Aimar no onze, dependerá de quem jogar ao lado. Muito menos jogar nas alas com Salvio, que já é mais competente no processo defensivo mas ainda procura assimilar completamente os princípios do modelo de Jesus, e Gaitán, que pura e simplesmente não entende o conceito de defender. Ontem as perdas de bola e falta de agressividade foram tantas que podíamos ter chegado ao intervalo com 2 ou 3 golos sofridos. E depois, como era? Tendo em conta o jogo no Dragão, imagino aquela equipa toda a tremer...

Há que estabilizar aquele meio-campo, dar-lhe rotinas, deixá-lo enquadrar-se bem nas características dos jogadores. Mas desconfio que o Jesus vai procurar sempre colocar nas alas jogadores mais ofensivos. O que acabará inevitavelmente a dar merda.

Mr. Shankly disse...

Ricardo, estou de acordo que não podemos jogar assim. Mas jogávamos como? Só se fosse com o Peixoto de início ou o Luís Filipe a lateral e o Amorim no meio campo.

Pedro disse...

Ricardo, infelizmente a malta não percebe a importância de Peixoto no 11 do SLB, a malta não percebe a consistência que ele dá ao meio campo e, mais importante, com ele em campo o Coentrão tem um rendimento muito superior pq sabe q quando sobe o Peixoto baixa. A exibição de Coentrão com o Lyon não foi ao calhas...foi pq tinha o Peixoto do seu lado. Mas a malta não percebe...

Aimar e Martins ao mesmo tempo não resulta pq um deles tem que descair para uma zona onde não rende o necessário para a equipa. Jesus o ano passado não os juntava.

Ricardo disse...

Shankly,

Sim, com Peixoto na esquerda e Salvio (ou Gaitán) à direita. Embora eu queira ver o Gaitán ou a segundo avançado ou, em 433, como um dos 3 avançados.

Pedro, lá está. Lá porque temos bons jogadores como Aimar, Martins e Gaitán não significa que têm de jogar todos ao mesmo tempo. O ano passado o Martins foi preponderante e normalmente não começava os jogos. O Salvio neste momento está em boa forma e a subir. É mantê-lo como aposta à direita. À esquerda, jogar com o Peixoto ou, para aqueles que não gostam do homem, deslocar o Salvio para a esquerda, e jogar à direita com o Amorim. Agora... meter ao mesmo tempo dois gajos ainda em assimilação de processos nas alas do meio-campo é completo suicídio.

David De Oliveira disse...

‪‪

Completamente de acordo com o Ricardo, porra será que ninguém vê que o J.Garcia/Ayrton é o único que defende naquele meio campo??!?!?!?! Uma equipa não pode ganhar o meio campo a ninguém se só tem 1 repito 1 (um) jogador que defenda de jeito!!! Y não é só defender, é também a ocupação de espaços e encher o campo! O ano pasado o Ramires defendia pela direita sabia atacar e o Di Maria atacava pela esquerda e sabia defender (como tem mostrado este ano no Real Madrid) e o Aimar da uma ajudinha quando pode. Este ano jogando com Gaitan e Salvio ninguém defende!! A solução e os resultados estão à vista (jogo como o Lyon até às mexidas de Jesus) é fazer o mesmo com o que temos. C. Peixoto à esquerda no meio campo, defende bem e sabe atacar e Salvio na direita ataca bem e está a aprender a defender (pelo menos esforça-se) e o Aimar continua a dar uma ajuda.
A outra hipótese é gaitan na esquerda e trabalha-lo para aprender a defender com Amorim na direita do meio campo.
Este é grande problema do Benfica deste ano mas o ego a vaidade e a prepotência de Jesus que não é mao treinador não o deixam ver e sobretudo admitir os seus erros. Os assobios ao Peixoto são incompreensíveis, pra quem já viu Jamir, Tahar, Jorge Soares, Pringles, Marcelos, aquela fornada de ingleses entre tantos outros cepos não percebo o porque de assobiarem o Peixoto que na minha modesta opinião faz bem o seu trabalho sem deslumbrar e acho que tacticamente é um jogador muito importante para a equipa. Enfim...

  Cumprimentos a todos

Helder disse...

Era o que faltava não ganhar ao último classificado..............mas que o Luís Nazaré (voz do dono) merecia outro resultado lá isso merecia!

DeVante disse...

"Ricardo, infelizmente a malta não percebe a importância de Peixoto no 11 do SLB, a malta não percebe a consistência que ele dá ao meio campo..."

Éh páh, deves ser dos poucos "entendidos" na matéria futeboleira...

"Peixoto", "importância" e "consistência" numa mesma frase, sem nenhum termo de negação é mesmo surreal...

Peixoto defende o quê? Ataca o quê?
A única "virtude" do Peixoto é ser português e amigo do JJ, mais nada...

O Shaffer ao menos tinha velocidade e cruzava como ninguém e nem isso lhe valeu...

O Peixoto "dá consistência defensiva" nas cabeças dos valdemares e avençados desta vida, os mesmos que apelidaram Di Maria de "inconsequente" e "rinca na areia", que acham Cardozo tosco e dizem que Gaitán não é extremo...

Pedro disse...

Devante o Peixoto não é nenhum astro da bola mas é um jogador bom tecnicamente e evoluído tacticamente. Infelizmente os avençados, ao contrário do q dizes, acham-no um tosco e fartam-se de cascar nele e por isso lá se ouvem os assobios na Luz da malta q nada percebe disto.

André Leal disse...

Para mim o Peixoto teve um ou dois jogos muito maus, realmente, mas não acho que esteja a mais no Benfica. Por outro lado acho que foi suficientemente importante na época passada para merecer outro tratamento dos adeptos.

Mr. Shankly disse...

Ricardo, portanto a solução é fazer do Peixoto indiscutível, e insubstituível. Não sou dos que criticam o Peixoto, parece-me útil no plantel. Mas precisamos de melhor. E até temos: o Ruben Amorim.

bailarino disse...

O grande problema é que chegamos à 11ª jornada sem um 11 base definido. A época passada desde a pré-época que o 11 estava feito e foi só dar-lhe rotação e fazer pequenas alterações por castigo ou lesão. Nada mais.
Hoje, ainda andamos a ver quem são os alas e quem é o defesa esquerdo. Se contra a Naval em casa pode funcionar jogar com 2 artistas nas alas e deixar o trabalho defensivo apenas para o trinco (Javi ou Airton) contra equipas a sério levamos baile. E isso é que me preocupa. O Amorim pode ser uma solução para a direita mas tem de ganhar minutos porque vem de lesão prolongada.
Enquanto não definirmos o nosso meio campo, não vamos a lado nenhum.

Abraços

DeVante disse...

A solução passa por fazer Gaitán defender mais...Di Maria também não defendia mas no ano passado foi o que foi...

Sálvio é bom jogador, bom toque de bola e parece-me voluntarioso e capaz de fazer melhor a nível defensivo. Não é um Ramires, mas dava para a encomenda!

A minha equipa é esta:
Roberto
Maxi
Luisão
David Luiz
Coentrão
Javi
Sálvio
Aimar
Gaitán
Saviola
Cardozo

Ficava com Sidnei, Rúben, Martins, Airton, Jara no banco...

Pedro disse...

Shankly o Amorim joga na direita e esteve bastante tempo lesionado...

Mr. Shankly disse...

Eu sei, Pedro. E o Ramires, jogava onde?

Pedro disse...

Jogava na direita e tenho dito q um dos problemas do SLB foi o Amorim se ter lesionado pq tacticamente dá à equipa o mesmo que Ramires, não o dá com a mesma intensidade mas tacticamente cumpre o q o brasileiro cumpria.

Mr. Shankly disse...

É o que eu digo, Pedro. Precisamos de alguém que defenda mais numa das alas, e só temos o Amorim e o Peixoto. E também o Martins, que no entanto tem o problema de não flanquear tanto o jogo. Nesse aspecto o Ramires é único: defende, ataca e joga bem na ala. Por termos o Amorim lesionado é que digo que a tarefa do Jesus era impossível. Mas continuo a acreditar que o sistema funciona com o Martins à direita (ou à esquerda) com o Salvio ou o Gaitan do outro lado, mas com mais envolvimento dos laterais a atacar. O que se tem vindo a notar mais à medida que o Maxi sobe de forma e o Coentrão se fixa a lateral.

John Wakefield disse...

O Benfica que esteja atento aos casos do Cassano e do Izmailov. Podem ir a custo zero para o Benfica e assentavam que nem uma luva.

Anónimo disse...

Izmailov!!!!
Está tudo doido!!! Isso é quase o mesmo que fossemos buscar o coitado do Cherbakov!!!
O Izmailov não faz nem 12 jogos por época!...

Helder disse...

O Cassano eu não queria. Mas o Izamailov era que nem ginja! Assinava já. Ou melhor já tinha assinado ontem.....!

Anónimo disse...

O Izmailov deve ser só para alguns benfiquistas que tenham o prazer de ver lagartos fod$"%$#!!! Esse Izmailov é como o anónimo diz, pode não ser mau jogador, mas anda sempre lesionado!
Felizmente o Vieira e o Bettencourt andam com boa relação e isso não vai acontecer... :P :P :P

Diogo C.