blog

domingo, fevereiro 17, 2013

SL Benfica - Académica: 1-0

Depois da saborosa vitória na Alemanha o regresso ao campeonato com o regresso da táctica habitual de Jorge Jesus e as dificuldades do costume.

Muitos se queixam que em Fevereiro as equipas de Jorge Jesus perdem fulgor e, depois do empate na Madeira, agora uma vitória a ferros à conta de uma exibição sem qualquer chama e imaginação. Se é verdade que a Briosa usou e abusou do autocarro de dois lugares também é verdade que nunca o Benfica conseguiu dar a volta a isso. Não encontrou espaços, não conseguiu romper as linhas e a com a desinspiração individual dos jogadores não foi a sua mais valia que resolveu o jogo como muitas vezes acontece. Sendo assim o Benfica teve bola, procurou o golo mas sem sucesso. Um ou outro rasgo individual criou oportunidade de golo mas muito pouco para as necessidades da equipa. A táctica de Jesus é isto, quando marcamos cedo a goleada é quase uma certeza, quando tal não acontece o tempo de jogo aumenta as dificuldades patentes que a equipa tem em furar a defesa adversária. Depois as mexidas...desta vez Jesus mexe cedo mas será que mexeu bem? A entrada de Kardec tão cedo só faz sentido se o Benfica tiver alas que vão à linha cruzar com qualidade e isso é coisa que não, pelo menos esta noite, aconteceu. Jesus tenta corrigir metendo Gaitan no lugar de Rodrigo mas os cruzamentos continuavam como a equipa, em dia não.

No cair do pano um penalty tão claro como salvador e Lima diz sim e marca o golo que dão os três pontos mais difíceis da época num jogo que, infelizmente, não é um acaso mas sim uma consequência das dificuldades que esta táctica tão apreciada por Jesus apresenta à equipa. E quando já tivemos provas que o 433 tão boa conta dá de si fica mesmo complicado aceitar esta teimosia interna do nosso treinador.

A equipa do Benfica sabe o que fazer em campo em termos posicionais. Todos os jogadores sabem qual a sua missão e como a cumprir. Posicionalmente a equipa é fabulosa mas depois falta o resto, falta linhas de passe para receber a bola, falta vencer a luta no meio campo por ter quase sempre menos jogadores que o adversário, falta quem transporte a bola pelo miolo. Pouco serve ter dois homens lá na frente se não têm jogo. É isso que é preciso perceber, A desculpa dos jogos europeus a meio da semana é quase ofensivo para quem treina todos os dias com tudo o que de melhor existe à disposição. Não faz sentido. Até porque este ano Jesus tem feito rotatividade na equipa.



O extraordinário deste lance foi ter sido assinalado pelo árbitro. O puxão é tão claro e tão nítido que só mesmo os adeptos corruptos para levantarem qualquer questão sobre isto. Jorge Jesus queixa-se de um penalty anterior a este por mão de um jogador da Briosa, sinceramente não me pareceu. A confusão no final resulta, claramente, de quem viu fugir uma valiosa mala no último minuto. Boa prestação do ex juve leo. Fosse sempre assim.

Entramos na fase a doer da época e o Benfica vacila. Um empate e uma vitória a ferros mostram que os muitos receios têm razão de ser. Curiosamente a equipa intervala duas péssimas exibições com uma exibição de luxo. A diferença? A táctica pois claro.

Jogo a jogo. Tem que ser assim, jogo a jogo.
CARREGA BENFICA

PS: E o relvado? Foram buscá-lo a Alvalade???

15 comentários:

Morgado disse...

O Jesus não é culpado do Rodrigo ter feito o pior jogo desde que está no Benfica nem do Ola John ter feito um mau jogo. É culpado sim de ter metido o Kardec e não ter metido o Carlos Martins (ou o Aimar) mais cedo. E aquilo não era um autocarro de dois andares... era um do tamanho do Titanic...

John Wakefield disse...

Jogo miserável do nosso Benfica. Já na Madeira foi a mesma coisa. Ritmo mediano e previsível. Descoordenação quase total. Não vi nada de jeito no jogo do Benfica. Espero que a equipa não esteja já toda arrebentada fisicamente. Seria mau demais...

Toda a equipa fez um mau jogo. Mas há dois casos que de facto me chamam mais a atenção. André Almeida pode até ser um lateral direito decente (e eu acredito que sim), mas no meio campo, é muito limitado. Hoje, foi uma unidade a menos (o pior em campo do nosso lado).
Caso sério é também o de Rodrigo. Depois daquele jogo na Rússia (contra o Zenit) no ano passado, que ele perdeu todo aquele fulgor... Nunca mais foi o mesmo!

PS: Quanto ao lance do penálti, tenho muitas dúvidas. O agarrão do jogador da Académica é nítido, mas Gaitán também está com a mão em cima do jogador da Académica. Tenho que ver melhor o lance, mas que não se esqueçam do jogo da primeira volta entre as duas equipas, em que o Xistra assinalou, não um penálti inexistente, mas dois contra o Benfica.

Rearviewmirror disse...

Que falta faz Cardozo nestes jogos...

São nestes jogos que se fazem campeões!

Carrega Benfica!!

Valderrama disse...

" Quanto ao lance do penálti, tenho muitas dúvidas. O agarrão do jogador da Académica é nítido, mas Gaitán também está com a mão em cima do jogador da Académica. "

"São nestes jogos que se fazem campeões!"

Dois comentários que se complementam na perfeição.

Fura-Redes disse...

Que grande explosão no final! Fonix!
Rumo ao 33

Anónimo disse...

O discurso do "somos muito grandes" e "somos diferentes" não coincide muito com aquilo que se vê nos jogos.
Então ganha-se à académica e goza-se com os adversários?

Antes de nos acharmos grandes é preciso saber ganhar, coisa que o benfica está a quilómetros de saber fazer. Talvez por falta de hábito.

Pedro disse...

O Jesus não é culpado das más exibições dos jogadores mas tem sido por causa das boas exibições deles que temos tido muitas vitórias e é isso q critico, estarmos dependentes das individualidades e não do colectivo. Principalmente depois do jogo da Alemanha onde fomos uma EQUIPA.

John, se eu te puxar a camisola para trás, como se vê na imagem, o teu braço mexe-se. A imagem é clara. O agarrão é claro. É verdade que não é tão claro como a falta sobre o Garay dentro da área do fcp no final do clássico mas mesmo assim é falta óbvia. A imagem não deixa qqr margem para dúvidas. O agarrão é evidente. Logo é falta.

"Então ganha-se à académica e goza-se com os adversários?"

Não sei do que estás a falar. Eu apenas vi um enorme mal perder...não do jogo em causa mas, concerteza, do que estaria à espera deles quando chegassem a Coimbra. Temos pena.

A azia corrupta é engraçada...que assim continue.

SLB4EVER disse...

Foi complicado e sofrer até ao fim mas lá conseguimos a vitória!
Concordo que um médio ofensivo em vez de um segundo avançado provavelmente teria originado mais soluções e organização no nosso jogo que esteve bastante aquém, André Almeida não tem a criatividade e visão de jogo nem de Matic ou de André Gomes e isso sentiu-se bastante, Enzo não chegou. No entanto acho que o factor Europa tb contribui para uma exibição cinzenta, sem grandes destaques para nenhum jogador deu a ideia que a motivação para este jogo ficou na Alemanha, a corrigir e rapidamente, se estes dois últimos jogos não serviram de aviso estamos mal. A estratégia ultra defensiva do opositor tb não ajudou mas penso que os dois factores anteriores foram mais importantes até porque esses é que nos compete a nós corrigir e melhorar.
Penalidade óbvia assinalada a nosso favor no último minuto que deixa a horda corrupta á beira de um ataque de nervos e com a bílis a fazer trabalho extra, é por isso que tanto gostam do desdentado vaidoso porque ele e seus semelhantes nunca teriam assinalado o lance. No entanto ficámos numa situação em que não devemos estar e basta lembrar os dois ultimos jogos com a Académica com apitadores vassalos dos azuis corrutos para perceber isto, ao menos este os teve no sítio e assinalou o lance, provavelmente não chegará a internacional. Talvez por se lembrarem de anteriores favorcimentos grosseiros tb os jogadores adversários perderam a cabeça ao fim, coitados deviam querer ainda mais.
Fico com a ideia de que o JJ deperdiçou uma excelente ocasião para estrear o Rosa (visto Martins e Aimar não terem pedalada para a titularidade), de certeza que ia entrar cheio de moral e a querer agarrar um lugar, talvez contagiasse o resto da equipa, faltou alguém entrar assim.
Continuo a desesperar com a marcação de pontapés de canto, mas que raio andam treinar? Bastou o Nolito ir para o Granada para perceber que os sabe marcar bem, por isso que raio de ideia de cantos pingados é esta? Porque se insiste nisto á tanto tempo sem resultados que o justifiquem?

M disse...

Olá Pedro.

Jogo complicado, difícil, por culpa própria mas acima de tudo por mérito (?) da tática dos pinos de preto.
É legítimo, cada um joga como acha que o deve fazer, pessoalmente acho que é hino à mediocridade mas como disse, é legítimo, só temos de ter capacidade de superar estes e outros tipos de adversidades.

Penso que poderíamos e deveríamos ter feito melhor, prefiro sempre entrar, matar jogo e depois gerir a coisa, mas nem sempre é possível. sou da opinião que aos 10 minutos de jogo facilmente se percebeu que os pinos de preto apostavam no povoamento do centro do terreno e mais uma vez, nosso treinador passou ao lado dessa leitura e não corrigiu logo, ainda por cima, com o Almeida a tapar buracos....

Seja como for, as críticas para mim acabaram! Entrámos na fase da época em que não se justifica andar a bater e rebater na mesma tecla. Critiquei a direcção nas opções pré-epoca (desportivas e de gestão), no início e agora na reabertura e fecho de mercado...critiquei treinador por opções (plantel e táticas) mas agora, criticas e balanços só no fim da epoca.

Não se justifica neste momento voltar a falar de táticas, de compras e vendas, de postura de defesa e ataque nas CS..estamos na fase em que jogos, seja em que competição for, seja contra quem for, são para ganhar, bem ou mal, com ou sem brilhantismo, temos de ganhar.

Ninguem sabe como acabará a epoca..pode ser brilhante, pode ser pessima..pode ser a concretização de análise e previsoes de uns e outros, pode ser a admissão que houve engano e que de facto, o caminho percorrido foi o correcto.
Estamos em muitas frentes, epoca corre bem, mas o que interessa é como acaba...omito como acho que vai acabar, ganhar as 3 competições nacionais e chegar aos quartos da éróliga é o que desejo (sim, porque chegar às meias e nao pensar na final é treta).

Quinta há mais, para ganhar!!

zorg disse...

Não concordo nada com a tua análise, como aliás é hábito. :P

Uma equipa joga também o que a outra deixa. Velocidade faz sentido, quando se pretende apanhar o adversário em contrapé. A académica abdicou consciente e deliberadamente de atacar e, praticamente, de passar do meio campo, precisamente para anular a melhor arma ofensiva deste Benfica. Ao Benfica restou tentar causar desiquilibrios de uma forma que não está habituado a fazer. Era preciso agilidade e não velocidade. Foi como como obrigar um piloto de fórmula 1 a fazer uma especial de um rally.

E, apesar dessas dificuldades e do azar (as bolas paradas costumam ser a chave para jogos deste tipo), o Benfica criou oportunidads suficientes para ganhar o jogo e por uma diferença maior.

Fez falta o Cardozo, mas principalmente, fez falta capacidade de trocas de bola rápidas e tabelas junto à área. A dupla Aimar/Saviola do primeiro ano de JJ teria sido muito útil neste jogo.

Pedro disse...

M. as críticas resultam apenas e só da vontade enorme de ver o SLB triunfar e ficar desfeito por ver sonhos cairem por causa de erros habituais. Quem me dera não ter nada para criticar.

Zorg, não está em causa a velocidade nem o que o adversário deixa jogar quando o que se aponta são erros q apontamos quase sempre. Os erros têm surgido ao longo do campeonato mas a excelente qualidade dos jogadores vai resolvendo. Ontem quase q não resolveu. É isso q se reclama.

Não critico a velocidade ou garra dos jogadores.

zorg disse...

O que mantém o Benfica na frente do campeonato a par do porto é a qualidade colectiva da equipa e não a qualidade individual. O Benfica é uma equipa extremamente organizada, com um modelo de jogo definido que aplica com competência. Sem isso, já há muito tempo que teríamos ficado para trás.

Goste-se mais ou menos do modelo - e eu nem sequer sou um fã incondicional - o facto é que existe uma ideia de jogo e a capacidade de a concretizar. Isso é mais do que se pode dizer das equipas do Benfica dos 10 anos anteriores, com excepção da equipa treinada por Trapattoni. A capacidade táctica não é a escolha do 11, nem se torna uma equipa mais ofensiva por meter um avançado, ou com mais capacidade de ter bola, por ter mais um médio. O que a equipa faz ou não faz tem a ver com o que se trabalha durante a semana, ao longo de muitas semanas e com as opções que se tomam.

M disse...

eu sei...por isso se tem debatido, falado, trocado opiniões, concordado e discordado, tudo isto são formas de apoio!!!

Para mim chegou o tempo de cerrar fileiras, ver jogo a jogo, apoiar inequivocamente e nao pensar no que falta e no que nao falta, no que se poderia ter sido ou precavido e feito a tempo ou nao.

é o que temos, sao os homens que temos para apoiar, lá para Maio teremos outro tipo de conversa!!

Pedro disse...

Últimas da corruptolândia:

- Verme aguiar anda numa lufa lufa junto da uefa para que o SLB seja castigado por causa dos petardos. Peço aos nossos adeptos para não rebentarem petardos.

- Costinha diz que a 1ª chamada que fez foi para mourinho. Se ele revelasse a 1ª que recebeu. Curioso como na jornada em que há um fcp-scp teos um beira-mar-SLB.

- Jorge mendes e o associado do antero continuam em grande. Primeiro nuno no rio ave e depois costinha no beira-mar.

- Augusto inácio não foi contratado para o moreirense por acaso.

- Salvador está a pagar a desfeita de ter vendido o Lima para o SLB. Eu que critiquei a aquisição, agora compreendo porque se pagou a cláusula naquela altura.

A organização não dorme, meus caros.

Cumps

Pedro disse...

O caso do Braga é demonstrativo do que acontece a quem se deita na cama dos corruptos...