blog

quinta-feira, novembro 24, 2005

Branqueamento - Parte I

Segunda-feira 21 de Novembro de 2005

Apesar da derrota em Braga, o tema hoje é o branqueamento que a comunicação social continua a fazer às más arbitragens, em particular às que prejudicam o Benfica com influência no resultado final.

Após o empate em casa com o Rio Ave, verifiquei que as 3 televisões cobriram os erros de arbitragem desse jogo de forma muito diversa. Tomando como referência os noticiários da 2ª feira seguinte, a RTP, que de certa forma se revelou a mais profissional, apontou o erro do 2º golo do Rio Ave e nada referiu quanto aos dois lances que deram os 2 golos do Benfica. A TVI referiu-se ao erro do 2º golo do Rio Ave e colocou algumas dúvidas no lance do 1º golo do Benfica e num lance em que Ricardo Rocha aparece a agarrar o Gaúcho. A SIC por sua vez, coloca dúvidas nos livres que dão os dois golos do Benfica, dúvida no 2º golo do Rio Ave e no mesmo lance de Ricardo Rocha.

Em resumo a RTP deixa uma ideia que o Benfica foi prejudicado, a TVI (que transmitiu o jogo) deixa a ideia que houve erros iguais para os dois lados e a SIC deixa a ideia que o Benfica foi ... beneficiado.

Sublinho que todos os lances analisados nas reportagens, se referem apenas aos erros apontados por ambos os treinadores sendo excepção o lance de Ricardo Rocha que é um lance escolhido pelas televisões.

Para percebermos os critérios das televisões, em particular os da sportinguista SIC, tenho de referir que esta televisão recorreu a imagens filmadas de longe nos lances dos livres dos golos do SLB e em perspectiva não elucidativa no caso do 2º golo do Rio Ave. Refiro que já no caso do lance de RR as imagens foram ampliadas e repetidas em slow-motion para agravar a natureza da eventual falta existente. Se a SIC passasse as imagens que a RTP mostrou do livre do 1º e 2º golo (perspectiva tirada de trás da baliza e ampliada) do Benfica ou da TVI no 2º golo do Rio Ave (perspectiva lateral ao avançado do Rio Ave) não poderia ter concluído como concluíram, ou como deixaram entender que o Benfica até foi beneficiado.

Daqui se conclui que as imagens podem ser manipuladas conforme os resultados pretendidos. Ora a longa guerra interna do Benfica, promovida por vários dos ditos notáveis, tem enfraquecido a força exterior do Benfica na comunicação social tornando o clube alvo de sérias e inadmissíveis pressões a vários níveis, em particular a nível de arbitragem. É raro um jogo em que um pénalti, um livre, uma expulsão, não sejam analisadas do ponto de vista que mais interessa às cores rivais de FCP e SCP, que é de passar a ideia (para adeptos, jogadores e treinadores adversários e ... árbitros) que o Benfica foi beneficiado.

A SIC fez bem esse papel. Mas faltou à verdade dos factos e violou os deveres que os jornalistas têm consagrados no seu Código Deontológico. A SIC esteve e está nas questões de futebol, como as televisões de antes do 25 de Abril estavam para as questões políticas. Manipulam, branqueando uns e punindo outros.

Por omissão falharam também a RTP e a TVI. Porque se pretendiam analisar os erros a favor e contra as equipas teriam de mencionar outros erros graves, com influência indirecta no resultado tais como o não sancionamento de uma entrada duríssima do jogador que fez a assistência para o 1º golo do Rio Ave, os dois foras de jogo erradamente tirados a Léo e Nuno Gomes em situações de golo eminente (pelo mesmo assistente que validou o 2º golo do Rio Ave pasme-se ...), o corte com a mão de Idalécio na marcação de um livre, lance que não foi penalizado com novo livre directo e cartão amarelo, e o não sancionamento de Idalécio no lance que agarra Mantorras e dá o 2º golo do Benfica.

No global, apesar das televisões indicarem o contrário, o Benfica foi prejudicado com interferência no resultado e bastaram 8 dias para comprovar que o Rio Ave sem erros de arbitragem, não joga tanto como Valdemar Duarte na TVI em directo referia. Perderam 2-0 com o Nacional que por sua vez também jogou sem Simão ...

Aliás os jornalistas que estabelecem relações entre a presença de Simão e a falta de resultados do Benfica, contribuem também para esse papel de branquear erros de arbitragem, pois não foi só o Rio Ave a perder contra uma equipa onde não joga Simão. O Naval também foi derrotada em casa contra uma equipa que não tem Simão e tem até salários em atraso ...


Retirado de www.basta2002.com

9 comentários:

Anónimo disse...

Já não comento as arbitragens e vou fazer tudo por tudo para até ao final do campeonato não ver nenhum desses lances. Este "post" é elucidativo daquilo que penso. Em especial na blogosfera, vingou e continua a vingar (como é possível?!) a ideia do benefício para o SLB. Estamos a oito pontos do primeiro e somos beneficiados todas as semanas. Então pergunto: se não fossem os "roubos" estariamos em 15º?!?!?! É isso??? Caguei para essa malta toda dos lances duvidosos, dos colos. Caguei e mando-os à merda.

Pedro disse...

Para não falar dos 11 anos de jejum...eramos beneficiados mas não ganhavamos nada.
O q eles não explicam é termos quebrado o jejum no ano de Apito Dourado. No ano em q os arbitros foram apertados o SLB conseguiu ser campeão. Isso diz tudo. E é o q mais me orgulha no titulo conquistado o ano passado.

Anónimo disse...

la vem a historia dos coitadinhos...

Que tristeza...

N se preocupem com o treinador de merda...nem com a equipa desiquelibrada....nem com o mentiroso do presidente...

E depois falem do pateta do Dias da Cunha...qaundo vós sois iguias. Tdo a atirara areia pos olhos...

Anónimo disse...

A solucao de Janeiro do SLB em...
Bola na Rede

AT1971 disse...

Muito bom esse texto. Uma pedrada no charco!

Anónimo disse...

Para se perceber melhor as diferenças de tratamento aqui vai uma ideia para a blogosfera benfiquista:

Como já devem saber agora existe o Google News, que nos dá as notícias de acordo com os temas que quisermos, fazendo uma "compilação" de várias fontes com esse tema e melhor de tudo, sem intervenção humana.
Ora onde quero chegar é que o Google News é o instrumento ideal para fazer várias comparações entre tratamentos de notícias, como tal experimentem pesquisar temas com palavras chave como "Pinto da Costa" "Apito Dourado" "Vale e Azevedo" etc...
Conclusão, nestes 3 exemplos que dei vão notar a diferença de tratamento dada a uns e a outros pela comunicação social portuguesa, nas notícias sobre o apito dourado vão aparecer coisas triviais e desactualizadas, prova da importância que os jornais portugueses dão ao tema...

Saudações Benfiquistas!

lit0s disse...

engraçado tb no meio disto tudo, é aquilo que se tem lido sobre o jogo cá de braga.
o benfica volta a perder pontos com um golo em fora-de-jogo (o terceiro seguido..) mas de que é que se fala? do penalty que deu origem ao golo do benfica. ah e tal, levados ao colo, beneficiados, etc...

que dizer afinal?...

depois ainda temos de levar com os broncos a fazer comparaçoes ridiculas entre o benfica e um senil...

é só a rir mesmo......

Apre disse...

Foi realmente uma escandaleira esse jogo os 2 penaltis por marcar a favor do Rio Ave o 2º livre inventado de uma falta atacante!!
E ainda reclamaram!!!!

Anónimo disse...

muito bom texto, NOT

grande otário. Li na diagonal mas estou a ver que se trata de uma autêntica teoria da conspiração.

4 penalties em penafiel? MEGA LOL! Comenta ai os penlaties do ano passado, belem, estoril. Comenta ai o golo do suinão contra o rio ave no ano passado, igualzinho ao 1-2 do rio ave deste ano.

e para um outro participante patético, as pessoas falam mais do penalty de braga do que o terceiro golo em fora de jogo porque o penalty É ESCANDALOSO!