blog

domingo, abril 26, 2009

SL Benfica - Marítimo: 3-2

De uma goleada tranquila para uma vitória suada.

O jogo desta noite no Estádio da Luz é perfeito para aqueles que dizem que para se vencerem as arbitragens manhosas temos que ser mais fortes, ter melhores jogadores, etc. A arbitragem do individuo do apito hoje mostrou bem que isso não chega. Uma arbitragem manhosa consegue transformar uma goleada tranquila com os nossos jogadores a mostrarem classe, para uma recta final de sacrifício e sofrimento para obter os três pontos.

Hoje o Benfica jogou à brava, a primeira parte foi esmagadora com a equipa em alta velocidade, sempre a pressionar o adversário, roubando muitas bolas e saindo sempre rápido para o ataque. Gostei muito de ver a solidariedade da equipa a defender, Reyes teve sprints para tapar o seu lado, Carlos Martins foi um lutador enquanto durou. A equipa esteve unida quer a atacar quer a defender e, com isso, a qualidade do jogo foi crescendo com o passar dos minutos. Não sei se é da táctica, não sei se é da dupla em causa, não sei se é da passividade do adversário, não sei se é de tudo junto, mas a verdade é que Ruben e Martins têm estado muito bem juntos no meio dando uma capacidade de retenção e controlo da bola muito boa e depois, como têm boa técnica, a mesma sai a rolar para os colegas com toques de bola rápidos e certeiros. Não me lembro de um único chutão como forma de criar jogo ofensivo. Com o Benfica a jogar desta forma os golos são uma consequência natural e o 3-0 surgiu com toda a naturalidade de uma equipa ser, claramente, superior à outra. No final da primeira parte, na marcação de uma falta o Marítimo consegue reduzir num golo muito consentido, novamente, pela nossa defesa. No melhor pano cai a nódoa e com uma belíssima exibição nos primeiros 45 minutos o Benfica não merecia sofrer este golo.

Na segunda parte entrámos com Di Maria pra o lugar do lesionado Aimar e a equipa ressentiu-se disso. Ganhou velocidade e repentismo é verdade, mas perdeu cérebro e capacidade de retenção da bola a meio campo para encontrar a melhor solução de passe. E com a posterior saída de Carlos Martins a equipa do Benfica ficou partida. Eram as corridas de Reyes e Di Maria que alimentavam o ataque ao contrário do ataque pensado e certeiro quando a bola saída de Martins ou de Aimar. Com o adversário a reduzir para 3-2 temia-se o pior na Luz mas, verdade seja dita, o Benfica nunca perdeu o controle, quer emocional quer do jogo, e procurou sempre o golo da seguança e teve perto de o conseguir quer por Reyes, quer por Di Maria quer por Cardozo, não falando de várias jogadas de ataque que culminaram em último passes errados. Era um sofrimento mais pela diferença mínima do que realmente pelo perigo causado pelo adversário. Não me lembro de Quim ter feito uma defesa durante todo o jogo.

O Benfica cumpriu a sua missão, venceu o jogo com todo o mérito e os jogadores estiveram muito bem com uma postura solidária e aguerrida. É assim que tem de ser e é assim que tem de continuar. Fazer desta recta final uma espécie de pré-temporada para a próxima época. Dizer que a equipa do Benfica sentiu muito a ausência de Carlos Martins é fazer ao jogador um excelente elogio, de facto Martins esteve muito bem hoje, lutando muito, defendendo com garra e saindo com inteligência para o ataque. Os passes podiam não sair sempre bem mas a intenção estava lá toda. Só continuo é irritado com o facto de ser ele a marcar livre frontais não Cardozo com o seu pé esquerdo. Reyes esteve fantástico na primeira parte e Cardozo com uma bela exibição coroada com mais dois golos. Os restantes jogadores estiveram bem com relevo para David Luiz que finalmente alcançou o golo que tanto andou à procura.

Depois dos 4-0 da semana passada uma nova golada por parte do Benfica estava a fazer comichão no apito do sacripanta com o mesmo nome do Maestro e, vai daí, resolveu entrar no jogo. É extraordinária a facilidade com que se marcam penaltys contra o Benfica e se amarelam os nossos jogadores. Dou de barato o penalty porque ainda não vi imagens na TV apesar de no Estádio me parecer um corte limpo mas o que aconteceu depois disso é demonstrativo como havia intensão de, quiçá, assegurar já o segundo lugar para alguém. Depois de permitir que batessem no Aimar até partir, depois de amarelar jogadores do Benfica em lances idênticos a outros onde nada mostrou aos maritimistas, conseguiu transformar dois cantos óbvios a favor do Glorioso em pontapés de baliza e anular dois roubos de bola limpinhos de Maxi que permitiriam ataques rápidos e em superioridade numérica, sem falar das sistemáticas faltinhas a meio campo que obrigaram o Benfica a não conseguir imprimir a pressão que realizou na primeira parte, só faltou mesmo o árbitro meter a bola dentro da baliza de Quim. Teve azar pois não teve oportunidade para isso...talvez naquele último canto que o fiscal de linha demorou umas duas horas a decidir se tem subido para a área como os guarda redes às vezes fazem....

Gostei do Benfica. Gostei mesmo. Boas trocas de bola, boas combinações, bons pormenores individuais, oportunidades de golo, golos, solidariedade. Gostei. É pena ser já na recta final onde nada podemos alcançar.

Adenda-Acabei de ler isto: "Minuto 58 do FC Porto-Vitória de Setúbal. De uma assentada, Leandro Lima e Bruno Gama foram substituídos por dois colegas de equipa. Coincidência ou não, Leandro Lima e Bruno Gama, jogadores emprestados pelo FC Porto ao Setúbal, estavam a ser os dois jogadores mais perigosos dos sadinos. Coincidência ou não, o jogo que estava empatado ganhou outra vida quatro minutos depois com o primeiro de dois golos de Lisandro (2-0). O tiro no pé de Carlos Cardoso deu uma segunda vida ao campeão nacional.". Não tenho palavras.

61 comentários:

João Bizarro disse...

Uma exibição muito boa na 1ª parte, com algumas jogadas dignas das grandes equipas. A jogada do 2º golo é um hino ao futebol. Depois veio aquele golo estúpido à beira do intervalo e a 2ª parte estava visto que ia ser sofrível.
Para ajudar a equipa do Maritimo esteve um sr. de amarelo, irmão de um outro senhor muito famoso que já ganhou prémios por serviços prestados à cidade do Porto.
Não sei se houve algum jogador do Benfica que não tivesse levado amarelo.
Ainda assim tivemos outras boas oportunidades para fazer o 4º golo que não surgiu mas diga-se em abono da verdade que o Marítimo além dos 2 golos que marcou não teve uma oportunidadezinha que seja para poder marcar.

Em relação a mais uma facada na verdade desportiva nada que me deixe admirado. Só tenho pena que não haja mais gente a gritar bem alto estas poucas vergonhas.
Quero ver o que tem o Juju a dizer sobre isto, ele que é um defensor da verdade desportiva, da protecção das vedetas e do muito público nos estádios!

Álvaro Martins disse...

Sim, uma primeira parte muito boa, mas uma segunda muito má. E com esse merdas tripeiro a malhar nos nossos com amarelos, a marcar faltas que não existem e a não marcar as que existem.
O Reyes não me convence, por mim que volte pro Atlético.

GR1904 disse...

São realmente asquerosas as substituições que o Setubal fez. E fazem tudo às descaradas, porque isto de facto é normal. É banal, mesmo. Essas 2 substituições foram encomendadas e é mais uma prova da verdade desportiva deste futebol português.

Eu acho que o Pedro sintetizou bem o que é um facto indesmentível. Há adeptos que precisam que lhes tragam à terra, uma vez que defender que o SLB tem de ser mais forte que as arbitragens é uma pura ilusão e utopia. É fechar os olhos ao que se passa neste futebolzinho sujo e lamacento, porque o que tem de ser defendido é o fim destas vergonhas que deturpam o futebol que temos.

Eu sou de opinião que todo e qualquer clube que faça acordos com os tripeiros, nomeadamente sujeitarem-se aos empréstimos que condicionam a verdade desportiva, desçam de divisão. Aliás, é curioso que os clubes do Sul onde o fêcêpê descarrega jogadores, estão todos com a corda na garganta. Que desçam por beberem daquela água, que eu não tenho pena nenhuma.

Pedro Veloso disse...

Foi de facto uma óptima exibição, na senda das últimas, até deixarmos o Marítimo voltar ao jogo. Gostava de salientar a notória relação causa-efeito entre o facto de (além do Ruben vir para o meio) o Carlos Martins alinhar vezes seguidas a titular e a melhoria exibicional notória do slb. Apesar de a imprença avençada o queimar sempre e ir sempre considerá-lo um flop por razões óbvias, o carlos é um óptimo jogador, que me parece mais maduro (pouco jogou este ano e nunca refilou) e espero expluda definitivamente na próxima época.E tem que voltar a marcar golos de fora da área. É verdade que ele esteve algum tempo lesionado, mas podíamos tê-lo usado muito mais vezes este ano

Rui Miguel Soares disse...

Uma boa primeira parte do Benfica, estamos perto do que é desejado.
A equipa joga em conjunto, o meio campo deixou de falhar passes e já começa a fazer corte de bola na area adversária. Reyes e Aimar são fenomenais. A dupla Cardozo e Nuno Gomes vai sendo eficaz.

Espero que este bom trabalho continue e que ocorram poucas mudanças no plantel.

A 2ª parte foi uma tentativa descarada do arbitro dar a volta ao marcador. Era interessante saber o que se passou na cabine do arbitro durante o intervalo. terão recebido alguma chamada do Papa ?

O que é certo é que na 2ª parte tudo o que era lance do Benfica erá parado a lei da cacetada, a que o arbitro deixava sempre seguir sem assinalar falta ou mostrar a cartolina. Todas os cortes do Benfica eram feitos em falta. Do outro lado o arbitro permitia de tudo a equipa adversária.
Alem de que este mau-arbitro ajuizou e mal muitos lances do Benfica.

Eu estou descançado, enquanto os azias e os tripas não perderem pontos, os arbitros vão deixando o Benfica ir jogando, marcando e ganhando jogos. Quando os azias ou os corruptos perderem pontos, então o Benfica será logo prejudicado.

O Padrinho zela pelo afilhado : "Ao menos o 2º lugar"


Quanto ao jogo do setubal, se com 4 defesas do setubal, o porto não cheirava a balizado setubal. Com 7 defesas em campo do setubal, os avanaçados do porto passearam-se em campo sem oposição.

Chama Imensa disse...

Não sabia disto das substituições. É a Carolina da sem vergonha. Epah desculpem mas não consigo conterme ao saber destas situações. Vergonhoso.

Assim se vai matando o nosso futebol. Como disse aqui há uns dias deixie de ir ao futebol desde o mergulho do Lisandro que o Proença transformou em título para o Fcp e assim vou continuar.

Gostaria que os meus amigos reflectissem sobre algumas questões.

Porquê ir ao futebol se tudo está comprado?

Porquê não se criar definitivamente uma lei que limite o número de atletas emprestados por um só clube?

Alguém acredita que a intenção de Hermínio em não deixar actuar na 1ª liga quem não paga ordenados vai ser aprovada? Sabendo de antemão que isto anularia 3 ou 4 clubes que o polvo manieta?

......

Eu defendia a suspensão do futebol profissional por um ano ou pelo menos o boicote à participação quer na Taça da Liga quer na taça de Portugal. O Benfica jogava no campeonato para não descer de divisão e apostava-se nas modalidades.

Já chega desta miséria. O futebol português está podre por causa da actuação do polvo azul. Está tudo contaminado.
Eu defendo que os benfiquistas deviam não comparecer aos jogos fora (pelo menos em campos onde a equipa não sofre muita pressão dos adeptos adversários - Naval, Amadora, Belém, Seúbal, Rio Ave) para que estes clubes e mesmo os patrocinadores da Liga não mamassem à pala do Benfica.

Não vale de nada ter Aimar, Reyes, AMorim, Cardozo...no Benfica nem com Messi e Kaká juntos.

É a descrença total e enquanto não puserem mão nisto vai tudo continuar igual com os bandidos a assobiarem para o ar.

Americano disse...

Excelente primeira parte, fraca segunda, mas uma vitória justa e sem espinhas.

Positivo:

- Miguel Vitor, um senhor
- Ruben, no meio o jogo é todo dele. Com 8 meses de atraso, mas enfim
- Reyes enquanto durou
- Cardozo matador, titularidade constante também com 8 meses de atraso

Negativo:

- Carlos Martins: mais uma série de passes sem nexo e rebentou completamente na segunda parte
- Aimar: o elo mais fraco enquanto esteve em campo. Certo é que o seu substituto ainda entrou pior.

Pedro disse...

Negativo o Martins?
Não concordo. E sabes q eu sou daqueles q acha q ele não vale metade daquilo q dizem q ele vale. Falhou alguns passes é verdade mas a dinâmica q, juntamente com Amorim, deu ao meio campo do SLB foi fundamental para a excelente primeira parte. Aimar esteve menos em jogo mas tb foi importante no jogo cerebral q fizemos na primeira parte. Na segunda, sem estes dois, a única forma de atacar foram as corridas de Reyes e Di Maria.

Diogo disse...

O Benfica já está claramente melhor nas transições ofensivas e as últimas exibições têm sido bastante melhores.
Apesar de ver melhorias, temo que demore muito tempo a afinar a táctica. Sem um jogador na posição 6, os 2 jogadores do miolo têm que ter uma cultura táctica impressionante, bem como uma grande disponibilidade física e isso ainda está longe de acontecer. Bolas nas costas do meio campo do Benfica ainda são uma constante. Rúben Amorim dá muito mais qualidade ao nosso meio campo, mas não dá para tudo.

PS: Cardozo com muito menos minutos jogados, já tem tantos golos como o "melhor avançado de todos os tempos".

Ruvasa disse...

Viva, Pedro!

O nosso Benfica continua bem orientado.

O FCP vai ser t(r)et(r)a. Copm mérito.

http://ruvasa2a.blogspot.com/2009/04/2138-caminho-do-treta.html

Abraço

Ruben

Álvaro Martins disse...

Reyes falhou uma série de passes peincipalmente na 2ª parte. Lento, sem velocidade, está muito aquém daquilo que se espera de um jogador que passou por clubes como o Arsenal e Real Madrid. Acho que não é jogador pro Benfica, até porque é caro demais pro que vale e de certeza que aufere um ordenado exorbitante pro que mostra em campo.

Carlos Martins esteve bem, embora eu também seja um dos que não vou à bola com ele, mas tem mexido um pouco com aquele meio campo, pena é que mexa poucas vezes.

Aimar é um senhor, com classe, visão de jogo, tudo. Mas infelizmente já veio pro Benfica cheio de ratos e pra mancos já nos chega o Mantorras.

Cardozo e Nuno Gomes já desde o início do campeonato que deviam fazer dupla, toda a gente via que era a melhor escolha, só o burro do Quique é que não via isso.

Ruben, uma máquina e Miguel Vítor uma promessa que me agrada a cada dia que passa.

David Luiz é pena este burro deste espanhol estar a queimá-lo na lateral porque é muito melhor que o Sidnei.

Maxi, o lutador, é o melhor jogador do Benfica, aquele que realmente dá o litro o jogo inteiro, o único que realmente merece o salário.

John Billy disse...

Americano, discordo das tuas críticas ao Martins. O homem fez um jogo bastante bom.
É impressionante a raiva que o "Sistema" tem ao Benfica.
Mesmo sabendo que nem ao 2º lugar vamos chegar, não há maneira de parar a fúria e a vontade de espezinhar o Glorioso. Só se querem mesmo nos relegar para o 4º ou 5º lugar e criar ainda mais inestabilidade no clube.
Triste os comentários do Carlos Manuel na marcação do penalty. O que se diz por uns míseros euros...

Em relação ao Setubal, espero sinceramente que desça de divisão e que o clube desapareça do futebol português. Um clube que se vende dessa maneira não merece jogar futebol em qualquer divisão. Nem nas distritais.

Dexter disse...

Primeira parte finalmente à BEnfica com 8 meses desfazada no tempo mas mais vale tarde que nunca !

Quanto à nova dupla do meio campo fico estupefacto a ouvir Quique n a conferencia de imprensa. Mas ele chegou agora ao clube ?? Parece que aterrou agora e que anda todo contente com a descoberta que fez.

Segunda parte miseravel.

Pedro disse...

O que é que o Carlos Manuel disse?

O Miguel Vítor se tivesse proviniência de uma certa "academia" os jornais não se calavam com elogios e com o interesse dos tubarões europeus...

Americano disse...

John, não sei o que o Carlos Manuel disse, mas na minha opinião o penalty é indiscutível. É aliás muito parecido com uma carga que Adu sofreu de Moutinho exactamente naquele local e que passou em claro num Benfica-Sporting. O resto da arbitragem sim foi fraquíssima e com prejuízo para o Benfica.

John Billy disse...

O idiota do avençado ao ver as repetições disse que era penalty sem dúvidas porque "o Maxi não toca na bola" (falta dizer que não toca na bola, NEM no jogador), e o Carlos Manuel fazendo o jogo da casa, concordou. Que triste ver um homem do Benfica fazer parte do polvo.
Gostava de ver o relatório do observador. O mano costa ainda vai ter um excelente.

O Miguel Vitor se fosse do Sporting já estaria avaliado em 50 milhões de euros. Se fosse do FC Corrupto, já era titular do escrete português.

John Billy disse...

"John, não sei o que o Carlos Manuel disse, mas na minha opinião o penalty é indiscutível."

Americano, és a primeira pessoa que tem essa opinião, ou 2ª se contamos com o mano costa :)

Pedro disse...

Ainda só vi imagens do lance na SIC e a camara parece estar a kms do relvado. Não dá para tirar conclusões...

Diogo disse...

Eu dou o benefício da dúvida ao árbitro. O Maxi foi um pouco imprudente. Pior que esse lance, é o que dá o 1º golo ao Marítimo. O lance nasce previamente de uma falta cometida pelo Miguel Vítor que não existe.

Americano disse...

John, não toca na bola e toca no jogador. Claro que ele aproveita para cair porque sabe que está na área, mas para mim é falta clara, daquelas que a ser assinalada fora da área nem levantava qualquer tipo de protesto. O Maxi foi burro, o jogador do Marítimo aproveitou bem o contacto.

Dexter disse...

Eu dou o beneficio da duvida.
Nao acho que seja escanadaloso a marcacao do penalty, alias acho mais escanadaloso a BURRICE do Maxi do que o penalty marcado.

Qual era a necessidade sequer do Maxi tocar do jogador ???

helderrocha disse...

da mesma forma que acho que se não fosse marcado nao era algo escandaloso, tam tendo sido marcado nao acho que seja... mas agora a pergunta é se tivesse sido a favor do benfica o arbito marcaria penalti na mesma? e se fosse a favor do fcporto?

penso que todos sabemos as repostas... basta ver o lance do raul meireles no fcp-academica, em que o arbito vê o lance e manda seguir..

mas esse lance, tal como no fcp sporting no lance do cebola em que o arbito vê a agressa, mas nao dá vermelho, são normais..

Escandaloso é o benfica ter sido beneficiado contra braga e sporting na taça da liga... tudo o resto é normal.. ate receber arbitros em casa é...

Ricardo disse...

Quique persiste nas mesma equipa e ela, pelo terceiro jogo consecutivo, responde com bom futebol e um espírito que nunca se viu ao longo de toda a época. Dá pena pensar que o espanhol demorou tanto tempo a entender a melhor forma de pôr a equipa a jogar. Dá pena porque poderíamos estar na luta pelo campeonato e dá pena porque o jogo de ontem veio trazer uma dúvida preocupante: Quique ainda persiste, teimosamente, na sua equipa-tipo? Olhando para as substituições, diria que sim. Vejamos: depois de uma belíssima primeira parte, com 3 golos marcados, um futebol de troca de bola, procura de espaços, boas movimentações e, consequência de tudo isso, um número interessante de oportunidades de golo, Quique decide deixar Aimar no balneário ao intervalo. Algum problema físico? Espero que sim. É que, retirando Aimar do jogo e colocando Di Maria, o Benfica nunca mais voltou a ser o que era. Deixou de pensar de forma lúcida e paciente o jogo para voltar a ser o Benfica de quase toda a época: mais aos repelões, mais jogo de contra-ataque e menos cérebro. Ainda que, devemos admitir, o Benfica da segunda parte de ontem teve pormenores interessantes que o fazem, mesmo sendo pior que o da primeira parte, muito melhor que o Benfica de grande parte da época.
Mas é a escolha de Quique ao intervalo que me intriga. Será possível que o homem continue em busca do seu 442 clássico, com dois alas abertos, desequilibrado e inconstante, mesmo depois de ter tido a visão de um Benfica de qualidade nos últimos 3 jogos? Será possível que ele não veja MAIS UMA VEZ o que aparece aos olhos de quase todos como uma evidência? Espero estar enganado e que as substituições de ontem, principalmente a do Di Maria pelo Aimar, se tenham devido a problemas físicos. Caso contrário, deixo de acreditar na possibilidade de este ser um treinador com capacidade para liderar a equipa do Benfica na próxima época. Vem já aí o jogo da próxima semana para tirarmos todas as dúvidas.

Notas sobre o jogo:

- Maxi Pereira - este homem tem vindo a crescer ao longo da época de uma forma fantástica! Ontem, mais uma vez, esteve muito certinho a defender e sempre solidário a aparecer nas movimentações ofensivos. Depois de ter aprendido a movimentar-se nos processos defensivos, tornou-se um lateral interessante. Um lado negativo: no lance do suposto penalty (que eu acho que não existe), aquela forma de entrar à bola, dentro da área, não é inteligente.

- Miguel Vítor: tenho sido um seu defensor mas há uma questão que tem sido recorrente nas suas prestações: quando amarelado, força muitas vezes lances em que se arrisca a ser expulso. Deve mudar essa atitude.

- David Luiz: é uma faca de dois gumes: por vezes, cumpre, porque tem qualidade técnica e física mas por outras acha que é o Maradona e perde bolas consecutivas. Na direita, seria muito melhor. E a trinco gostava de lhe fazer um teste.

- Amorim/Martins: uma dupla que resulta. Favorece tanto Amorim como Martins e finalmente há cérebro no meio-campo. Com isso, todo o jogo do Benfica melhora substancialmente.

- Aimar/Reyes: com estes nas alas, a equipa ganha movimentos que antes não tinha. Continua a ir às alas (preferencialmente pelos laterais) mas aparecem os movimentos interiores que os dois conseguem fazer de forma soberba. Aimar mais em posse e no ganho de espaços, Reyes mais incisivo, rasgando por dentro para depois ou fazer o último passe ou procurar finalizar. Uma aposta ganha de Quique que espero que continue.

- Nuno Gomes: Ontem não marcou mas jogou bem. A forma como vem atrás receber, tabelar, abrir nas alas é preponderante para este tipo de jogo. Favorece as subidas dos alas e do próprio Martins. Não é preciso marcar para ser importante. Ontem Nuno Gomes deu muito à equipa.

- Cardozo: Hello, Quique? Basta jogar consecutivamente que o homem ganha confiança e começa a marcar golos. Nos últimos 4 jogos, foram "só" 6. Que pena tantos equívocos, Senhor Quique. O Cardozo tem tudo para marcar 30 golos por época.

- Di Maria: Não sei quando nem como nem porquê nem quem quer o gajo mas, eh pá, vendam-no rapidamente. Projecto de futebolista.

- Katsouranis entrou pessimamente. Parece estar longe do clube e do país. Se é assim, vendam-no.

- 32.000 pessoas num contexto como o deste jogo, sem nada importante por que lutar, num Domingo às 8 da noite. Este clube tem um potencial fabuloso. Sonho com a época em que possamos lutar pelo campeonato até ao fim e em que estejamos bem na Europa. Seriam 65.000 em todos os jogos. Continuo a ficar surpreendido com a força deste clube. Era bom que quem nos dirige saiba a força do Benfica e aproveite isso ao máximo. Até agora, não é isso que se vê.

Diogo disse...

Penso que o Reyes é essencial no Benfica, quando está bem e confiante é uma alegria vê-lo jogar. Uma equipa tecnica inteligente saberá certamente motivá-lo constantemente. Para mim vende-se o Di Maria, compra-se o Reyes e mete-se o Coentrão no plantel, que bem merece.

Ontem quando chegei ao estádio e vi o piso 3 da bancada Coca-Cola com gente, pensei que ia haver uma enchente, pois eles só abrem esse piso quando à mais de 40 mil bilhetes vendidos. Alguem sabe porque abriram neste jogo ?

DB

John Billy disse...

Ricardo, o Aimar estava com dificuldades físicas. Não é necessário pedir a demissão (para já) do Quique ;)

Em relação ao penalty, cada um vê os lances como bem entende. Mas destaco aqui a opinião da imprensa:

Record:
"Muita contestação na Luz. A grande penalidade que deu o segundo golo dos insulares é bastante duvidosa (dá a ideia de que Maxi Pereira não tocou no opositor) e logo depois fica um canto para o assinalar a favor das águias."

O Nojo:
"59' | Maxi Pereira comete falta para grande penalidade sobre Djalma?
Jorge Coroado | Foi uma disputa normal em futebol em que o jogador do Marítimo aproveitou o contacto do tronco do adversário e o pé direito do mesmo na sua frente para se atirar para a piscina e ganhar um penálti a que não tinha direito.
Rosa Santos | Não há dúvida de que há grande penalidade, pois Maxi Pereira tocou na perna do jogador do Marítimo, não jogando por isso a bola. Grande penalidade bem ajuizada pelo árbitro da partida.
António Rola | Estamos perante uma questão de intensidade, mas desta vez ela não foi suficiente para derrubar o jogador do Marítimo. O árbitro teve, pois, uma má interpretação do lance."

A Bola
"e, após o reatamento, uma grande penalidade «assombrada» (Maxi terá carregado Marcinho dentro da área) como que devolveu a equipa insular ao jogo."

Pedro disse...

Ricardo o Aimar levou uma cacetada no final da primeira ficando logo agarrado à perna, o Martins pediu para sair após um canto contra o Benfica.

Ricardo disse...

Cantinho dos ex:

Camacho empata fora com o Valladolid (10º) e beneficia das derrotas dos 4 últimos para não se ver em (mais) apuros. Neste momento, é 15º, com 36 pontos. O 18º (último a descer de divisão) tem 33. Para a semana recebe o penúltimo (Recreativo de Huelva) num jogo que poderá ser fundamental para se distanciar da descida e afundar um dos adversários directos. Está bem Camacho nesta luta pela manutenção. É aqui a sua casa.

FANTÁSTICO FERNANDO SANTOS! Acabou o campeonato com uma vitória por 4-1 em casa com o Panserraikos (15º) e dá assim ao PAOK um segundo lugar depois de nos últimos 10 anos o clube ter andado a bailar entre o 4º, o 5º e o 6º lugares (um 3º, em 10 anos). Os números não explicam tudo mas dizem muita coisa:

30 Jogos

18 Vitórias
9 Empates
3 Derrotas

39 Golos Marcados
16 Golos Sofridos

Ficou a 8 do Olympiakos, que tem dominado completamente o futebol grego, com 2 de vantagem sobre o Panathinaikos e 8 (!) sobre o AEK.

Para um clube que está atrás dos 3 grandes gregos, o trabalho de Fernando Santos, MAIS UMA VEZ, mostra toda a sua qualidade.

Mas é "frouxo", coitado.

Pedro disse...

Pois..o PAOK não é candidato ao título, a pressão é diferente e a "frouxice" não tem tanta relevância.

Ricardo disse...

Para um não-candidato ao título (e não estou a ser irónico, é exactamente assim porque o PAOK é um Braga da Grécia), acho que correu bem, não correu?

Quanto ao Aimar, confirmam-se as vossas ideias sobre o lance. Lesão. Menos uma preocupação sobre o Quique...

John Billy disse...

Grande Fernando Santos!
O Bayern de Munique anda a dormir...

Americano disse...

Há treinadores que só se dão bem sem grande pressão. Aparentemente também temos um desses...

Ricardo disse...

John,

quem anda a dormir é o Benfica. E os seus adeptos...

Dexter disse...

"Aparentemente também temos um desses..."

Americano,

Mas o nosso tem outra característica peculiar, é que hibernou 8 meses e acordou a 1 mes do final da época.

Nem todos se podem dar a esse luxo

José Marinho disse...

Meu caro Ricardo, a sua primeira análise é muito lúcida, mas num ponto considero-a incompleta. Aqui: "Cardozo: Hello, Quique? Basta jogar consecutivamente que o homem ganha confiança e começa a marcar golos. Nos últimos 4 jogos, foram "só" 6. Que pena tantos equívocos, Senhor Quique. O Cardozo tem tudo para marcar 30 golos por época."
Acha que o equívoco começou e acabou no Quique, ou terá começado emm quem contratou o Suazo, desprezando a possibilidade de valorização de um dos seus melhores jogadores e indiscutívelmente o seu melhor goleador? Meu caro, do conhecimento que fui acumulando sobre o equilibrio de forças existente num clube de futebol, entre o treinador e os directores que estão acima de si, não tenho dúvidas em dizer-lhe que o actual treinador do Benfica deve ter sido muito pressionado a utilizar o craque hondurenho, mesmo que isso significasse deixar no banco o nosso melhor ponta-de-lança. Ou então, faço-lhe a seguinte pergunta: O que acha que teria acontecido se Suazo estivesse disponível? Antes de me responder, acrescento mais um dado à equação. O interesse do Inter de Milão na utilização do Suazo e do interesse do Benfica em demonstrar ao Inter de Milão - para futuras negociações - que consegue valorizar os jogadores aqui depositados por empréstimo. Nem que para isso não consiga valorizar os seus próprios jogadores.

Dexter disse...

"ão tenho dúvidas em dizer-lhe que o actual treinador do Benfica deve ter sido muito pressionado a utilizar o craque hondurenho"

Não me admira muito que isso tenha acontecido. Mas aí tanto é culpado quem pressiona como quem é pressionado. Quem pressiona porque não o deve fazer, quem é pressionado porque NAO pode ceder.

Portanto.....estamos bem entregues.

Hugo disse...

José Marinho, desculpe mas não estou de acordo consigo.
Eu se tivesse no meu plantel Suazo e Cardozo, faria tudo para jogar com os melhores, neste caso os dois.
Explique-me o porquê de agora jogar com dois Pontas de lança? Que eu saiba nada o impediu de jogar com o Cardozo e Suazo tal como o faz agora com o Cardozo e Nuno.
Digo mais, acho mesmo, que ainda produziam mais, pois o Suazo, mesmo não tendo as características que o Nuno tem em tabelas e jogar de primeira, tem a capacidade de explosão, força e a velocidade capaz de abrir uma defesa e abrir espaços ao Cardozo.
Por isso, foi um erro de leitura do Treinador.

Pedro disse...

José, se calhar estamos já a prepara o empréstimo do Cigano...Cruz credo
:)

Ricardo, andas sempre a reinar com o Americano por causa de Scolari mas depois tens este apreço pelo Santolas. O sargentão tem mais títulos na mão esquerda do q aqueles q o Santolas irá conquistar na sua vida inteira como treinador...

O Manuel Machado tb está a fazer boa figura no Nacional, o Cajuda o ano passado com o Guimarães, etc. São treinadores para o SLB?

Americano disse...

O Ricardo é um lírico :)

Pedro, se calhar são tanto como o Quique. Até prova em contrário Quique está no mesmo patamar que esses todos, treinadores que fazem uns trabalhos interessantes mas que nunca ganharam num grande (excepto FS, e ali não era difícil).

Dexter disse...

"O Manuel Machado tb está a fazer boa figura no Nacional, o Cajuda o ano passado com o Guimarães, etc. São treinadores para o SLB?"

Depois de ver aqui no blog pessoas a defenderem como opção de treinador Dauto Faquirá........eu já acredito em tudo.

Mas uma coisa é certa e ai tenho de dar o braço a torcer, dificilmente faria pior que o Quique.

André Leal disse...

Eu também acho que é penalty do Maxi, agora as 2 faltas que precederam o primeiro golo são daquelas que no caldeirão da corrupção só são assinaladas a favor dos corruptos.

De resto volto a dizer o que já disse antes: os jogadores individualmente jogam bem (é difícil encontrar jogadores com a época totalmente falhada para lá do Balboa), mas a equipa continua a falhar no seu conjunto, o que denota uma culpa profunda do Quique.

Quique não é treinador para o Benfica. O Santolas também não, mas trocava-o num segundo.

Pedro disse...

Dexter, eu não partilho da ideia vigente q os treinadores portugueses não servem para o SLB. Acho errado e perigoso esse pressuposto q reina na familia benfiquista. É verdade q já pensei melhor de Cajuda e q Manuel Machado tem um discurso de ir às lágrimas, mas o gajo percebe de futebol. Faquirá tinha uma postura q me mereceu todo o respeito, e percebia de futebol, falava de futebol nas conferências. Era com prazer q o via a trabalhar no SLB. Se daria um bom treinador não sei. Podia ser um novo Mourinho podia ser uma desilusão. Até o pormos à prova nunca saberemos.

Americano, não digo q não. Não digo q não.

Dexter disse...

Pedro,

Eu nao referi que era anti treinador protugues.
Por mim tanto me faz que seja portugues, espanhol ou chines, o que exijo mesmo é que a escolha recaia em alguem com capacidades para treinar um clube como o Benfica. Essa capacidade vai muito alem do "perceber de bola".
E sincermente, nao vejo nenhum portugues (a excepcao de Mourinho claro) com essas capacidades.

Torno a dizer mais uma vez que este ano nem o manuel machado teria feito pior, portanto isto é tudo relativo

Americano disse...

Aqui estou com o Pedro e contra o Dexter :)

Não digo nunca a opções como Faquirá, Machado, e Jesus. Podem não ser os próximos "Mourinhos", mas não duvido que percebem de futebol. Se isso é suficiente? Se aguentariam a pressão do Benfica? Não sei, ninguém saberá até terem uma oportunidade, mas concordo que pior que o Quique quase que apostava que não faziam, e com uma grande vantagem que é custarem 1/5, ou 1/3, ou qualquer coisa do género...

Pedro disse...

Pois...mas até alguem ter dado oportunidades ao Mourinho nunca se saberia q ele tinha capacidades.

E q capacidades são essas? Liderança? Gestão? Postura?

Não sei pq, por exemplo, um Jesus não se enquadra nessas capacidades...E nem sei qt estrangeiros se enquadram nessas capacidades q desejas com a agravante do desconhecimento q trazem da realidade nacional.

Americano, segundo me constou, se o Jesus viesse para o SLB (ou para outro grande) a diferença não seria assim tão grande para o Quique em termos de ordenado...

Ricardo disse...

José,

concordo. Se Suazo ainda cá estivesse, era provável que nem Cardozo ne Nuno Gomes entrassem de início. O que implicaria que continuaríamos a jogar com Suazo sozinho e um Aimar preso entre os centrais e o trinco adversário. Neste pressuposto, abençoada lesão de Suazo. Ainda que eu ache que Suazo e Cardozo teria sido uma belíssima dupla.

Quanto às pressões de que fala, não sei se terá sido assim. Espero que não.

Pedro,

Mais do que resultados, eu falo em competências. Nem sempre os treinadores têm possibilidade de mostrar serviço, o qur por vezes resulta numa disparidade entre a qualidade que têm e os títulos que (não) conquistam. O exemplo de Santos no Benfica para mim é óbvio: se lhe dessem mais uma ou duas épocas, acredito profundamente que teria sido campeão.

Quanto a Scolari, nunca disse que ele é mau, só acho que não tem o que é preciso para singrar num clube europeu de topo.

São questões totalmente diferentes.

T disse...

Ricardo, faltou te dizer que à entrada da semana passada, o Osasuna era o clube da liga espanhola que mais pontos havia feito na 2ª volta, apenas superado por Barcelona e Real Madrid.

Gostaria de vos relembrar um nome para a historia do futebol, aliás, um não, dois:

Raúl Gonzalez Branco. Hat trick em sevilha, no campo mais dificil para o Real Madrid na última década. Virou um jogo complicadíssimo. Um grande jogador, líder e capitão. Uma lenda!

Ronaldo (o original): mais dois golos de se lhe tirar o chapéu. Os adeptos do Man United têm razão... There's only one Ronaldo! E joga no Corinthians!

John Billy disse...

Isso mesmo, vamos despedir o Quique e contratar o Jesus ou o Couceiro ou o Tulipa. Ou então o Faquirá. Não serviu para o Setúbal mas no Benfica era campeão.
Ou então o treinador do SC de Canidelo. De certeza que não faria pior e é muito mais barato.
Espera aí que tenho uma ideia muito melhor.
Vamos criar uma comissão técnica constituída por bloggers do Mágico SLB.
Aí está a nova equipa/comissão técnica que levará-nos ao título!

ALM disse...

Estou de acordo com o Ricardo no que toca ao Fernando Santos, mas acrescento ainda, que se investissem tanto na equipa no tempo dele como investiram agora com o Quique, ele talvez ainda fosse treinador do Benfica.
Desvalorizam os treinadores portugueses como desvalorizaram o Mourinho e o juju, mas a verdade é que eles impuseram-se com títulos, embora no caso do juju a gente saiba como é. Afinal tanto o Jesus como o Cajuda a nível da Uefa fizeram bem melhor que nós.

André Leal disse...

John Billy:

De Espanha nem bom vento, nem bom casamento

;)

(brincadeirinha)

T:

Pois, mas o Ronaldo não original também meteu mais duas na gaveta e já é o melhor marcador do campeonato inglês. Além de me ter dado das melhores alegrias da época ao marcar aquele golo no caldeirão da corrupção.

Dexter disse...

"Pois...mas até alguem ter dado oportunidades ao Mourinho nunca se saberia q ele tinha capacidades."

Esta nao é a primeira vez que oiço mas desculpa la pedro meter a aposta em mourinho no mesmo saco que uma aposta feita em qualquer um dos outros treinadores....isso nao.
A aposta feita em Mourinho é uma aposta feita pelo BENFICA no homem que metia os pinos em Barcelona. Sim isso foi uma aposta cega, uma aposta de risco qu emuitos nao teriam tomates para tomar.
Aceito perfeitamente, admitindo no entanto que podiamos ter saido mal na fotografia caso fosse um barrete.

Outra cois abem diferente é apostar em treinadores que ha anos que se arrastam na liga, dividindo as suas actividades entre o cascalheira e o estrela da amadora sem nunca provar nada a ninguem nem tao pouco terem mostrado competencias para treinar um clube como o BENFICA.
Neste caso, parece-me mesmo uma aposta digamos que.....estupida.

A aposta em Fernando Santos, treinador que tinha demonstrado no Sporting que sem uma estrutura forte por tras dele, compensando as suas fraquesas de liderença, não é mais que uma nulidade....foi uma aposta do BENFICA perfeitamente incompetente. Sabendo à partida que FS estaria lançado às feras foi ridicula a aposta.

E Pedro, já o disse e volto a dizer, neste momento para o BENFICA o importante mesmo é termos um treinador com o que tu referes....liderança, postura, gestão e sobretudo que tenha os jogadores na mao. O "perceber de bola" para nos neste momento nao é das coisas mais improtantes, ate porque a concorrencia interna nao é forte ( ok os do apito sao).
E por isso sempre disse que Neste perfil, Scolari encaixa que nem uma luva. Nao ve um cu de bola, certissimo....mas tem TUDO o resto que nao temos ha 500 anos.

Alegre, sempre! disse...

Ricardo, este recado é para ti.

Por princípio só sou (muito) exigente com os bons. É o teu caso. Não sei se te recordas deste episódio: um dia alguém escreveu aqui que Quique deveria experimentar o David Luiz no lugar de trinco. Se a memória não me atraiçoa (já lá vão uns meses) tu refutaste a ideia com o argumento que o jogador não tinha as características adequadas ao desempenho do lugar. Só os inteligentes têm coragem de mudar, ou de retocar, uma afirmação categórica como essa. David Luiz a defesa esquerdo é um desperdício mas convenhamos que Quique não tem mais ninguém para o lugar.

Reyes, tal como Aimar, dão um toque de classe à equipa. Ainda assim, pela irregularidade das suas prestações, esperava bem mais tanto de um como de outro. Nuno Gomes finalmente está a justificar a renovação por mais uma época. Os dois centrais estão bem mas falta ali a presença de Luisão. Maxi ganhou, jogo após jogo, o estatuto de titular e não é apenas porque não há outro. Katsouranis tem classe mas já cá não mora. Assim, C. Martins e Rúben ganham espaço no centro do terreno. Di Maria é inconsequente o que é uma pena já que tem um potencial enorme. Cardozo necessita de confiança e os golos são a sua melhor terapia mas não é, nem nunca será, um avançado para brilhar numa liga europeia como é o caso da inglesa. Quim é para mim o elo mais fraco desta equipa, não tanto pelos erros que comete mas pela confiança que não dá aos colegas e aos adeptos. É ponto assente que o Benfica necessita de reforçar este lugar.

Pedro disse...

Dexter compreendo o q dizes mas não concordo totalmente.

É óbvio q se pode meter o exemplo Mourinho no mesmo saco q os outros, estamos a falar de alguem sem experiência em clubes exigentes. Q lutam pelos titulos. Tirando os treinadores estrangeiros do costume q são proibitivos para as finanças do clube q outros treinadores tem dão garantias q um português não dê?

Jesus já mostrou q percebe de futebol e mete equipas a jogar futebol, Machado idem. Faquirá com as dificuldades conhecidas fez do Estrela uma equipa q joga à bola, Carvalhal tb não é mau. Pq é q deveremos ter medo em apostar nestes e depois vamos apostar em Koemans?

É esta dualidade q eu não consigo concordar. Há treinadores portugueses fraquinhos, Santos, por exemplo, percebia de bola mas de liderança e gestão de plantel foi um autêntico zero. Mas há outros q já deram provas do seu valor e aqui falo claramente de Jorge Jesus.

Mais, e o q dizer de Paulo Bento? Veio dos juniores, pegou numa equipa de remendos e tem conseguido coisas impensáveis para a qualidade dos jogadores disponiveis. Tem pulso.

Scolari é quase português...
:)

John Billy disse...

André, a questão não é ser estrangeiro (espanhol) ou português :)
A questão é que o Trapattoni nunca deve ter visto tantos lenços brancos na sua vida, o Koeman foi assobiadíssimo, o Fernando Santos... acho que nem é preciso dizer nada, o Camacho foi outro contestadíssimo e agora toca ao Quique.
As frases são sempre as mesmas:
"este gajo não percebe nada",
"volta X que estás perdoado",
"com este plantel qualquer um era campeão"
"toda a gente vê que temos que jogar em losângulo e este burro joga em 433"
Ó pá, se calhar já chega. Que tal esquecer a sede de sangue e deixar as pessoas trabalhar? Que inveja tenho dos corruptos e dos lagartos onde os treinador têm tempo para construir uma equipa.

E Pedro, concordo inteiramente com o Dexter. Por o Mourinho no mesmo saco que analfabetos como o Jesus ou o Cajuda só pode teimosice.

Pedro disse...

"que analfabetos como o Jesus ou o Cajuda "

Não percebi se é uma crítica aos seus conhecimentos como treinadores se aos seus discursos...Como treinadores acho q as críticas são injustas. Principalmente no q diz respeito a Jesus q fará, de certeza, bom trabalho num grande.

Mourinho era menos q o homem dos pinos em Barcelona. Não podemos analisar a questão agora mas sim o q era Mourinho na altura. E as críticas...ui...as críticas naquele tempo foram brutais.Lembro-me perfeitamente.

John Billy disse...

Pedro, falo de conhecimento futebolístico.
Queres comparar treinadores que andam anos e anos em equipas de 2ª linha, em competições medíocres e sem qualquer formação a um jovem que esteve com o Robson no Sporting, no Porto e no Barça e ainda fez parte da equipa técnica do Van Gaal. E nem refiro que também é licenciado em desporto.
Achas mesmo que há algum ponto de comparação?
Se houver outro jovem por aí que anda na sombra a acompanhar os melhores não me choca que o Benfica aposto nele (mas é sempre uma aposto de risco). Agora burro velhos, não obrigado.

Pedro disse...

John não concordo nada com isso.

Mourinho não tinha experiência alguma em liderar um grupo de jogadores, seja de equipas grandes ou pequenas. Não tinha experiência nenhuma. Ele nem era adjunto..era adjunto de adjunto. Sim aprendeu com grandes mestres e aprendeu muito bem. Mas experiência práctica não tinha nenhuma.

Não posso concordar q isso seja melhor do q alguem q tem vastos anos de experiência, q mostra qualidades técnicas interessantes na sua profissão mas q nunca teve a oportunidade de pegar num projecto mais ambicioso e com melhores condições.

Não estou a dizer q não se deve apostar em "novos mourinhos", não é isso. Simplesmente acho q não se pode fazer o tipo de diferenciação q estás a fazer.

Preferes dar o comando de um F1 a um piloto com experiência na competição q está numa equipa pequena ou preferes dar o comando do F1 a alguem q nunca conduziu na vida apesar de saber o funcionamento de todos os botões?

Dexter disse...

Pedro,

Os meus graus de exigencia para escolher um treinador para o SLB vao muito alem de um Koeman.
Alias, ai concordo perfeitamente contigo. Entre Koeman, Carvalhal, Dauto, Fernando Santos.....por mim podes meter tudo dentro de um saco e deixa-los bem longe da luz.

Tu estas a querer comparar merda com merda. E ai tens razao, é tudo a mesma merda. Nao ponho Quique ao barulho para nao ferir os mais sensiveis.

O treinador para o SLB para alem de ser super em tudo, tem ainda de aguentar o barco sozinho porque por tras dele so mesmo a sombra dele proprio. Nao vai la ter ninguem como felizmente teve TRAP.

E repito, eu nao aprecio Scolari. Se eu fosse do Chelsea, ficava FODIDO se me metessem la Scolari. Mas sendo do SLB ficava radiante da vida. Quando o Ricardo diz "Quanto a Scolari, nunca disse que ele é mau, só acho que não tem o que é preciso para singrar num clube europeu de topo. "
Nao sei se é este o sentido que ele quer dar a frase mas eu con cordo plenamente. A questao é que o Benfica neste momento nao é um clube europeu de topo e como tal Scolari servia e sobrava.

John Billy disse...

"Preferes dar o comando de um F1 a um piloto com experiência na competição q está numa equipa pequena ou preferes dar o comando do F1 a alguem q nunca conduziu na vida apesar de saber o funcionamento de todos os botões?"

Olha, agora só me vens dar razão.
Nunca vi nenhuma equipa de topo a contratar condutores com anos de experiência em equipas pequenas.
O Hamilton é até o expoente máximo.

Americano disse...

Totalmente com o Pedro nesta discussão :)

Com os egozinhos dos craques da bola, hoje em dia muito mais importante que ser um grande génio em tácticas (e tão relativo que isso é), é ser um líder. E ninguém me garante que Jesus, Cajuda ou outro qualquer não o sejam mais que Quique, por exemplo. Além dos portugueses terem a enorme mais valia de conhecer a nossa Liga, não precisam de 8 meses para tomar decisões que qualquer adepto da tasca vê, mas que certos iluminados que vêm de fora ignoram. Claro que quando se quer defender a continuidade de Quique lembra-se a tragédia de Chalana o ano passado, mas alguém em bom rigor pode garantir que Diamantino faria pior que o Quique?

Pedro Vagos disse...

Por mim o treinador que gostava de ver no Benfica, era o MOZER.

Pedro, já falta no Blog uma palavra para a Telma Monteiro.

Dexter disse...

"E ninguém me garante que Jesus, Cajuda ou outro qualquer não o sejam mais que Quique, por exemplo."

Americano,

La está, andamos a comparar merda com merda.
E aí estou de acordo tanto me faz o cajuda, ou o bebedolas do cardoso ou o quique.

Mas eu gostava de saltar um patamar na qualidade do treinador e para isso, desculpem mas deixo de poder contar com dautos, cajudas ou outros que tais.