blog

quarta-feira, junho 07, 2006

Pai Humberto


Era assim que nós lhe chamavamos quando ainda era jogador (e capitão) e para mim o melhor central da história do futebol português.
Hoje mais uma vez teve de emigrar e teve estas declarações à partida:

«Em Portugal ou se faz parte de determinados grupos ou então é muito difícil trabalhar»

«Em Portugal nunca ninguém me convidou. Aliás não acontece só comigo, repare-se que também Toni, por exemplo, que foi campeão nacional pelo Benfica, não tem sido convidado. Isto é Portugal»

18 comentários:

Pedro disse...

Existe muita verdade no q o Humberto disse. Os treinadores em portugal funcionam tipo o jogo das cadeiras...andam todos à volta e qd uma cadeira está vaga senta-se um nela. E o grupinho q anda a voltas das cadeiras é sempre o mesmo.Houve uma altura em q os treinadores no desemprego q "comentavam" os jogos na Sporttv eram sempre aqueles q iam ocupar os lugares dos treinadores q eram despedidos.

É estranho o Humberto, principalmente, depois do Europeu q fez ao serviço da Selecção não ter tudo uma oportunidade num clube da primeira divisão.

Perde alguma força o Humberto qd fala do Toni...Toni é mau treinador ponto final. Ninguem pega nele por isso.

Glorioso11385 disse...

Como benfiquistas, habituámo-nos a admirar o Humberto Coelho, mas, ainda que procure ter-se uma visão isenta e sem clubismos, custa a perceber como não consegue arranjar clube para treinar. Como diz o Pedro, aquilo que a selecção conseguiu no Euro-2000 deveria ter servido para catapultar a carreira do Humberto. Já passaram quatro anos e nada. Estranho, no mínimo...

Nuno disse...

Era ( e será) o meu treinador preferido para o nosso Benfica!

O Humberto Coelho foi dos melhores centrais que vi jogar a nível europeu, e até mundial.Para além disso é um Homem culto, bem formado, e, ninguém certamente ama mais o Benfica do que ele.

Quanto ao resto nem comento...

João Bizarro disse...

O Toni pede ser isto e aquilo mas foi campeão 2 vezes e levou o Benfica a uma final da Taça dos Campeões. E ganhou uma ou 2 taças.

Ponto final.

João Bizarro disse...

É como a escolha do seleccionador.
Tem de passar sempre pelo da Costa e capangas. Dai ele não ter gostado do Scolari nem do Humberto.
Já do Oliveira teve 15 orgasmos.

Alma Benfiquista disse...

Caro João Bizarro,

Obrigado pela fotografia que incluiste neste post!

Que equipa fantástica!

Quanto ao Humberto, é apenas e só, um dos 5 melhores jogadores que vi com a camisola do nosso Sport Lisboa e Benfica.

Humberto para além das extraordinárias capacidades como jogador de futebol, era o verdadeiro líder da equipa. Penso que acima de Humberto como capitão de equipa apenas existiu Mário Coluna.

Que saudades me traz essa fotografia! É das primeiras equipas do Benfica de que me lembro.

Mais uma vez, obrigado!

Saudações benfiquistas

João Bizarro disse...

Essa equipa ganhou campeonato e taça e foi à final da taça UEFA.

Treinador: Erickson

antitripa disse...

O empresariado.....sempre a merda do empresariado....

João Bizarro disse...

Alguém me ajuda a identificar o 2º a contar da esquerda, em cima?

Em cima (esq-dir): Nené, ?, Humberto, António Bastos Lopes, Sheu, Bento

Em baixo (esq-dir): Alves, Chalana, Carlos Manuel, Diamantino, Pietra.

Dessa equipa tb faziam parte: Frederico, Veloso, Filipovic, Stromberg, Alberto Bastos Lopes, Álvaro, José Luis...

Nuno disse...

Parece-me o Zé Carlos, defesa direito, mas não tenho a certeza.

João Bizarro disse...

Acho que o Zé Carlos ainda era muito novinho nessa altura.

Alma Benfiquista disse...

O José Carlos não é.

Como disse o João Bizarro, ainda era muito novinho nessa altura.

O José Carlos fez parte da equipa do Benfica ao mesmo tempo (até chegou mais tarde) que o Vítor Paneira.
Era um jogador de que gostava apesar de ter feito um péssimo jogo em Nou Camp, no último jogo da fase de grupo da Champions de 1992.

Existia um jogador no início dos anos 80 que se chamava Rui Pedro e que raramente foi titular. Poderá ser o "tal" que falta identificar na fotografia. Sinceramente, não me lembro da cara dele, nem consigo identificar o que está na foto.

Quanto ao referido jogo da Champions, no verão desse mesmo ano (1992) comprei, como habitualmente, a World Soccer e a entrevista principal era com esse mago da bola chamado Michael Laudrup.
A certa altura o entrevistador pergunta-lhe qual a equipa mais difícil que tinha defrontado. Resposta de Michael Laudrup: "Foi o Benfica! Jogaram em Nou Camp como nunca tinha visto outra equipa a jogar. É verdade que ganhámos o jogo e fomos à final da Champions (que acabámos por vencer), mas o Benfica poderia perfeitamente ter vencido esse jogo, tal a forma como jogou. Tivemos um grande Stoichkov e muita felicidade."

Isto foi dito a um jornalista inglês, por um jogador dinamarquês que nunca (infelizmente) vestiu a camisola do Sport Lisboa e Benfica.
É só mais um motivo pelo qual me orgulho de pertencer a este enorme clube.

Saudações gloriosas

Alma Benfiquista disse...

Mea culpa!

O jogador que falta na fotografia é Carlos Pereira!

Podem confirmar aqui: http://www.slbenfica.pt/Centenario/centenario_100dias100anos_1983.asp

Cumprimentos,

João Bizarro disse...

Foi precisamente o José Carlos que errou em pelo menos 1 golo do Stoichkov. Ainda reduzimos pelo Cesar Brito e na 2ª parte massacramos o Barça em Camp Nou. Infelizmente não marcamos.

João Bizarro disse...

É isso. Não me lembrava desse jogador.

Pedro disse...

Vocês não falham!!!!

Anónimo disse...

Humberto, Humberto...

tanta merda dizes nos comentarios que fazes nas Tvs...que deves assustar os inteterssados. Como os arabes n te entendem...lá tens futuro. Bom treinador...péssimo orador. Fica calado e limitate a treinar.

Pedro disse...

"Como os arabes n te entendem...lá tens futuro"

Uma critica com algum sentido de humor...não pode ser sempre assim?