blog

terça-feira, setembro 05, 2006

1,2,3... APITA lá outra vez.

«Apito Dourado» detecta manobras para prejudicar Benfica em 2003/04

A investigação levada a cabo no âmbito do processo «Apito Dourado» detectou abordagens a vários árbitros no sentido de prejudicar o Benfica na época 2003/2004, revela o Diário de Notícias (DN) na sua edição de hoje.

De acordo com o diário, «a investigação do processo Apito Dourado detectou, pelo menos três jogos, durante a época 2003/2004, em que houve manobras de bastidores para prejudicar o Benfica». Entre eles o Nacional-Benfica, que os «encarnados» perderam por 3-2, e o Benfica-Boavista, ganho pelas águias pelo mesmo resultado.No que respeita ao jogo da Choupana, o DN avança «que foi interceptada uma conversa telefónica entre o empresário António Araújo e o presidente do clube madeirense, Rui Alves, sobre a actuação do árbitro Augusto Duarte». Segundo o jornal, «ao mesmo tempo, o empresário ligado ao futebol e com negócios com o FC Porto ia dando conta das diligências a Pinto da Costa e a outros dirigentes do FC Porto». Já sobre o Benfica-Boavista, pode ler-se no DN que «segundo o MP [Ministério Público], Valentim Loureiro, presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, ligou a Júlio Mouco, elemento da comissão de arbitragem, sugerindo o nome do árbitro Elmano Santos para o jogo em questão, acrescentando que não queria que fossem nomeados árbitros assistentes da Madeira e de Lisboa». João Loureiro, presidente do Boavista, contactou Carlos Pinto, funcionário da Liga, para este dar um «toque» ao árbitro.

11 comentários:

João Bizarro disse...

Árbitros prejudicaram Benfica em 2003/04



A investigação no âmbito do processo Apito Dourado detectou que vários árbitros foram abordados para prejudicar o Benfica na época 2003/2004, revela nesta terça-feira o Diário de Notícias (DN).

"A investigação do processo Apito Dourado detectou, pelo menos três jogos, durante a época 2003/2004, em que houve manobras de bastidores para prejudicar o Benfica", escreve o jornal.

De acordo com o DN, numa das partidas, entre os encarnados e o Nacional da Madeira (que o Benfica perdeu por 3-2), foi interceptada uma conversa telefónica entre o empresário António Araújo e o presidente do clube madeirense, Rui Alves, sobre a actuação do árbitro Augusto Duarte.

"Manda quem pode, obedece quem tem juízo", terá dito o empresário, citado pelo jornal. Os indícios recolhidos pelo Ministério Público (MP) neste caso passam, sobretudo, por escutas telefónicas e foram remetidos à comarca do Funchal. O DN escreve que não conseguiu apurar se o processo seguiu para a acusação ou se foi arquivado.

Segundo o MP, uns dias antes do jogo Nacional da Madeira-Benfica, o presidente do clube madeirense informou o empresário António Araújo da nomeação de Augusto Duarte, indica o jornal. "Rui Alves terá pedido a Araújo para este abordar o árbitro", ao que o empresário afirmou "Pronto, eu toco a andar mesmo", contactando Augusto Duarte.

Segundo o jornal, "ao mesmo tempo, o empresário ligado ao futebol e com negócios com o FC Porto ia dando conta das diligências a Pinto da Costa e a outros dirigentes do FC Porto".

"Nota o procurador Carlos Teixeira que o FC Porto tinha interesse no resultado desse jogo, já que nesta altura do campeonato, o Benfica ocupava o terceiro lugar e ainda não estava arredado da luta pelo título", indica o DN.

Nos autos também há uma conversa telefónica entre António Araújo e Luís Gonçalves, da Sociedade Anónima do FC Porto (SAD), em que o primeiro refere ter estado a "tratar com o presidente aquela situação do Nacional", afirma o jornal.

De acordo com o DN, o outro desafio que consta do processo é o Benfica-Boavista, de 18 de Janeiro de 2004. "Segundo o MP, Valentim Loureiro, presidente da Liga das Clubes, ligou a Júlio Mouco, elemento da comissão de arbitragem, sugerindo o nome do árbitro Elmano Santos para o jogo em questão, acrescentando que não queria que fossem nomeados árbitros assistentes da Madeira e de Lisboa", afirma o diário.

Nesse contexto, João Loureiro, presidente do Boavista, contactou Carlos Pinto, funcionário da Liga, para este dar um "toque" ao árbitro. "O homem tem de ser chamado à atenção", terá dito João Loureiro.

O Boavista acabaria por perder o jogo (3-2) e Valentim Loureiro terá telefonado a Elmano Santos "bastante irado", segundo o MP.

Pedro disse...

O q todos nós já sabiamos foi agora revelado.
Espero, sinceramente, q mais venha a lume.
É a puta da total falta d evergonha.

É por isto q a santa aliança detesta q este blog esteja sempre a falar de árbitros e da corrupção.

antitripa disse...

Calma que isso são mais 2 ou 3 processos....a julgar de certeza fora de gondomar....

Vail disse...

É a vergonha conformada!!

the beast of Covilhã disse...

Pois, pois como alguem disse 1 2 3 adite la outra vez. "Ai Portugal Portugal.........."

Nuno disse...

Isto já não é novidade para ninguém pois estes mesmos casos já antes tinham vindo a lume. Claro que todos nós sabemos que há certas notícias que, mesmo que sejam publicadas, não são de todo convenientes ao 'sistema' em vigor, e como tal, na generalidade, seja qual for o orgão de comunicação social que ouse divulgá-las, a tendência será sempre mais para o "abafo" do que para o seguimento dos trâmites legais e a sua consequente investigação até aos ultimos pormenores de apuramento de toda a verdade.
Escândalo nacional é estes casos terem que vir novamente a lume, desta vez num dos maiores diários nacionais, para que, alguém, desta vez, não ouse esquecer o inconveniente assunto. Escândalo é estas notícias poderem correr a embasbacada Europa onde se diz que no nosso país se influênciam resultados à descarada em prejuízo de um clube específico e ninguem ouve falar em consequências seja de que espécie for para niguém, que todos fazem de conta que não se passa nada e assobiam para o ar.
Mas alguém de bom senso pode criticar amanhã a FIFA se esta vier de facto a concretizar as suas ameaças sobre o futebol português?Alguém acha que o suposto castigo não é merecido? E depois, seremos capazes de resposabilizar os directa ou indirectamente resposáveis por esta situação practicamente caótica a que chegou o futebol português e os fazer cumprir e pagar por isso?
Fazianos falta mais '25 De Abril' e não era só no futebol nem com cravos vermelhos..!

João Bizarro disse...

Boa intervenção, Nuno.

Pedro disse...

E curioso ou talvez não foi q na Bola Branca da RR não houve nenhuma referência a esta noticia...

João Bizarro disse...

Vá lá, a RTP não se "esqueceu".

Com direito a ver o focinho dos culpados e tudo.

Anónimo disse...

Este tipo de notícias provoca-me uma raiva imensa, todo Portugal sabe que há provas indesmentíveis, todo Portugal sabe que num julgamento os arguidos implicados seriam presos, mas todo Portugal sabe que apesar das provas ninguém é sequer julgado, faço um apelo a todos os portugueses: CORROMPAM AO MÁXIMO TODO O SISTEMA PORTUGUÊS! CORROMPAM TUDO O QUE POSSAM, TALVEZ ESTE PAÍS DÊ O BERRO, AFINAL DE CONTAS NINGUÉM PRESO PORTANTO A PALAVRA DE ORDEM É CORROMPER TUDO O QUE LHES APETECER NEM QUE SEJA POR DESPORTO!

Anónimo disse...

Por isso eu digo:
- Força Gil Vicente!
Quem não mata, morre.
Antes morto que assistir a esta vergonha nacional. Há muita gente com o rabo preso.
Devíamos levar isto pela Europa dentro e desmascarar toda a escumalha que envergonha este país.
Pela verdade, justiça e razão, força SLB.