blog

terça-feira, outubro 16, 2012

Apoios

Com os anúncios oficiais das candidaturas à Presidência do Sport Lisboa e Benfica de Vieira e Rangel começou a campanha eleitoral e o primeiro tema em discussão são os apoios que cada um tem. Os defensores de cada lado degladiam-se disparando nomes que apoiam o outro candidato. "Ai que aquele malandro apoia o Rangel", "Vieira tem o apoio daquele safado", etc.

Serei o único a achar que esta discussão é patética? Que culpa terão Rangel e Vieira de receberem apoios por parte de pessoas pouco recomendáveis? Até porque muitos desses apoios têm agendas escondidas, resultam de guerras pessoais ou interesses alheios ao SL Benfica. Muitos dos que discutem já têm idade para perceber isso.

Discuta-se defeitos e virtudes, ideias e objectivos, constituição das listas, etc. Apoios? Totalmente irrelevante.

8 comentários:

Anónimo disse...

Como disse - é bom que fosse apresentada 2 listas.

Como neto, de um atleta do Clube, sinto-me feliz com isso.

Não há "guerra" , simplesmente há eleições, sempre houve, não é nada de estranho.

Cumpre-se um designio

Tico

Pedro disse...

Nisso tens toda a razão. Benfica sempre foi um exemplo de democracia!!

Gandhy disse...

Como já escrevi noutro lado, estas eleições podem ser decididas por um único homem, Rui Costa.

Se Rui Costa esconder-se atrás do salário que ganha atualmente na SAD e fica em silência, dá para perceber que não gosta de LVF, mas que está agarrado ao tacho. Mas se tiver a coragem de apioar qualquer que seja o candidato, frontalmente e justificando o porquê, ai sim, na balança a coisa vai pesar.

Imaginem que Rui Costa tem a coragam de aparecer ao lado de Rangel e afirmar que está com esse projecto, temos novo presidente. Ai sim, o apoio é fundamental.

luis disse...

Rangel vai perder (não só, claro está) por nem ser carne nem ser peixe.

Por um lado, não quer ser demagogo e populista como LFV (o que lhe retira imensos votos). Por outro lado, não aborda os temas prementes com a clareza necessária nesta fase.

Mr. Shankly disse...

Falta pouquíssimo tempo para as eleições e tudo o que li sobre programas eleitorais é vago e inócuo. Os meus votos são, cada vez mais, brancos.

Anónimo disse...

Fica aqui um assunto para reflectir
http://eternobenfica.blogspot.pt/2012/10/era-uma-vez-um-nao-socio-que-e-hoje.html

moleculasdeamor disse...

Estou muito zangado... já cancelei o desconto directo... já disse que não ia votar... mas agora nasce-me uma vontade de votar no Rangel do caraças!

Magnus Pym disse...


Longe vão os tempos em que só os nomes dos candidatos "assustavam", pelo seu peso, pela sua representatividade, pela credibilidade que traziam consigo.

Hoje há que ler bem as propostas, os programas, e estar atento às (más) companhias que por ali proliferam.

Quanto a mim Fernando Martins foi o último grande grande presidente que tivemos, e digo, nem me lembro quem era o resto da malta que o acompanhava. Era o Sr Fernando Martins e ponto.

Mas claro que fiquei muito contente com os titulos e finais europeis do tempo do Sr João Santos.