blog

segunda-feira, novembro 12, 2007

Entrevista de Vieira ao DN

O Benfica anda agitado desde a última assembleia geral. Os resultados financeiros são bons mas os da equipa [de futebol] não ajudam. Sente-se um presidente contestado eternamente?
Não. E quem quis fazer a crise lá terá de assumir as suas próprias responsabilidades.
Quem quis?
Eu tenho uma direcção completamente unida à minha volta e quem foi eleito para dirigir o Benfica fui eu. Tenho uma determinada estratégia para o Benfica e há alturas em que sei que não sou consensual mas como deve calcular as decisões têm de ser tomadas. Estou para defender os interesses do Sport Lisboa e Benfica, não estou para defender interesses de mais ninguém.
De que interesses é que falamos?
Há pessoas que por vezes gostam de contestar. Não sei se gostam de aparecer, ou o que é que pretendem, mas eu não ligo muito a isso. Tenho uma linha de orientação, sigo-a. Hoje à volta do Benfica há um problema bastante grave que tem a ver com a profissionalização do Benfica.
Nos últimos tempos foram contratadas pessoas que são adeptas confessas de outros clubes, casos de Domingos Soares Oliveira e Cunha Vaz, que são do Sporting, José Veiga e Paulo Gonçalves, do FC Porto. Esse facto parece estar a causar algum mal-estar e ser a origem de alguns problemas. É assim?
Já houve outras pessoas que foram admitidas. Algumas eram do Benfica, outras não eram. Aquilo que peço é competência. Não estou preocupado se são do Benfica ou se são do Sporting. Os profissionais que vêm para o Benfica são avaliados pela competência. Toda a gente reconhece que o Domingos Soares Oliveira é um quadro de primeira linha. É o presidente da nossa comissão executiva, não há nada a apontar-lhe. Não sei o que é que as pessoas pretendem dizer por ele não ser benfiquista. Se as pessoas pensam que só por se ser benfiquista é que se defende os interesses do Benfica, eu faço esta pergunta: lembram-se de como estava o Benfica quando aqui chegámos? Nunca menti aos benfiquistas. Disse-lhes que sou um homem com princípios empresariais. Escolho as pessoas certas para trabalharem comigo. Tenho esse direito a escolher e escolho não só pelo facto de serem sócios do Benfica.
Essa clivagem sente-se no quotidiano?
Não. Não sinto esses problemas. Uma ou outra pessoa pode levantar esse problema mas não…
Nunca o questionaram directamente com isso?
Não... Sabe, quando se tem sucesso, ou quando se é competente, há inveja e isso talvez seja uma dessas razões. Mas nunca nenhum órgão social do Benfica me colocou esse caso concreto. Há uma determinada pessoa que um dia me falou numa situação mas eu respondi-lhe. Nunca me puseram em causa os profissionais que eu admiti para o Benfica. Qualquer dirigente eleito e qualquer benfiquista devem estar bastante orgulhosos pelas pessoas que em termos de profissionalização hoje lideram o Benfica, principalmente na comissão executiva liderada pelo dr. Domingos Soares Oliveira. Temos o Benfica como nunca o tivemos. O Benfica vem de um trauma passado bastante complicado, e agora tem uma estratégia, programada há três anos. Os resultados têm vindo sempre a aparecer e contrariamente ao que o senhor diz, que os resultados desportivos não têm aparecido, cuidado: que eu saiba, no nosso mandato, só o ano passado é que não tivemos nenhum título.
Conhecia a ligação de Tinoco Faria, actual vice-presidente da assembleia geral, com a empresa TBZ, com quem o Benfica tem negócios?
Não gostaria de comentar neste momento nada dos órgãos sociais do Benfica na praça pública. Ontem estive com o dr. Manuel Vilarinho, com o dr. José António Martinez, e com o dr. Valter Marques, respectivamente, os presidentes da assembleia geral do clube, da assembleia geral da SAD e do conselho fiscal, tanto da SAD como do Benfica, e conversámos muito seriamente sobre tudo o que se tem passado, não só sobre meras entrevistas mas sobre tudo o que tem acontecido desde o último plenário dos órgãos sociais. Existem na realidade situações que têm de ser devidamente clarificadas. Está já marcado para dia 19 o próximo plenário onde vão ser clarificadas algumas situações.
Portanto, não conhecia essa ligação de Tinoco Faria à TBZ?
Honestamente, posso-lhe dizer que não a conhecia.
Está à espera do pedido de demissão dele?
Vamos falar de outras coisas.
Como estão as suas relações com o anterior presidente, Manuel Vilarinho, na sequência de toda esta polémica recente?
O que lhe posso dizer em relação ao dr. Manuel Vilarinho é que ninguém nos consegue dividir. Ele tem as suas amizades, como eu tenho as minhas, mas quando falamos do Sport Lisboa e Benfica por muito que queiram furar não conseguem.
O senhor lida mal com as críticas, tem dificuldade em aceitar vozes contestatárias ou não?
Não.
Quando fala em despedir "intriguistas e incompetentes" está a referir-se a quê?
Eu normalmente com a crítica consigo coabitar muitíssimo bem porque há críticas que me podem fazer que são bastante positivas. Opiniões também. A única coisa que me incomoda bastante é a mentira e a perseguição.
A que se refere quando fala em "intriguistas, incompetentes", que têm de sair do clube?
Vocês vão aguardando… Quer dizer, aguardem e irão vendo o que vai suceder.
E aquilo que aconteceu na última assembleia geral com a contestação da claque? Como analisa esses acontecimentos?
Recordei muito o sr. Jorge Brito, que tinha bastante carinho por mim. Ele era um homem que falava um pouco como eu e lembro perfeitamente que me disse que por vezes o Benfica não é grato para quem se dedica inteiramente à instituição. Contou-me o que se tinha passado um dia numa assembleia geral com ele e, pronto, naquele momento lembrei-me dele. Fiz um sorriso e olhei para o ar, como quem diz: "olha, tinhas razão".
Mas o que é que tinha passado?
Tinha-se passado que o Benfica tem de cumprir uma lei no que se refere às claques.
E qual é a resistência?
Acho que houve uma precipitação bastante grande. Os jovens que estavam naquela assembleia quiseram demonstrar a sua força. Compreendo isso. Mas depois de uma mensagem ou duas, três mensagens, que recebi, nomeadamente de um grupo de sócios que esteve dentro dessa assembleia, compreendi perfeitamente o que se passou. Neste momento estamos a dialogar. Ao fim e ao cabo são sócios do Benfica, a grande maioria deles. Os No Name Boys são todos sócios, nos Diabos Vermelhos existem alguns sócios e outros que são sócios da claque. Pelo diálogo somos capazes de ultrapassar essas situações e criar harmonia porque eles fazem falta ao Benfica. São eles que andam à chuva e ao sol [atrás das equipas do clube], ao frio e à neve, fazem falta ao Benfica.
Vamos falar de futebol. A actual equipa resulta ainda, sobretudo, de escolhas de Fernando Santos. A situação em torno da saída de José Veiga acabou por comprometer também o arranque desta época?
A situação que envolveu José Veiga está mal explicada e eu não digo hoje uma coisa diferente do passado. Fui um dos grandes mentores da vinda dele para o Benfica.
E ele saiu porquê?
O sr. José Veiga, como sabe, teve um problema. É do domínio público o que se passou. Eu sei como é que o vi, como ele apareceu um dia perto de mim, e sei o que o aconselhei a fazer…
Fala das polémicas fiscais que a rodearam?
Sim, sim. Disse-lhe: "Zé, acho que a medida que tens de tomar é esta, para o teu bem e para o bem do Benfica, o caso concreto do João Pinto será resolvido, a porta fica aberta". O tempo depois foi passando, o sr. José Veiga diversas vezes me pediu para voltar. O que é certo é que na altura em que falei com ele, a situação não estava regularizada. Como devem calcular, não poderia estar no Sport Lisboa e Benfica. Mas eu acho também que aqui houve de certeza alguma persistência da parte dele ou de outras pessoas ligadas a ele, não sei… Isto no Benfica muda rapidamente, eu já vi coisas complicadíssimas, mas algumas das pessoas que me criticavam severamente por ter contratado o sr. José Veiga hoje se calhar são pessoas com relações com o sr. José Veiga…
Neste momento o futebol no Benfica é apenas um pelouro seu?
Neste momento o futebol no Benfica é um pelouro meu. Trabalho muito. E temos um departamento de prospecção liderado por Rui Águas.
Portanto, o senhor faz de Luís Filipe Vieira e de José Veiga?...
Não, eu não tenho necessidade de fazer de José Veiga. Neste momento, pelo plantel que o Benfica tem e pelo perfil do treinador, nós sabemos numa hora ou em duas horas de conversa o que precisamos.
Há acompanhamento do Benfica no dia-a-dia?
Há um acompanhamento. Estou em permanente contacto com o Rui, estou em permanente contacto com o nosso treinador e isso faz-se ou numa refeição ou numa ida ao centro de estágio. O Benfica não tem de fazer uma equipa nova, tem é de fazer determinado tipo de ajustamentos. Nada mais do que isso. Tem de ir para um determinado número de jogadores que o nosso treinador pretende. São coisas muito simples de fazer.
Ainda pensa hoje que o Benfica tem um dos melhores plantéis dos últimos anos? É uma afirmação sua, do Verão, em que também disse que qualquer treinador gostaria de treinar esta equipa. Mantém essa ideia?
Eu acho que qualquer treinador do mundo gostaria de treinar o Benfica.
Não falemos do Benfica, falemos desta equipa concreta…
Acho que o José Antonio Camacho está bastante feliz com o grupo que tem em casa. Aquilo que ele já disse publicamente é que são demasiados jogadores neste momento. O plantel do Benfica está com cerca de 30 jogadores, mas nós na abertura de época [o mercado de Inverno] sabemos o vamos fazer, sabemos já qual é a linha de orientação que temos, sabemos também o que é que vamos fazer de ajustamentos.
Porque saiu Fernando Santos?
Porque há alturas que nós temos de tomar uma decisão. E eu fui muito criticado dentro daquela casa, e se calhar muito criticado pela própria comunicação social, por não ter tomado uma decisão há mais tempo. Tenho uma óptima relação com o Fernando, acho que sempre tive, acompanhei-o sempre muitíssimo bem. Agora senti naquela altura que ele tinha de sair.
Mas porque é que não sentiu essa necessidade no final da época passada?
A decisão da saída do Fernando Santos não é tomada pelo Luís Filipe Vieira sozinho. Conversei muito, muito, com os meus colegas do conselho de administração da SAD. Equacionámos algumas situações. E depois do jogo com o Leixões foi… complicado. Aquela gestão tinha de ser feita de imediato.
Olhando para esse período do final da época passada, sente que se Fernando Santos tem feito a rescisão nessa altura, se também José Veiga não tem voltado, se Camacho tem entrado ainda antes do início da época, se… As coisas hoje não seriam diferentes?
Não, não penso nada disso. Só penso no futuro do Benfica. O passado é passado.
A decisão foi tomada tarde de mais?
Tenho um optimismo muito grande quanto ao homem que está à frente do [futebol] do Sport Lisboa e Benfica. Tenho uma confiança ilimitada em toda a gente que está no departamento de futebol. Vamos fazer uma grande equipa.
E que objectivo impôs ao treinador para esta temporada? A Fernando Santos tinha pedido que fosse campeão, a José Antonio Camacho pede o quê?
Qualquer treinador que vem para o Benfica tem como obrigação ganhar ou tem como plano ganhar, embora saibamos que no país em que estamos às vezes há alguns factores que complicam bastante… O José Antonio Camacho quando veio para o Benfica primeiro teria de ver o plantel e o grupo de jogadores que nós tínhamos. Isso está feito. Depois, qualquer treinador quer melhor e é natural que ele queira um ou outro jogador brevemente. É isso que o Benfica tem de estar preparado para fazer.
Pode saber-se quais são as posições em que o treinador quer melhorar a equipa?
Não. Isso não deve ser tornado do domínio público, até porque temos de respeitar todos os profissionais que temos dentro de nossa casa.
E o Benfica tem capacidade financeira para oferecer prendas ao treinador no Natal?
Isto não é uma questão de prendas. São coisas que têm sido trabalhadas. O Benfica tem hoje uma prospecção muito eficaz, muito eficaz mesmo. E estão detectados [os jogadores que são necessários].
O Benfica pagou nove milhões de euros por um jogador [Cardozo]. Qual é o tecto para a aquisição de um jogador que fosse considerado muito importante para o plantel?
Na primeira vez em que o Camacho esteve cá, o Benfica poderia ter contratado o Ronaldinho por dez milhões de euros e eu assustei-me um pouco, porque sei como foi a transferência do Simão na altura, logo seguida de uma lesão grave, no Bessa… Se o Benfica encontrar outro Ronaldinho, de certeza que agora terá capacidade financeira para fazer a aquisição.
Desta vez, não terá medo de investir tanto?
Não foi uma questão de medo.
Na altura, o que o fez não avançar para essa contratação de Ronaldinho?
Não tinha muita experiência numa situação dessas. Não estava habituado a lidar com milhões de contos no futebol e a contratar um jogador por 12 milhões de euros, como o Simão. Foi complicado para quem tinha avalizado esta operação, como eu, com o Manuel Vilarinho e, curiosamente, o sr. José Veiga.
O Benfica perdeu nos últimos anos alguns dos seus jogadores-emblema, como Tiago, Ricardo Rocha, este ano Simão. Mas perdeu também Manuel Fernandes, que está agora a chegar à selecção nacional. Porquê?
Não tinha condições para os manter.
Por causa das cláusulas de rescisão?
Não, não são só as cláusulas. O Simão já tornou público quanto é que foi ganhar para o Atlético de Madrid. É muito fácil a alguns opinadores falar, mas eu é que sei como é que temos de recuperar o Benfica. Sei quanto é que o Simão ganhava por ano no Benfica.
E o Manuel Fernandes era situação idêntica?
O Manuel Fernandes tinha renovado o contrato com o Benfica com uma condição: que nós não o penalizássemos se houvesse uma proposta válida para ele sair. Além do mais, terminava contrato esta época. A cláusula era de 16 milhões de euros e o Manuel foi transferido por 18 milhões. Nós tínhamos 50% do passe e os outros 50% eram de um fundo. O vencimento que o Manuel foi auferir está fora dos valores que o Benfica poderia suportar. Mais: o jogador queria ir para o estrangeiro. No futebol português, vamos ser confrontados com isso diariamente.
Pode garantir aos adeptos do Benfica que o clube não irá vender nenhum dos principais jogadores agora no período de transferências que se estende do Natal até final de Janeiro?
O Benfica, felizmente, conseguiu concretizar alguns sonhos que tinha, e curiosamente partindo sempre para pressupostos sem dinheiro, como foram os casos do estádio e do centro de estágio…
Está a falar nisso para depois dizer que não vende ou que pode vender?
O Benfica está super-apetitoso mas em breve vai ser altamente cobiçado…Ou seja, hoje, e depois de eu ter falado do Rui Costa [para presidente daqui a uns anos], isso complicou a cabeça a muita gente. Tenho a noção disso. Eu costumo dizer que não vejo a árvore, vejo a floresta. No Benfica, felizmente, vi e pensei sempre a dois anos de distância, nunca pensei a um ano ou a meses.
E, portanto, respondendo à minha pergunta …
Vou ser objectivo: se o Benfica vender algum jogador, as verbas que vier a realizar com essa venda, ou com essa mais-valia, serão para reinvestir no plantel. E nada se fará sem o acordo com o técnico. Sei o que tenho falado com ele e o Benfica não deverá mexer muito na sua estrutura principal.
Mas não fecha a porta a essa possibilidade de vender para reinvestir. É isso que tiro das suas palavras.
Há determinado tipo de jogadores que são muito importantes e irão ficar sempre no Benfica. Como há outros ex-jogadores do Benfica que brevemente poderão entrar na estrutura do clube.
Rui Costa vai terminar a época como jogador este ano?
Na altura própria os benfiquistas saberão qual é a decisão do Rui Costa. Eu sei qual é mas não devo falar nisso. O senhor é que introduziu Rui Costa na agenda como possível candidato a presidente, coisa que provavelmente ele também quer. Mas se Rui Costa quiser ser presidente do Benfica precisa do seu apoio para quê?
Não é a questão do meu apoio. Eu penso que o futuro do Benfica só poderá ser salvaguardado se se der continuidade à gestão e aos projectos. Sei que o Benfica não é uma monarquia, e quem quiser ser candidato a presidente tem de ser sócio e sujeitar-se a votos. O que eu disse é que iria preparar o Rui Costa para ser um futuro presidente do Sport Lisboa e Benfica.
E isso está a acontecer?
Tenho conversado muito com o Rui Costa. Iremos conversar muito mais ainda. O Benfica precisa de um presidente que seja preparado, tenha uma visão empresarial, saiba de futebol e tenha uma identificação clara com todos os benfiquistas.
A formação do Benfica tem sido a pior dos três grandes dos últimos dez, doze anos. Como vai dar a volta à situação e voltar a fazer do Benfica um clube produtor de talentos?
A minha memória é boa, primeiro deixe-me dizer…
Estamos a falar dos últimos dez anos e não dos últimos 30 nem 40…
Vamos ser claros: desde que o centro de estágio está a funcionar, o Benfica perdeu dois campeonatos em juvenis, um pela diferença de um golo para o Sporting, com os mesmos pontos, e no ano passado também por um golo que o Sporting nos marcou já depois da hora, um empate. O Benfica poderia ter sido campeão de juvenis em dois anos consecutivos. Basta olhar para as selecções nacionais e ver quantos jogadores do Benfica lá estão desde há três anos. Depois é recuar um pouco e ver o que existia.
Deixe-me dizer-lhe que normalmente as pessoas de fora o que valorizam é o número e o nome dos jogadores que aparecem na primeira equipa. Isso é o que não tem acontecido…
Neste curto espaço de tempo é verdade que não apareceram, mas o Miguel Vítor e o Romeu neste momento já fazem parte do plantel do Benfica. Temos algumas expectativas e por isso é que eles assinaram já mais quatro anos de contrato. Agora há que criar condições e os próprios sócios do Benfica têm de os receber bem. Não é com assobios que nós vamos resolver os problemas.
O treinador tem dito que a equipa do Benfica é muito jovem. O excesso de jovens também pode ser um problema, ou não?
Não sou treinador de futebol. O que eu tenho a dizer aos benfiquistas é que estamos a formar uma grande equipa.
O Benfica tem negócios privilegiados com algum empresário neste momento?
Um dos homens que trabalham muito connosco é o Jorge Mendes, que hoje deve ser o maior empresário do mundo do futebol. De resto, o Benfica trabalha com todos os empresários. Até há poucos meses [talvez fosse diferente]. Toda a gente conhece a personalidade do sr. José Veiga… Hoje o Benfica trabalha com todos.
E isso é um salto positivo em relação ao passado de que fala?
Sim, isso é um salto positivo. O Benfica, como grande instituição que é, tem de trabalhar com todos os empresários. Não pode dar a preferência a um, ou dois, ou três.
Têm falado muito ultimamente no Canal [de televisão do] Benfica. Como está e quando arranca esse projecto?
O Domingos Soares de Oliveira, já o disse, está a trabalhar afincadamente nesse projecto. Invertemos ali um pouco a [nossa] posição e brevemente penso que vai haver notícias. Neste momento, estão já cinco propostas em cima da mesa e iremos depois analisá-las.
A Câmara do Seixal queixa-se de uma dívida do Benfica de 170 mil euros…
A Câmara do Seixal? Não, não deve ter sido a Câmara do Seixal…
A Câmara do Seixal diz que enviou para execução fiscal uma parte da dívida do Benfica. Uma dívida de 170 mil euros referentes à água do centro de estágios…
Como deve calcular, eu sei o que se passa. Eu e o sr. Mário Dias temos estado em diálogo com a Câmara do Seixal. Mas não temos de dar notícias [a esse respeito] nem a Câmara do Seixal de certeza o fará. Vamos falando.
Existe alguma possibilidade de reatar relações com o FC Porto ou esse é um cenário completamente impensável?
As instituições são as instituições, as pessoas estão de passagem. Comigo… não falo, enquanto for presidente, com a pessoa que está no Porto [Pinto da Costa]. Todos sabem qual é a minha ideia.
Cortou esta semana relações com o diário desportivo Record. Porquê?
Publicaram uma notícia sobre um jogador nosso [David Luiz] que põe em causa o nosso departamento médico. Ao longo já de alguns meses [o jornal] tem uma linha editorial nitidamente para achincalhar mesmo os nossos profissionais - treinadores, jogadores, departamento clínico. Não me restava fazer outra coisa depois de ver as notícias que vi sobre "o regresso a coxear" [de David Luiz, aos treinos]; depois daquilo que se vê sobre o José Antonio Camacho, "que só fala espanhol"; depois, a propósito de umas pequenas curtas palavras do nosso presidente do conselho fiscal, o dr. Valter Marques, feitas de boa-fé, títulos especulativos com o "caos do Benfica". Nunca fazemos blackout e, desde que estou no Benfica, até me insurgi uma vez em que tentaram proibir a SIC de entrar na Luz. Os profissionais têm de trabalhar e não têm culpa nenhuma dos litígios que temos. Nunca fiz blackout, nem nunca se vai fazer isso no Benfica. A crítica tem de criticar, se jogam bem, se jogam mal, se foi boa aquisição. Têm de ter opinião, compreendo isso perfeitamente. Agora, perseguição, mentira, com isso não pactuaremos.
Curiosamente, esse jornal pertence a um grupo de comunicação social, a Cofina, que é dirigido por um sócio conhecido do Benfica, Paulo Fernandes. O senhor, segundo sei, tinha boas relações com ele. O que aconteceu? Como é que esse incidente vai posicionar-se nas relações entre ambos?
Eu já perdi amigos por causa do Benfica, porque defendo até às últimas consequências os interesses do Benfica. Sei distinguir entre ser presidente do Benfica e ser empresário. Tenho a certeza de que tenho essa virtude. Quando voltar a encontrar o sr. Paulo Fernandes iremos falar normalmente, mas sobre este assunto nem quero conversas. Vai ser difícil reatar [relações] se não houver um pedido de desculpas públicas sobre o que se passou, nomeadamente com a informação que eles deram, completamente deturpada. E de mentiras. Por exemplo, hoje parece que também vem no mesmo jornal que o plenário do Benfica é no dia 15, e que eu estou chateado com o sr. Vilarinho. No futuro, com esse meio de comunicação social [far-se-á] aquilo que está estipulado: ninguém do Benfica fala para esse Grupo [a Cofina] e para esse jornal [o Record].
Continua a ser sócio do Sporting e do Futebol Clube do Porto?
Ah… não fale nisso, que não tenho nada com essas situações. Já expliquei isso mais que uma vez.
Mas tem as quotas em dia ou não?
Nem me preocupo nada com isso. Sei que tenho as quotas do Benfica em dia. O resto… olhe, quem as tem estado a pagar que as vá pagando.

Que expectativas tem em relação ao processo "Apito Dourado"? Acha que vai finalmente penalizar alguém no futebol português?
Acho que se passaram situações muito graves ao longo de muito anos no futebol português. Muito graves, muito graves. A Liga não vai pôr uma esponja nisto. A justiça, eu acredito na justiça, mas depois de ler algumas notícias que têm vindo nos jornais já não sei o que é que vai acontecer. Só sei que o Benfica foi altamente prejudicado ao longo de muitos anos.
Já pensava isso quando, no Alverca, era amigo pessoal do presidente do FC Porto, Pinto da Costa?
Não vou dizer se pensava ou não pensava. Só quando se entra num mundo como o do Benfica é que nós nos apercebemos de muitas coisas. No Alverca aquilo era para não subir ou para não descer. Pronto, era para andar ali.
Deu alguma contribuição à investigação "Apito Dourado"?
Não devo dizer nada. Está em segredo de justiça.
Mas foi ouvido?
Não interessa se fui ou não. Mas gostaria de ter ouvido o nosso secretário de Estado [do Desporto, Laurentino Dias] que teve tanto cuidado com o Nuno Assis, [dizer alguma coisa] em relação à corrupção no futebol.
Esperava mais do secretário de Estado neste processo?
Devia ser ele o primeiro a interferir nisto a sério, e a querer a verdade.
Mas como é que interferiria?
Pelo menos devia ter-se mostrado interessado. Só disse que "a justiça vai funcionar, a justiça vai funcionar". O certo é que hoje vimos alguns dos arguidos e algumas das pessoas que estão lá nas suas escutas e parece que nem se passou nada. O que eles dizem é que é inválido, é inconstitucional. Mas nunca vi nenhum deles desmentir, dizer que não disse. Nunca vi! Aqueles que estão lá nunca disseram "eu não disse nada disto, é mentira esta escuta". O que quer dizer é que estas conversações existiram para prejudicar nitidamente alguém e favorecer outro.
Alguma vez falou com Carolina Salgado?
Não.
Viu ou pensa ver o filme Corrupção?
Não o vi, mas tenho curiosidade em ver.
Com Hermínio Loureiro na presidência da Liga, sente alguma diferença na liderança do órgão que dirige o futebol profissional em Portugal?
O sr. Hermínio Loureiro, se seguir aquilo que normalmente são os seus discursos, poderá ficar na história do futebol português. Estou convicto de que é um homem determinado. Penso que até hoje não teve medo dos telefonemas que foi recebendo das mesmas pessoas que por vezes lhe dizem "olha que fomos nós que te pusemos aí". Ele tem-se rido para elas e ainda bem.
Essas pessoas são do futebol?
São pessoas do futebol.
Dirigentes de clubes?
Dirigentes que já não deviam estar no futebol há muitos anos. Há um que agora vai falando, insurgindo-se contra os árbitros, que tem mais escutas telefónicas. Nem sei onde é que param.
E é quem?
O sr. [João] Bartolomeu [presidente da U. Leiria]. As escutas todas que ele tem vão daqui até, sei lá, até Santa Apolónia [estação ferroviária em Lisboa].
Acha que há muitos dirigentes do futebol português que deviam sair neste momento?
Muitos mesmo. Se levarem isto até às últimas consequências deviam sair mesmo.
Quer dizer mais nomes?
Não vou dizer nomes porque não me compete. Já me chatearam tanto que eu não quero dizer mais nada.
Disse há pouco que o clube estava a ficar cada vez mais apetitoso. Há pouco tempo falhou a OPA do empresário Joe Berardo no Benfica. O que está a querer dizer? Há outros interesses que se estão a posicionar com os olhos postos no Benfica? Também se falou do interesse de alguns empresários chineses e depois a coisa acabou por morrer rapidamente. O que é que nos pode dizer sobre estas situações?
É bastante evidente a recuperação que o Benfica fez em todas as vertentes. O Benfica era uma feira de vaidades. Hoje o clube tem uma direcção das mais coesas que teve na sua história. E os números são claros para toda a gente.
Mas sente que os sócios não dão valor, não valorizam esse aspecto da vida do clube e valorizam muito mais a vitória ou a derrota em cada fim-de-semana?
É compreensível, todos temos essa paixão. Agora, compete-nos a nós ter a cabeça fria para não cairmos na tentação em que muita gente caiu. Estou a consolidar o Benfica. O passivo está a baixar drasticamente. Curiosamente, há muita gente que fala do passivo de 300 e tal milhões de euros. Mentira. O Benfica tem um passivo bancário na ordem de 120 milhões de euros. Depois em fornecedores, e com estádio e Somague, à volta de cem milhões de euros, porque 80 milhões de euros não são exigíveis ao Benfica. Por isso, o passivo deve situar-se à volta dos 220 milhões de euros.
O Benfica, este ano, corre o risco sério de não se apurar para nenhuma competição europeia. Está com a Liga dos Campeões em perigo e também com a passagem à Taça UEFA em perigo. Que tipo de estragos é que isso pode fazer nas contas desta época?
Se toda a gente pensar com pessimismo. Amanhã o Estádio da Luz pode cair e então isso é que é dramático para o Benfica. Eu não vivo com "ses".
Este cenário deve estar na cabeça dos dirigentes do Benfica. Ou não?
Por exemplo, os movimentos do Manuel Fernandes ainda não estão no exercício passado. Sabemos o que orçamentámos. [O cenário colocado na pergunta] não é um drama. O Benfica pode ser penalizado em termos financeiros, mas não seria um drama. Já provámos que temos cabeça para pensar e teríamos muitas alternativas em todos os aspectos. Brevemente teremos uma alternativa que vai ser uma "bomba" e as pessoas vão dizer: "Mais uma vez nos surpreenderam."
Qual é que vai ser a "bomba" de que fala?
Não, deixem estar, tenham calma.
Não quer revelar?
Nós vamos surpreendendo sempre, sabe porquê? Porque nunca estamos satisfeitos, porque temos um grupo de profissionais que todos os dias pensam.
Uma "bomba" de gestão ou uma "bomba" no futebol?
Uma "bomba" de um Benfica em si. Será um acto [de gestão] muito importante em termos futuros.
Em duas frases: porque acha que falhou a entrada de Joe Berardo no Benfica?
Enquanto eu estiver no Benfica falha a do Joe Berardo e falham todos os Berardos. Toda a gente vai falhar. Quem tiver apetite de comprar o Benfica não vai comprar. Enquanto eu estiver cá, ninguém compra. Deixe-me dizer isto com alguma mágoa: já ouvi algumas pessoas muito importantes do Benfica dizerem que no futuro o Benfica poderá vir a perder a maioria ou que esta poderá passar para outras mãos. Comigo, enquanto eu estiver cá, poderei garantir aos benfiquistas que ninguém consegue lá chegar.

48 comentários:

Starblade disse...

O vendedor de pneus e de banha da cobra deveria ir para Palmela ser agricultor. Já parece o outro que ameaçava que dizia e depois nunca concretizava nada.

"Não. E quem quis fazer a crise lá terá de assumir as suas próprias responsabilidades.
Quem quis?"

Diz que quiserem fazer crise, mas depois não responde...


"A que se refere quando fala em "intriguistas, incompetentes", que têm de sair do clube?
Vocês vão aguardando… Quer dizer, aguardem e irão vendo o que vai suceder. "

Parece mesmo o Octávio Machado...Eu qualquer dia falo, eu qql dia abro o livro!

"Brevemente teremos uma alternativa que vai ser uma "bomba" e as pessoas vão dizer: "Mais uma vez nos surpreenderam."
Qual é que vai ser a "bomba" de que fala?
Não, deixem estar, tenham calma."

Decididamente devia mudar-se para Palmela...

Hugo disse...

Bem sei que não se justifica, mas vejam lá isto:
http://videos.sapo.pt/DnQKSf66QT1vK0PIMAno

Nuno disse...

Bla, bla, bla, bla, bla, bla.

O mesmo fado do costume..."olhem que eu digo, olhem que eu conto...".

A habilidade para fugir às questões está lá toda, a maior parte das perguntas, para não variar, ficaram sem resposta concreta ou fundamentada.

Agora, imagine-se, vem aí uma "bomba".

Ui, deixem-me cá abrigar senão ainda me atingem com estilhaços.

john billy disse...

é mais do mesmo...
vamos a coisas sérias:
fiquei mesmo FODI.. com a lesão do cardozo!! estamos sujeitos a ficar sem ele para os jogos com a academica, milão e porto devido a um grande filho da p... que nem amarelo levou (alias nem sequer foi marcado falto). mas que grande mer.. de arbitragem é essa? esse porco (qual será a escola dele?) devia apanhar um mês de castigo.
já agora LFV, já que temos dinheiro para comprar ronaldinhos, que tal comprar um defesa direito ou/e um extremo direito de classe já para janeiro?

João Bizarro disse...

Bla, bla, bla, bla, bla.

A conversa é sempre a mesma, não sei como ainda perdes tempo e espaço no blog com isto, Pedro!!!

Pedro disse...

Para o bem e para o mal é uma entrevista do Presidente do SLB...ao menos à que ler.
:)

Starblade disse...

Pelo menos lemos que as pessoas que dantes chamava amigos (Pinto da Costa, Valentim Loureiro) e grande profissionais (Veiga, Santolas, Tinoco Faria, Andrade e Sousa) afinal vem a descobrir que são «ingratos sem carácter» ou incompetentes.

Só pergunto se alguém que se engana tantas vezes sobre tantas pessoas deve estar ou não à frente do Benfica. Já para não falar nos andrades que trouxe para cá: Veiga, Paulo Gonçalves, Jorge Gomes(Jorge Chapeiro).

Quanto às contas eu estou preocupado:
1) É a primeira vez em 3 épocas que não vejo o relatório das contas consolidadas.

2) Fazendo as contas ao que ele diz o passivo não desceu:100M a terceiros, mais 120M ao Banco + 80M do passivo não-exigível = 300M o passivo com que andamos há 3 anos. E esta merda não há maneira de descer. O próximo presidente vai ter que baixar isto, pois os valores são incomportáveis.

3) O passivo não-exigível entrou sempre nas contas do passivo. LFV mente quando diz que são 220; ele próprio sempre incluiu o p.n.e. nas contas. Basta ver as notícias antigas.

PS- Estou mesmo a adivinhar a bomba: Reinaldo Teles vêm para Director Desportivo da SAD!

Alexandre disse...

Deixem la estar o chefinho em paz! Depois quem é que vai esperar os jogadores do porto à linha quando eles são substituidos??

André Leal disse...

http://www.bolsatotal.com/archive/index.php/t-17271.html

Aqui está o texto inicial do relatório e contas semestral de Agosto 2005 a Janeiro de 2006 apresentado na Bolsa, o que mostra que LFV não mente, pois o passivo exigível é de 218 Milhões de Euros.
Claro que já passaram 2 anos, mas os valores são muito semelhantes.

Americano disse...

Apenas a parte do passivo que gera custos (normalmente o bancário que gera custos financeiros) é muito relevante, e acima de tudo a sua comparação com o activo. Se tiver 1000 milhões de activo, o passivo até pode aumentar até aos 500 milhões, quero lá saber! Nem as empresas completamente desafogadas pagam a pronto, aliás é normal e um sinal de grande poder, pagar em prazos largos (como a maior parte do grupo sonae faz, por exemplo).
Analisar o passivo apenas pelo número não faz sentido, é preciso SEMPRE ver o activo, ver a estrutura do passivo (em termos de prazo) e ver os custos gerados pela manutenção do passivo. Não estou com isto a dizer que as contas do Benfica estão boas, não analisei as últimas, apenas a alertar para esse mito erradamente construído de que um passivo grande é obrigatoriamente mau.

Starblade disse...

E quais são os activos de uma SAD? A equipa de futebol, o que tem a receber e os edificios. Vais vender a equipa para pagar o passivo? Olha, vendemos por 20M um activo que no papel valia 25M. Querem vender mais activos destes?

E torno a dizer: LFV mente quando fala em 220M de passivo, vão ver os relatórios de outros anos, ou o consolidado e vejam o que sempre se considerou passivo. Ou agora, para atirarem mais areia para os olhos, e só em 2007, é que se lembram de falar em passivo exigivel e p.n.e ?

Americano disse...

Starblade, sempre existiu, como existe em qualquer empresa, passivo exigível e passivo não exigível, mas quando vir as contas logo dou a minha opinião, para já estou a falar apenas no abstracto, não das contas concretas.

Starblade disse...

Este é o balanço consolidado de Janeiro de 2006:

BALANÇO CONSOLIDADO

Passivo
Saldo a 31.01.06 31.07.05

Provisões para riscos e encargos 7.392.960 7.714.265
Dívidas a terceiros – Médio e longo prazo 102.087.298 117.172.779
Dívidas a terceiros – Curto prazo 115.931.808 105.346.974
Acréscimos e diferimentos 76.617.315 84.924.697
Total do passivo 302.029.381 315.158.715

Agora é que o vendedor de banha da cobra e de pneus vos quer atirar para os olhos com a história do passivo não exigivel. E pensar que há gente que compra sempre as mesmas mentiras, ilusões e demagogia.

Americano disse...

Starblade, gostes ou não, é verdade que a 31.01.06 o passivo exigível é cerca de 228 milhões e o não exigível de 84 milhões.

Starblade disse...

americano, gostes ou não, é verdade que o vendedor de pneus e de banha da cobra atira-vos areia para os olhos e voces continuam a recebela alegremente:

"Curiosamente, há muita gente que fala do passivo de 300 e tal milhões de euros. Mentira. "

A "muita gente" que ele diz que mente é... a própria contabilidade do clube:

BALANÇO CONSOLIDADO
Total do passivo 302.029.381


O que lhe valeu é que a entrevista tinha sido combinada e o jornalista era nabo, porque senão o demagogo vendedor de pneus e de banha da cobra tinha levado uma humilhação.

Americano disse...

Starblade, desculpa mas tu às vezes ou não lês o que as pessoas escrevem, ou julgas que toda a gente excepto tu é burra. Eu disse que o passivo exigível é cerca de 228 milhões e o não exigível de 84 milhões, ou seja o passivo total é cerca de 302 milhões, por isso explica-me onde estou a "receber a areia"???

Starblade disse...

E porque é que não leram o que eu escreví inicialmente?

3) O passivo não-exigível entrou sempre nas contas do passivo. LFV mente quando diz que são 220; ele próprio sempre incluiu o p.n.e. nas contas. Basta ver as notícias antigas.

O meu argumento nunca foi se havia ou não passivo não-exigivel; mas sim que este tmb entra nas contas do total do passivo, como demonstram as contas do próprio clube, já que o vendedor de recauchutados e ilusões não sabe ler um consolidado.

O vendedor de pneus e banha da cobra é que agora vem com a conversa que "ah, mas o passivo não exigivel..." quando SEMPRE se considerou o não-exigível para efeitos de passivo.

E falando do passivo em relação ao activo (isto mais parece uma conversa gay...) só interessa vir com esse argumento se nos podermos livrar de activos que não façam falta. Se é para vender activos tipo Simão e M.Fernandes para pagar o passivo, é melhor estar quieto.

Pior, vendemos o maior activo do Benfica e o passivo por cá continua...

Americano disse...

Por isso mesmo é natural os activos e passivos dos clubes estarem equilibrados, não é muito fácil gerar uma situação líquida positiva neste ramo.

"Se é para vender activos tipo Simão e M.Fernandes para pagar o passivo, é melhor estar quieto."

Exactamente por isso eu digo que ter passivo não é necessariamente mau. Imagina que o Barcelona neste momento chegava ao pé do Benfica e dizia: "vendemo-vos o nosso plantel todo por 10 milhões de euros a pagar daqui a 10 anos". O que é que acontecia: íamos ter um aumento no activo e passivo de 10 milhões de euros. E passávamos a ter um passivo total de 310 milhões de euros. Ficavas chateado? Eu não.

Starblade disse...

Só por curiosidade, agora que cheguei a casa, vim ver o consolidado de Jan.2007:

Saldo a 31.01.07 : 295.178.808

"Por isso, o passivo deve situar-se à volta dos 220 milhões de euros."- Grande bebedeira. Ele que deixe de snifar pneus e de atirar areia para os olhos das pessoas. Aldrabão de merda, julga que andamos todos a dormir!

jose disse...

Starblade, volta la a ler o que o Americano escreveu, e depois faz as contas em comparacao ao consolidado
Que nao gostas de nada do que se faz no Benfica neste momento, tudo bem
Mas seguindo as tuas palavras, qualquer dia temos la outro JVA ou M Damasio, e depois vou ver o que vais dizer.

Starblade disse...

Já percebí que temos aqui um puto que só conhece o Benfica dos tempos do Damásio e do V.Azevedo. Azar teu. Eu conheci grandes presidentes como Ferreira Queimado e Fernando Martins. Ganhava-se mais num ano que todos estes juntos em todas as suas presidencias...

PS- Volta lá ler o que o vendedor de banha da cobra disse e o valor que está no consolidado. No fundo está a chamar mentiroso ao Dep. Contabilistico do Benfica...

jose disse...

Bom, vou dar de barato a do "puto".

Não és o único a teres "conhecido" o F Martins, mas pronto.
E não respondes-te a minha afirmação.
Quem e que tu achas, que seria um bom presidente para o Benfica?
Estou curioso, a serio

André Leal disse...

Starblade:

Os tais acréscimos e diferimentos, juntamente com as Provisões, é que constituem o tal passivo não exigivel, ou seja 84 milhões de euros.
Os acréscimos e diferimentos são constituídos para afectar custos a vários anos custos e não só a um ano. Ou seja referem-se a custos e não a pagamentos, que é algo diferente, pois assume-se que o pagamento ou o reconhecimento da dívida já foi feito e já está contabilizado. Já as provisões são constituídas por conta de riscos e encargos futuros, isto é, são custos ou perdas reconhecidos por hipotéticas perdas futuras. Por exemplo, se o Benfica detiver acções de uma determinada empresa no fim de exercício com um valor abaixo do valor de compra, poderá constituir uma provisão que preveja a perda que o SLB irá incorrer na venda das referirdas acções. No entanto quando a venda das referidas acções é feita ninguém exige o pagamento do prejuízo incorrido, pois este já foi pago na altura da compra das acções. São, portanto, passivos não exigíveis.

André Leal disse...

Starblade:

Outra coisa, o facto de o SLB vender o Simão não implica imediatamente a diminuição do passivo. Só implicaria se o Glorioso estivesse numa situação tal que fosse requerida a retenção de receitas por parte dos credores. Houve sim um troca patrimonial de activo: saiu o activo Simão e foi substituído pelo activo dinheirinho. Nada a ver com o passivo, pois o Benfica tem planos de pagamento e prazos de exigibilidade de dívidas que estão definidos e não passam por liquidar dívidas com todos os tostões que entrem.
De qualquer forma é aqui que entra a gestão a sério, é em negociar os pagamentos das dívidas.

Estará (quase de certeza) melhor uma empresa que tenha 400M € de Activo, 250M€ de Passivo de Médio/Longo Prazo e 50M € de passivo de Curto prazo do que outra que tenha os mesmos 400M € de activo e somente 200M € de passivo mas que seja todo de curto prazo. Dependerá tudo da composição do activo se é facilmente realizável (dinheiro, acções, etc.) ou dificilmente realizável (imóveis, etc.) mas normalmente a 2ª empresa estará com a corda na garganta e terá que ou vender património ou negociar as dívidas através de novos empréstimos. Pelo que me tenho apercebido o SLB estava na situação do 2ª exemplo e agora estará numa situação mais parecido com a do 1º exemplo. O passivo terá aumentado, é certo, mas os benefícios provenientes de investimentos feitos pelo SLB, como o campo de estágios, ainda estão para vir e esses não estão nas contas, pois em contabilidade registam-se as perdas potenciais, como disse no último comentário, mas não os ganhos potenciais - o chamado Príncipio da Prudência.

Americano disse...

Starblade, ele não está a chamar mentiroso a ninguém, está a analisar as contas como lhe dá mais jeito, logicamente. Mas também não percebo porque não mencionas o DSO, ainda há pouco tempo o elogiavas, e agora vais ignorar que ele é o responsável financeiro nº 1? Ou quando dá para o torto já passa a ser o LFV e DSO já não tem nada a ver com isso?

João Bizarro disse...

Fonix, estas paragens para a equipa do Socolari e do Madail jogar são uma seca.

E isso nota-se também aqui no blog!

Damásio, JVA, Vilarinho, LFV...

Que vontade de bocejar! (pra não dizer outra coisa)

jose disse...

Eu estou e preocupado com o branqueamento asqueroso dos jornais e televisoes as constantes agresoes que os jogadores do Benfica sofrem, e que outros meninos fazem noutros clubes.
Isso nao interessa resalvar para esses merdas.
Agora linchamento publico de jogadores do Benfica, oh, olha para eles a fazerem bicha para atirarem a primeira pedra.
Isso sim seria algo que a direccao do Benfica, ou o departamento juridico deveria comecar a trabalhar
Parece que com o Record ja cortaram as relacoes
Ja vem anos tarde de mais

Americano disse...

Tens razão João, quando se começa a falar de contabilidade é porque isto vai muito mal :)
Vou lançar aqui a polémica, para animar, deixando uma pergunta aberta a todos os benfiquistas, e ao Alexandre peço uma resposta honesta:
Acham que o Cláudio Pitbull se vai "lesionar" e falhar o jogo com o Porto?

João Bizarro disse...

José, isso não é novidade nenhuma. Aliás, este ano tivemos o caso mais insólito no futebol tuga com um apitador a pedir desculpa só porque "errou" a favor do Benfica.

A semana passada assistimos ao linchamento do Bynia com sondagens na net e tudo...
O azeiteiro que ia partindo a perna ao Cardozo (vem de uma boa escola) nem amarelo levou e nada lhe acontece. Já vimos noutros casos o jogador que lesionou a telefonar ao lesionado a pedir desculpa, mas neste caso nada!

João Bizarro disse...

Americano, claro que vai.
É ele e o jogador que eles vão contratar no próximo defeso (ou até já está contratado).

Não há jogo que tenham contra um clube que tenham jogadores emprestados em que isto não aconteça.
Não deve ser ilegal. Mas é anti-desportivo. E neste aspecto eles são campeões com larga margem.

Enfim... siga o baile...

Starblade disse...

"Starblade, ele não está a chamar mentiroso a ninguém, está a analisar as contas como lhe dá mais jeito, logicamente."

Pois, logicamente está a atirar areia para os olhos. Logicamente o passivo não-exigivel entra para contas de passivo, sempre foi assim ao longo dos anos, e agora é que o vendedor de recauchutados se lembrou de vir com esta conversa para tapar o sol com a peneira. Já sei que está tudo bem nas finanças do Benfica... mas o raio do passivo é que não baixa... e as dividas da água à Camara do Seixal já foram para execução fiscal. Quanto à história do DSO e do LFV, anda um a poupá-lo para o outro encher o cú a tantos comissionistas e gastar tanto dinheiro mal gasto em Betos, Morretos, Manducas, Marcos Ferreiras, Laurent Roberts, Zoros, Santolas e outras nulidades que ano após ano teimam em encher o plantel. Não me admira não só não se ganhar nada, como o clube teimar em atirar dinheiro à rua.

Ainda falam do Damásio e do VA? Depois de saber de salários em atraso em várias modalidades e depois da história da CMSeixal (e a dívida total é mais que os 170.000€, pois esses são os que foram para execução fiscal, falta o resto...) espero que o vendedor da banha da cobra saia do Benfica para saber o que realmente se passa. O passado não vos serviu de alerta, gostam de ver a mesma merda repetir-se ano após ano.

Damásio->VA->LFV. Está aqui um trio maravilha. Só se podem comparar uns aos outros. Até o Vilarinho já acordou.

fui

john billy disse...

realmente essas pausas da selecção não trazem nada para os blogs!
pelo menos já comprei o bilhete para assistir ao portugal-finlandia. é pena ser naquele estádio...

Americano disse...

Podes crer john, vê se vandalizas um pouco aquilo! :)
E leva um casaco para aguentar as correntes de ar!

Estou a brincar, fizeste muito bem, eu não vou poder lá estar, por isso dá todo o apoio para os nossos meninos estarem no Euro 2008!

john billy disse...

já pensei em arrancar umas cadeiras e partir umas sanitas!!!
tb tou a brincar! vamos um grupinho de benfiquista mais um lagarto (mas esse é excelente) e só tencionamos assobiar o pepas!

jose disse...

Nem me fales nesse refugo Brasileiro..
Quem sera o proximo? O etiope arrumador de carros do supermercado?

André Leal disse...

Starblade, mostra-me uma empresa que não tenha passivos. O Passivo é algo que financia o activo, juntamente com os capitais próprios, e obedecendo a certos rácios em relação ao activo e tendo uma determinada constituição (em termos de prazos de pagamento) é perfeitamente aceitável e até recomendável numa empresa. Uma empresa que só recorra a capitais próprios (emissão de acções para quem está cotado em bolsa) é obrigada a pagar taxas muito mais elevadas aos accionistas (que normalmente pedem taxas de rendbilidade superiores aos bancos nos empréstimos). E além disso, voltando atrás, para o Benfica conseguir agora estar cotado em bolsa, significa que as suas contas estão muito mais equilibradas, caso contrário a CMVM não admitia a entrada do Benfica para o índice.

Nos tempos do Vale e Azevedo é que ele primeiro falou da Bolsa, mas depois quando se mostrou impossível ao Benfica entrar, começou a dizer que o empréstimo obrigacionista é que era. Agora compara os juros dum empréstimo obrigacionista e dum empréstimo bancário, sendo que este ainda pode ser negociado através de concessões de Publicidade, Caixa Futebol Campus e outros, por ex.

jaco disse...

Voces até podem por uma bancada do Dragão abaixo, que ainda vai ser muito melhor e mais bonito que o vosso.
E em relação ao que se passa no vosso clube, até não vou gozar com a vossa situação, pelo menos por enquanto, sabe-se la, se ainda qualquer dia aparece uma corja desse nivel no meu clube e o transformem num circo.
Vejam o que o presidente do estugarda disse, que o FCP é um exemplo a seguir, é o que eu digo, só neste pais de invejosos é que tentam desvalorisar o Porto, mas não conseguem.

jose disse...

O presidente do Estugarda cobhece pouco do futebol Portugues.
E o exemplo a seguir foi o de comprar barato e vender caro
E quando dizes "até não vou gozar com a vossa situação, pelo menos por enquanto, sabe-se la, se ainda qualquer dia aparece uma corja desse nivel no meu clube e o transformem num circo."

Mas ainda mais? E que ao menos nos discutimos o passivo do Benfica, enqunato que voces nao sabem exactamente quanto e o vosso....

João Bizarro disse...

Claro jaco, promovem perfeitas andedotas (Pepe, Bruno Alves - HAHAHHA) à conta da imprensa e depois vendem-nos por balurdios. Nisso dou-lhes mérito.

André Leal disse...

Jaco... meste dois na Amadora

Alexandre disse...

Bem, se aparecerem cadeiras partidas já sabemos quem responsabilizar... lol

Americano, isso das correntes de ar é um mito. Fazes muito bem john, ja que és de perto, deves saber que o estadio é bem bonito e muito agradável para se ver futebol. A única vez que fui ao estadio da luz (o antigo) foi pra ver um portugal-hungria, e não parti nada!

Já agora, compraste os bilhetes no estádio? É que no site da FPF so há para leiria.

Americano disse...

Alexandre, só para informar que já estão à venda no site da FPF para o jogo no dragão.

jaco disse...

Pois, mas voces é que fazem grandes vendas, e olhem que não me lembro de nenhum jogador vosso que tenha vingado lá fora, o Alex foi vendido pela imprensa, lembram-se, o scolari atéo pos a jogar até que ele fosse vendido, o rui costa não passa de um bluff glorificado, nunca se assumiu em equipas de top, mais de resto, ha, o Deco, desculpem, esqueci-me desse que depois de ter "saido" do slb foi para grandes equipas, e foi campeão europeu em 2 colossos diferentes.
E quanto aos resultados recentes da minha equipa, não se preocupem, tamos perto dos oitavos da champions, e com mais 4 pontos do que voces no campeonato, ou seja, quem vos dera estar no lugar do FCP.

João Bizarro disse...

jaco, não sei se ria, se chore de tamanha ignorância...

Humberto Coelho
João Alves
Stromberg
Chalana
Thern
Shwartz
Aldair
Ricardo Gomes
Rui Costa... SIM, RUI COSTA, apesar da tua azia!
Paulo Bento
Abel Xavier
Fernando Meira...

só pra dizer os que me lembrei em 5 segundos.

jaco disse...

Se fosse como esses ai eu paresentava-te uma lista dos que sairam do FCP que até deixava esses envergonhados, por favor, abel xavier, paulo bento!! real sociedad e sporting?? shwartz?? para uns cronicos ingleses quaisqueres? Por favor...
P Ferreira
R Carvalho
Deco
Pepe
anderson
J AndradeR barros
futre
f couto
....
pere a lista que ai apresentaste até o secretario servia....

João Bizarro disse...

Quer queiras quer não esses jogadores que referi tiveram sucesso nos clube para onde foram.
Já que falas do Abel Xavier, um jogador que esteve nos 4 cantos do mundo, jogou em Espanha, Itália, Inglaterra, ainda hoje anda em festas com estrelas do cinema... se isso não é sucesso...

A tua famosa frase foi "não me lembro de nenhum jogador vosso que tenha vingado lá fora"

Além disso escusas de meter aqui alguns jogadores do porto porque não fomos nós que dissemos que não tiveram sucesso.
E depois tira dessa lista o pepe e o anderson porque ainda não tiveram sucesso nenhum.

Percebeste o que disse ou queres que faça um desenho?

Jaco disse...

So o facto de terem sido vendidos por 30 milhoes cada ja é um sucesso, o anderson ja aparece mts vezes a titular e o pepe teve lesionado, quando tavas a falar de sucesso pensei que estavas a referirte a nivel futebolistico, se nao estavas pronto.
No fundo voces têm inveja de o fcp ser reconhecido la fora, e que consiga valorizar os seus jogadores.

Jose disse...

O John Hartson aqui ha uns anos custou £7 milhoes ao Aston Villa e o Darren Bent custou £16M ao Tottenham
Nenhum deles vale esse dinheiro
Conclusao: Clubes com muito dinheiro pagam excessivo dinheiro por jogadores que nao valem nem um terco desse valor