blog

sexta-feira, fevereiro 02, 2007

um sr. muito coerente...

Mais uma vez o excelente blog : http://queridosjornalistasdesportivos.blogspot.com/ tem um post muito pertinente.

Ainda sobre o jogo da jornada passada o treinador do fcp dizia: «Não nos deixaram ganhar.»

Umas semanas antes, e numa altura em que eram só "vitórias"* o mesmo treinador dizia ter «dificuldade em lidar com o empate e a derrota.»

Mas parece que este treinador nem sempre foi assim, senão vejamos (e paço a citar o referido blog):

«A 20 de Outubro de 2002, Jesualdo, então treinador do Benfica, defronta nas Antas o tal clube regional.

O resultado final foi de 2-1 para a equipa da casa, naquilo que terá sido o jogo mais faltoso da história do futebol. Foram assinaladas por Paulo Costa (árbitro do Porto) 73 faltas (!!!...) e foram expulsos 2 jogadores do Benfica (Éder e Miguel). Alguém consegue ter uma ideia do que são 73 faltas assinaladas durante um jogo de 90 minutos?!!!...

Simão foi ainda agredido pelo "trio maravilha" (Maniche, primeiro, e Costinha e Jorge Costa depois) quando se encontrava no chão a recuperar de uma entrada duríssima de Jorge Costa. Nessa oportunidade, por entre estalos e "palmadinhas", todos os agressores acabaram por ficar em campo.

Lembro-me, como se fosse hoje. Foi impossível jogar futebol, Deco e os parceiros da baixeza inundaram o campo de simulações e de faltas inexistentes. Numa delas, o desprezível Deco entra em convulsões após um inexistente toque de Éder, expulsando-o de forma inacreditável. Foi difcil ao Benfica estruturar uma jogada com princípio, meio e fim, sem que o "habilidoso" do apito na boca a sentenciasse imediatamente ao fracasso.

Uma vergonha!!!

Terá Jesualdo, treinador do Benfica, como seria quase obrigatório na altura, deixado escapar algumas críticas à arbitragem?... Não, antes afirmou que não queria «encontrar desculpas. O Porto ganhou com mérito e acabou por ser um justo vencedor», salientou. Fez apenas uma ressalva para a «sucessão de faltas, quezílias e cartões» que, segundo ele, impediram que na segunda parte, «houvesse futebol». (Site Mais Futebol, 20/10/2002)»

Já todos tinhamos reparado que a arrogancia deste sr. se tinha manifestado nos ultimos tempos. Aliás, muita gente falou nas saidas de Rogério Gonçalves da Naval e de Inácio do Beira-Mar, mas a "fuga" de Jesualdo do Boavista para o clube das Antas já foi um salto do mesmo treiandor: "Jesualdo chega finalmente a um clube com outras ambições", diziam alguns pasquins na altura!
Aqui permitam que não concorde uma vez que as ambições de Boavista e Porto são identicas: chocolatinhos, rebuçadinhos e vai lá de Cosmos até ao Brasil!!!

Dito isto resta-me pedir à grande equipa do SLB que vença a 1ª de 14 finais, já esta noite.

9 comentários:

Pedro disse...

Nunca tive grande estima pelo Jesualdo. Estas declarações só vão de encontro ao q penso dele. É baixo...está bem para o clube q representa.

Unknown disse...

Boas!!

Bom blog. Já agora, visitem:

http://semprevermelho.blogspot.com

http://abolaeredonda.blogspot.com

http://blogdochelseafc.blogspot.com

Visitem e comentem.

Continua com o bom trabalho!!

Anónimo disse...

Já me tinha esquecido desse jogo mas agora que o tenho bem vivo na memória, estou revoltado e exigo vingança!
Aquele expulsão do Eder foi inacreditável! aquele trio de escumalha a agredir um jogador "franzinho" (como dizem eles) no chão foi uma imagem vergonhosa!
Este ano temos k ser campeões!
Exigo isso ao Fernando Santos e aos jogadores!
só faltam 14 jogos com a calendário muito mais facil que a 1ª volta!
Força Glorioso quer ver o porco do judas ferreira na lama, ele e a porcaria dos andrades!!

Pedro disse...

A expulsão do Éder é um exemplo perfeito para demonstrar como do bluff se fez um génio. Lances daqueles eram em todos os jogos dos andrades.

João Bizarro disse...

Esse lance da expulsão do Eder é o que dá o 2-1.
Parecia um jogo de matraquilhos com 2 tijolos só de um lado para inclinar a mesa.

Nuno disse...

Claro que nessa altura, outrora cavalheiro, Jesualdo era um "senhor", que tinha postura e comentários serenos, na altura de fazer comentários sobre os jogos que disputava.
Quem não se lembra do cavalheirismo por vezes bacoco do Jesualdo, sempre políticamente correcto?
Pois é, hoje por hoje, e vestido à andrade, embuído do espírito flatulento e enebriado pelos mesmos gases, o que vemos e ouvimos nós em termos de postura e cordialismo na análise que faz aos jogos?
Pois é, foi-se a postura, foi-se cordialismo, e foi-se até a serenidade e bom senso, quando, acoberto de imensos "telhados de vidro", vem cobardemente, pedir que o último jogo que não ganhou seja investigado. Ao que nós chegámos. Há sapos maus de engolir mas este Jesualdo ultimamente têm-nos provado que é um excelente "engolidor" de sapos.

P.S. não querendo mencionar a forma indigna e vergonhosa como saíu do Boavista.
Por falar em cúmplices do sistema... esta noite MARCHAR, MARCHAR !!!

João Bizarro disse...

Boa Nuno.

Anónimo disse...

para recordar: diariamente façam os possíveis por "picar os miolos" a pelo menos um fcp tratando-o por "andrade".
peço desculpa por de quando em vez insistir com isto, mas faço-o porque sei que eles ficam como os toiros bravos quando o toureiro lhes crava uma farpa no cachaço!.
e eu adoro levar os "andrades" aos arames!.

Pedro Neto disse...

Acho que esta "filha-da-putice" crónica e transmissível era uma boa matéria para um estudo sociológico.

Porque será que todos os profissionais que vão para o FC Porto - mesmo que sejam uns tipos honestos e educados - se transformam em autêncticos anormais passado algum tempo de convívio nortenho?
Será esse comportamente uma realidade, como uma espécie de virus da canalhice, ou é uma forma de padronização no grupo para se sentirem entre iguais?